Prá ficar na história: 8 x 2

20060226cec8x2guara.gifO que parecia uma partida sem importância de repente entrou para a história. Foi a maior goleada dos 26 anos de vida do Ceilândia: 8 x 2 sobre o Guará.Mesmo entrando em campo com jogadores que pouco atuaram no campeonato, o Ceilândia fez uma partida tranqüila e logo aos seis minutos já vencia por 1 x 0. Wagner (foto) passou pelo adversário e cruzou para Cássius, o maior artilheiro da história do Ceilândia, desviar para o gol.Depois disto o Guará se perdeu e aos 23 minutos Ewerton fez grande jogada e bateu na saída do goleiro Marco Antônio: Ceilândia 2 x 0.

Não dava para respirar e aos 26 Cassius recebeu pela esquerda e bateu cruzado: 3 x 0.

Aos 34 do primeiro tempo, em cobrança de falta, Wagner recebeu a bola para bater forte de fora da área e marcar um belo gol: Ceilândia 4 x 0;

Aos 40, ainda do primeiro tempo, o árbitro Rogério Bueno assinalou pênalti para o Guará. Donizete bateu e diminuiu: 4 x 1.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia mesmo diminuindo o rítmo chegou à goleada histórica.

Reinaldo, que no primeiro tempo havia desperdiçado ao menos duas oportunidades, rompeu a carga negativa e, de virada, fez o seu primeiro gol com a camisa alvinegra: Ceilândia 5 x 1.

Reinaldo parece ter retomado o gosto pelo gol e aos 29 foi derrubado pelo goleiro. Pênalti que ele bateu e converteu com categoria: Ceilândia 6 x 1.

Mauro Fernandes, então, resolveu dar oportunidade ao goleiro Rafael para estrear como profissional. Rafael teve oportunidade de fazer ao menos uma defesa difícil, mas também foi buscar a bola no fundo da rede pela primeira vez em sua vida de profissional. Também fez entrar Viola no lugar do Ewerton.

Na sequência, aos 36, Luciano Mendes fez um belo gol de cobertura para o Guará: Ceilândia 6 x 2.Viola que havia entrado bem no jogo, aos 38, fez Ceilândia 7 x 2

Ainda dava tempo para mais um e Reinaldo, de pênalti, aos 44, encerrou a maior goleada da história do Ceilândia: 8 x 2.

O Ceilândia jogou e venceu com Branco (Rafael), Wagner, Humberto, Didão e Paulinho. Luiz Fernando, Tiago, Myron e Ewerton (Viola); Reinaldo e Cassius.

Comentarios

Comentarios