Ceilândia vira prá cima do Gama: 3 x 2

20080316cec3x2gamathompsonfaz.jpgOs poucos fiéis torcedores do CEC tiveram mais um jogo repleto de emoção. Neste domingo, jogando para um público apenas razoável, o CEC venceu o Gama por 3 x 2. O resultado deixa o Ceilândia a dois pontos de Legião e Dom Pedro, na busca por uma vaga na Série C 2008.Foi um jogo muito disputado. Os dois primeiros jogos surgiram de lances discutíveis. Aos 18 minutos do primeiro tempo, Maia ganhou na corrida de Adriano perdeu o equilíbrio e caiu. O árbitro Almir Barcelos indicou o pênalti que Esley cobrou abrindo o placar.

Não deu para o Gama comemorar. Um minuto depois Rodrigo Paraná disputou a bola com o meia do Gama e caiu. O árbitro indicou marcou penalti. Aos 20, Carlos Lima cobrou e deixou tudo igual.

Após o gol do empate o Gama mostrou um pouco mais de consistência. O time verde conseguira anular Luiz Fernando e Rodrigo Paraná completamente. Restavam as investidas de Rodrigo Félix, pouco produtivo, e de Diego Macedo. No resumo, o jogo prosseguiu igual.

Veio o segundo tempo tinha um homem de vantagem, desde a expulsão de Léo. O Gato não soube aproveitar essa vantagem de um homem podendo-se até a dizer que o Gama começou o segundo tempo melhor. Apesar dessa leve supremacia, o segundo gol do Gama veio por acidente. Maykon cobrou falta e Panda, ao tentar tirar, colocou contra as próprias redes: CEC 1 x 2 Gama.

O CEC então assumiu o controle da partida. Ricardo Oliveira tirou Rodrigo Paraná colocando Cassius em campo. o CEC pressionou seguidamente até que aos 25, após bela triangulação, a bola foi tocada para Thompson que, cara a cara com Rafael Cordova, bateu cruzado (foto) assinalando o empate: CEC 2 x 2 Gama.

Após o gol do empate o Ceilândia continuou mandando na partida, mas sem criar oportunidades claras de gol.

Aos 41 a sorte sorriu para o Ceilândia: um lance desprentensioso e Gerson falhou clamorosamente, segurando Rodrigo Felix e derrubando-o na área. Almir Barcelos assinalou o pênalti que foi cobrado com perfeição por Carlos Lima: CEC 3 x 2.

O panorama da partida não mudou. O CEC tinha as ações do jogo e o Gama parecia não ter forças para empatar.

Com esse resultado o Gama foi a 14 pontos, permanecendo atrás de Dom Pedro e Legião. Na próxima rodada o CEC enfrentará o Brasiliense precisando, ainda, da vitória para não se distanciar dos concorrentes.

ARBITRAGEM

A arbitragem de Almir Barcelos merece alguns reparos. Os pênaltis que resultaram nos dois primeiros gols do jogo podem ser discutidos. A reboque dessa constatação estão as duas expulsões, já que os atletas que fizeram os pênaltis foram os mesmos que na seqüência foram expulsos.

No mais, o árbitro foi conivente com o antijogo, mais precisamente com a avalance de faltas táticas dos cabeças de área do Gama.

Comentarios

Comentarios