Hora dos grandes jogos

Caio voltou ao time titular: crescendo com a competição
Caio voltou ao time titular: crescendo com a competição

O campeonato chegou num estágio avançado. As quatro primeiras rodadas serviram para que os times adquirissem ritmo de jogo. Entre a 5a e 8a rodadas, definiu-se quem está fora da disputa pelo título. Foi assim que funcionou.

O Ceilândia, com a vitória no último final de semana, preocupa-se agora apenas com a exata definição do tamanho de sua ambição.

Jogadores como EdiCarlos fazem a diferença: capacidade de decisão
Jogadores como EdiCarlos fazem a diferença: capacidade de decisão

Serão jogos importantes diante de Sobradinho, Cruzeiro e Luziânia. Nesses confrontos, o Ceilândia demonstrará o quão preparado está para enfrentar a fase de mata-mata.

Diante da Ceilandense, o Ceilândia encontrou algumas facilidades que não encontrou nos jogos contra times mais cascudos. Pela primeira vez, por exemplo, o Ceilândia encontrou um adversário que deixava corredores enormes pelas laterais. Há mérito nisso, mas há que se reconhecer que a Ceilandense não é um adversário direto pelas melhores colocações da competição.

Garça: Para Adelson todos tem que estar prontos
Garça: Para Adelson todos tem que estar prontos

O técnico Adelson de Almeida está consciente disso. Sabe que o time precisa ganhar um pouco mais de consistência defensiva. Ao mesmo tempo, precisa que Filipe Cirne assuma o papel de figura central no jogo alvinegro.

Adelson tem dado chance a quase todo o time. Quem conhece o treinador sabe que, para ele, todos tem que estar prontos o tempo todo.

Contra a Ceilandense: CEC teve muitas facilidades pelos lados.: jogo atípico
Contra a Ceilandense: CEC teve muitas facilidades pelos lados.: jogo atípico

O CEC terá muitos dias de folga até o jogo contra o Sobradinho. A responsabilidade da Comissão Técnica aumenta de tamanho nesses momentos. Ano passado, o CEC perdeu ritmo de jogo e acabou eliminado pelo Brasília nas quartas-de-final do Candangão 39.

Comentarios

Comentarios