Entre o céu e o inferno

Luiz Carlos corre atrás de Ricardinho
Ceilândia corre atrás

A derrota diante do Brasiliense colocou um pouco mais de responsabilidade na equipe: eventual derrota diante do Botafogo tira o Ceilândia do G4, mas uma vitória pode praticamente sacramentar a classificação para as finais.

O Ceilândia, para a partida diante do Botafogo, deverá contar com as voltas de Edmar e Daniel que voltam de suspensões. Mesmo assim o técnico Adelson de Almeida não está satisfeito. Nas últimas partidas a equipe vem sofrendo com os desfalques, seja por contusão ou por suspensões. Por isso mesmo o técnico Adelson de Almeida tem feito experiências na equipe, nada contudo que afaste a sua conclusão de que precisa de ao menos mais três reforços: um para cada setor da equipe. Nesse número Adelson não contabiliza a chegada de Pelezinho, 20 anos, lateral direito, que estava na Chapecoense-SC.

Apesar das observações feitas, Adelson disse que está contente com a equipe e com o comprometimento dos jogadores. Acrescentou que os reforços são necessários simplesmente porque o número de jogadores afastados por contusão é grande e que precisa repor esses atletas. Os casos mais emblemáticos são os dos meias Fabio Lima e Fabinho. O primeiro não disputou sequer uma partida. O segundo está de fora desde a quarta rodada do primeiro turno.

Num campeonato equilibrado a diferença entre o céu e o inferno vai ser descoberta no próximo sábado.

Related Images:

Comentarios

Comentarios

One comment

Join the Conversation