Patrimônio

A sede social do CEC ficava nas proximidades da QNN 19, em Ceilândia. Recentemente, em 2008, Â foi vendida, segundo dizem, por R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais) para a MB Engenharia. O negócio teve alguns atropelos e, segundo comentam, ainda depende de alterações legislativas para que efetivamente dê certo.

As alterações legislativas mudariam a destinação do terreno de área de clubes (na qual Ceilândia é carente) para residencial e levariam o valor do terreno para algo cerca de R$ 150.000.000,00 (cento e cinquenta milhões de reais). Nesse valor o Ceilândia teria nova participação com apartamentos.

Segundo se comenta, parte desse dinheiro teria pago dívidas antigas. Uma dessas dívidas seria da ordem de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) com o antigo atacante do Palmeiras César Maluco, que dirigiu o CEC na década de oitenta. Esta seria uma das imensas dívidas deixadas na gestão de Antonio de França Cardoso. De modo geral, o CEC devia muito.

Não se sabe ao certo a razão, mas a verdade é que o Ceilândia Esporte Clube original deixou de existir após o negócio. No final de 2008 veio o Ceilândia Empreendimentos Esportivos Ltda, com o mesmo nome fantasia, mas com registro diferente na CBF.

Campo de Treinamento na Cidade do Gato

Campo de Treinamento na Cidade do Gato

O SiteCEC esteve na Cidade do Gato e ficou impressionado. Trata-se de um projeto audacioso e que impressiona por sua grandeza. As obras estão em ritmo acelerado, em estágio bem adiantado, mas ainda longe da conclusão.
Localizado a 9km de Ceilândia, a Cidade do Gato impressiona por sua grandeza. São quatro ambientes distintos. No primeiro ambiente já estão construídos os apartamentos que servirão de concentração para a equipe. São quartos espaçosos, com banheiros sociais e alguns deles com suítes.

Na concentração, quartos amplos para os atletas

Na concentração, quartos amplos para os atletas

Próximo ao ambiente dos quartos, salas de estar e televisão, salões de jogos e academia. Num outro ambiente, salas de apoio e uma piscina semiolímpica. No terceiro ambiente, sala de imprensa, vestiário, sala de aquecimento e vestiário de visitantes.

Vista do corredor da concentração: grandeza impressiona!

Vista do corredor da concentração: grandeza impressiona!

O quarto ambiente é o de treinamento: são dois campos com 105x68metros, um deles quase que totalmente pronto. Outro campo aguarda apenas o fornecimento de grama bermuda híbrida Tifway 419, a mesma utilizada nos melhores gramados brasileiros. Além disso há espaço para amplo estacionamento  e para as categorias de base. Um terceiro campo começa a ganhar corpo. A Cidade do Gato realmente impressiona.

Piscina de 25m de comprimento para os atletas

Piscina de 25m de comprimento para os atletas

O projeto, segundo informado, está sendo financiado com os recursos oriundos da venda do lote do antigo clube. Com todo ou quase todos os recursos aplicados na construção da Cidade do Gato, o Ceilândia deixou de lado antigos medalhões para investir em jogadores com algum sucesso em campeonatos do norte e nordeste. Para alguns o Ceilândia investe em jogadores com fome de sucesso, para outros é apenas uma aposta.

Campo principal: aguardando o fornecimento de grama Bermuda Tifway

Campo principal, hoje concluído: Na época, aguardando o fornecimento de grama Bermuda Tifway 419

Uma coisa é certa, independente disso, a Cidade do Gato indica que o Ceilândia pensa grande e pensa à frente.

Vista para uma cidade que cresce para o alto e para os lados

Vista para uma cidade que cresce para o alto e para os lados