Valeria mais uma vez foi importante

Feminino: Ceilândia está vivo nas semifinais

Jogo muito disputado: Ceilândia fez a sua melhor partida até hoje contra o Cresspom
Jogo muito disputado: Ceilândia fez a sua melhor partida até hoje contra o Cresspom

O Ceilândia jogou na manhã deste domingo contra o Cresspom no Estádio Regional em jogo válido pelas semifinais do Candangão Feminino de 2016.

O Ceilândia começou melhor e logo aos 5 minutos Nycole roubou a bola da goleira adversária e serviu para que Isabella abrisse o marcador: Ceilândia 1 x 0.

Isabella depende do time e o time de Isabella: melhor do jogo
Isabella depende do time e o time de Isabella: melhor do jogo

O Ceilândia continuou melhor durante boa parte do primeiro tempo. Bem postado e controlando a ansiedade, o Ceilândia trocava bolas como ainda não havia neste campeonato.

Com o passar do tempo, o  Cresspom foi se impondo no jogo. Num lance isolado, Valéria acabou cometendo penalti, mas em seguida se redimiu e fez uma espetacular defesa.

Nycole não fez, mas teve participação decisiva nos dois gols alvinegros
Nycole não fez, mas teve participação decisiva nos dois gols alvinegros

O Ceilândia voltara a depender unicamente da ligação direta para Novinha e Nycole ou da genialidade de Isabella. Defensivamente, o Gato Preto ia bem, mas não demorou  e o Cresspom empatou com Pitbull. A defesa do Ceilândia reclamou (e muito possivelmente com razão) de impedimento.

O Gato Preto sentiu o gol do adversário. O Cresspom continuava a rondara grande área alvinegra até que Dani fez o segundo gol do Cresspom.

Valeria mais uma vez foi importante
Valeria mais uma vez foi importante

O Ceilândia não se achava em campo. Compensava as dificuldades do momento com muita luta. O time talvez não entendesse o quanto que Isabella pode fazer para o time e Isabella talvez não compreendesse o quanto o time faz por ela.

O fato é que, na base da superação, o Ceilândia terminou o primeiro tempo perdendo apenas por 2 x 1.

Novinha compõe ao lado de Isabella e Nycole o trio de ouro do Ceilândia: o time precisa delas e elas precisam do time
Novinha compõe ao lado de Isabella e Nycole o trio de ouro do Ceilândia: o time precisa delas e elas precisam do time

Veio o segundo tempo e assistiu-se a algo que não se vira em todos os confrontos entre Ceilândia e Cresspom até hoje. O Ceilândia tomou, consistentemente, a iniciativa do jogo.

Isso não significa que o Ceilândia criava chances claras de gol, mas fez o suficiente para que o Cresspom  passasse a jogar com bolas longas, algo que não se vira em qualquer dos confrontos.

CEC teve muito trabalho: consciente na defesa, CEC não deu vida fácil para o Cresspom
CEC teve muito trabalho: consciente na defesa, CEC não deu vida fácil para o Cresspom

Aquele momento da partida mostrou o quanto que o Ceilândia evoluíra nos confrontos diante do Cresspom.  Nos primeiros minutos da partida, quem piscasse primeiro levaria o gol… o Ceilândia levou.

Aos 23, o Ceilândia estava reduzido a dez mulheres: a lateral direita permaneceu caída na entrada da área. O Cresspom recuperou a bola no seu campo de defesa, avançou pela direita e, após o cruzamento, Pitbull fez o seu segundo gol.

Valéria foi corajosa: impediu que o adversário ampliasse a vantagem
Valéria foi corajosa: impediu que o adversário ampliasse a vantagem

Uma ducha de água fria na meninas alvinegras.

O Cresspom que até então estava em dificuldades recuperou a confiança e o domínio do jogo. Por ao menos três oportunidades poderia ter aumentado. Em duas a bola explodiu no travessão, na terceira a competente Valéria impediu.

Isabella recebeu de Nycole para tocar com "nojo" no canto esquerdo da goleira adversária: um golaço!
Isabella recebeu de Nycole para tocar com “nojo” no canto esquerdo da goleira adversária: um golaço!

Nos minutos finais, o Ceilândia parecia fisicamente esgotado… mas o Ceilândia tem Nycole e o Ceilândia tem Novinha e, principalmente, Isabella.

Aos 43 minutos, Nycole ganhou a disputa na intermediária. Avançou e tocou para Isabella. Isa não se assustou com a presença da goleira adversária e, da entrada da grande área, tocou, com muita categoria, no canto esquerdo da goleira. Um golaço.

As meninas do CEC que entraram no decorrer do jogo mantiveram a pegada. Decisão, agora, no jogo de volta
As meninas do CEC que entraram no decorrer do jogo mantiveram a pegada. Decisão, agora, no jogo de volta

Após o gol, o jogo ficou franco. O Ceilândia rondou a área adversária sendo parado por faltas sucessivas, mas o Cresspom também é perigoso nos contra-ataques e poderia ter ampliado.

No final, o Ceilândia perdeu por 3 x 2. Perdeu o jogo, mas sabe, se fizer uma partida perfeita, pode superar as atuais campeãs e voltar a final em 2016.

Fotos do Jogo:

 

 

Comentarios

Comentarios