Categoria: Destaque

Destaque

Candanguinho: Juvenil e Infantil seguem firmes na liderança

Infantil segue firme na liderança do Grupo B do Candanguinho 2018

O Ceilândia voltou a vencer seus adversários na terceira rodada do Candanguinho 2018. Jogando no Paranoá, o time infantil do  Ceilândia venceu o time da casa por 2 x 1.  O time treinado por Paulo Miranda é líder de seu grupo com 9 pontos em 3 jogos disputados.

O time juvenil também passou pelo Paranoá e superou o seu adversário por 4 x 0.  O time treinado por Gleyton Ariani também é líder com 9 pontos em 3 jogos disputados.

A gestão dos times infantil e  juvenil do Ceilândia, assim como do time de juniores, está a cargo da BNT – Brasilia Novos Talentos, parceria que tem rendido bons frutos ao Ceilândia.

No próximo sábado, o Ceilândia enfrenta a Guaraense no CT do Gato a partir das 14h.

Jairo deu as boas-vindas aos Juniores. Depois, ligações e mais ligações

Jairo trabalha intensamente: Ceilândia monta elenco para 2019

Jairo, Rodriguinho e Ari de Almeida: muito trabalho para montar o elenco
Jairo, Rodriguinho e Ari de Almeida: muito trabalho para montar o elenco

Esta quarta foi de muita movimentação na Cidade do Gato. Além da reapresentação dos juniores com vista à Taça São Paulo, o  treinador Jairo Araújo e seu auxiliar Rodriguinho reuniram-se com a direção do clube. Na pauta, a montagem do elenco para 2019.

Jairo falou com o CeilandiaEC. O treinador ressaltou que o Gato Preto deve manter  aproximadamente 10 atletas do time de 2018. No mais, está trabalhando intensamente buscando qualificar o elenco para 2019.

Rodriguinho fez boa partida, mas recuava em demasia
Rodriguinho volta ao Ceilândia, agora como auxiliar-técnico

E o treinador mostrou-se confiante. Jairo ressaltou que o elenco que está sendo montado tem por meta levar o Ceilândia de volta às finais do Candangão, competição na qual o Gato Preto acostumou-se a decidir.

Na base a confiança, está o trabalho de reestruturação financeira, administrativa e técnica realizada pelo Ceilândia. Isso dá tranquilidade.

Jairo deu as boas-vindas aos Juniores. Depois, ligações e mais ligações
Jairo deu as boas-vindas aos Juniores. Depois, ligações e mais ligações

O treinador não citou qualquer nome. Faz parte da política do Ceilândia mencionar nomes apenas quando o contrato foi assinado. O que se viu foram ligações e mais ligações efetuadas tanto pelo treinador quando pela direção do Gato Preto. Trabalho intenso que deve continuar nos próximos dias.

O Ceilândia se reapresenta na primeira semana de dezembro para a sua preparação para 2019.

Ceilândia iniciou trabalhos com vistas à Copa São Paulo

Juniores iniciam trabalhos visando Copa São Paulo

Ceilândia iniciou trabalhos com vistas à Copa São Paulo
Ceilândia iniciou trabalhos com vistas à Copa São Paulo

Os juniores do Ceilândia se reapresentaram nesta quarta-feira e já iniciaram a preparação com vistas a Taça São Paulo 2019.

A apresentação foi na Cidade do Gato e contou com a presença do Presidente do Ceilândia licenciado Ari de Almeida e do técnico do time profissional Jairo, além de Rodriguinho, auxiliar técnico.

O Coordenador-Geral Gleyton Ariani dá a boas-vindas aos atletas
O Coordenador-Geral Gleyton Ariani dá a boas-vindas aos atletas

A Comissão Técnica reconhece que a Taça São Paulo é uma competição muito difícil, mas está otimista: “O Ceilândia manteve a base campeã do DF e ainda trouxe algumas reforços”.

