Tag: Arthur

Adelson: time ainda está em formação

Copa do Brasil: Adelson define hoje Ceilândia que enfrenta o ABC

Jogadores não utilizados contra o Sete fizeram jogo treino nesta segunda
Jogadores não utilizados contra o Sete fizeram jogo treino nesta segunda – Credito: CeilandiaEC Oficial

O início de temporada vai exigir muito do elenco do Ceilândia. Com dois jogos por semana, a diretoria do Ceilândia sabe que precisa rodar o elenco. Para isso, precisa que todos estejam em condições. Com isso em mente,  os atletas não utilizados na rodada participaram de jogos-treinos na segunda.  

Adelson: time ainda está em formação
Adelson: time ainda está em formação

O Ceilândia aparentemente não tem problemas para a partida desta quarta, Copa do Brasil, diante do ABC de Natal. O técnico Adelson de Almeida conhece pouco do time adversário. Sabe que é um time em formação, mas que coleciona bons resulados nos últimos jogos.

Dudu fez defensivamente boa partida contra o Sete, foi premiado com um gol, mas ainda é inseguro no ataque
Dudu fez defensivamente boa partida contra o Sete, foi premiado com um gol, mas ainda é inseguro no ataque

Adelson sabe que terá uma partida difícil pela frente, mas afirma que seu time, tal qual o ABC também está em formação. O treinador não diz, mas se sabe que, tendo mantido uma base da boa campanha na Série D de 2017, possui razões para crer que o Ceilândia tem condições de vencer o ABC e seguir adiante.

Pouca torcida diante do Sete: expectativa de um público melhor nesta quarta
Pouca torcida diante do Sete: expectativa de um público melhor nesta quarta

Contra o Ceilândia pesa o fato de não ter vencido em casa pela Copa do Brasil. Foram três empates (Bahia, Fortaleza e Ceará) e uma derrota (fragorosa) diante do Caxias-RS. Excetuando-se o jogo diante do Caxias, o Ceilândia sempre fez bons jogos pela Copa do Brasil, mas avançou de fase apenas contra o Bahia em 2006.

Adelson sabe que as facilidades encontradas diante do Sete-MS não se repetirão para essa partida. Michel e Matheuzinho, recuperados de lesões, e Wallinson, depois de cumprir suspensões, estão à disposição do treinador.  Com eles, o Ceilândia joga diferente, mas o  treinador deve definir o time apenas na tarde desta terça.

Related Images:

Ceilândia precisa vencer para seguir adiante, mas empate sem gols tambem serve

Ceilândia fixa prioridades: avançar fora de campo e avaliar com calma

Ceilãndia decide vaga na Copa Verde neste sábado
Ceilãndia decide vaga na Copa Verde neste sábado

O Ceilândia retorna aos trabalhos nesta segunda para uma sequencia de jogos de mata-mata. No sábado, 16h, o Regional, o Gato Preto enfrentará o Sete de Setembro-MS pela Copa Verde.  Na quarta-feira, dia 15, enfrentará o ABC-RN pela Copa do Brasil.

Início do trabalho é sempre complicado. A avaliação geral é a de que o time vai demorar um pouco para engrenar e que o Ceilândia precisa, nesse momento, avançar um pouco mais na organização fora de campo e  avaliar com calma a evolução do time. As peças ainda não se encaixaram. O técnico Adelson de Almeida avaliou precisar de quatro partidas para que o time ganhe uma cara.

Ceilândia precisa vencer para seguir adiante, mas empate sem gols tambem serve
Ceilândia precisa vencer para seguir adiante, mas empate sem gols tambem serve

No jogo desse sábado, pela Copa Verde, o Ceilândia precisa vencer o Sete. Um empate sem gols também serve. Se conseguir avançar, o Ceilândia enfrentará a Luverdense-MT pela segunda fase.

Já na quarta seguinte dia 15, pela Copa do Brasil, o empate favorece o ABC. O Ceilândia precisará vencer o seu adversário a qualquer custo se quiser seguir adiante na Copa do Brasil.

Related Images:

Com Artur à frente, goleiros suam a camisa

Dia 2: Um olho no físico, outro no técnico

Na parte da tarde: mais treino físico, dessa vez com bola
Na parte da tarde: mais treino físico, dessa vez com bola

O Ceilândia realizou no dia de hoje o segundo dia de trabalho na preparação para a temporada 2017. Início de trabalho é sempre complicado.

