Allan Dellon, Cassius e Dimba: história alvinegra

O Capitão Dimba faz história

Nos primeiros treinamentos: Allan Dellon, Cassius e Dimba: fizeram história
Nos primeiros treinamentos: Allan Dellon, Cassius e Dimba: fizeram história

O jogo contra o Brasiliense trazia ainda mais responsabilidade para Dimba e Cassius, talvez os dois maiores ídolos alvinegros em toda a sua história.

O sucesso da dupla com certeza afastaria algumas dúvidas sobre a continuidade de suas carreiras. Uma dose extra de entusiasmo para o futuro. Cassius ainda não falou em parar. Dimba já chegou a parar e disse que iria parar.

A história de Cassius está intimamente ligada à do Ceilândia, desde o campeonato da segunda divisão local de 1997. É o maior artilheiro do time, do futebol local e o jogador que mais vezes vestiu a camisa alvinegra.

A história de Dimba começou em dezembro de 2009. Naquela manhã, Dimba não era a sombra do jogador extrovertido que se imaginava.

Vestido na camisa de treinamento e com um colete amarelo, Dimba estava de braços cruzados. O seu semblante trazia alguma tensão.

Pouco mais de quatro meses depois, Dimba erguia a taça de campeão do Distrito Federal vestindo a camisa alvinegra.

Dois anos depois lá estava ele novamente, levantando a taça de campeão novamente.

O Ceilândia teve bons e maus momentos em sua história. Para o torcedor há sempre a esperança de que a história agora se divida em duas: antes e depois de Dimba.

Não se sabe se Dimba continuará jogando, mas ele estará sempre em nossos corações.  A torcida do Ceilândia costuma cantar  “Ceilândia minha vida, Ceilândia minha história, Ceilândia meu amor…”

A minha história tem Dimba!

 

Comentarios

Comentarios

Start a Conversation