Fora de campo, torcida e dirigentes se dão bem: Luziânia já foi alvinegro

Amizade fora, rivalidade dentro de campo

Ceilândia deu muito trabalho a Edmar no último jogo: no final, uma falha incrível decretou o empate
Ceilândia deu muito trabalho a Edmar no último jogo: no final, uma falha incrível decretou o empate

O Ceilândia enfrentará neste sábado, 16h30, no Estádio Nacional, o Luziânia pela partida de ida da decisão do campeonato Candango de 2016.  O adversário tem a melhor campanha e encontra-se invicto na competição. Contra o Gama, mostrou ser um time consistente.

A maior preocupação com Adelson será exatamente essa. O Luziânia tem começado seus jogos surpreendendo os seus adversários.

Filipe Cirne fará muita falta
Filipe Cirne fará muita falta. Ceilândia terá cinco modificações em relação ao último jogo

Contra o Gama foi punido com um pênalti logo no início, mas nas duas partidas começou melhor e fez um segundo tempo exuberante. O Ceilândia oscila menos durante o jogo, mas vai ter que melhorar o nível do futebol apresentado se quiser passar pelo time azulino.

No último encontro entre Ceilândia e Luziânia, empate sofrido no Regional por 2 x 2, com direito a uma falha incrível de Edmar, goleiro do Luziânia. O Ceilândia melhorou um pouco o seu volume de jogo de lá para cá e  ambos os times mudaram suas maneiras de jogar. O Ceilândia mudou quase meio time.

Fora de campo, torcida e dirigentes se dão bem: Luziânia já foi alvinegro
Fora de campo, torcida e dirigentes se dão bem: Luziânia já foi alvinegro

A rigor não existe favorito. O Luziânia tem um melhor conjunto, mas o Ceilândia é um time cirúrgico e que não se enerva. O Luziânia, contudo, tem disparado a melhor campanha. Acontece que em mata-mata isso não vale muito.

Fora de campo os times se dão muito bem. Os presidentes são normalmente vistos conversando ou trocando mensagens. A amizade terá uma pausa nos próximos dias. Apenas um sairá campeão.

Badhuga terá muito trabalho nos jogos finais
Badhuga terá muito trabalho nos jogos finais. Nada que não esteja acostumado

A história de Ceilândia e Luziânia se cruzam nos últimos 20 anos. A história do futebol do Luziânia com o Distrito Federal tem quase um século que inclui um vice-campeonato candango de 1966, quando perdeu o jogo decisivo para o Rabelo na penúltima rodada por 3 x 1.

Nesse período, o futebol de Luziânia chegou a ser representado pelo Luziânia Futebol Clube que tinha as mesmas cores do Gato Preto. O time foi extinto e surgiu o atual Luziânia.

Na história dos confrontos, a vantagem é do Ceilândia por uma vitória: 10 contra 9 adversário e 10 empates. Nos últimos três confrontos, o equilíbrio se mantém: uma vitória, um empate e uma derrota. No último jogo em campo neutro, em 2013, deu Ceilândia: 1 x 0 no Bezerrão, iniciando uma série de 3 vitórias consecutivas alvinegras.

Related Images:

Comentarios

Comentarios