Categoria: Destaque

Destaque

Kabrine salva o terceiro: derrota poderia ter sido vexatória

Ceilândia classificado, mas preocupado

Carlos Henrique: atuação apagada
Carlos Henrique: atuação apagada

O Ceilândia perdeu para o Anápolis na noite deste domingo por 2 x 0. Apesar do resultado, o Ceilândia terminou em primeiro lugar do grupo A10. Na próxima fase, o Gato Preto enfrentará o Jacobina-BA. O vencedor desse grupo enfrentará o vencedor de América-RN e Comercial-MS.

Sem conseguir jogar, o Ceilândia abusou das faltas
Sem conseguir jogar, o Ceilândia abusou das faltas

Há tempos que não se via uma derrota do Ceilândia na qual o adversário fosse tão superior ao alvinegro. O representante do DF na Série D foi envolvido pelo Anápolis o jogo inteiro. É verdade que o Anápolis criou poucas oportunidades de gol, mas se tivesse aproveitado as que criou teria goleado o Ceilândia.

Defesa esteve irreconhecível pelo alto. Sorte que faltava pontaria ao adversário
Defesa esteve irreconhecível pelo alto. Sorte que faltava pontaria ao adversário

Adelson voltou ao esquema do jogo contra o Comercial-MS e no qual o Ceilândia foi derrotado. Mais uma vez o time parecia desequilibrado e mais uma vez perdeu. Com três volantes, o Gato Preto sofria para realizar a transição da defesa para o ataque. Dim e Romarinho foram figuras completamente apagadas.

Adelson promoveu a estreia de Junior que não teve a ajuda do time
Adelson promoveu a estreia de Junior que não teve a ajuda do time

Carlos Henrique, sozinho era incapaz funcionar como enganche. Sem transição, sobrava ao Ceilândia apelar para as ligações diretas. O fato é que foi uma noite ruim para o torcedor alvinegro e só não foi pior porque o time do Anápolis tem enormes dificuldades no último passe.

Mesmo assim, o time goiano construiu o resultado com facilidade. O primeiro gol da partida surgiu  aos 41 do primeiro tempo. Bobeada da defesa alvinegra, Schwenck antecipou-se e fez Anápolis 1  x 0.

Adelson colocou Filipe Cirne e Wanderson Costa: de nada adiantou
Adelson colocou Filipe Cirne e Wanderson Costa: de nada adiantou

Veio o segundo tempo e Adelson colocou Wanderson Costa, esquecendo o esquema com três volantes.  O Ceilândia até ensaiou uma melhora, mas faltava estrutura de jogo. O Anápolis passou a perder gols:  Na primeira oportunidade Dudu salvou gol certo. Na segunda, Kabrine salvou sobre a linha. 

Kabrine salva o terceiro: derrota poderia ter sido vexatória
Kabrine salva o terceiro: derrota poderia ter sido vexatória

Não demorou e o segundo gol saiu graças a um lance iluminado de Schwenck. O atacante chutou de fora da área e fez um golaço.  Depois disso, o Anápolis tratou de administrar o jogo. O Ceilândia até esboçou alguma atitude ofensiva, mas pouco produziu. O Anápolis esteve mais próximo do terceiro que o Ceilândia do primeiro. 

Uma noite muito ruim. Agora o Ceilândia enfrenta o Jacobina-BA, que também perdeu na rodada. 

Capitão está de volta

Dia de decisão

Carlos Henrique e Dim foram bem contra o Sinop. Oportunidade de ver como se comportam em jogos truncados
Carlos Henrique e Dim foram bem contra o Sinop. Oportunidade de ver como se comportam em jogos truncados

Às 18 horas de hoje o  futuro do Ceilândia em 2017 começa a ganhar contornos definitivos. O Gato Preto entra em campo para enfrentar o Anápolis no Jonas Duarte de olho na primeira posição do grupo. O time anapolino  mantém suas chances de classificação, mas precisa vencer o Ceilândia e torcer por um tropeço do Comercial-MS.

O cenário demonstra que  teremos um jogo duro. Um excelente teste para sabermos como que o Ceilândia reage em jogos decisivos. Outro ponto a ser considerado é que o Anápolis se insere dentre os prováveis adversários do Ceilândia no mata-mata.

Capitão está de volta
Capitão está de volta

O técnico Adelson de Almeida tem o retorno de Didão para essa partida. Como cada jogo é um jogo diferente, Adelson sempre guarda algumas surpresas. É provável que mantenha Carlos Henrique e  Dim. Ambos foram bem contra o Sinop, mas em outras circunstâncias. O jogo de hoje mostrará como se comportam em jogos decisivos.