Bruno Zica, Jhonata Serejo, Leonardo Roquete, Gleyton Ariani e Fred Oliveira: Comissão Técnica dos Juniores
Bruno Zica, Jhonata Serejo, Leonardo Roquete, Gleyton Ariani e Fred Oliveira: Comissão Técnica dos Juniores

Na origem da confiança está o bom trabalho que a equipe comandada por Gleyson vem realizando já há alguns anos.
Somado ao bom trabalho dessa equipe, o Ceilândia inaugura uma parceria importante com a T-Soccer, empresa gerenciada por Anderson Talisca, atualmente no Guangzhou Evergrande, da China.

Jogadores iniciaram a preparação física: na pauta, muito trabalho
Jogadores iniciaram a preparação física: na pauta, muito trabalho

A Taça São Paulo deve ser disputada entre os dias 2 e 25 de janeiro de 2019.

Juvenil: temperatura de 33 graus dentro de campo

Juvenil e Infantil: Ceilândia começa bem o Candanguinho 2018

 

Juvenil: temperatura de 33 graus dentro de campo
Em foto de 2012: Ceilândia x Galacticos. Em 2018, Gato Preto tem planos para Copa BH 2019

O Ceilândia está disputando os campeonatos das categorias infantil e juvenil.  O Presidente Ari de Almeida comentou com o CeilandiaEC o desejo de que as parcerias rendam o mesmo resultado com a firmada com a BNT – Brasilia Novos Talentos.

Ari de Almeida assume a presidência do CEC
Ari de Almeida assume a presidência do CEC

É muito cedo para fazer uma avaliação, mas os resultados da primeira rodada dão margem para acreditar no trabalho:

Os juvenis do Ceilandia venceram o Galacticos FC por 3 x 0.  Já o time infantil sofreu um pouco mais para vencer o mesmo Galacticos por 2 x 1. Na próxima semana o Ceilândia enfrenta o Brasília.

Feminino: Ceilândia sobe um degrau, mas título fica para 2019

Lauana disputa no alto: Ceilândia e Cresspom fizeram mais uma partida equilibrada

O time feminino do Ceilândia caiu nas semifinais do Candangão 2018 para o Cresspom. Jogando neste domingo na Cidade do Gato, o Ceilândia voltou a ser derrotado por seu advesário e o sonho do título Candango fica para 2019.

Juciara, Camila e Eliane: Barreirão contra o Cresspom

Novamente foi uma partida bastante equilibrada, decidida no detalhe. No primeiro tempo, os times alternaram a iniciativa do jogo. Não é possível dizer que um time teve o domínio sobre o outro. Ora o Ceilândia rondava a área adversária, ora o Cresspom chegava à área alvinegra.

Mais entrosada, Karine deu equilíbrio pelo lado direito e fez boa partida. Fisicamente, contudo, ainda longe do ideal.

O ponto positivo é que o Ceilândia tocava bem a bola. A transição defesa para o ataque se fazia com toques precisos e rápidos até a entrada da área adversária. O Cresspom, a seu turno, tem uma defesa forte e fazia da retomada da posse de bola e da progressão nos espaços vazios o seu forte. Era um bom jogo de se assistir.

Valéria foi o grande nome do Ceilândia em 2018 e permitiu que o Gato Preto subisse mais um degrau na guera contra Minas e Cresspom

Havia, como há, uma grande diferença entre Ceilândia e Cresspom. Tecnicamente os times se equivalem, mas atleticamente o Cresspom é um time mais inteiro. Essa foi a diferença o jogo inteiro. Essa diferença atlética permitiu ao Cresspom levar mais perigo à meta do Ceilândia que o inverso. E isso se devia às bolas longas.

Isabela estava devendo contra os grandes: Desta vez fez um jogo maduro, como se esperava

Graças às bolas longas, o Cresspom teve ao menos duas grandes oportunidades de abrir o marcador na primeira etapa.  Em ao menos uma delas Valéria, talvez o grande nome do Ceilândia no campeonato, fez bela defesa.

Veio o segundo tempo e o panorama da partida se manteve. Ora o Cresspom tinha a iniciativa, ora o Ceilândia tinha a iniciativa das jogadas.

Juciara dando combate: Dupla de área com Laiane segurou o Cresspom.

