Novos desafios para a Direção do CEC

Torcida: um novo desafio
Torcida: um novo desafio

Conquistar o campeonato é difícil. Mais difícil ainda é manter a equipe no mesmo patamar. Ao longo da história do futebol do Distrito Federal as surpresas foram e voltaram. O exemplo mais recente é o Dom Pedro, vice-campeão do Distrito Federal em época recente e agora na segunda divisão. Esportivo Guará e Brasília completam a lista.

Durante toda a competição deu-se ênfase ao aspecto emocional do time de futebol. Os jogadores deveriam ser fortes emocionalmente. Talvez aí tenha residido o grande segredo da equipe. O trabalho emocional e o trabalho em campo, aliados a uma boa dose de sorte, ingrediente que jamais pode faltar, deu ao Ceilândia o seu primeiro e merecido título candango.

Agora é necessário dar uma upgrade, um salto de qualidade no trabalho fora de campo. Essa melhoria é necessária diante da nova realidade, dos novos desafios.Esses desafios são simples de identificar:

  • A equipe que se reapresentará não será a mesma que foi campeã, mesmo que se mantenha os jogadores. Novas exigências surgirão, isso é inevitável.
  • A torcida que comparecerá ao Estádio, não será a mesma de antes. Novas exigências virão.
  • A diretoria do Ceilândia, a sua estrutura de poder, não será a mesma de antes. Novas exigências virão.
  • As competições por disputar não serão as mesmas de antes. Novas exigências virão.

A direção do Ceilândia tem limitações, como todas as pessoas possuem. Questões como financiamento da equipe, por exemplo, nem sempre depende de boa vontade. Esses aspectos objetivos devem ficar para depois. Neste momento resta saber se terá estrutura emocional para suportar os novos desafios que virão. Caso contrário tudo não terá passado de um belo sonho de outono.

Comentarios

Comentarios

One comment

  1. Realmente a Diretoria tem que investir em pessoas capacitadas para agregar valor ao clube, com ações voltadas para o Marketing, pois um mercado com mais 500 mil habitantes pode surpreender quanto ao retorno financeiro obtido por ações bem desenvolvidas.

    Um bom exemplo; no jogo final contra os Lagartixas, vi várias pessoas comentando que não acham a camisa do Ceilândia para comprar, o que poderia ter um retorno financeiro para o clube.

    PS: Alguém sabe onde foi investido o dinheiro da venda do terreno do Clube para o construir o Show de Morar!!!

Join the Conversation