Derrota para o Santa Maria ainda incomoda

Só o primeiro lugar interessa

Como seria o chaveamento das oitavas se tudo terminasse hoje
Como seria o chaveamento das oitavas se tudo terminasse hoje

Em um campeonato tão equilibrado, a mínima vantagem é importante. Assim, não é possível qualquer tipo de relaxamento, daqui até o final. É com esse pensamento em mente que o Ceilândia se prepara para o encontro desta quarta, 15h30, no Abadião, diante do Samambaia: O Gato Preto precisa terminar a competição na primeira colocação.

Depois de Bolamense, Ceilândia terá pela frente o Paranoá
Bolamense luta pela oitava colocação: precisa ganhar do Santa Maria e torcer contra o Formosa

O Ceilândia está preocupado apenas com as suas necessidades. Precisa vencer o Samambaia para assegurar a primeira colocação desta fase do Candangão. O resultado dará ao Gato Preto a opção de decidir em casa o jogo das quartas. Jogando no Abadião, o  Ceilândia ainda está invicto no Candangão 2018.

O Formosa é o atual oitavo colocado: quatro jogos sem perder
O Formosa é o atual oitavo colocado: quatro jogos sem perder

 

Para a Comissão Técnica e jogadores a mínima vantagem conferida ao primeiro colocado  é o que importa. Não é possível escolher adversários e qualquer adversário promete jogos difíceis. O Formosa, atual oitavo colocado, vem de quatro jogos sem perder e seria, hoje, o adversário do primeiro colocado.

Derrota para o Santa Maria ainda incomoda
Derrota para o Santa Maria ainda incomoda

O presidente Ari de Almeida informou ao CeilandiaEC que corre atrás de reforços. Com orçamento curto. O Ceilândia precisa recompor o elenco principalmente no meio e no ataque: o Gato Peto não conta mais com os atacantes Vavá e Batata, nem com o meia Allan Dellon.

Ari não adiantou quais nomes procura, mas disse que enfrenta dificuldade para encontrar jogador que se adeque física e tecnicamente às necessidades do momento e que se encaixe nas possibilidades financeiras do Gato Preto.

 

Comentarios

Comentarios