Tag: Brasiliense

Os problemas são menores que parecem: simples contra Santa Maria

Comemoração dura pouco: Ceilândia já pensa no Capital.

Uma derrota para o Brasiliense sempre incomoda. É de se imaginar que,  em meio a diversas dificuldades, este tenha sido mais um problema a ser enfrentado pelo Ceilândia. No mais, o único ponto fora da curva foi a derrota para o Capital. O que é preciso ser visto é que o time já mostrou evolução nos jogos contra o Taguatinga e Brasiliense.

Time já esteve melhor contra o Taguatinga: o copo está meio cheio

Quando os resultados não vem há uma tendência a potencializar as dificuldades e neste momento o trabalho tem sido o de mostrar que o copo está meio cheio. O time tem evoluído. Trabalhar psicologicamente o grupo é um trabalho à parte. Só há uma maneira de seguir adiante:  foco e trabalho. A derrota do final de semana não foi o fim do mundo, nem pode ser.

Defesa tem funcionado. Uma hora a sorte muda

Para o jogo do próximo final de semana, contra o Santa Maria, o Ceilândia já terá Romário e Miranda com mais ritmo e isso é muito importante. Hora de fazer o simples. A defesa está bem. Não há queixas com relação à defesa. O sistema de proteção da defesa também está funcionando.

Individualismo transforma situação de gol em um lance a mais do jogo
Individualismo transforma situação de gol em um lance a mais do jogo: Ceilândia tem apenas que aprender com seus erros

A questão agora é resolver onde o time recupera a posse de bola. O Ceilândia está recuperando muito atrás e perdendo na intermediária de campo.  Tudo é questão de ajuste.

Muita união nessas horas: Romário reacende as esperanças

Formiga vinha de boas atuações: confuso e individualista na tarde desta quarta
Formiga foi bem contra o Brasiliense: solidário na defesa e no ataque

A campanha do Ceilândia em 2019 lembra de algum modo a campanha de 2016. Nas três primeiras rodadas o Gato Preto teve maus resultados contra o Santa Maria fora e em casa contra o Planaltina de Goiás.  Depois o time foi se acertando aos poucos e, se não foi campeão, chegou ao vice-campeonato.

Gago teve uma tarde infeliz: queda de produção preocupa
Gago foi muito criticado pela torcida: Há alguma injustiça nisto. O time tem dificuldades tanto de sair quanto de marcar a saída de bola adversária

Há razões para preocupação, mas sabe-se que o  Gato Preto pode não ter o melhor elenco da competição, posto que incumbe ao Brasiliense, mas tem time para recuperar-se. E há um motivo a mais para acreditar.

Thiago Silva estreou contra Santa Maria
Ceilândia tem o desafio de vencer o Santa Maria fora de casa

Romário sofreu uma lesão de grau dois do biceps femoral e por isso ficou um mês fora dos gramados.  Romário teve boas participações nos jogos-treinos e era esperança de gols. A lesão atrapalhou tudo.  Entrou contra o Brasiliense, o Ceilândia fez 10 minutos muito bons, mas o segundo gol adversário mexeu com o time alvinegro.

Romário é esperança de gol contra Santa Maria

Para o jogo deste sábado, 15h30 no Bezerrão, Romário é uma opção viável. Mais que isso: o Ceilândia precisa vencer a zica dos últimos jogos e nada melhor que um artilheiro para fazer isso.

SUB-20

A CBF divulgou a tabela da primeira rodada do Brasileiro Sub-20. O Ceilândia estreia dia 13 de março diante do Flamengo-RJ. O sorteio do mando será na próxima quinta-feira.  O confronto da primeira fase será decidido em jogo único.

Cauê vai ao ataque: zagueiro quase empatou

Muita calma nesta hora: Hoje já é outro dia!

Jairo colocou dois meias: funcionou enquanto se prontificaram a marcar mais alto. Depois, recuaram demasiadamente

Hoje já é outro dia. O jogo de ontem ficou no passado. Qualquer pessoa em sã consciência admite que uma derrota para o Brasiliense, por mais que doa, é possível e provável.  O mais importante se viu em campo: o time lutou. Não conseguiu, mas é do futebol.