A diferença atlética dava ao Cresspom uma vantagem na disputa no um contra um e lhe permitia a ligação direta. O primeiro gol veio quando o Ceilândia tinha a iniciativa da partida. A bola longa no contra-ataque do Cresspom era um problema.

Logo no primeiro minuto da segunda etapa o Cresspom tivera um penalti a seu favor e que fora desperdiçado por Cirlene. Na origem da jogada uma bola longa. A diferença de força física, embora não preponderante, fazia a diferença.

Kaká foi uma das jogadoras que mais evoluiu em 2018. A manter a progressão será bom nome para 2019

Aos 20, bola longa, travessão e Joyce abriu o placar. O gol contudo não mudou o ritmo do jogo. O jogo continuava equilibrado. Ceilândia mudou o esquema tático. Dayana entrou para compor três zagueiros.

O jogo seguiu equilibrado até os 40, mas agora com um leve predomínio nas ações por parte do Cresspom. Quis o destino que o segundo gol adversário viesse em um lance casual no qual o árbitro viu pênalti de Dayana. Pitti cobrou com perfeição e fez 2 x 0, resultado final.

Alane sempre esteve bem marcada, mas deu muito trabalho à defesa do Cresspom

Ao final, mesmo eliminado, o Ceilândia tem algo a comemorar. Tecnicamente o time não mais fica devendo a Minas e Cresspom.  A diferença atlética, contudo, é palpável. A diferença na intensidade da preparação, na quantidade de dias de treinamento, cobra seu preço em dias decisivos.

Com méritos, o Cresspom vai jogar a final contra o Minas. Ao Ceilândia resta comemorar ter subido mais um degrau e se preparar para subir mais outro degrau em 2019. Esse salto de qualidade que precisa dar é muito mais difícil e vai exigir mais dedicação e investimento. Torcer para que seja possível.

Candangão Feminino: Em grande jogo, Cresspom vence o Ceilândia

Valéria mostrou a segurança de sempre, mas não foi suficiente.

Nem mesmo a bela apresentação do Ceilândia foi suficiente para evitar a derrota para o Cresspom na manhã deste domingo, jogo válido pelas semifinais do Candangão Feminino 2018.

Foi um dos melhores jogos do ano em qualquer categoria. Uma partida muito equilibrada, muito disputada e que, no final, resultou na vitória do Cresspom por 2 x 0.

Chute de Alane explode no travessão: história do jogo seria diferente

O Ceilândia começou tomando a iniciativa do confronto. O Cresspom mostrou desde o primeiro momento que era e é muito forte defensivamente. 

Após os minutos iniciais, os times passaram a alternar-se na iniciativa do jogo. Ninguém era superior ao adversário, ninguém criava situação clara de gol. 

Ceilândia reclamou muito do jogo físico do Cresspom e dos critérios da arbitragem

A primeira e mais importante situação de gol foi do Ceilândia. Alane ganhou na corrida da defesa adversária e mandou um tubo que explodiu no travessão.

Cresspom fez valer o seu jogo físico 

A possibilidade clara de gol parece ter aumentado a ansiedade do Gato Preto. Depois desse lance o time perdeu o jogo de passes e aproximação e passou a investir em ligações diretas ou na condução da bola e, com isso, o Cresspom assumiu o controle do jogo.

Isabella sofreu forte pancada e deixou o Ceilândia com uma jogadora a menos

Entre o 31º minuto e o 41º o Ceilândia viu o Cresspom mais e mais gostar do jogo até que  Bruninha arriscou e aproveitou o rebote para ela própria abrir o marcador: Cresspom 1 x 0.

Ceilândia e Cresspom voltam a se enfrentar no próximo final de semana.

Veio o segundo tempo e o Cresspom continuou melhor. O Ceilândia tinha dificuldade na transição e ainda insistia na ligação direta e em carregar a bola contra um time fisicamente mais forte. 

O domínio do Cresspom não demorou muito tempo. Aos poucos o Ceilândia foi recuperando o domínio do jogo e as entradas de Yrla e Geovana contribuiu bastante visto que Karine e Lauana já demonstravam cansaço depois de correrem muito no primeiro tempo.

