Sem descanso

Dimba fez um gol e deu muito trabalho
Dimba fez um gol e deu muito trabalho

A idéia era vencer e administrar cartões e jogadores. Ao perder para o Atlético neste domingo, o Gato perdeu também a oportunidade de poupar jogadores porque terá que vencer ao menos um jogo para se classificar para a final. E não será fácil: os dois próximos adversários do Ceilândia venceram seus últimos jogos e lutam desesperadamente para fugir do rebaixamento.

Foi um bom jogo de futebol. Não faltaram ingredientes para agradar a torcida. Bom futebol, belas jogadas e muita emoção. Os torcedores do Ceilândia viram um time diferente em campo.. Um time com boa capacidade de armação e que disputa a posse de bola com o adversário.

O Atlético começou melhor, mas o jogo se desenvolveu com o Ceilândia se dispondo a atacar e mantendo a eficiência defensiva de sempre. Na maior parte do campeonato o Gato optou por atrair o adversário ao seu próprio campo e contra-atacar.

A despeito disto o Atlético mostrava que tinha mais volume de jogo. O futebol envolvente do adversário esbarrava no sólido sistema defensivo do Ceilândia. Era um jogo de detalhes e num jogo de detalhes a menor falha é fatal. Aos 20, Leandro Sena disputou no alto com Celso. Na sobra o próprio Leandro Sena chutou forte e cruzado para abrir o marcador.

Após a vantagem o Atlético procurou atrair o Ceilândia para o seu campo. O CEC soube aproveitar o momento e, de forma equilibrada, foi ao ataque. O jogo era bonito. Naquele momento o Ceilândia tinha a iniciativa, mas pairava a impressão de que o Atlético retomaria as ações quando

Edinho teve pouco trabalho
Edinho teve pouco trabalho

quisesse. O jogo manteve-se nesse ritmo até os 41 quando Tezelli, Dimba e Allan Delon fizeram uma bela triangulação. No cruzamento de Allan Delon, Dimba empatou o jogo.

Após o empate o Atlético mostrou que estava num momento melhor e encurralou o Ceilândia no seu próprio campo até o final do primeiro tempo. Apesar da maior posse de bola, Edinho foi um espectador atento e só.

O segundo tempo foi diferente. Quem dominou as ações o tempo todo foi o Ceilândia. A diferença entre uma equipe e outra é que a sorte estava do lado do Atlético. Aos 11, Leandro Sena saiu da esquerda para a direita e bateu cruzado. Celso se atrapalhou e fez contra: Atlético 2 x 1.

Após o gol o Ceilândia pressionou, mas tal como faltou ao Atlético ao Ceilândia faltava o último passe. Mesmo assim o CEC colocou duas bolas no travessão e obrigou o goleiro adversário a fazer ao menos duas boas defesas.

O resultado adiou a classificação do gato. Por tabela, as vitórias de Luziânia e Brasília tornaram os dois últimos jogos dramáticos para os adversários e para o Gato que precisa vencer para garantir a classificação.

Comentarios

Comentarios

3 comments

  1. Valeu C.E.C. jogaram muito futebol, foi bom ver o time mandar na partida, Dimba deu trabalho e a boa armação do time fez com que o S.A.C. se confudisse com o Grande Ceilândia. Resultado nem sempre quer dizer mais 03 pontos. C.E.C. se mostra com humildade uma forte equipe de Jogadores que estão afim de levantar a nação Gato Preto.

  2. Amigos; Sou de Volta Redonda e gostaria de parabeniza-los pela contratação do Edinho Goleiro. Um verdadeiro amigão, um otimo profissional de um carater muito dificil de se ver no futebol, alem de ser um dos melhores goleiros que ja passaram pelo meu glorioso Voltaço.Aproveito para desejar a todos boa sorte no campeonato e que os objetivos sejam alcançado. Amigos se possivel mande um grande abraço ao Edinho e por favor passe meu E-mail para ele diga que é o Miltinho de Volta Redonda

Join the Conversation