Com dois expulsos Ceilândia perde

20080309cec0x2dpd.jpgO Ceilândia perdeu para o Dom Pedro na tarde deste domingo por 2 x 0. O CEC jogou grande parte da partida com dois jogadores a menos. A história do jogo pode ser vista de diversos ângulos. Um desses ângulos aponta para alguma responsabilidade do árbitro. Não é essa linha que será seguida.Durante a maior parte do primeiro tempo o Dom Pedro foi melhor, mas foi o Ceilândia quem chegou com perigo, acertando o poste direito do gol do Dom Pedro logo a 2 minutos.

As coisas não iam bem para o Ceilândia: aos 7, Andrei trombou com Serginho e fraturou uma costela. Como o Ceilândia não possuía zagueiros no banco de reservas, restou ao técnico Ricardo Oliveira improvisar Tiago na cabeça de área, recuando Bruno.

Da cabeça de área para trás, o Ceilândia parecia uma colcha de retalhos.

O resultado desses problemas é que o Dom Pedro tinha a iniciativa da partida, mas não criou qualquer situação de gol.

A partida seguida indefinida até os 40 minutos do primeiro tempo. Mazinho avançou em velocidade e Ricardo Silva tentou cortar com carrinho. O árbitro Sérgio Santos já correu com o cartão vermelho em punho. Parte da imprensa esportiva entendeu que não seria lance para expulsão. A visão que se tem é que a expulsão seria aceitável, desde que o critério disciplinar fosse mantido durante toda a partida. Não foi.

Um minuto depois, Sérgio Santos assinalou falta na entrada da área a favor do Dom Pedro. Aos 45, Michel bateu e marcou.

O Ceilândia veio para o segundo tempo mais aceso. A iniciativa do CEC sofreu um duro golpe aos 7 minutos quando Erick, que havia entrado no lugar de Rodrigo Paraná, tentou interceptar a bola e Maninho se jogou. O árbitro assinalou a falta acertadamente. O erro apareceu no rigor: cartão vermelho. Até mesmo para os torcedores do Dom Pedro, que estavam próximo ao lance, O atleta visou somente a bola. Não havia qualquer intenção de atingir o jogador do Dom Pedro. Lance normal de jogo.

Quanto todos esperavam que com dois a menos o Ceilândia fosse se desestruturar, aconteceu o inverso. O Ceilândia assumiu as rédeas da partida e poderia ter empatado quando o árbitro assinalou um pênalti discutível a favor do Ceilândia. De tão discutível, o árbitro não deu cartão amarelo para o zagueiro Mello. Nesse caso o cartão amarelo representaria a expulsão.

Diego Macedo bateu e, como se vê da fotografia, Osmair defendeu.

O time do Ceilândia continuou lutando, mas não teve outra oportunidade. O castigo veio aos 33 quando, novamente Michel, aproveitando uma indecisão entre Tiago e Diego, marcou o segundo gol.

Com o resultado o Ceilândia perdeu duas posições. Atualmente ocupa a 5a colocação.

O Ceilândia jogou com Sergio Vittori, Ricardo Silva (expulso aos 40), Adriano, Andrei (Tiago), Bruno Ramos, Diego (Cilas), Thompson, Diego Macedo, Luiz Fernando, Rodrigo Paraná (Erick)e Rodrigo Félix.

Comentarios

Comentarios