Isabella foi muito exigida e sofreu com a marcação forte do Cresspom

O Ceilândia passou a rondar a área defensiva do Cresspom. As chances claras de gol não apareciam, mas indicavam que mais cedo ou mais tarde o Ceilândia chegaria ao empate. 

Não foi isso que aconteceu. Após a parada técnica o Ceilândia desconcentrou-se por um minuto. Contra o Cresspom isso é fatal. Cirlene fez bela jogada e Joice anotou o segundo gol do Cresspom aos 24 do segundo tempo.

 Karine fez boa estreia. Sentiu um pouco a falta de entrosamento. Cansou e foi substituida

O Ceilândia era valente. Tentou diminuir a diferença. Ainda faltava, como falta, este ou aquele detalhe na transição da defesa para o ataque. O Cresspom impôs o seu jogo físico, controlou o restante do jogo e garantiu a vitória.

No próximo final de semana as duas equipes voltam a se enfrentar. O Ceilândia tem o desafio de vencer e somente então pensar na classificação. De qualquer sorte, todos que assistiram foram unânimes: os dois times fizeram um grande jogo.

Ceilândia mostrou evolução, mas precisa de uma ou outra peça

Feminino: Ceilândia e o desafio de superar o seu maior algoz

Na final em 2015, Cresspom venceu o Ceilândia com facilidade

O Ceilândia firmou-se como a terceira força do Futebol Feminino do Distrito Federal  nos últimos quatro anos. Foi vice em 2015 e 2017 e chegou nas semifinais em 2016 e este ano.  Se há motivo para comemoração, há motivos de sobra para trabalhar. A diferença  para o maior campeão da categoria, o Cresspom ainda é grande, ao menos em nível de estrutura.

Isabella esteve nervosa: poderia ter sido expulsa
Isabella enfrenta o Cresspom em 2015: eliminado pelo adversário na Semifinal

Tecnicamente o Ceilândia diminuiu bastante a diferença para o seu adversário deste domingo, 10h, na Cidade do Gato. Este é o tamanho do desafio.

Nome
Karine
Posição
Meio-Campo
Ligas
Feminino
Temporadas
2018
Nascimento
3 de junho de 1997
Idade
21

São dois jogos. O Gato Preto terá de ser forte mentalmente para superar um adversário difícil. Tal qual o Ceilândia, deverá contar com Alane e Karine como reforços, o Cresspom também foi ao mercado de trouxe duas jogadoras que disputaram a A2 do Brasileirão.

Ceilândia mostrou evolução, mas precisa de uma ou outra peça
Ceilândia mostrou evolução, mas precisa de uma ou outra peça. Gabi é desfalque certo para amanhã.

Para o jogo deste domingo, o técnico Flavio Cordeiro deve contar com sua equipe completa. O time treinou nesta quinta e deve fazer hoje o treino apronto no Abadião antes da primeira partida decisiva.  Gabi é dúvida.

Ceilândia treinou nesta quinta para enfrentar Cresspom

O Ceilândia deste ano é forte, mas  se quiser passar adiante precisa dar um salto de qualidade. Na história dos confrontos são sete jogos, com sete vitórias do Cresspom.  O time amarelo é também o maior vencedor da categoria, com seis títulos conquistados.O time sabe que não se quebra escrita com bravata, mas com futebol e muita concentração.  Na fase de classificação o Cresspom venceu por 2 x 1.

Quer conhecer as guerreiras do Ceilândia? Clique abaixo em ver todas as jogadoras ou aqui

Quer conhecer a campanha do Ceilândia?

Alane faz o primeiro de seus quatro gols: Lembrou Nycole

Com quatro gols de Alane, Ceilândia goleia Santa Maria

Erika fez uma bela partida. Amanda aprovaria
Erika fez uma bela partida. Amanda aprovaria

O Ceilândia venceu o Santa Maria na manhã deste domingo por 6 x 0 e agora está na dependência do resultado de Minas/ICESP versus Gama para conhecer o seu adversário na semifinal do Candangão Feminino 2018.

Kaká teve uma atuação lúcida: equilibrou o time a partir da defesa

O Ceilândia jogou bastante desfalcado em razão das provas de concurso para a carreira de Sargento do Exército Brasileiro.  Mesmo assim, o Gato Preto não teve dificuldade para vencer o valente time do Santa Maria.