Para além da preocupação com a parte física, ou da parte técnica, há a preocupação em preparar o atleta mentalmente para as quatro competições. O ano será longo: os atletas precisarão estar aptos mentalmente para as dificuldades da temporada.

Treinos enfocam aspectos físicos e técnicos. Fora de campo, Adelson de Almeida cuida em conhecer como está o seu grupo
Treinos enfocam aspectos físicos e técnicos. Fora de campo, Adelson de Almeida cuida em conhecer como está o seu grupo

Os novos estão se ambientando, ainda sem conhecer como o clube funciona. Trabalhar o aspecto mental é algo importante na preparação desde o primeiro momento. Jogador gosta de competir, mas também gosta de sentir-se seguro.

Nesse momento, a comissão técnica tenta se esmerar em todos os aspectos. Ciente disso, o técnico Adelson de Almeida vem conversando, ora com um, ora com outro atleta. O que for construído agora será importante no futuro, para o bem ou para o mal.

Com Artur à frente, goleiros suam a camisa
Com Artur à frente, goleiros suam a camisa

Na tarde desta quarta os jogadores fizeram trabalho físico. Os goleiros.  em separado, apurando a parte técnica e também a parte física.

Os jogadores de linha foram entregues ao preparador físico Odair: Treino leve, sem bola. Depois, treino físico com bola. A moderna metodologia permite que a preparação conjuge aspectos físicos com técnicos. 

A preparação desta quinta dividirá a equipe em dois grupos. Na parte da manhã, um grupo realizará trabalhos na academia enquanto outro grupo realizará treinos físicos no gramado do campo 1 da Cidade do Gato. Na parte da tarde, os grupos inverterão os locais de atividade.

 

Related Images:

Ceilândia supreende e anuncia nomes para 2017

Wallace comemora o gol com Allan Dellon
Wallace comemora o gol com Allan Dellon: nome não consta da lista divulgada

O Ceilândia EC surpreende na sua preparação para a temporada de 2017. Diante da escassez geral de recursos, esperava-se que um elenco modesto para 2017, confiando na camisa e na estrutura. Surpreendentemente, o Ceilândia terá um time forte para 2017, apesar das mudanças.

Do time que disputou a Série D, permanecem Badhuga, Elivelton, Luan, Formiga, Matheuzinho, Filipe Cirne, Artur, Weverton, Dudu Lopes,Andre Nunes e Didão.

Apesar da base forte, time muito mudado para 2017
Apesar da base forte, time muito mudado para 2017

Adelson contará com os retornos de Wallace Tartá e Alanzinho, ambos com passagem pelo Gato Preto. Maycon Paixao, uma das revelações de 2016, jogando pelo Santa Maria foi contratado. Complementando o time, o Ceilandia trará o zagueiro Bertolucci.

Apesar de manter uma boa base, o time anunciado por enquanto é muito diferente do time que jogou a série D: Baiano, William, Gilvan estavam por empréstimo e retornaram a suas equipes de origem.

É na defesa que haverá maiores alterações: Wallace, eleito o melhor zagueiro do Candangão 2016, Mario Henrique e Gabriel não constam da lista dos jogadores até o momento contratados.

Hoje, 4 de novembro, haverá o arbitral para a definição do modelo de disputa do Candangão 2017.

Related Images:

Betinho entrou no segundo tempo: mostrou ser uma boa opção

Ceilândia faz seu primeiro jogo-treino visando a D-2016

Didão avança: Ceilândia é forte, mas teve muita dificuldade com a Ceilandense
Didão avança: Ceilândia é forte, mas teve muita dificuldade com a Ceilandense

O Ceilândia fez o seu primeiro jogo-treino com vistas à estreia na Série D-2015. O adversário foi a Ceilandense, que se prepara para a segunda divisão local,  na Cidade do Gato, manhã desse sábado.

Adelson manteve a  base defensiva do Candangão.  A mudança mais significativa foi a entrada de Arthur no lugar de Léo. A experiência de Arthur pesa, até porque todos reconhecem que Léo fez um campeonato candango impecável.

Gilvan é uma das novidades no ataque
Gilvan é uma das novidades no ataque

Na frente, o Ceilândia entrou completamente mudado. Elivelton, William, Matheuzinho e Gilvan formavam um time completamente novo. No geral, Adelson fez seis alterações em relação ao time do Campeonato Candango.