Pedrão, que estreou diante do Sinop, também deve ser mantido. O defensor mostrou que ainda precisa de ritmo, mas fez um bom trabalho. Dentro do planejamento de Adelson, o mais importante é ter o maior número de jogadores com ritmo de competição para o mata-mata que se avizinha.

 

 

Ceilândia joga pelo primeiro lugar, Anápolis pela esperança

Fase de grupos da Série D: Hora da decisão

Eliminado, Sinop decide destino do grupo A10
Eliminado, Sinop decide destino do grupo A10

A fase de grupos da Série D termina neste domingo. O Ceilândia luta pelo primeiro lugar no grupo contra o Comercial que, na hipótese de não ser primeiro, briga com o  Anápolis pela  possibilidade de avançar como um dos melhores segundos colocados. 

Comercial optou por viajar de õnibus até Sinop. Com isso, ganha um dia de aclimatação na cidade do nore matogrossense. O Comercial precisa vencer o já desclassificado Sinop se quiser seguir adiante.

Anápolis não depende apenas de si, mas tem chances reais de classificação
Anápolis não depende apenas de si, mas tem chances reais de classificação

Qualquer esperança do Anápolis passa pelo resultado do Comercial. Se o Comercial vencer, não importa o resultado que o Anápolis obtenha diante do Ceilândia: o Anápolis estará eliminado.

O time goiano mudou na última semana. Trocou o técnico Ramon Menezes por Alan George e dispensou cinco jogadores. Subiu três atletas das categorias de base. Venceu o Comercial em Campo Grande e fez ressurgir suas esperanças.

Comercial depende apenas de si: se vencer o Sinop estará classificado.
Comercial depende apenas de si: se vencer o Sinop estará classificado.

O Ceilândia ainda não está matematicamente classificado. Apenas o primeiro colocado de cada grupo segue adiante. A rigor, o Ceilândia precisa de ao menos um ponto para seguir adiante. A se tirar pelos  outros grupos, se terminar em segundo o Ceilândia estaria classificado como um dos melhores.

Se perder para o Anápolis o Ceilândia corre sério risco de terminar como o pior primeiro. Em termos de tabela isso coloca o Gato Preto no grupo dos segundos colocados.

Ceilândia joga pelo primeiro lugar, Anápolis pela esperança
Ceilândia joga pelo primeiro lugar, Anápolis pela esperança

Por enquanto apenas uma coisa parece certa: Ceilândia e America-RN ficarão no mesmo subgrupo regional. Os demais adversários dependem essencialmente do resultado do Grupo A13.

Do grupo A13 há grande possibilidade de classificar apenas um time. Pior, provavelmente sairá o pior primeiro colocado. Para que isso aconteça, basa que o Bangu, em casa, não perca para o Villa Nova-MG. 

Serie D 2017 - Regulamento
Serie D 2017 – Regulamento

Com isso, o segundo colocado do grupo do Ceilândia provavelmente enfrentará  o primeiro, algo que aconteceu com  o Gato Preto na fase de mata-mata em 2016. Muitas contas: melhor esperar para ver.

Outro detalhe importante: a pontuação na Série D é cumulativa. É isso o que diz o parágrafo 4º do artigo 11 do regulamento da Competição. Em outras palavras: mais que ficar em primeiro, o Ceilândia precisa fazer pontos.

 

 

Jogo treino nesta segunda, contra o Brazlandia (Ceilandia Esporte Clube Oficial)

Ceilândia faz jogo-treino e apresenta novidade

Jogo treino nesta segunda, contra o Brazlandia (Ceilandia Esporte Clube Oficial)
Jogo treino nesta segunda, contra o Brazlandia (Ceilandia Esporte Clube Oficial)

O Ceilândia retomou aos trabalhos nesta segunda-feira com um jogo treino diante do Brazlandia, que se prepara para a segundona distrital e uma novidade, o atacante Junior, vindo do Atlantico-BA.

No jogo foram   utilizados os jogadores que não participaram da partida diante do Sinop e aqueles que jogaram apenas parte da partida. A seriedade do grupo é tanta que logo após o jogo contra o Sinop os jogadores que ficaram no banco fizeram trabalho físico, ainda no Abadião.

Junior atuou pelo Atlantico no campeonato Baiano: um gol em 10 jogos
Junior atuou pelo Atlantico no campeonato Baiano –  Imagem: EC Bahia

O jogo-treino terminou com vitória do Ceilândia por 4 x 1, gols de Filipe, Kabrine, Formiga e Almeida. Wudson descontou para o Brazlândia.

