Filipe Cirne comemora o gol de Badhuga e a boa atuação

Atuação para dar moral, mas não garante vaga

Filipe Cirne comemora o gol de Badhuga e a boa atuação
Filipe Cirne comemora o gol de Badhuga e a boa atuação

O Ceilândia teve uma atuação consistente em Campo Grande na vitória contra o Comercial. O time mostrou-se equilibrado e, conquanto não tenha sido brilhante, dominou o seu adversário o jogo quase inteiro. Oportunidades de gol, contudo, foram poucas. Dessa vez, contudo, o time equilibrou as situações de gol em jogadas com a bola rolando com as jogadas de bola parada. O time não dependeu tanto das jogadas de bola parada.

Nessa jogada Elivelto mandou no poste.
Nessa jogada Elivelto mandou no poste: sem depender das jogadas de bola parada

No primeiro tempo o Ceilândia chegou ao menos duas vezes com a bola rolando. Na primeira, Emerson obrigou o goleiro do Comercial a fazer a defesa. Na segunda, Wanderson Costa bateu cruzado e obrigou Guilherme a fazer uma defesa um pouco mais difícil. Filipe Cirne chegou atrasado.

Em jogada de bola parada e já no final do primeiro tempo, Badhuga obrigou  Guilherme a fazer outra bela defesa.

Dim apareceu frente a frente com Guilherme, mas o goleiro defendeu
Dim apareceu frente a frente com Guilherme, mas o goleiro defendeu

Veio o segundo e mais uma vez o Ceilândia manteve o adversário sobre controle, agora permitindo uma ou outra jogada de contra-ataque. As oportunidade de gol também surgiram com a bola rolando e em jogadas de bola parada. Na primeira, Dim obrigou Guilherme a boa defesa. Na segunda, Elivelto mandou no poste esquerdo. Na terceira, com a bola parada, Badhuga fez 1 x 0.

Wanderson Costa bate para difícil defesa de Guilherme: Ceilândia mostrou evolução
Wanderson Costa bate para difícil defesa de Guilherme: Ceilândia mostrou evolução

Defensivamente o Ceilândia ainda passou alguns sustos. O principal problema pareceu pelo lado esquerdo de defesa alvinegra. Liel sofreu para ajudar Elivelto e Filipe Cirne (Carlos Henrique). Mesmo assim, as melhor chance do Comercial veio em jogada de bola parada. No mais, o adversário tentou de muito longe. Quando foi exigido em lances decisivos, Artur não falhou.

A vitória faz bem, dá moral, mas não garante a vaga. O Ceilândia volta ao campo neste sábado, 15h30, precisando vencer para se classificar e esperar o vencedor do confronto entre América-RN e Aparecidense.  Uma coisa de cada vez…

Comentarios

Comentarios