Hora de esquecer o passado, unir e seguir adiante

Ceilândia e Brasiliense no clássico da cidade nº 37

Ceilândia e Brasiliense se enfrentaram 3 vezes em 2016: jogos sempre duros
Ceilândia e Brasiliense se enfrentaram 3 vezes em 2016: jogos sempre duros

Sem tempo para lamentar o tropeço do último sábado diante do Luverdense, o Ceilândia já se prepara para o confronto deste meio de semana diante do Brasiliense. 

Gilvan pelo Brasiliense, Gabriel pelo Ceilândia: histórico de jogadores vestirem ambas as camisas
Gilvan pelo Brasiliense, Gabriel pelo Ceilândia: histórico de jogadores vestirem ambas as camisas

O confronto entre Ceilândia e Brasiliense inicia a série de jogos do Gato Preto contra os líderes da competição: Brasiliense, Gama, Ceilândia e Paracatu. Atualmente 7 pontos separam Ceilândia e Brasiliense.

Hora de esquecer o passado, unir e seguir adiante
Hora de esquecer o passado, unir e seguir adiante

O clima no Ceilândia sempre fica pesado depois de uma derrota. É natural que assim seja, mas é preciso seguir em frente. O time tem condição de dar a volta por cima.

técnico Adelson de Almeida sabe da importância do jogo. A derrota do último sábado incomodou pelo resultado em si. A atuação do time não foi ruim, apenas esteve um pouco abaixo do exigido para o nível da competição. Agora é sacodir a poeira e dar a volta por cima. Nada como uma sequencia difícil de jogos para esquecer o ocorrido.

 

Comentarios

Comentarios