Cai a mais longa invencibilidade do futebol do DF

Em reprodução do CB da época: confusão na vitória

Em reprodução do CB da época: confusão na vitória

A data: 9 de abril de 2000. O local:  AE 14, Ceilândia. O adversário: o Gama. A invencibilidade: 36 jogos.

A semana foi complicada. O Ceilândia há tempos não jogava no Abadião. O gramado na época era muito ruim e para complicar estava cheio de areia. O Gama fez o que pode para evitar o confronto no Abadião, o estádio lotou. Mais de 4 mil ingressos foram vendidos e no final os portões tiveram que ser abertos.

Em campo, a torcida do CEC não perdoou as manobras do adversário visando tirar o jogo da AE 14. “inha, inha, inha, o Gama é uma galinha” gritavam.  Estádio lotado, algo que não se vê desde 2004. Havia mais paixão naquela época, há mais profissionalismo hoje em 2013.

Empurrado pela torcida, o CEC foi melhor.  Logo aos 8 minutos, Marquinhos Bahia deu passe para Alemão que passou por Mica e chutou sem defesa para Fernando. Ceilândia 1 x 0.  Aos 21, Marquinhos Bahia bateu falta com perfeição, sem chance para Fernando, mas a bola bateu na trave.

O time do Gama era um bom time. Não se podia bobear. Aos 43, Abimael fugiu e cruzou para Marcelo França empatar. Silêncio na AE 14.

Veio o segundo tempo e o CEC voltou pressionando. Aos 6 minutos, Cassius, sempre ele, foi derrubado por Fernando. O árbitro Paulo renato marcou o penalti claro. Márcio Franco cobrou com perfeição: Ceilândia 2 x 1.

Aos 35, Silvio e Marquinhos Bahia se desentenderam e, na confusão, Paulo Henrique e Clécio foram expulsos.

O Gama pressionou nos minutos finais, mas o CEC garantiu a vitória e quebrou aquela que seria, até então, a mais longa invencibilidade de times do DF. O Gama não perdia desde 26 de abril de 1998.

O Ceilândia jogou com Tobias, Marcio Franco, Elson, Dias e Adilson (Pedrão); Marquinhos Carioca, Iron, Alemão (Serginho) e Marquinhos Bahia; Cassius e Márcio Paulista (Clécio). Técnico Ricardo Freitas.

O Gama jogou com Fernando, Paulo Henrique, Sávio, Almir Conceição e Mica. Nem, Kabila, Robston (Esio) e Mariozan (Bebet). Marcelo França (Rodrigão) e Abimael. Técnico: Valter Ferreira.

Público: +4mil pessoas

Expulsões: Paulo Henrique (Gama) e Clécio (Ceilândia).

Cartões Amarelos: Alemão, Elson, Iron, Marquinhos Carioca e Marcio Franco (Ceilândia) Marcelo França, Silvio e Fernando (Gama).

 

Arquivado em: Há 30 anos

Sobre o autor:

RSSComments (1)

Deixe uma resposta | Trackback URL

  1. Fui no jogo o maior publico que eu ja vi no ABADIÃO

Deixe uma resposta

You must be logged in to post a comment.