O 4-2-3-1 do Ceilândia é muito rígido e sobrecarrega o meio de campo.

É com esse espírito que o Ceilândia deve voltar aos trabalhos nesta semana para enfrentar o Santa Maria. Contra os demais adversários e embora o time ainda não tenha dado liga, a obrigação de vitória é sempre do Ceilândia. Ontem, foi um jogo em que a vitória poderia ser de qualquer um.

Não faltou vontade, faltou um pouco mais de futebol ao Ceilândia contra Santa Maria
O Ceilândia vai precisar de algo mais que vontade para vencer o Santa Maria e deixar este momento para trás.

Óbvio que se deve ter a humildade de reconhecer que o time tem problemas e é desnecessário ficar aqui elencando. O mais importante: o Ceilândia tem bons valores e ainda não se distanciou do meio da tabela. Deve cuidar para que isso não ocorra. No mais, calma… futebol o time tem.

Candangão 2019

PosClubeJVEDGPGCSPts
11714303492545
217113331112036
3156451512322
4155731810822
5135532012820
6135351720-318
7134451215-316
8133641513215

Romário voltou e isso ajuda. A defesa tem funcionado. Os cabeças de área tem funcionado defensivamente com um ou outro probleminha na saída de bola. Daí para a frente começam os problemas. Jairo tem tentado diversas formações e não tem encontrado.

Hora de separar os meninos dos homens.

Levanta e anda!

Victor vinha fazendo boa partida: falha complicou a vida do Ceilândia

O Ceilândia perdeu para o Brasiliense na manhã deste domingo. Lá se vão três jogos sem vitória, três jogos sem fazer gol, cinco pontos em quinze possíveis. Haverá sempre que diga que está faltando isso, faltando aquilo. Não tem faltado vontade. Tem faltado um monte de coisas, dentro e fora de campo, mas não tem faltado vontade. Isso é suficiente para que sempre tenhamos fé.

Há tempos não se via um Ceilândia x Brasiliense em que o adversário fosse tão superior em campo. A rigor, o Ceilândia esteve melhor durante dez minutos… chegaremos lá.

Murilo fez uma partida discreta, mas eficiente defensivamente. Deveu ofensivamente, mas aqui não está só

O jogo começou com  o Brasiliense propondo o jogo. O Ceilândia vinha com uma postura tática diferente, com Gabriel e Gago compondo o meio. No começo do primeiro tempo essa postura tática funcionou. A marcação, embora recuada, pressionava o Brasiliense a partir da linha divisória.

O Ceilândia conseguiu marcar assim apenas parte do começo do jogo. Aos poucos o Ceilândia recuou sua linha de marcação para a intermediária do próprio campo de defesa.  O resultado é que o Brasiliense recuperava a bola já no meio de campo e ficou um jogo de ataque contra defesa.

Formiga lutou muito e foi um dos poucos que se salvou na derrota de hoje

Ao Brasiliense faltava o último passe. Wallace e Formiga jogavam quase de lateral. O Ceilândia não conseguia jogar. O primeiro tempo encaminhava-se para um zero a zero, mas quis a sorte que fosse diferente. Na cobrança de falta de Almir a bola bateu no travessão e sobrou para Gleissinho fazer Brasiliense 1 x 0.

Victor Brasil fazia uma partida até então segura e não teve chance no gol. O segundo tempo viria contar uma história diferente.

Helinho:um dos mais lúcidos em campo

O segundo tempo começou com o Ceilândia bem melhor. O Gato Preto empurrou o adversário para o próprio campo de defesa. Helinho aparecia à frente como surpresa e Romário abria espaço para as movimentações de Formiga e Wallace. O Ceilândia mostrava um futebol que até então não mostrara.

