Filipe Cirne comemora a boa atuação e o gol do empate

Ceilândia passa pelo Comercial-MS e está nas 8as da Série D 2017

Dim teve a oportunidade de abrir o marcador. Ceilândia perdeu muitos gols
Dim teve a oportunidade de abrir o marcador. Ceilândia perdeu muitos gols

Foi difícil, como deve ser, mas o Ceilândia está nas oitavas de final da Série D 2017. Com o regional lotado, o Gato Preto empatou em 1 x 1 com o Comercial-MS e segue vivo na competição.

Foi uma partida na qual o Gato Preto foi sempre melhor que seu adversário, mas à medida que cronômetro avançava e porque o Ceilândia era incapaz de transformar em gol as seguidas oportunidades criadas a  esperança se transformava em medo. 

problemas para a defesa do Ceilândia, principalmente pela direita de ataque.
Comercial criou problemas para a defesa do Ceilândia, principalmente pela direita de ataque.

Aos 23 esse medo se concretizou. O Comercial que não oferecera perigo conseguiu em uma jogada de escanteio abrir o marcador: Adriano fez Comercial-MS 1 x 0.

O Ceilândia foi ao ataque essencialmente na força. O time dependia excessivamente das jogadas de Filipe Cirne e dos lampejos de Carlos Henrique. Dim lutava, mas não conseguia produzir nada de concreto. Dudu, pela direita, aproveitava o corredor para levar algum perigo, mas o Ceilândia não empatava.

Torcida se desespera com o pênalti perdido por Elivelto
Torcida se desespera com o pênalti perdido por Elivelto

Aos 25 veio a grande oportunidade. Dudu foi lançado em profundidade e culminou derrubado dentro da área. Pênalti para o Ceilândia. Elivelto bateu e o goleiro do Comercial defendeu. Desespero nas arquibancadas.

Os minutos que se seguiram foram de apreensão. O Ceilândia se perdeu, mas ao valente Comercial-MS sobrava vontade mas faltava qualidade no último passe.  O primeiro tempo terminou com Comercial-MS 1 x 0 Ceilândia.

Emerson Martins jogou adiantado, mas dessa vez o gol não veio
Emerson Martins jogou adiantado, mas dessa vez o gol não veio

Veio o segundo tempo e o Ceilândia voltou com Wanderson Costa e também voltou  melhor. Empurrou o adversário para o seu campo de defesa, mas as oportunidades que sobraram no primeiro tempo escassearam. O Ceilândia continuava melhor, mas não dava a certeza que mudaria o marcador.  Embora tivesse se passado apenas dez minutos, o  torcedor sofria porque desejava o empate o quanto antes.

Badhuga foi muito importante em um jogo complicado
Badhuga foi muito importante em um jogo complicado

Para piorar, o Ceilândia dava um ou outro contra-ataque para o Comercial-MS. E foi depois de um contra-ataque que o Ceilândia chegou ao empate. Emerson, jogando mais adiantado, foi derrubado na entrada da área. Filipe Cirne, que infernizava o adversário, bateu com maestria e empatou.

Didão quase empatou: tomou cartão e saiu machucado
Didão quase empatou: tomou cartão e saiu machucado

Depois do gol o Ceilândia voltou a experimentar a síndrome dos 15 minutos. O time tem tido um apagão entre  o 15º e o 25º. No segundo jogo contra o Comercial-MS isso foi fatal.  Dessa vez o time conseguiu sobreviver. 

Filipe Cirne comemora a boa atuação e o gol do empate
Filipe Cirne comemora a boa atuação e o gol do empate

Passados os 10 minutos mais problemáticos, o Ceilândia voltou a equilibrar o jogo. Teve uma ou outra oportunidade de desempatar, mas foi incapaz de faze-lo. Adelson mexeu no time: colocou Vitão no lugar do agora suspenso Didão.

Vitão entrou bem e manteve o Ceilândia na Série D 2017
Vitão entrou bem e manteve o Ceilândia na Série D 2017

Os últimos 15 minutos foram de domínio do Ceilândia. Fora de campo muita tensão. Um erro poderia selar o resultado final. O Comercial era um time valente e foi na base da vontade. As melhores chances continuaram com o Ceilândia. 

Filipe Cirne poderia ter virado: Ceilândia perdeu muitos gols
Filipe Cirne poderia ter virado: Ceilândia perdeu muitos gols

No final, a classificação. Sofrida como tem que ser. Muitas lições pelo caminho. Agora, esperar América-RN ou Aparecidense. Será contra um desses times que o Ceilândia terá o desafio de mudar de patamar depois de namorar seguidamente com a classificação à Série C.

 

Comentarios

Comentarios