Kabrine e Vinicius: um novo CEC

Ari: CEC é o maior vencedor dos últimos 5 anos

Rostos antigos: Kabrine, Liel e Cassius
Rostos antigos: Kabrine, Liel e Cassius

O elenco do Ceilândia 2016 se apresentou para a o Candangão 2016 na tarde deste sábado, 02/01, na Cidade do Gato. No elenco, muitas caras conhecidas e diversas novidades. Os mais antigos jogadores são Cassius, no Gato Preto desde 2007,  e Didão,  veterano da campanha de 2004.

As boas vindas foram dadas por Beni Monteiro e Ari de Almeida. Beni, agora conselheiro, repetiu a sua convicção de que não é possível fazer futebol no Distrito Federal nos dias de hoje. Reforçou que o futebol do Distrito Federal, na sua visão, é mal dirigido e que, a isso somando-se as posturas políticas, o mais correto seria fechar o departamento de futebol do Ceilândia Esporte Clube. Terminou afirmando: “o futebol do DF não merece o esforço da diretoria do Ceilândia, nem o de seus jogadores”.

“o futebol do DF não merece o esforço da diretoria do Ceilândia, nem o de seus jogadores”.

Jogadores checam a programação dos próximos dias
Jogadores checam a programação dos próximos dias

Ari de Almeida, atual presidente do alvinegro, fez coro com Beni Monteiro. O seu discurso dá a dimensão da responsabilidade de jogadores e comissão técnica.

Ari de Almeida reforçou o discurso de Beni Monteiro e afirmou que  tanto a administração do Distrito Federal e quanto a  da Federação não consegue dar ao futebol a importância social que esse esporte possui. Ari pontuou que o Ceilândia é, nos últimos cinco anos, o maior campeão do Distrito Federal e que fará todo o esforço para que o Ceilândia mantenha-se essa hegemonia.

 

Após a apresentação, hora de iniciar os trabalhos porque o tempo urge
Após a apresentação, hora de iniciar os trabalhos porque o tempo urge.

Nas bancadas, diversos rostos novos: Romarinho, ex-Formosa, Oliveira e Wallace dentre outros. Entre os jogadores, a certeza de que ao menos no papel o Ceilândia tem uma boa equipe e se credencia a lutar pelo título. O retrospecto recente, contudo, tem demonstrado que os times fortes no papel tem naufragado, casos de Sobradinho e Brasiliense.

Kabrine e Vinicius: um novo CEC
Kabrine e Vinicius: um novo CEC

Após a apresentação, os jogadores foram a campo comandados por John Kleber. A missão era óbvia: dar o primeiro passo numa preparação para produzir resultados daqui a 120 dias. E ainda faltam 119… falta esperar para ver o que todos estarão falando daqui 119 dias. O resultado do trabalho se constrói dia após dia e não com o discurso de hoje ou de amanhã. Falta muito tempo, mas sempre é tempo de desejar, boa sorte Ceilândia!

Related Images:

Comentarios

Comentarios