No próximo domingo o Ceilândia enfrenta o Anápolis. O alvinegro precisa de um bom resultado para garantir o primeiro lugar do grupo e, de quebra, evitar ser o pior primeiro colocado. A Série D classifica os primeiros colocados de cada grupo, e elimina dois segundos colocados. O pior primeiro vai para a chave dos segundos colocados.

Ceilândia e Anápolis tiveram muita dificulade para fazer fluir o jogo no amistoso desse sábado
Ceilândia e Anápolis se enfrentarão pela terceira vez em 2017: uma vitória para cada lado

O Anápolis ainda tem chance de classificação com nove pontos. Em alguns grupos o segundo colocado deve ficar com oito. Precisa vencer e torcer por derrota do Comercial. O problema é que o Sinop, pelo que se viu contra o Ceilândia, parece ter jogado a toalha.

Terminar em primeiro para o Ceilândia é importante porque os pontos na Série D são cumulativos. Terminar como o pior primeiro coloca o Ceilândia no caminho do America-RN e uma longa viagem até Natal. É melhor ir se acostumando com a idéia: o grupo regional do mata-mata coloca Ceilândia, Comercial-MS (Anapolis), America-RN e União-MT lutando por uma vaga  nas quartas. Em 90 minutos tudo pode mudar.

Gurupi x Princesa
Atletico-AC x São Raimundo
Santos-AP x São Francisco
Rio Branco x Altos
Globo x MAC
Guarany-CE x Parnahyba
Flu de Feira x Central
Juazeirense x Jacobina
Ceilandia x Comercial
America-RN x União
Portuguesa-RJ x URT
Luziania x Bangu
Operario-PR x Portuguesa-SP
Boa Vista x Red Bull
São Jose-RS x Inter-SC
São Bernardo x Metropolitano
Romarinho fez o seu 18º gol da temporada

Ceilândia vence Sinop e encaminha classificação

Liel fez a sua melhor partida em anos: querendo, pode levar o Ceilândia a Série C
Liel fez a sua melhor partida nos últimos tempos: querendo, pode levar o Ceilândia a Série C

O Ceilândia é um time experiente em Série D e sabe que nessa competição não há espaço para apatia. A derrota diante do Comercial-MS deixou lições e o Gato Preto parece que as aprendeu.

Jogando na tarde deste sábado, o Ceilândia venceu o Sinop por 3 x 0, resultado que o coloca em boas condições por uma vaga na fase de mata-mata da competição nacional. 

Wanderson Costa deu dinamismo ao meio de campo do Ceilândia. Cansou rápido e foi substituído.

O Ceilândia veio muito modificado para essa partida. Adelson trouxe Léo, Dudu, Pedrão, Wanderson Costa e Dim como novidades. Quase meio time… e funcionou. 

O Ceilândia foi muito melhor que o Sinop no primeiro tempo. Apesar da iniciativa do jogo e da posse de bola, o Gato Preto pouco criou. Teve chances com Carlos Henrique e com Wanderson Costa, mas não soube aproveitá-las. 

Emerson fez um gol e obrigou Naldo a diversas defesas em chutes de meia distância
Emerson fez um gol e obrigou Naldo a diversas defesas em chutes de meia distância

O jogo se encaminhava para um injusto zero a zero no primeiro tempo quando Emerson Martins acertou um belo chute de fora da área. A bola desviou na defesa e enganou o bom goleiro Naldo: Ceilândia 1 x 0. 

Futebol não tem a ver com justiça, tem a ver com bola na rede. O Ceilândia sabe o que é isso nesta série D. Dois minutos depois, Cabralzinho arriscou da intermediária e a bola explodiu no travessão alvinegro. 

Pedrão pareceu ainda sem ritmo: substituiu Humberto e não comprometeu
Pedrão pareceu ainda sem ritmo: substituiu Humberto e não comprometeu

Veio o segundo tempo e o Ceilândia experimentou 15 minutos de instabilidade. O Sinop poderia ter empatado logo no começo da segunda etapa, mas a estrela do melhor jogador alvinegro de 2016 voltou a brilhar. Léo salvou cara a cara com o atacante e na sobra o Sinop errou um gol feito.

Dim mostrou que tem talento e que pode contribuir muito com o Ceilândia
Dim mostrou que tem talento e que pode contribuir muito com o Ceilândia

O Sinop continuou melhor até os 15 minutos. O Ceilândia era um time afobado nos contra-ataques, confundia velocidade com pressa. Aos 21, tudo mudou.

Dim teve a oportunidade do contra-ataque pela direita. Viu que bateria contra a parede alvianil. Pisou na bola e reiniciou a jogada até que a bola chegasse a Elivelto. O lateral foi até a linha de fundo e serviu Romarinho que ajeitou para Carlos Henrique fazer Ceilândia 2 x 0: futebol tem a ver com a justiça da bola na rede.

