Ceilândia vence e vê classificação possível

Allan Delon: importante em todos os aspectos
Allan Delon: importante em todos os aspectos

A impressão para aqueles que assistiram ao jogo era de incredulidade: aquele time de vermelho não poderia ser o time que no último domingo vencera o Brasiliense por 2 x 0. A verdade foi que o Ceilândia, como não fizera em todo o campeonato, dominou os dois tempos da partida contra o Dom Pedro.

Outra novidade no jogo foi o clima, pois ocorreu de tudo: chuva, neblina, refletores ligados e sol. Foi um dia especial.

O jogo na verdade foi chato. O Dom Pedro, em momento algum, ameaçou o Ceilândia. No primeiro tempo o Ceilândia dominou amplamente a partida e como sempre revelou a sua imensa dificuldade em criar situações claras de gol. Por sorte, aos 22 do primeiro tempo, a defesa do Dom Pedro se atrapalhou com o gramado pesado e entregou a bola para Cassius livre abrir o marcador.

O que se viu na sequencia foi uma chuva, mas de gols perdidos. No mais incrível deles, Allan Delon jogou para fora quando não mais havia goleiro para defender. Foi um castijo injusto para Allan Delon. O meia tem dado um toque de qualidade ao meio de

Fábio Lima voltou
Fábio Lima voltou

campo do Ceilândia e pode ser apontado como o cérebro da equipe. Além disto tem ajudado na marcação, algo impensável há algum tempo.

O primeiro tempo poderia ter terminado com uma margem de gols mais folgada e como isso não ocorreu o medo era o de que o futebol castigasse. Afinal, dizem, quem não faz leva.

Veio o segundo tem

William venceu a inibição

po e o Ceilândia se acomodou. Além da acomodação alguns jogadores começaram a realizar uma ou outra

William venceu a inibição

jogada de efeito. O resultado foi que o Dom Pedro assumiu o controle da partida.

Por azar do Dom Pedro e sorte do Ceilândia, o Dom Pedro nem teve tempo de gostar do novo ritmo de jogo: Bruno fez 2 x 0 para o CEC contando com a falha de Fernando.

Depois disso o Ceilândia administrou a partida e mostrou mais uma vez que aproveita bem as deficiências do adversários, mas é incapaz de forçar o adversário ao erro. Nos últimos jogos já se vê um arremedo de melhora nesse aspecto. O responsável por isso é Allan Delon. Se o cérebro do time ganhar confiança aí sim o Gato pode sonhar com o título.

Outro motivo para sonhar foi o fato de que Fábio Lima enfim estreiou e Celso, que entrou numa fria ao substituir o xerife Panda, fez uma boa partida.

Comentarios

Comentarios

6 comments

Join the Conversation