Jefferson, como a defesa, esteve bem. Ceilândia tem problemas mais a frente

Durante treze minutos o Ceilândia foi melhor. Não criou situação clara de gol, mas jogava um bom futebol. O destino, como sempre, pensava diferente. Até os treze minutos o Brasiliense mal passara do meio de campo. A chance de chegar à área do Ceilândia viria numa cobrança de falta da intermediária ofensiva. Muito longe. Muito despretensiosa. Victor Brasil que até então fazia boa partida falhou. Desistiu de fazer o corte e a bola sobrou para Gleissinho. Brasiliense 2 x 0.

O Ceilândia sofreu psicologicamente com o gol. Ainda faltavam 32 minutos, mas o Gato Preto jamais recuperou o futebol daqueles treze minutos iniciais do segundo tempo. O Brasiliense cozinhou o jogo como quis até o final: Ceilândia 0 x 0 Brasiliense.

 

Candangao 2019

PosClubeJVEDGPGCSPts
11714303492545
217113331112036
3156451512322
4155731810822
5135532012820
6135351720-318
7134451215-316
8133641513215
Ceilândia e Brasiliense são iguais em muitas coisas: o detalhe fará a diferença

Em momento de instabilidade, desafio diante do Brasiliense

Felipe preocupa para o confronto contra o Brasiliense

O Ceilândia tem uma difícil missão neste domingo diante do Brasiliense. Depois do empate sem gols do final de semana e dos demais resultados, o Gato Preto se vê na sétima posição, a cinco pontos de seu adversário e sete do líder Gama.

Candangao 2019

PosClubeJVEDGPGCSPts
11714303492545
217113331112036
3156451512322
4155731810822
5135532012820
6135351720-318

Para o jogo deste final de semana o técnico Jairo Araújo vai ter a seu favor o fato de que o Ceilândia sempre que não vem de bons resultados faz bons jogos contra o seu rival da Oeste do Distrito Federal.

Dener deixou o Ceilândia e a missão para Miranda

Para o jogo deste domingo, 10h no Abadião, o Ceilândia não contará com David Dener, que pediu dispensa depois das críticas de parte da torcida.  Miranda jogou contra o Taguatinga.

Ceilândia e Brasiliense são iguais em muitas coisas: o detalhe fará a diferença
Ceilândia e Brasiliense: jogos sempre complicados

Felipe Marcelino deixou o jogo do final de semana reclamando de uma fisgada. É dúvida.  São muitos problemas, mas o Ceilândia precisa vencer todos eles e mais um poderoso adversário se quiser arrancar no campeonato.

 

 

Muitos gols perdidos, muitas paralisações: Só 4 minutos e 0 x 0

Helinho e Michel: Jairo mudou a cabeça de área

O Ceilândia colecionou o segundo tropeço consecutivo no Candangão 2019. Jogando na manhã deste domingo no Serejão, o Gato Preto não passou de um empate sem gol num jogo em que perdeu muitos gols, sofreu com as traves, com o antijogo do adversário e seus próprios erros.

Dener deixou o Ceilândia e a missão para Miranda

O primeiro tempo foi jogado sob sol. Na primeira etapa as equipe se equivaleram. Mesmo bastante alterado, o Ceilândia ainda teve dificuldades na marcação de saída de bola do adversário. A favor do alvinegro contou o fato de que o adversário não tem uma boa saída de bola.

Victor foi outra novidade: pouco trabalho

Na primeira metade do primeiro tempo o Ceilândia esteve melhor. Poderia ter aberto o marcador em ao menos duas oportunidades, uma delas clara. Na melhor, Wallace tirou do goleiro e a bola explodiu na trave esquerda.

Na melhor chance do primeiro tempo, a bola de Wallace explodiu na trave

O segundo tempo foi jogo de um time só. A rigor o Taguatinga chegou em apenas uma bola. O Ceilândia teve ao menos quatro situações claras de gol, mas Formiga, Tatuí, Michel e Gago não conseguiram abrir o marcador. Nas vezes em que a bola passava pelo goleiro adversário encontrou a trave. Kabrine em razões para lamentar.

