Nos lances cruciais a trave ou Artur salvaram o Ceilândia

Artur e travessão salvam o Ceilândia

Emotivo minuto de silêncio em homenagem a Luizão
Emotivo minuto de silêncio em homenagem a Luizão

Antes de uma coisa é preciso deixar algo bem claro: há uma distância a ser considerada entre as visões do torcedor e do profissional de futebol. O jogo entre Ceilândia e Brasiliense dessa tarde deixa isso bem evidente. Não foi um jogo bom de assistir. Os profissionais provavelmente gostaram do resultado.

Ceilândia foi impedido de filmar para dar lugar ilustres torcedores do Brasiliense. Desalojados de sua própria casa.
Cinegrafista do Ceilândia foi impedido de filmar para dar lugar ilustres torcedores do Brasiliense. Desalojados de sua própria casa.

Os times começaram se estudando. O respeito era mútuo. Ambos marcavam de sua intermediária para trás e não arriscavam no ataque. Nesse cenário, o único risco que os times corriam era em bolas paradas. Numa dessas, o travessão  salvou o Ceilândia.

Filipe fez a sua melhor partida em meses: esperança de um futuro melhor
Filipe fez uma partida discreta para o seu potencial, mas  a sua melhor atuação em meses: esperança de um futuro melhor

Esse cenário perdurou até a primeira pausa para hidratação.  Depois disso o Brasiliense tomou para si a iniciativa do jogo, mas sem arriscar-se defensivamente. As jogadas eram previsíveis e ninguém arriscava qualquer jogada que pudesse expor a sua defesa. 

Sem inspiração, os times abusaram da bola aérea. O Ceilândia, nem isso
Sem inspiração, os times abusaram da bola aérea. O Ceilândia, nem isso

Artur e o goleiro do Brasiliense foram expectadores do jogo no primeiro tempo. Esperava-se que o cenário mudasse no segundo tempo. Não mudou, ao menos para o Ceilândia. O Brasiliense voltou com maior volume de jogo, mesmo assim atacava com poucos homens, temendo o contra-ataque alvinegro. 

Romarinho pouco pode fazer contra a boa defesa do Brasiliense
Romarinho pouco pode fazer contra a boa defesa do Brasiliense

O Ceilândia, a seu turno, não incomodava. É correto dizer que o Brasiliense tinha uma estratégia ofensiva que exigia uma boa posse de bola. O Ceilândia dependia de poucos toques e do contra-ataque. 

A defesa do Ceilândia teve mais trabalho que a do Brasiliense em um jogo chato
A defesa do Ceilândia teve mais trabalho que a do Brasiliense em um jogo chato

O jogo seguiu amarrado, com a defensiva alvinegra controlando as ações ofensivas do Brasiliense, até os 27 minutos. Foi quando brilhou a estrela de Artur. Na primeira, o goleiro alvinegro fez bela defesa no cabeceio do atacante amarelo. Aos 44, Artur fez outra bela defesa, em ambas salvando gols certos.

Nos lances cruciais a trave ou Artur salvaram o Ceilândia
Nos lances cruciais a trave ou Artur salvaram o Ceilândia

O Ceilândia, a seu turno, em todo o jogo, desferiu três chutes em direção à meta adversária. Nos três, com Emerson, Romarinho e Michel, o chute saiu torto. 

No final, para a tristeza dos poucos torcedores alvinegros, o Ceilândia parecia contente com o empate. Aos olhos do torcedor, a decepção de quem sabe que se tivesse que existir um vencedor esse vencedor seria o Brasiliense. Aos olhos frios do profissional, a certeza de que um ponto pavimenta a classificação para a próxima fase. 

Comentarios

Comentarios