Gabi sai chorando de campo: desfalque sério e quase certo para semifinais

O  jogo foi disputado em ritmo de treino. O Ceilândia precisou valer a sua melhor técnica e de 21 minutos para fazer o primeiro gol com a estreante Alane.  A mesma Alane ampliou aos 35, fazendo Ceilândia 2 x 0.

Suyanne entrou, fez um gol, mandou outra na trave: pegando ritmo, pode ser importante

Veio o segundo tempo e Suyanne ampliou aos 10, Alane fez mais dois gols, aos 17 e 36. Isabela fechou o placar aos 47: Ceilândia 6 x 0.

Apesar do placar elástico, ficou a certeza de que o time do Ceilândia joga mais do que mostrou em campo.  E vai precisar.

Isabela teve liberdade e, com liberdade, Isabela é mortal
Isabela teve liberdade e, com liberdade, Isabela é mortal

Nas semifinais o Ceilândia provavelmente enfrentará o Cresspom, visto que o Minas provavelmente derrotará o Gama e conquistará a primeira colocação no geral. No jogo da fase de classificação, o Cresspom foi muito superior ao Ceilândia, apesar do placar apertado de 2 x 1.

Alane faz o primeiro de seus quatro gols: Lembrou Nycole
Alane faz o primeiro de seus quatro gols: Lembrou Nycole

Tudo aponta para que os jogos das semifinais seja diferente. O Ceilândia completo é um time mais forte, mas o Cresspom é outro patamar.  Vai ser difícil, mas não é impossível.

Lucas Portela comemora o gol do título

Ceilândia bate Legião e é Campeão Candango de Juniores 2018

Juan fez o primeiro gol do Ceilândia cobrando pênalti.
Juan fez o primeiro gol do Ceilândia cobrando pênalti.

O Ceilândia sagrou-se Campeão Candango de Juniores do Distrito Federal em 2018. Jogando na tarde deste sábado, no Bezerrão, o Gato Preto precisou de cento e vinte minutos para vencer o Legião e voltar a ser campeão de juniores.

Christian nada pode fazer no gol de empate do Legião
Christian nada pode fazer no gol de empate do Legião

A decisão opunha os times de melhores campanhas na competição. O Ceilândia teve a iniciativa do jogo na maior parte do tempo, mas não conseguiu traduzir esse domínio em situações claras de gol. O mesmo se diga do Legião nos momentos em que tomou a iniciativa do jogo.

O Ceilândia esteve melhor na maior parte do tempo
O Ceilândia esteve melhor na maior parte do tempo

Assim, os gols vieram em bolas paradas.  O Gato Preto saiu na frente logo aos 13 minutos. Warley foi derrubado dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. Juan bateu firme, à direita do gol adversário e abriu o marcador.

Técnico Leo Roquete mexeu muito no time no segundo tempo
Técnico Leo Roquete mexeu muito no time no segundo tempo

Não deu tempo sequer para comemorar.  Três minutos depois o Ceilândia errou na saída de bola. Na sequência, o árbitrou assinalou falta que foi cobrada com perfeição: Ceilândia 1 x 1 Legião.

Torcida levou faixas para apoiar jogadores
Torcida levou faixas para apoiar jogadores

O Ceilândia sofreu o impacto emocional do gol, mas logo se recompôs. O primeiro tempo terminou em 1 x 1.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia continuou melhor, mas mostrava as mesmas dificuldades no último passe que no primeiro tempo. Na segunda metade do segundo tempo o panorama do jogo mudou. O Legião assumiu o controle da partida.

Lucas Portela comemora o gol do título
Lucas Portela comemora o gol do título

Tal qual o Ceilândia, o Legião também tinha dificuldade para criar situações claras de gol e o tempo regulamentar terminou em 1 x 1 .

Comissão Técnica espera ansiosa pelo término da partida

Veio a prorrogação e o Ceilândia voltou a tomar a iniciativa do jogo. Já havia espaços entre as linhas defensivas de ambas as equipes, mas ninguém criou situação clara de gol.

