CEC pega o Gama para crescer na hora decisiva

CEC reclamou da arbitragem
CEC reclamou da arbitragem

O Ceilândia não tem tempo para lamentar os pontos perdidos no empate contra o Capital ou para se queixar da arbitragem de Wales Martins (mais uma vez).

Após expulsar jogador do Capital e deixar o Ceilândia com um homem a mais, Wales Martins simplesmente não deixou o Ceilândia jogar. Não foi a primeira vez.

A mudança de esquema tático trouxe, por um lado, os gols que faltavam, mas trouxe, por outro, uma defesa que sofreu três gols.

No lance, falta a favor do Capital
No lance, falta a favor do Capital

A Comissão Técnica, embora não gostando do resultado, enfrentou o resultado contra o Capital com naturalidade. O Capital tem feito boa campanha, tem um bom time, um padrão de jogo definido.

O Ceilândia, por sua vez, fez do jogo um laboratório para o segundo turno. No final das contas, o fato é que o time cansou no final do segundo tempo, depois de ter feito um primeiro tempo e parte do segundo tempo muito bons.

Ceilândia reclamou da arbitragem: principalmente após a expulsão do adversário
Ceilândia reclamou da arbitragem: principalmente após a expulsão do adversário

No sábado o CEC não pode se dar ao luxo de tropeçar contra o time do Gama, que está em formação: técnico e time-base novos.

O jogo do sábado é duplamente importante: vencendo, o CEC se afirma na luta pelo segundo turno e ganha moral para enfrentar o Ceará na outra semana.

Related Images:

Comentarios

Comentarios

Start a Conversation