Ceilândia perdeu diversas oportunidades de empatar

Em jogo de sete lesões, Ceilândia perde para o Gama

Médicos das duas equipes socorrem Marcos Douglas: jogo surreal
Médicos das duas equipes socorrem Marcos Douglas: jogo surreal

O Ceilândia foi derrotado pelo Gama na noite desta quarta-feira por 1 x 0.  O resultado não afasta o Gato Preto do G4, mas o deixa ao alcance de seus adversários mais diretos, casos do próprio Gama e do Brasiliense.

Gago foi mais uma vez discreto: necessidade de melhorar a cada jogo
Gago foi mais uma vez discreto: necessidade de melhorar a cada jogo

Foi um jogo atípico, a começar pelo atraso de 20 minutos. O frio anunciava que esse atraso poderia trazer consequencias nefastas nas musculaturas dos atletas.

Antes do término do primeiro tempo, as duas equipes foram obrigadas a realizar seis substituições, todas por lesões musculares. No caso do Ceilândia, saíram Alcione, Vavá e Allan Dellon.

Allan Dellon foi vítima do esquenta, esfria, esquenta, esfria...
Allan Dellon foi vítima do esquenta, esfria, esquenta, esfria…

Discutir as lesões pode desviar a atenção do fato de que o Gama foi melhor no primeiro tempo. O mandante sempre teve a iniciativa das ações ofensivas. O Ceilândia explorava os contra-ataques. Conquanto o Gama tenha sido melhor no primeiro tempo, as duas equipes se igualaram nas oportunidades de gol.

Com as lesões de Alcione e Allan Dellon, Kazado jogou em função diferente
Com as lesões de Alcione e Allan Dellon, Kazado jogou em função diferente

Veio o segundo tempo e o Ceilândia melhorou.  Ao se dizer “melhorou” deseja-se destacar que o jogo ficou mais equilibrado, mas o Gato Preto era incapaz de criar espaços a partir da intermediária de defesa do Gama.

No primeiro tempo, Gama esteve melhor, mas Ceilândia criou o mesmo número de oportunidades
No primeiro tempo, Gama esteve melhor, mas Ceilândia criou o mesmo número de oportunidades

O Gama, por sua vez, conseguia ultrapassar a intermediária de defesa alvinegra com mais facilidade. Para além de realizar a transição de maneira mais apoiada, o Gama ainda assustava ao cobrar as faltas com rapidez.

Foi em uma dessas jogadas, na qual conseguia fazer a transição apoiada, trocando passes a partir do meio de campo, que o Gama fez o único gol da partida. Fabio Gama fez 1 x 0.

Ceilândia perdeu diversas oportunidades de empatar
Ceilândia perdeu diversas oportunidades de empatar

O Ceilândia acordou com o gol sofrido. Colaborou o fato de o Gama ter ficado com um homem a menos depois que perdeu o quarto jogador por lesão.  O Gato Preto foi ao ataque e perdeu seguidas chances para empatar.

Wallace Jesus teve ao menos três oportunidades para marcar, mas não foi dessa vez
Wallace Jesus teve ao menos três oportunidades para marcar, mas não foi desta vez

No final, o resultado soou injusto para o Ceilândia diante dos diversos gols perdidos e até mesmo por um penalti não marcado em Wallace Jesus. Na tábua de classificação, contudo, ficou a certeza que o Ceilândia ainda depende apenas de si para almejar sonhos maiores.

 

 

Comentarios

Comentarios