2008: Ceilândia e Gama no antigo Mané Garrincha - longe de sua torcida, Gato perdeu vínculo com sua cidade

Esperanças em 2015

2002: estádio cheio para jogo contra o Brazlândia. Público menor ano após ano
2002: estádio cheio para jogo contra o Brazlândia. Público menor ano após ano

Há algo de novo no ar… Pela primeira vez, em anos, parece que teremos um bom Campeonato Candango. Muito disso se deve ao fato de se acreditar que o Gama terá um bom time. O futebol local depende muito da energia positiva do Gama, de sua torcida em particular.

Do lado do Ceilândia o ano também será de ressurgimento. Ainda longe de empolgar a sua torcida, a diretoria apostou por um planejamento “pés-no-chão”.

A base do elenco será aquela que disputou, sem muito sucesso, o campeonato goiano da terceira divisão em 2014.

2008: Ceilândia e Gama no antigo Mané Garrincha - longe de sua torcida, Gato perdeu vínculo com sua cidade
2008: Ceilândia e Gama no antigo Mané Garrincha – longe de sua torcida, Gato perdeu vínculo com sua cidade

Acreditar que Cássius e EdiCarlos sejam capazes de unir o time em torno de um projeto vitorioso faz parte da esperança. Atrás, a experiência de  Badhuga se somará aos esforços de Sandro e Caio Chulapa.

No mais, o Ceilândia contará com jovens revelações de futebol local e com a experiência de Adelson de Almeida.

O time se apresentará amanhã, na Cidade do Gato. Após os exames de praxe, o elenco será apresentado oficialmente às 16h00.

Como sempre, a estrutura desempenhará um papel à parte.  É esperar que dê liga em vinte e poucos dias…

Related Images:

Comentarios

Comentarios