Filipe Cirne foi o jogador mais importante do Ceilândia em Paracatu. Na volta, vai precisar fazer a diferença

Rotina de decisões: Ceilândia pega o Paracatu por uma vaga na final

Ceilândia tem tomado muitos gols em 2017: desta vez não pode tomar
Zaga não pode tomar gol e, se possível, deve fazer

O Ceilândia pega, neste domingo, 15h30, no Abadião, o Paracatu em jogo de volta das semifinais do Candangão 2017. Na Cidade do Gato há a certeza de que o jovem time do Paracatu é um obstáculo difícil, mesmo fora de casa.  

Filipe Cirne foi o jogador mais importante do Ceilândia em Paracatu. Na volta, vai precisar fazer a diferença
Filipe Cirne foi o jogador mais importante do Ceilândia em Paracatu. Na volta, vai precisar fazer a diferença

Precisando da vitória, o Gato Preto vai procurar fazer o seu melhor retrospecto na competição. O empolgado time do Paracatu, contudo, já demonstrou que tem virtudes quando eliminou o Gama na semana passada nas cobranças de penalidades.

Ceilândia depende muito de Emerson Martins e Alcione
Ceilândia depende muito de Emerson Martins e Alcione

Para se contrapor à juventude do adversário, o Ceilândia mescla experiência com juventude. O técnico Adelson de Almeida deve mandar a campo o que tem de melhor. Didão, que não participou do jogo de ida, com incômodo no adutor, pode voltar.  O treinador, contudo, sempre guarda alguma surpresa. 

O Ceilândia vai precisar do melhor de todos neste domingo contra o Paracatu
O Ceilândia vai precisar do melhor de todos neste domingo contra o Paracatu

Com o empate no jogo de ida, somente a vitória classifica o Ceilândia. Empate leva o jogo para as penalidades. Almir Camargo será o árbitro da partida.

Neste sábado, entre 15h e 16h, serão distribuídas 100 cortesias para os primeiros 100 torcedores que forem ao Abadião. Amanhã os ingressos serão vendidos a partir de 10 reais.

 

 

Comentarios

Comentarios