Dói… dói no Coração: Luziânia 3 x 1 Ceilândia

Com a derrota para o Luziânia, Gato Preto está virtualmente eliminado

Vida que segue! Os jogadores tem o respeito pelo que fizeram em circunstâncias adversas, mas ainda o sofrimento ainda não acabou. Resta um jogo. Não vale nada em termos de classificação, mas o nome da gente sempre está à prova.

Fazer imagens sob chuva forte, péssima iluminação e distante do foco quase impossível

O jogo desta quarta mal começou e o Ceilândia fez 1 x 0 com David. A vantagem fez mal ao alvinegro. O que se viu em seguida foi um time inseguro. O Gato Preto marcava mal. Dava muito campo ao Luziânia e marcava nos últimos 30 metros de campo.

Kabrine é um dos poucos que se salvam em 2019

Por volta dos 22 minutos o Ceilândia deu a impressão que poderia se encontrar no jogo. Não foi isso que aconteceu. No contra-ataque, Dan empatou aos 27.

Jefferson atuou ao lado de Marcelino: Cocada estava fora

A chuva desabou no Serra do Lago. O jogo até ficou equilibrado até o final do primeiro tempo, mas o Ceilândia jamais foi capaz de chegar ao ataque de maneira estruturada. Sobrava vontade, faltava futebol e organização.

No abafa: Ceilândia perdeu e está eliminado

Veio o segundo tempo. O Ceilândia voltou mais disposto. Disposição  nunca faltou e disso a torcida não cobra. Faltava um plano de jogo e um pouco mais de futebol. Apesar disso, o jogo era parelho, amarrado e ninguém criava.

Aos 10, em escanteio, o Ceilândia mais um dos muitos gols de cabeça em bola parada neste ano. Perivaldo fez 2 x 1. Após o gol, o Ceilãndia assumiu o controle da partida. Mais porque o Luziânia recuou excessivamente.

Jairo mudou o time do jogo contra o Sobradinho: Mandi começou no banco

Apesar da iniciativa, o Ceilândia jamais foi capaz de criar situações claras de gol. Poderia ter empatado aqui e ali, é verdade, mas jamais teve situação clara de gol. Ao revés: a única chance clara de gol criada foi do Luziânia para belíssima defesa de Victor.

O jogo no geral foi ruim: dois times esforçados apenas, mas o Luziânia mais organizado

O jogo encaminhava-se para o seu final quando Wallace sofreu falta. Não reclamaremos da arbitragem. Não vale a pena. O Ceilândia em 2019 perdeu força dentro e fora de campo. Reclamou do árbitro (não diremos o nome). Discutiu com o árbitro!!! Foi expulso… Tentou chutar o árbitro!!! O árbitro em seguida tentou chutar Wallace!!! A turma do deixa disso interveio.

David fez o gol do Ceilândia

Mesmo com um a menos o Ceilândia continuou tendo a iniciativa do jogo. Importante dizer que pela primeira vez o Ceilândia deixou de ser um time “zen” e parecia um time de verdade, com sangue nos olhos, disposto a tudo pela vitória.

O fecho viria aos 49. O Ceilândia naquele momento já não tinha mais pernas… Renatinho bateu de longe e fez um belo gol: Luziânia 3 x 1. 

Todo sofrimento acaba… o de 2019 está chegando ao seu fim. 

Comentarios

Comentarios