Contra um time aberto, o Ceilândia levou a melhor. O Gama joga diferenteContra um time aberto, o Ceilândia levou a melhor. O Gama joga diferente

Semana 8 – Um desafio por vez: Gama

Dudu foi mantido na lateral contra o Brasiliense: atuação confortável
Dudu foi mantido na lateral contra o Brasiliense: atuação confortável

O Ceilândia retorna aos treinamentos nesta segunda-feira visando a partida do próximo final de semana diante do Gama, no Estádio Regional, 16h, pela 5a rodada do Campeonato do Distrito Federal 2016.

Mario Henrique foi bem, mas o titular da posição é Kabrine
Mario Henrique foi bem, mas o titular da posição é Kabrine

A princípio a única preocupação é Chefe, que saiu reclamando de dores diante do Brasiliense.

Os jogadores passarão por uma avalição física antes de iniciarem os treinamentos.

Cassius voltou: fica se Chefe não se recuperar
Cassius voltou: fica se Chefe não se recuperar

O resultado diante do Brasiliense trouxe alívio e preocupação. Alívio por se se considerar que o time de fato é capaz de enfrentar os times que joga aberto. A preocupação permanece na medida em que, contra times que jogam fechado, o Ceilândia demonstrou enorme dificuldade de criação.

Filipe Cirne vai ter que se reinventar na reta final da competição
Filipe Cirne vai ter que se reinventar na reta final da competição

Para a partida contra o Gama, Adelson considera que o Ceilândia não deva manter a mesma estrutura. A estrutura, segundo o treinador, foi pensada para o modo de jogar do Brasiliense.

Contra um time aberto, o Ceilândia levou a melhor. O Gama joga diferenteContra um time aberto, o Ceilândia levou a melhor. O Gama joga diferente
Contra um time aberto, o Ceilândia levou a melhor. O Gama joga diferente

O Gama é o melhor time da competição, na visão do treinador (o alviverde lidera ao lado do Brasiliense), mas joga de maneira muito distinta. Daí a necessidade e escolher os jogadores certos para a partida.

O time somente será definido no meio da semana.

 

Comentarios

Comentarios