Ceilândia perde e Título fica distante

Um time absolutamente inconsistente. Um time que luta, é verdade, mas um time incapaz de criar situações de gol com qualidade. Um time que confunde velocidade com pressa. Ã? assim que tem sido.
20070324cec1x2dpd.jpg
Neste sábado não foi diferente. O Ceilãndia tinha a posse de bola, rodava, rodava, rodava mas não criava. Mesmo assim, poderia até ter saído na frente quando, aos 23, Sérgio Manoel desperdiçou uma cobrança de pênalti. Bem, é verdade que a cobrança deveria ter sido repetida até porque, veja a fotografia, Melo quase chega antes que Sérgio Manoel na bola.

Aos 38 veio o castigo. Num cruzamento de Romarinho, Donizeti bateu roupa e, na seqüência, trombou com um atacante do Dom Pedro. Pênalti que Thiago bateu e converteu.

No segundo tempo o Ceilândia voltou realmente melhor. A transição da jogada, de um lado para o outro ou da defesa para o ataque, era mais rápida, mas o time não criava situações de gol com qualidade. No desespero, deu campo para o contra-ataque do Dom Pedro que ampliou a vantagem com Rodrigo, aos 11: 0 x 2.

Logo na saída, o Ceilândia triangulou pela direita e Bruno lançou para Abimael diminuir. Eram 12 minutos.

O jogo continuou nesse ritmo, com o Ceilândia pressionando o Dom Pedro. Do lado de fora o que se via era que o problema do Ceilândia era conceitual: muita vonta, muita força, mas pouca tranquilidade ou até mesmo qualidade para criar situações claras de gol. No final, o Dom Pedro voltou a vencer o Ceilândia depois de 7 anos. Ceilândia 1 x 2 Dom Pedro.

Comentarios

Comentarios