Elivelto foi mal contra o Comercial: recuperou-se com boa atuação diante do Sinop
Elivelto foi exigido e voltou a ter boa atuação

Depois do segundo gol alvinegro, o Sinop foi todo à frente. Com enormes espaços para progredir, o Ceilândia perdeu seguidas oportunidades de ampliar. Não porque chegasse frente a frente com a meta defendida por Naldo, mas simplesmente porque não era objetivo o suficiente para tirar proveito dessas jogadas.

Carlos Henrique comemora o seu gol: partida correta
Carlos Henrique comemora o seu gol: partida correta, participação importante.

Aos 36 veio a pá de cal. Romarinho recebeu em velocidade nas costas da defensiva do Sinop. Avançou até a área e, com categoria, marcou o terceiro gol do Ceilândia, o seu 18º gol na temporada. Um belo presente de aniversário.

Depois do terceiro gol, tanto Ceilândia quanto Sinop queriam o fim do jogo. Quem não queria era o árbitro, mas o jogo encaminhou-se sem novidades.

Romarinho fez o seu 18º gol da temporada
Romarinho fez o seu 18º gol da temporada

O resultado deixa o Ceilândia com 10 pontos. Na Série D avança apenas o  primeiro colocado e os pontos são cumulativos por força do regulamento. Classificado o Ceilândia já está, resta saber se aprendeu as lições passadas: Na Série D é preciso evoluir a cada jogo. A acomodação, por menor que seja, exige preços altíssimos.

Didão não joga: o problema tem sido na transição

Filipe, Carlos Henrique, Gordo, Formiga, Lincoln, Emerson: Com que time?

Didão não joga: o problema tem sido na transição
Didão (5) não joga: o problema tem sido na transição defesa para ataque

Uma boa semana de treinamento faz diferença. É com esse espírito que o Ceilândia enfrenta o Sinop na tarde deste sábado, 15h30, no Regional. 

Alcione sempre foi o motorzinho do time: se ia bem, o time ia bem.
Alcione sempre foi o motorzinho do time: se ia bem, o time ia bem.

O jogo pode definir a classificação do Ceilândia para o mata-mata, mas também é decisivo para o Sinop. Qualquer outro resultado que não seja a vitória, acaba com as possibilidades de classificação do time matogrossense. O Ceilândia apenas quer unir o útil ao agradável: fazer as pazes com a vitória e carimbar a classificação.

Emerson Martins também é dúvida para o jogo de hoje
Emerson Martins também é dúvida para o jogo de hoje

Didão levou o terceiro cartão amarelo e desfalca a equipe. Se Emerson Martins jogar, a saída de Didão não deve causar grande impacto na formação da equipe. O problema do Ceilândia não tem sido na contenção, tem sido na transição da defesa para o ataque. Contra o Comercial-MS o time abusou dos chutões e com isso não havia transição possível.

Wallace é desfalque certo: Victor pode ser uma opção
Victor, esquerda, está regularizado e pode ser opção para a vaga de Didão

Achar o equilíbrio é o desafio de Adelson. Já o problema da transição parece não ter solução. Sem Alcione, Adelson quebra a cabeça, mas não encontra jogador com as mesmas características. Filipe Cirne é um meia atacante  que precisa de um time armado de modo diferente para que funcione.

Carlos Henrique tem sido titular: partidas discretas
Carlos Henrique tem sido titular: partidas discretas

Carlos Henrique é mais responsável defensivamente que Filipe Cirne, mas é menos intenso ofensivamente e também menos experiente. Gordo parece se aproximar mais das características de Alcione. Gordo  flutua bem entre as linhas defensivas adversárias, mas não tem a intensidade de Filipe Cirne, nem a força defensiva de Carlos Henrique, 

Edson Pacujá ou Dudu: Adelson decide
Edson Pacujá ou Dudu: Adelson deve ficar com quem vem jogando

No final, tudo se resume a um cobertor curto. Se Adelson cobre a defesa, descobre o ataque; cobre o ataque, descobre a defesa. O mesmo ocorre na dúvida entre Dudu e Edson Pacujá.

Lincoln é opção para o ataque.
Lincoln é opção para o ataque.

O Ceilândia, a princípio, tem um elenco melhor que o do Sinop. Como time, o Sinop foi dos adversários aquele que mostrou um jogo melhor estruturado. Isso deve ser motivo de preocupação. O Sinop tem dificuldade no último passe, mas esse problema é de todos. 

