Crise de identidade

Gol de Vitor: por acidente
Gol de Vitor: por acidente

Depois de duas derrotas consecutivas, o Ceilândia enfrenta o Brasília na tarde desta quarta em busca da reabilitação.

O Gato Preto, depois de  partida razoável diante do Gama, foi um time apático diante do Brasiliense. Numa e noutra situação, contudo, pareceu um time acomodado, sem fome de vitória. Um time que aceitava o resultado ou que, no muito, se contentava com um empate.

Brasília: más recordações de 2014
Brasília: más recordações de 2014

A partida dessa quarta será ainda com portões fechados. Salvo se algumas exigências forem flexibilizadas, o Ceilândia somente deve voltar a jogar no Regional depois da grande reforma programada, que estenderá a capacidade do Estádio para 10 mil lugares.

Adelson não tem maiores problemas para o jogo dessa quarta, a não ser tirar o seu time da zona de conforto. Não há motivo para desespero.

Time muito mudado
Time muito mudado: missão é  recuperar

A defesa não agradou diante do Brasiliense. Uma análise cuidadosa pode indicar que o problema estava no meio, que não protegeu o sistema defensivo adequadamente.

Como não divulgou o seu time para esta quarta, é de se esperar por novidades num momento em que o mais se precisa é de estabilidade.

Comentarios

Comentarios