Festa alvinegra: Ceilândia campeão

Veio o segundo tempo da prorrogação e a cobrança de penalidades parecia algo real. Não foi isso que aconteceu. Abdio invadiu a área do Legião e foi derrubado. Penalti! Lucas Portela cobrou e fez Ceilândia 2 x 1 aos 5 minutos.

Só não foi possível fotografar a entrega do troféu: mas está valendo
Só não foi possível fotografar a entrega do troféu: mas está valendo

Depois disso, o Ceilândia cuidou em segurar o jogo. O Legião não tinha forças e o Gato Preto controlou a partida até o apito final. Depois de 31 anos, mesmo tendo sido campeão em todas as categorias de base do Distrito Federal, inclusive sub 20, enfim  o Ceilândia volta a ser Campeão Candango de juniores.

Abdio mostrou muita disposição para lutar contra toda a defesa do Formosa

Ceilândia decide Juniores 2018 neste sábado contra o Legião

Ceilândia sofreu mais que deveria. Sales defende sobre a linha
Ceilândia sofreu mais que deveria contra o Formosa: estar preparado para sofrer é importante em decisões

Ceilândia e Legião decidem neste sábado, 15h, no Bezerrão, o Campeonato Candango de Juniores 2018. O evento premia as duas mais regulares equipes de uma competição extremamente equilibrada.  Opõe, também o melhor ataque, o Legião com 24 gols, contra a melhor defesa, a do Ceilândia com 2 gols sofridos.

Ceilândia teve pouco espaços, mas foi melhor na maior parte do tempo
Em 2017, Ceilândia eliminou o Legião nas quartas-de-final do Metropolitano de Juniores

O Ceilândia chega à final vindo do grupo da morte, onde enfrentou Real (eliminado pelo Legião) e Cruzeiro, clubes que decidiram a competição em 2017.

Abdio mostrou muita disposição para lutar contra toda a defesa do Formosa
Abdio passou em branco no último jogo contra o Formosa, mas é esperança de gol alvinegra

Para essa partida há a expectativa de que o Ceilândia consiga jogar um pouco mais com a bola, mas mantenha a eficiência dos dois jogos contra o Formosa. De qualquer forma e apesar de o Ceilândia parecer ser um time mais maduro, o fato é que trata-se de uma decisão muito equilibrada a ser decidida nos detalhes.

RESULTADOS DE CEILÂNDIA E LEGIÃO NOS JUNIORES 2018

Alane fez o 3 gols da decisão

Alane e Karine podem enfrentar Santa Maria

Isabella pareceu desconfortável com a cobrança: apagada em campo
Isabella ganha reforços de peso: time depende muito de sua principal jogadora

O Ceilândia já pode contar com o retorno de Alane e com a estreia de Karine nessa reta final do Candangão Feminino 2018.

As duas atletas tiveram seus registros publicados no BID e estão à disposição do treinador Moacir Junior para o confronto deste domingo, no Abadião, diante do Santa Maria.

Alane fez o 3 gols da decisão
Alane retorna ao Ceilândia depois de disputar o Brasileirão A2 pelo Embu das Artes-SP

O Ceilândia tem a classificação tecnicamente assegurada para as semifinais da competição. Mais que a terceira colocação na classificação, o jogo é importante para dar moral à equipe.

Qualquer que seja o adversário das semifinais será um adversário praticamente intransponível e vai exigir de nossas jogadoras o máximo. O Cresspom, mais provável adversário, também se reforçou: trouxe a meia Vilma e a defensora Lusinete que disputaram o Brasileiro A2 pelo Tiradentes do Piaui.

Candangão Feminino 2018

PosClubeJVEDGPGCSPts
154102131813
264111751213
3630310559
451041117-63
54004231-290
Ceilândia e Aliança posam para fotografia conjunta: Karine pode reforçar o Gato Preto na reta final

Alane e Isabella são destaques em Goiás. Ceilândia, invicto, é vice

Ceilândia posa com troféu e premiações do Interestadual de Damolândia
Ceilândia posa com troféu e premiações do Interestadual de Damolândia

O time feminino do Ceilândia foi ao Estado de Goiás para disputar o Torneio Interestadual de Damolândia. Em campo o Divas de Uberlândia-MG, o Ilha Bela de Goiânia-GO e o Aliança-GO, mais o alvinegro.