Romarinho comemora: esperança de classificação
Romarinho comemora: esperança de classificação

Este é daqueles jogos em que nada pode dar errado. Se Didão não joga, o Gato Preto deposita as suas esperanças naquele jogador que pode fazer a diferença. Muito marcado contra o Comercial-MS, Romarinho ainda assim foi o jogador mais perigoso. Que hoje seja um dia diferente! 

Romarinho fez três em um dia em que o Ceilândia foi mortal no contra-ataque

Romarinho renova as esperanças alvinegras

Romarinho: nada deu certo no domingo
Romarinho: nada deu certo no domingo

O Ceilândia continua sua preparação com vistas ao jogo decisivo deste sábado diante do Sinop. Nessa quarta, o técnico Adelson de Almeida testou diferentes formações naquele que foi considerado por todos como um excelente treinamento.

Falando ao CeilandiaEC, Romarinho falou de suas expectativas em relação ao jogo decisivo contra o Sinop. Autor de 17 gols no ano, Romarinho disse que o elenco ainda está dolorido com a inesperada derrota diante do Comercial, principalmente porque nada deu certo nos minutos iniciais.

Romarinho fez três em um dia em que o Ceilândia foi mortal no contra-ataque
Com 17 gols em 2017, Romarinho é uma das esperanças alvinegras contra o Sinop

Para esse jogo, Romarinho acredita que tudo possa ser diferente. O fato do time ter feito um bom treino ajuda a levantar o moral.

O artilheiro alvinegro disse esperar um jogo difícil  e emocionante porque as duas equipes devem ir com tudo em busca da vitória. O jogo aberto, na visão de Romarinho, ajuda o Ceilândia que tem tudo para sair  garantir a classificação.

Time de domingo contra o Comercial

Ceilândia trabalha para enfrentar o Sinop

Time de domingo contra o Comercial
Time de domingo contra o Comercial

O time retornou aos trabalhos para o jogo contra o Sinop relativamente tranquilo. Acidentes acontecem. O Ceilândia ainda é líder do grupo e tem um elenco teoricamente capaz de conseguir o acesso para a Série C. 

Adelson surpreendeu a todos mantendo a equipe de Campo Grande para o jogo em casa. Quem o conhece sabe que em circunstâncias normais mudaria a equipe adaptando-a para as diferentes necessidades do jogo em casa. Obviamente tinha um plano em mente que não deu certo.

Para a partida deste final de semana, Adelson tem todo o elenco a sua disposição. 

 

 

Adelson: hora de vencer e fazer contas

Espírito de Série D: Representantes do DF fazem contas

Ceilândia começou sonolento contra o Comercial, quando acordou já perdia por 1 x 0
Ceilândia começou sonolento contra o Comercial, quando acordou já perdia por 1 x 0

Representantes do DF na Série D continuam liderando seus grupos, mas desperdiçaram grande oportunidade de encaminhar suas classificações.

No grupo A11, o  ainda invícto Luziânia parece estar numa situação tão complicada quando o Ceilândia, talvez um pouco mais. O azulino da saída sul empatou com o Sete e chegou a 8 pontos, um a mais que o Ceilândia no grupo A10.

Lincoln está fora de ritmo: pouco contribuiu na derrota diante do Comercial
Lincoln está fora de ritmo: pouco contribuiu na derrota diante do Comercial

O problema é que na próxima rodada o Luziânia terá uma verdadeira decisão contra o União em Rondonópolis. Se perder já não dependerá mais de si para conquistar a vaga direta.  O Luziânia precisa vencer o União se não quiser sofrer.

O mesmo raciocínio se aplica ao Ceilândia. Do lado alvinegro , a derrota diante do Comercial só não trouxe mais prejuízo porque Anápolis e Sinop empataram. O Gato Preto tem 7 pontos e se quiser a vaga direta precisa vencer os dois jogos que lhe restam e torcer para que o Comercial não tire a diferença de saldo.

Adelson: hora de  vencer e fazer contas
Adelson: hora de vencer e fazer contas

O Gato Preto pode se classificar sendo segundo colocado do grupo. Numa ou noutra situação, precisa vencer o Sinop neste final de semana. 

Com a classificação atual, o Ceilândia voltaria a enfrentar o Comercial-MS na primeira fase de mata-mata. 

A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura

O preço da apatia: Ceilândia 0 x 1 Comercial-MS

Didão era um dos poucos lúcidos em um time apático. Foi substituído
Didão era um dos poucos lúcidos em um time apático. Foi substituído

Os dez primeiros minutos do Ceilândia na tarde deste sábado foram de esquecer. O Ceilândia parecia acreditar que era possível vencer sem fazer força. Do outro lado, o Comercial sabia que no mínimo era preciso forçar o erro adversário, que era preciso correr, ganhar a primeira, ganhar a segunda bola, construir o resultado.  O Ceilândia era um time acomodado e, quando se deu conta,  já perdia por 1 x 0.