No segundo tempo, muita chuva: Kabrine foi parado pela trave

O Ceilândia pressionou bastante no final do jogo, mas aí apareceu a condescendência da arbitragem. Houve diversas paralisações para atendimentos médicos, mas fiquemos com apenas duas. Na primeira, aos 33, o goleiro do Taguatinga pediu atendimento médico. O jogo ficou parado por 2’30”.

Michel teve azar nesse lance: sem goleiro

A segunda paralisação ocorreu quando faltavam 5’46” para o término da partida. A partida somente foi retomada quando faltavam 2′ para o término. 3’46” de paralisação, mais 2’30”. Só aqui 6 minutos. O árbitro deu acréscimo de 4 minutos para desespero do Técnico Jairo Araújo.

Nesta oportunidade, Tatuí não conseguiu fazer

Óbvio que o árbitro Ademário Neves errou feio ao conceder apenas 4 minutos de acréscimo em um jogo que ficara paralisado por no mínimo 10 minutos, mas não foi isso que foi definitivo para o resultado. O Ceilândia criou muitas chances e não fez. Pouco para um time como o Gato Preto.

Só nessa paralisação 3min41seg. O árbitro deu apenas 4 de acréscimo

O Ceilândia termina o primeiro terço da competição com 5 pontos em 12 disputados. No terço intermediário enfrenta, pela ordem, Brasiliense, Santa Maria, Gama e Formosa.

4 de acréscimo em um jogo que, só para atendimentos, ficou parado 8

Não tem faltado disposição. O time tem sido valente, mas agora vai ter que somar pontos contra times que estão no alto da tabela.

Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida

Prova de fogo em Sobradinho

Adriano jogou contra o Formosa: obediente taticamente, mas discreto na maior parte do jogo
Adriano jogou contra o Formosa: obediente taticamente, mas discreto na maior parte do jogo

O Ceilândia volta a campo amanhã, 11h00, para enfrentar o Sobradinho, jogo válido pelas semifinais do Candangão 2018. O Gato Preto tem a missão de fazer valer nos dois confrontos a  melhor campanha da competição. Em contrapartida, o adversário eliminou o Real e se qualificou como desafiante do Ceilândia no mata-mata.

Contra o Formosa, Ronan esteve abaixo de suas atuações, mas é sempre perigoso
Contra o Formosa, Ronan esteve abaixo de suas atuações, mas é sempre perigoso

O Ceilândia terá diante do Sobradinho um desafio importante para o seu jogo estruturado. Diante do Formosa, o Gato Negro administrou a vantagem conquistada no primeiro jogo.

Emerson Martins é o motor do Ceilândia
Emerson Martins é o motor do Ceilândia

De acordo com jogadores e Comissão Técnica, a cada fase de mata-mata os jogos tendem a ser mais equilibrados e difíceis. O detalhe sempre fará a diferença, seja ele técnico, físico ou mental.

Matheus entrou contra o Formosa: ganhando ritmo aos poucos
Matheus entrou contra o Formosa: ganhando ritmo aos poucos

Didão continua sendo dúvida para o confronto de amanhã. O Ceilãndia perde muito sem o seu capitão. Diante do Formosa, Adelson testou Adriano. Contra o Santa Maria testou Elivelto. Alcione, se estiver em forma, é também uma opção.

Alcione está voltando e com ela a esperança das grandes atuações do ano passado.
Alcione está voltando e com ela a esperança das grandes atuações do ano passado.

O cobertor é curto, mas o time tem sabido superar as dificuldades.  Em qualquer situação, Adelson conta com a regularidade de Emerson Martins e com a subida de produção de Kasado, que ainda oscila um pouco.

Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida
Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida

Adelson sempre reserva uma surpresa. Esperar e ver.

No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu.

Hoje saem dois semifinalistas

 

No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu.
No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu. Imagens de KadaEsportes.com.br

Sem muito tempo para treinar, o Ceilândia aproveitou o dia a mais de folga para se preparar para a partida decisiva desta quinta-feira, 15h30, no Abadião, diante do Formosa.  Enquanto jogadores e comissão técnica preocupam-se apenas com o Formosa, a torcida tem tempo para se fixar nos outros confrontos das quartas-de-final.

