Liel o homem de ferro: atuou em todos os jogos!

Liel: participou de todos os jogos
Liel: participou de todos os jogos

O volante Liel foi campeão com o CEC em 2010, tendo participado das partidas decisivas. Este ano sequer participou dos jogos da fase de preparação. Quando o campeonato começou lá estava ele como titular. Em toda a competição foram 17 jogos e Liel participou de todos!

Para um volante a participação de Liel não foi nada mau. Em 17 partidas recebeu apenas três cartões amarelos, dois deles nas partidas decisivas.

Ao final da partida e já dentro do vestiário Liel parecia procurar algo e não participava da comemoração dos demais colegas. Informado de que era considerado o ponto de equilíbrio da equipe, pareceu não se surpreender, num misto de modéstia e de desinteresse. Independente disso, se se tivesse que escolher o jogador mais valioso, dificilmente o prêmio fugiria das mãos de Liel.

Liel teve uma atuação constantemente satisfatória ao longo da competição. Hoje é um jogador melhor do que era há dois anos. As suas grandes virtudes estavam ligadas ao desarme, onde desponta o seu excelente tempo de bola. Agora, o seu passe melhorou ainda mais e ele dificilmente erra passe. Liel foi uma surpresa na bola aérea, inclusive no ataque. Embora não tenha feito um gol na competição, participou ativamente em gols importantes, como no gol do empate diante do Ceilandense.

Panda e Badhuga em ação: um leão por dia
Panda e Badhuga em ação: um leão por dia

Depois de Liel, os jogadores que mais partidas disputaram foram os seus eventuais companheiros de zaga, Panda e Badhuga jogaram 15 partidas. Badhuga recebeu 4 cartões amarelos e Panda tr~es, com a diferença que Panda fez um gol na semi-final da Taça Mané Garrincha.

O artilheiro do time, Dimba, participou de 13 partidas e aos 38 anos fez 11 gols!

Para ver as estatísticas dos jogadores veja em www.ceilandiaec.com.br/estat

No total o Ceilândia utilizou 28 jogadores na sua campanha. Luiz Felipe e Gil Bala participaram de apenas uma partida, entrando no segundo tempo.

O décimo segundo jogador foi Luiz Fernando. O meia foi contratado na metade da competição e não foi titular em qualquer partida, mas entrou em 8 delas, tendo feito dois gol.

O Ceilândia foi um time muito disciplinado durante a competição e não teve qualquer jogador expulso.

Para finalizar, o CEC fez apenas um gol de penalti (Cassius contra o Dom Pedro), e sofreu três.

Related Images:

Comentarios

Comentarios

Start a Conversation