Copa São Paulo: Ceilândia perde na estreia. No domingo, outra pedreira

Ceilandia e Ceará fizeram um jogo muito disputado

O Ceilândia fez uma surpreendentemente boa apresentação nesta tarde de forte calor em Andradina, mas ainda assim saiu de campo derrotado pelo Ceará na estreia da Copa São Paulo 2019.

Abdio foi muito bem marcado e não teve chances.

O Gato Preto sofreu na fase de preparação com as dificuldades apresentadas na transição da defesa para o ataque. Humilde, sabendo de suas limitações, o Ceilândia tomou a iniciativa das ações. Procurava fazer o simples e evitava as ligações diretas.

Muriel fez boa partida, mas sofreu quando o Ceilândia utilizou ligações diretas

Com isso, o Ceilândia passou a rondar a área de defesa do Ceará, mas conquanto desse a impressão de que a qualquer momento poderia sair na frente do marcador, não criou situações claras de gol.

Ceilandia teve a iniciativa do jogo, mas nao criou situacoes claras de gol

Passados os movimentos iniciais, o Ceará equilibrou as ações e o jogo ficou preso de intermediária a intermediária. Ninguém criava situações calras de gol e os dois times trocavam ataques.

Tudo mudou a partir do minuto 40 do primeiro tempo. O Ceilândia passou a errar muito na saída de bola. Pior: o Ceilândia tinha dificuldade para conter a transição na esquerda de ataque do Ceará.  Resultado: nos acréscimos o Ceará perdeu ao menos duas boas oportunidades de sair ã frente do marcador.

O Ceilândia parecia ter relaxado e esquecido que na Copa São Paulo qualquer vacilo é castigado. Veio o intervalo e a esperança de que o Ceilândia viesse mais atento e recuperasse o jogo de toque do início do jogo.

Ceilandia foi melhor quando jogou simples. Quando ganhou confiança, o Ceará foi melhor

Não foi isso que aconteceu. Antes dos 30 segundos da etapa inicial, puxou o contra-ataque pela esquerda de defesa do Ceilândia e fez 1 x 0. O Ceilândia sentiu o golpe e demorou  para se acertar em campo.

Aos 24 do segundo tempo, quando o Gato Preto ensaiava retomar as ações, Henrique em contra-ataque fez Ceará 2 x 0.

Ceilandia diminuiu no final, mas ja não dava mais tempo

O gol pareceu ter acomodado o Ceará. Depois disso, o Ceilândia assumiu completamente as ações e passou a rondar a meta adversária. Aos 42, o Gato Preto diminuiu com Sales. O Ceilândia partiu para o abafa, mas não conseguiu criar situações claras de gol, salvo em duas faltas ou em um belo chute de Vitor.

A derrota deixa algumas lições. A principal delas é que os meninos do Ceilândia são guerreiros. Isso basta.

Comentarios

Comentarios