Ceilândia terá o Santa Maria neste final de semana
Ceilândia terá o Santa Maria neste final de semana

No primeiro confronto, sábado pela manhã, o Ceilândia enfrentou o Divas-MG e venceu por 5 x 0. No sábado à tarde foi a vez do Ceilândia enfrentar o Ilha Bela. Nova  vitória alvinegra, desta vez por 6 x 0.

Ceilândia agora volta suas baterias para o Candangão Feminino
Ceilândia agora volta suas baterias para o Candangão Feminino

A decisão ficou para o domingo, quando o Ceilândia enfrentou o Aliança-GO. O Gato Preto saiu à frente no marcador. Fez 2×0. O Aliança diminuiu, o Gato Preto aumentou para 3 x 1, mas permitiu a reação do Aliança que empatou.

O empate favoreceu o Aliança que tinha melhor saldo de gols. No final, o Ceilândia acabou com sagrando-se vice-campeão invicto. Destaque para o retorno de Alane. A atacante foi artilheira da competição com sete gols. Isabela foi eleita a melhor jogadora.

Ceilândia e Aliança posam para fotografia conjunta: Karine pode reforçar o Gato Preto na reta final
Ceilândia e Aliança posam para fotografia conjunta: Karine pode reforçar o Gato Preto na reta final

Agora o Ceilândia volta suas baterias para o jogo deste domingo diante do Santa Maria. Para esse encontro, além do retorno de Alane, que disputou o Brasileiro A2 e o Paulista pelo Embu das Artes, o Gato Preto poderá contar com Karine, meia-atacante do Aliança.

Ceilândia vence e está na final do Metropolitano de Juniores 2018

Juniores: Ceilândia passa por Formosa e está na final

Ceilândia sofreu mais que deveria. Sales defende sobre a linha
Ceilândia sofreu mais que deveria. Sales defende sobre a linha

O Ceilândia está na final dos Juniores 2018. Não foi fácil. O Formosa foi um grande adversário.  Depois da vitória no jogo de ida, o Ceilândia viajou até Formosa sabendo que sofreria. E sofreu.

Sales novamente impede o gol do Formosa. História seria diferente
Sales novamente impede o gol do Formosa. História seria diferente

O Formosa começou melhor que o Ceilândia. O Gato Preto chegou a equilibrar a partida entre o vigésimo e o trigésimo minuto do primeiro tempo. A iniciativa, contudo, sempre foi do adversário. O sistema defensivo do Ceilândia trabalhou bastante.

O Formosa deu muito trabalho ao Ceilândia
O Formosa deu muito trabalho ao Ceilândia

As melhores oportunidades do Formosa ocorreram no primeiro tempo. Na mais importante delas, aos 12 da primeira etapa, Sales defendeu  salvou sobre a linha em duas oportunidades.

Veio o segundo  tempo e esperava-se que o Ceilândia assumisse o controle da posse de bola. Não foi o que aconteceu. O Formosa continuou com a posse de bola. Rondava a área do Ceilândia, mas a defesa do Ceilândia negava-lhe o último passe ou uma oportunidade clara.

Abdio mostrou muita disposição para lutar contra toda a defesa do Formosa
Abdio mostrou muita disposição para lutar contra toda a defesa do Formosa

Em resumo: a despeito da maior posse de bola do Formosa, Christian não era exigido.

O jogo começou a mudar por volta dos 20 do segundo tempo. O Ceilândia chegou a primeira vez despretensiosamente e conseguiu um escanteio. Na segunda vez que chegou, o incansável Abdio chutou fraco para a defesa do goleiro alviverde. Dois minutos depois, Abdio voltou a chutar ao gol adversário, agora com perigo.

Warley fez o gol da vitória: muita comemoração
Warley fez o gol da vitória: muita comemoração

Seis minutos depois, aos 28, o Ceilândia fez 1×0  com Warley, que entrara no segundo tempo. Havia tempo para sofrimento. O Formosa aumentou a pressão, mas foi sempre dominado pelo sistema defensivo do Ceilândia.