Adelson colocou Filipe Cirne, mas nada mudou
Adelson colocou Filipe Cirne, mas nada mudou

O Comercial teve a iniciativa do começo de  jogo: marcação alta e pressão na saída de bola. O Ceilândia parecia fora de rotação. Passes displicentes, toquezinho lateral para cá e para lá, transição lenta.  A primeira bola era do Comercial, a segunda também. Pior, nos dez primeiros minutos contaram-se cinco erros de saída de bola do Ceilândia, alguns por pura displicência. 

Sem inspiração, Ceilândia abusou da bola aérea: sem resultado
Sem inspiração, Ceilândia abusou da bola aérea: sem resultado

Aos 12 veio o castigo: Felipe Pará avançou em direção à área do Ceilândia. Como antes, o time parecia esperar que Felipe Pará errasse. Como antes, o Ceilândia não forçou o erro do adversário. Dessa vez  Felipe não errou. Bateu cruzado, a bola tocou na trave direita e morreu no fundo da rede.

Apático no início, previsível no final: Ceilândia perde para o Comercial
Apático no início, previsível no final: Ceilândia perde para o Comercial

Esperava-se que o Ceilândia acordasse. Isso não ocorreu. O Comercial poderia ter aumentado em seguida. 

O Ceilândia poderia ter empatado, mas precisa jogar mais se quiser ir longe
O Ceilândia poderia ter empatado, mas precisa jogar mais se quiser ir longe

O ímpeto do Comercial arrefeceu e o colorado passou apenas a controlar as ações ofensivas do Ceilândia. Sem inspiração, o Gato Preto era incapaz de envolver a defesa do Comercial e se limitava a ligações diretas da defesa para o ataque e jogadas de bola parada. Pouco, muito pouco para o Gato Preto.

A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura
A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura

Veio o segundo tempo e o Comercial teve Mutuca expulso. O Ceilândia foi todo ao ataque, mas dependia exclusivamente das jogadas de bola parada. Se alguém esteve perto de fazer gol no segundo tempo, esse alguém foi o Comercial, mas Artur salvou.

O tempo foi passando. O Ceilândia era apenas vontade  e pouco futebol. O coração às vezes resolve, assim como as ligações diretas e jogadas de bola parada. Às vezes é preciso jogar futebol.  Não deu. O Ceilândia perdeu em casa e o gosto amargo da derrota diante do Fluminense de Feira em 2016 se fez sentir novamente. 

Grupo A-10

PosClubeJVEDGPGCSPts
1631285310
26312109110
362318629
46033511-63
Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita

Ceilândia vs Comercial-MS: luta pelo primeiro lugar

Filipe sequer foi relacionado para o jogo de ida. Dudu volta
Filipe sequer foi relacionado para o jogo de ida. Dudu volta

Hoje, às 15h30, o Ceilândia enfrenta o Comercial-MS, neste momento o seu direto competidor pela vaga assegurada ao vencedor do grupo A10 da Série D. 

Carlos Henrique mostrou evolução contra o Comercial-MS: briga com Dim e Filipe Cirne por uma vaga
Carlos Henrique mostrou evolução contra o Comercial-MS: briga com Dim e Filipe Cirne por uma vaga

O confronto desta tarde promete ser complicado como todo jogo da Série D.  Os mandantes não tem tido vida fácil no grupo A10: em 6 jogos disputados até agora, os mandantes venceram apenas dois. Além disso, tanto Ceilândia quanto Comercial devem mudar os seus times.

O Ceilândia depende de Alcione: se ele vai mal, o time também vai
O Ceilândia era dependente de Alcione que volta depois de dois jogos fora

Do lado da Cidade do Gato há  preocupação com a necessidade de evolução da equipe para o jogo de hoje e, de quebra, para a continuidade da competição. O Comercial deve mudar a postura.  O Ceilândia, embora consciente da sua boa estrutura de jogo, preocupa-se em não ser surpreendido pelo adversário.

Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita
Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita

Filipe Cirne, Dudu e Alcione foram titulares em quase toda a temporada. Adelson contará com os retornos dos dois últimos, Filipe Cirne pode ser uma opção interessante.  Outra opção é o meia Dim e Adelson provavelmente contará com Pedrão ao menos no banco de reservas.

Formiga formou dupla de ataque com Romarinho no primeiro jogo
Formiga formou dupla de ataque com Romarinho no primeiro jogo

No ataque Formiga tem sido uma opção constante. Adelson, contudo, costuma armar suas equipes de acordo com o adversário. É de se esperar que o time de hoje seja diferente daquele que enfrentou o Comercial-MS domingo passado. 

