Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história

Cristóvão Ferreira reencontra Ceilândia 28 anos depois

Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história
Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história

A passagem por Campo Grande-MS rendeu um encontro inesperado com Cristóvão Ferreira, ex-treinador do Ceilândia e um dos responsáveis pela inesquecível campanha alvinegra de 1989.

Em 1989, o Campeonato Metropolitano começava com o Tiradentes lutando pelo bi-campeonato e o Guará com quatro reforços de peso: Paulo Cesar Lira, Ataliba, Ney e Dema. 

Cristovão montou o time que chegaria às finais do Metropolitano de 1989, mas a sua campanha não foi boa
Cristovão montou o time que chegaria às finais do Metropolitano de 1989, mas a sua campanha não foi boa

O Ceilândia apresentava um novo treinador: Cristóvão Ferreira. Ex-jogador do Flamengo, Cristóvão fora responsável por boas campanhas de Planaltina e Tiradentes. Com ele vieram Kidão e Marco Antônio, em um time que tinha Chicão, Laércio, Tião, Marcelo, Edmilson, Lino e Tuta. No ataque, Pacheco, Carlinhos e Agnaldo.

A campanha de Cristóvão com o Ceilândia não foi das melhores em um campeonato no qual os empates levavam a decisão do jogo para os penaltis. 

Cristovão dirigiu o Ceilândia em 8 jogos, com apenas uma vitória
Cristovão dirigiu o Ceilândia em 8 jogos, com apenas uma vitória

Cristóvão dirigiu o Ceilândia durante o primeiro turno, mas a derrota para o Taguatinga no começo do segundo turno do Candangão selou o seu destino. Em seu lugar veio Décio Leal que levou o Ceilândia a vencer o terceiro turno e às finais do Candangão daquele ano.

Cristóvão falou brevemente com o CeilandiaEC.  Foi um encontro emotivo, de muita saudade. O treinador ainda continua na ativa depois de passagens pelo futebol árabe, vietnamita, sulmatogrossense e carioca. Perguntou por muita gente, sinal de que em seu coração há um espaço enorme ocupado pelo futebol candango e pelo Ceilândia em particular.

Comentarios

Comentarios