segundo tempo: boa leitura do jogo, mas pouca participação

Ceilândia vence Corumbaense, mas está fora da Copa Verde 2018

Formiga criou as melhores situações de gol do primeiro tempo. Depois, cansou
Formiga criou as melhores situações de gol do primeiro tempo. Depois, cansou

O Ceilândia venceu o Corumbaense na tarde desta quarta por 1 x 0, mas o resultado não foi suficiente a garantir a classificação na próxima fase da Copa Verde 2018.

Batata e Gago mostraram que podem ser úteis ao Ceilândia em 2018
Batata e Gago mostraram que podem ser úteis ao Ceilândia em 2018

Adelson optou por um time completamente ofensivo para o jogo desta tarde. Gustavo Gago, Batata e Formiga formavam o trio de ataque do Gato Preto.  Adelson também mexeu na cabeça de área e nas laterais, trazendo Didão, Júlio e Kabrine. Conquanto não fosse brilhante, o Ceilândia era um time equilibrado tanto defensiva quanto ofensivamente. Faltava, contudo, o lampejo de inspiração.

Kariri sacrificou-se em prol de um esquema com três atacantes
Kariri sacrificou-se em prol de um esquema com três atacantes

Apesar de ter a iniciativa do jogo, o Ceilândia pouco criou no primeiro tempo. O mesmo se diga em relação ao Corumbaense. Se alguém tivesse que sair vencedor na primeira fase, contudo,  esse alguém seria o Ceilãndia. O Gato Preto teve ao menos duas oportunidades de abrir o marcador, com Cauê e Formiga, mas o Corumbaense trouxe perigo com Guilherme.

Cocada teve muito trabalho com Geraldo: boa atuação
Cocada teve muito trabalho com Geraldo: boa atuação

Adelson veio com Vavá e Adriano no segundo tempo. Batata e Kariri correram muito no primeiro tempo e não foram mal, apenas não conseguiram fazer prevalescer o melhor jogo do Gato Preto.  

Didão retornou e melhorou a saída de bola do Ceilândia
Didão retornou e melhorou a saída de bola do Ceilândia

O segundo tempo contou com a mesma toada. O Corumbaense todo na defesa, com esporádicas subidas ao ataque. O tempo foi passando e o Ceilândia não conseguia o gol, apesar de jogar melhor. O time não conseguia penetrar na área do Galo pantaneiro.

segundo tempo: boa leitura do jogo, mas pouca participação
Vavá entrou no segundo tempo: boa leitura do jogo e pouca participação

Se não dava de perto, deu de longe. Aos 32, Adriano fez boa jogada pela esquerda, cortou para o meio e disparou da intermediária. Belo gol do Ceilândia.

Adriano comemora: belo gol na vitória alvinegra
Adriano comemora: belo gol na vitória alvinegra

Precisando fazer mais um gol, o Ceilândia esboçou uma pressão, mas o Corumbaense melhorou no jogo e levou o resultado até o final. Agora o Gato Preto concentra-se na estreia do Candangão 2018, no próximo domingo, contra o Luziânia.

Comentarios

Comentarios