Em resumo: Adelson esconde bem as suas equipes e a forma de atuar. Saberemos apenas hoje à tarde.

Ceilândia volta a enfrentar o Comercial no seu caminho rumo à classificação

Adelson define time para enfrentar Comercial-MS

Ceilândia é um time seguro de suas qualidades: no futebol cada jogo é diferente
Ceilândia é um time seguro de suas qualidades: no futebol cada jogo é diferente

O Ceilândia enfrenta o Comercial-MS neste sábado, 15h30, no Regional, nos últimos 90 minutos do confronto entre as duas equipes.  Trata-se de um jogo importante na trajetória alvinegra na Série D 2017.

Comercial-MS volta a enfrentar o Ceilândia.
Comercial-MS volta a enfrentar o Ceilândia.

O Gato Preto atualmente é líder do grupo A10 da Série D 2017 e apenas o primeiro colocado se classifica.  Nem todos os segundos colocados seguem adiante. Esta a importância do jogo.

Emerson foi bem em Campo Grande-MS, mas a volta de Alcione pode mudar o Ceilândia
Emerson foi bem em Campo Grande-MS, mas a volta de Alcione pode mudar o Ceilândia

Na análise da direção, o  jogo de Campo Grande-MS não serve de muita  referência. O Ceilândia tem um trabalho mais maduro, mas as circunstâncias devem mudar completamente neste sábado, a começar pelo campo de jogo.

Além disso, é certo que o Ceilândia tem mais responsabilidade que o Comercial-MS. O time pantaneiro sabe que a tabela lhe reserva um confronto direto e em casa contra o Anápolis. Aproveitar a vantagem casa é, neste momento, a tarefa do Ceilândia. Isso permite ao Comercial-MS usufruir melhor do seu jogo de contra-ataques.

Ceilândia volta a enfrentar o Comercial no seu caminho rumo à classificação
Ceilândia volta a enfrentar o Comercial no seu caminho rumo à classificação

 Alcione e Dudu voltam, mas não devem começar jogando. Se Adelson optar pela entrada de Alcione deve levar em consideração que o time mudará bastante em relação a domingo. A única baixa deve ser Gilmar Here por questões contratuais. A decisão sai hoje.

A princípio os portões estarão abertos ao público, confirma Almir de Almeida.

 

Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história

Cristóvão Ferreira reencontra Ceilândia 28 anos depois

Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história
Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história

A passagem por Campo Grande-MS rendeu um encontro inesperado com Cristóvão Ferreira, ex-treinador do Ceilândia e um dos responsáveis pela inesquecível campanha alvinegra de 1989.

Em 1989, o Campeonato Metropolitano começava com o Tiradentes lutando pelo bi-campeonato e o Guará com quatro reforços de peso: Paulo Cesar Lira, Ataliba, Ney e Dema. 

Cristovão montou o time que chegaria às finais do Metropolitano de 1989, mas a sua campanha não foi boa
Cristovão montou o time que chegaria às finais do Metropolitano de 1989, mas a sua campanha não foi boa

O Ceilândia apresentava um novo treinador: Cristóvão Ferreira. Ex-jogador do Flamengo, Cristóvão fora responsável por boas campanhas de Planaltina e Tiradentes. Com ele vieram Kidão e Marco Antônio, em um time que tinha Chicão, Laércio, Tião, Marcelo, Edmilson, Lino e Tuta. No ataque, Pacheco, Carlinhos e Agnaldo.

A campanha de Cristóvão com o Ceilândia não foi das melhores em um campeonato no qual os empates levavam a decisão do jogo para os penaltis. 

Cristovão dirigiu o Ceilândia em 8 jogos, com apenas uma vitória
Cristovão dirigiu o Ceilândia em 8 jogos, com apenas uma vitória

Cristóvão dirigiu o Ceilândia durante o primeiro turno, mas a derrota para o Taguatinga no começo do segundo turno do Candangão selou o seu destino. Em seu lugar veio Décio Leal que levou o Ceilândia a vencer o terceiro turno e às finais do Candangão daquele ano.

Cristóvão falou brevemente com o CeilandiaEC.  Foi um encontro emotivo, de muita saudade. O treinador ainda continua na ativa depois de passagens pelo futebol árabe, vietnamita, sulmatogrossense e carioca. Perguntou por muita gente, sinal de que em seu coração há um espaço enorme ocupado pelo futebol candango e pelo Ceilândia em particular.

