Em 2016, duas frustrações: o vice do Candangão...

Ceilândia volta a encontrar Luziânia em mata-mata

Ceilândia e Sete decidem neste sábado quem avança na Copa Verde
Ceilândia começou o ano com jogo de mata-mata: 1 x 1 contra o Sete em Dourados-MS

O Ceilândia estreia neste domingo, 15h30, nas quartas-de-final do Candangão 2017. O adversário será o Luziânia. O Gato Preto vem de boa campanha no campeonato local, mas em mata-mata eliminou um e foi eliminado por dois times neste ano.

O Ceilândia começou o ano em partida eliminatória diante do Sete de Dourados. Depois de empate fora e vitória por 3 x 0 em casa, o Gato Preto avançou para a fase principal da Copa Verde.

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Contra o ABC o Ceilândia fez boa partida, poderia ter vencido, mas o empate o eliminou da Copa do Brasil.

Em seguida, o Ceilândia recebeu o ABC pela Copa do Brasil. O empate em 1 x 1 representou a eliminação do Ceilândia na competição. 

Restava a Copa Verde e o adversário era o bom time da Luverdense. Foram dois jogos e duas derrotas – 0 x 1 e 1 x 3.

Neguete comemora o gol do Luverdesne
Neguete comemora o gol do Luverdense: Ceilândia perdeu as duas e foi eliminado.

Restava como resta ao Ceilândia o Campeonato Candango. O time comandado por Adelson fez a melhor campanha da primeira fase.  Nos jogos diretos contra seus principais adversários teve bons e maus momentos. Contra o Brasiliense, o Gato Preto não fez boa partida. Contra o Gama fez um jogo equilibrado.

Gol de Michel recolocou o Ceilândia na luta pelo primeiro lugar: não vale de nada, mas dá moral
Michel faz o gol do empate diante do Sobradinho: falha de Artur mudou história do jogo

O Ceilândia de 2017 tem uma proposta de jogo diferente do ano anterior. Dono da sua melhor campanha em anos recentes, o Ceilândia foi o líder da fase de classificação. Pelo regulamento, isso pouco representa a não ser a vantagem de mandar a segunda partida em casa.

Wallinson fez um partida quase perfeita, mas quase entregou um gol que mudaria a história do jogo
Wallinson forma a dupla de área com Badhuga

Adelson oscilou entre Pedro e Artur. Depois da grave falha diante do Sobradinho, Pedro tomou o lugar de Artur. Dudu tem feito uma temporada superior aos anos anteriores.  No miolo de área, Badhuga e Wallinson superaram as desconfianças iniciais e compoem a defesa menos vazada. Elivelto tem subido de produção e tem sido uma das referências do Ceilândia.

Emerson Martins comemora o gol alvinegro
Emerson Martins comemora o gol alvinegro: um dos principais nomes do início de temporada

Emerson Martins começou a temporada muito bem. Desgastado pela sequencia de jogos é, depois de uma semana de folga, uma das esperanças para o título alvinegro que não vem desde 2012. Didão, Alcione e Felipe Cirne compõem o meio de campo.

Adelson fez as mexidas possíveis: Willian Carioca entrou no lugar de Emerson Martins
Willian tem sido o décimo segundo jogador de Adelson

O ataque alvinegro tem alternado conforme o adversário. Ora Adelson tem se valido de Gilmar Ere, ora de Michel, mas Romarinho tem sido peça imprescindível.

Com esse time, o Ceilândia vai enfrentar um Luziânia que o derrotou em jogos de mata-mata em 2015 e 2016. Melhor time no papel, melhor time no campo, o Gato Preto terá que prova-lo na prática se quisier seguir adiante.

Comentarios

Comentarios