Ceilândia vence e está na final do Metropolitano de Juniores 2018
Ceilândia vence e está na final do Metropolitano de Juniores 2018

O Gato Preto era perigoso nos contra-ataques e, nos minutos finais, faltava força ao Formosa. O Ceilândia, ao contrário, poderia ter feito o segundo, mas a bola de Alan explodiu no travessão. No final e apesar do sofrimento, resultado justo.

O Ceilândia espera agora o vencedor de Legião e Real.

Juniores tem crescido de produção nesta reta final: mas nada está garantido

Juniores tem jogo mais importante do ano. Feminino disputa torneio em Goiás

Juniores tem crescido de produção nesta reta final: mas nada está garantido
Juniores tem crescido de produção nesta reta final: mas nada está garantido

Os juniores do Ceilândia voltam a campo neste sábado para enfrentar o Formosa, jogo válido pelas semifinais do Candanguinho 2018. O Gato Preto venceu o jogo de ida por 1 x 0,  mas a forte equipe do Ceilândia terá o  desafio de passar pela equipe goiana que até o momento tem feito uma campanha consistente e, na primeira fase,  fez um campanha melhor que a do CEC.

Defesa do Ceilândia foi muito exigida. Consistência defensiva tem sido a chave até o momento
Time feminino tem torneio no Goiás antes  da fase decisiva do Candangão da categoria.

Na outra semifinal, Legião e Real farão o jogo de volta na quarta, dia 25. Na primeira partida empate sem gols.  Pelo regulamento, Formosa tem vantagem em caso de empate contra o Ceilândia. O mesmo ocorre com o Legião diante do Real.

Time feminino vai disputar competição no Estado de Goiás.

Já a equipe feminina se prepara para a retomada do campeonato feminino. Neste final de semana (21 e 22 de julho) , na cidade de Damolândia, o Gato Preto participará de um torneio patrocinado pelo Aliança Futebol Clube-GO, ao lado do DDA-MG.

Na semana seguinte, o Ceilândia Feminino enfrentará o Santa Maria pela última rodada da fase de classificação do Campeonato Feminino.  Se vencer, o Ceilândia garante classificação às semifinais da competição.

 

Campeonato continuará paralisado por mais duas semanas

Feminino: Ceilândia tropeça no ADC/BSB Recanto

Time feminino mantém preparação para jogos decisivos do Candangão
Time feminino mantém preparação para jogos decisivos do Candangão

Com o Campeonato Candango paralisado e buscando diminuir o prejuízo técnico causado pela paralisação, o Ceilândia fez um amistoso neste domingo contra o ADC/BSB Recanto no Abadião   E o resultado não foi bom. As meninas do Gato Preto foram derrotadas por 2 x 1.

É verdade que o Ceilândia atuou desfalcado de Crys, Juciara, Amanda, Eliane, Yrla e Alessandra e que o técnico Wilton Lázaro, depois do empate sem gols no primeiro tempo, fez diversas experiências  tirando Valéria, Erika e Thalita para dar rítmo de jogo a Letícia, Duda e Mel.  Mas também é verdade que  era de se esperar que o alvinegro fizesse valer sua melhor técnica diante do seu adversário.

Campeonato continuará paralisado por mais duas semanas
Campeonato continuará paralisado por mais duas semanas

Apesar dos inúmeros desfalques, o Ceilândia esteve melhor no primeiro tempo. Os gols, contudo, vieram apenas na segunda etapa. Carol fez dois gols para o time do Recanto das Emas. Thalita ainda diminuiu para o Ceilândia que pressionou pelo gol do empate até o último minuto, sem sucesso.

O Ceilândia continua sua busca por amistosos. O Minas/ICESP passou pelo 3B do Amazonas e está na final do campeonato brasileiro da Série B Feminino. Além de se garantir na série A do Brasileirão 2019, de quebra o Minas/ICESP mantém o Campeonato Candango paralisado. De qualquer forma, um grande feito realizado pelo mais forte time de futebol feminino do DF.