Campo ruim no jogo de ida transforma jogo de volta em incógnita

Os 90 minutos finais contra o Comercial-MS

Formiga tem sido importante, mas Ceilândia ainda precisa de outro atacante pelo lado de campo
Formiga tem sido importante, mas Ceilândia ainda precisa de outro atacante pelo lado de campo

O Ceilândia retornou ao Distrito Federal na tarde de ontem já pensando nos noventa minutos finais dos confrontos com o Comercial-MS.  Antes, terá tempo para um merecido descanso  da longa viagem. 

Pedrão foi contratado para ser titular, Humberto tem dado conta do recado
Pedrão foi contratado para ser titular, Humberto tem dado conta do recado

Agora que os times já se conhecem, espera-se que os treinadores tenham mais material para prepararem suas equipes. O Ceilândia  sabe que precisa evoluir porque o Comercial-MS que enfrentará no próximo sábado não será aquele que enfrentou no domingo.

Campo ruim no jogo de ida. Agora os times poderão jogar futebol
Campo ruim no jogo de ida. Agora os times poderão jogar futebol

A primeira e importante mudança está no campo de jogo. O gramado do Morenão era muito irregular e muito duro. O futebol que se jogou no Morenão não pode e não será aquele que será jogado no Estádio Regional de Ceilândia. Só por aí se sabe que os 90 minutos finais do confronto será diferente.

Dim estreou contra o Comercial: ainda fora de ritmo
Dim estreou contra o Comercial: ainda fora de ritmo

Para a partida deste sábado, 15h30, no Regional, Adelson deve contar com o reforço de Pedrão ao menos no banco.  Questionada se tem valido a pena esperar tanto tempo por um jogador, a Comissão Técnica respondeu que Pedrão é um jogador que soma qualidade ao elenco e que, portanto, a espera vale a pena.

Campo ruim no jogo de ida transforma jogo de volta em incógnita
Campo ruim no jogo de ida transforma jogo de volta em incógnita

Alcione e Dudu estão na reta final de suas recuperações. Alguns jogadores tem apresentado desgaste e isso  preocupa a Comissão Técnica. Na partida contra o Comercial-MS, Filipe Cirne, por exemplo, sequer foi relacionado. Outros preocupam.

 

 

Related Images:

Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?

Vitória importante na luta pela classificação

O Ceilândia aproveitou melhor as oportunidades, mas no confronto de volta tudo pode mudar
O Ceilândia aproveitou melhor as oportunidades, mas no confronto de volta tudo pode mudar

O Ceilândia venceu o Comercial-MS por 3 x 1 na tarde deste domingo. O resultado não é definitivo, na caminhada alvinegra rumo à classificação, mas é importante. 

Foi um jogo no qual o Ceilândia sempre teve a iniciativa. Em outras situações poder-se-ia dizer que o Ceilândia foi sempre melhor que seu adversário. No caso do Comercial-MS isso pode ser enganoso. O time pantaneiro claramente dava espaço para o Ceilândia para obter o contra-ataque.

Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?
Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?

O mérito do Ceilândia foi jamais se expor aos contra-ataques adversário. O Gato Preto rondava a grande área do Comercial, mas não criava situações claras de gol. Em um campo com o piso duro como é o do Morenão o acaso desempenha um papel importante. O Ceilândia tirou bom proveito das condições do jogo. 

Aos 22, Elivelto cobrou escanteio. A bola desviou em Xandão e Humberto desviou para fazer Ceilândia 1 x 0. O gol não mudou o ritmo da partida. O Ceilândia manteve a posse de bola e Romarinho apareceu para fazer Ceilândia 2 x 0 aos 39.

O terceiro gol foi de Humberto
O terceiro gol foi de Humberto

Veio o segundo tempo e se esperava que o Comercial-MS viesse para cima. O time sulmatogrossense até teve a iniciativa nos primeiros minutos, mas o Ceilândia logo recuperou o domínio. Aos 14, novo escanteio e Humberto fez Ceilândia 3 x 0. 

Com a larga vantagem, o Ceilândia manteve o ritmo e poderia ter aumentado. O time relaxou nas conclusões e em ao menos duas situações a ansiedade individual prevalesceu sobre o interesse coletivo. O castigo não demorou: Aos 20, Bruno Nunes diminuiu.

Romarinho fez o segundo gol do Ceilândia, o 17o do ano.
Romarinho fez o segundo gol do Ceilândia, o 17o do ano.

O Comercial ainda manteve o ímpeto por dez minutos, depois o Ceilândia recuperou o controle da partida até o final.

Com esse resultado o Ceilândia alcança a liderança momentânea do Grupo. O importante nesse momento é não relaxar, porque ainda falta todo o returno e tudo pode mudar.