Semi-final: Infantil perde nos pênaltis.

Nesse sábado, o Ceilândia foi ao Campo do Gerovital enfrentar o CFZ, em partida válida pela semi-final da Copa AGAP 2008. Uma coisa ficou demonstrada: é possível vencer o Ceilândia porque se tem mais técnica, mas não porque se tem mais vontade.Três contra um: na vontade ninguém ganha do CEC

A partida foi eletrizante, e embora se possa dizer que na maior parte do jogo o CFZ foi superior tecnicamente, o Ceilândia demonstrou uma disposição incomum. Havia uma diferença clara no modo de atuar das equipes: O CFZ tinha uma boa transição da defesa para o ataque enquanto que o Ceilândia se limitava a destruir e contra-atacar em ligação direta da defesa para o ataque.

A mudança no modo de atuar da equipe trouxe insegurança. O Ceilândia sempre foi um time de domínio das ações. O CFZ, por sua vez, não queria saber disto e saiu na frente no marcador. Apesar das desvantagem, o Ceilândia pouco criava. Houve queixas com relação a arbitragem que invalidara um gol do Ceilândia alegando que a bola teria saído. Apesar da queixa, o Ceilândia chegou ao empate no final do primeiro tempo com um belíssimo gol de Jefferson: deu um chapeu no zagueiro e bateu de primeira.

 Não deu tempo para comemorar: numa desatenção da defesa, o CFZ desempatou.

Veio o segundo tempo e o jogo mudou. O Ceilândia manteve-se fiel ao seu estilo de pegada e disposição; o CFZ abandonou a sua boa técnica e quis disputar com o Gato na vontade. Ficou a lição: ninguém vence o Ceilândia na vontade, na disposição. Nesse campo o Gato é imbatível.

A moral da história é que o segundo tempo foi pegado, disputado e as meCeilândia no ataque: CEC 2 x 2 CFZlhores oportunidades estiveram com o Ceilândia. Primeiro, o Gato desperdiçou um pênalti, jogando a oportunidade do empate nas mãos do goleiro. Logo em seguida, o Gato empatou.

A partida seguiu disputada até o final. Com o empate em 2 x 2 no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis.

Na loteria dos pênaltis, o CEC perdeu os dois primeiros e o CFZ manteve a vantagem até o final. O CFZ classificou-se para a final. O Ceilândia sai de cabeça erguida, mas com uma enorme dúvida em Infantil CEC 2008 - Primeiro Semestrerelação ao seu futuro.

Clique na imagem para ampliar

Comentarios

Comentarios

8 comments

Join the Conversation