Em campo, o  Ceilândia teve a iniciativa do jogo a partida inteira, mas foi incapaz de criar situações claras de gol. A Ceilandense dava espaço para o Ceilândia até a entrada de sua grande área.  Esse tipo de confronto será  uma constante na Série D, com a diferença de que o Ceilândia terá pela frente times melhor qualificados.

Adelson utilizou quase todos os jogadores:
Adelson utilizou quase todos os jogadores:

O tempo foi passando e o time foi ficando mais e mais ansioso. Pequenos detalhes chamavam a atenção. O principal foi a falta de sincronia entre os linhas  do time do Ceilândia.

O resultado é que o time principal do Ceilândia somente foi fazer o seu gol no início do segundo tempo em pênalti cobrado por Elivelton.

Betinho entrou no segundo tempo: mostrou ser uma boa opção
Betinho entrou no segundo tempo: mostrou ser uma boa opção

Depois disso o Ceilândia trocou todo o time. Ainda frio, o time suplente sofreu o gol do empate. Não demorou e o Ceilândia reassumiu o comando do jogo, fazendo o seu segundo gol (Jefferson). Para quem assistia não havia grande diferença no futebol jogado entre os dois times utilizados por Adelson. O jogo seguiu  modorrento até o apito final, com a vitória alvinegra por 2 x 1.

Ao final do jogo-treino Adelson procurou minimizar as dificuldades encontradas pelo Ceilândia para derrotar a Ceilandense. O treinador disse que ainda é muito cedo para fazer conclusões. Adelson afirmou que ainda precisa fazer alguns testes, antes de ter a sua equipe definida, inclusive no que diz respeito ao esquema de jogo.

O Ceilândia ainda deve fazer dois jogos-treinos contra equipes amadoras antes da estreia contra o Comercial no dia 12.

Related Images:

Ceilândia se apresenta para a D-2016

Clever Rafael, vice-presidente da FFDF fez uso da palavra: o futebol do DF é o Ceilândia na série D
Clever Rafael, vice-presidente da FFDF fez uso da palavra: o futebol do DF é o Ceilândia na série D

O Ceilândia se reapresentou nesta terça-feira, na Cidade do Gato, com vistas a disputa da Série D 2016.

Ao todo, o técnico Adelson de Almeida contará, no início do trabalho com 30 atletas. Desses, apenas Badhuga não estava na apresentação desta terça.

Muitas caras novas entre algumas já conhecidas
Muitas caras novas entre algumas já conhecidas

Metade dos atletas são novidade. O nome mais conhecido é do meia Baiano. O experiente jogador talvez seja a liderança positiva que faltou ao Ceilândia no campeonato candango.

As novidades são: Arthur, Weverton, Luan, Trevisan, Baiano, Jefferson, Elivelton, William, Wanderson, Rafael, Gilvan, Matheuzinho e Betinho

Baiano é o nome mais conhecido: esperança de um líder positivo, capaz de levar o Gato Preto à Série C
Baiano é o nome mais conhecido: esperança de um líder positivo, capaz de levar o Gato Preto à Série C

Do time que disputou o Candangão, o Ceilândia manteve a espinha dorsal com Léo, Marcelo, Gabriel, Mario Henrique, Dudu, Wallace, Badhuga, Sandro, Didão, Kabrine, Clécio e Wesley.

Dentre esses atletas quatro juniores: Henrique,  Ruan, Victor,  Coutinho

O presidente Ari de Almeida disse que algumas decisões foram difíceis de serem tomadas. Dentre os jogadores dispensados, afirmou, havia alguns que eram exemplos de profissionais e isso tornou a decisão muito difícil. Profissionalmente, contudo, afirmou Ari de Almeida, alguns resultados não vieram como esperado e era necessário mudar.

Time já começou a trabalhar: pouco tempo a perder
Time já começou a trabalhar: pouco tempo a perder

Em seu discurso de boas vindas, Ari de Almeida agradeceu ao apoio do Brasília Esporte Clube, agremiação que cedeu parte dos jogadores.

Ari de Almeida disse acreditar que com esse elenco o Ceilândia estará em condições de lutar por uma vaga na Série C e que eventual vitória alvinegra será uma vitória do futebol candango e de todos que de algum modo estão juntos nessa caminhada.

Após a apresentação, os jogadores fizeram um treino físico. A programação das próximas semanas ainda não foi divulgada.

20160517_091