No segundo jogo do dia, Gama pega o Luziânia
No segundo jogo do dia, Gama pega o Luziânia. Imagens de KadaEsportes.com.br

Nos jogos de meio de semana, oito times entram em campo, mas apenas quatro prosseguem na competição. Os jogos de hoje decidem dois semifinalistas.

Às 20h30, no Bezerrão, enfrentam-se os campeões candangos de 2015 e 2016, Gama e Luziânia.  No outro confronto, às 15h30, no Abadião, o atual campeão  Brasiliense enfrenta o Paracatu. Gama e Brasiliense tem a vantagem oferecida pelo regulamento, mas futebol é sempre complicado.

 

Formiga marca o seu segundo gol, o quinto do Ceilândia

Ceilândia vence Samambaia e enfrenta Formosa nas quartas

Apesar da goleada, Wendel teve participação importante em momentos decisivos do jogo
Apesar do Ceilândia ter goleado o Samambaia, Wendel teve participação importante em momentos decisivos do jogo

O remodelado Ceilândia conseguiu um feito que a princípio parecia inatingível: terminou a fase de classificação do Candangão 2018 em primeiro lugar e, de quebra, bateu o recorde alvinegro na competição ao atingir 25 pontos, marca concretizada com os três pontos da vitória de hoje sobre o Samambaia.

Cariri teve oportunidade: dessa vez fez o simples e uma boa partida
Cariri teve oportunidade: dessa vez fez o simples e uma boa partida

Não foi um jogo fácil, como acontece quando se enfrenta times desesperados para evitar o rebaixamento. O primeiro tempo foi quase que integralmente dominado pelo Ceilândia. O Gato Preto fez 1 x 0 logo aos 15 minutos, quando Emerson Martins colocou Formiga cara a cara com o goleiro adversário. O artilheiro do Ceilândia em 2018 não se fez de rogado e fez 1 x 0.

Dadinho entrou e quase fez um belo gol
Dadinho entrou e quase fez um belo gol

O Ceilândia encontrava muita facilidade para chegar até a área adversária. Essa facilidade fez mal ao time alvinegro que deixou de fazer o simples. O futebol castiga.  Como o Ceilândia não fazia, o Samambaia teve a oportunidade e empatar aos 42, quando o árbitro viu pênalti em jogada disputada por Cocada. Amoroso bateu e empatou o jogo.

Ronan, como sempre, útil taticamente e autor de um gol
Ronan, como sempre, útil taticamente e autor de um gol

Nem deu tempo para o Ceilândia se recuperar. Falha defensiva e, na cobrança de escanteio, Amoros fez 2 x1 para o Samambaia. O time visitante sequer teve tempo de comemorar. Dois minutos depois o árbitro devolveu a gentileza e marcou pênalti para o Ceilândia e falta sobre Formiga, Elivelto bateu e empatou o jogo.

Ronan comemora o terceiro gol do Ceilândia, o gol da virada
Ronan comemora o terceiro gol do Ceilândia, o gol da virada

Na volta para o segundo tempo, o Ceilândia voltou melhor. A desorganização do primeiro tempo ficou no passado. O Gato Preto impôs o seu jogo. Organizado em campo, o Ceilândia foi se acercando do gol da virada. Aos 25, bela jogada pela direita de ataque e o pequenino Ronan virou o jogo: Ceilândia 3 x 2.

Cauê cabeceia firme para fazer Ceilândia 4 x 2
Cauê cabeceia firme para fazer Ceilândia 4 x 2

O Samambaia era valente e tentou ir ao ataque. O Gato Preto, diferente do primeiro tempo, manteve-se organizado. O quarto gol veio aos 36. Um prêmio para o valente Cauê que foi abraçado por todos do banco.  Aos 47, Formiga recebeu livre e marcou o quinto gol do Ceilândia.

Formiga marca o seu segundo gol, o quinto do Ceilândia
Formiga marca o seu segundo gol, o quinto do Ceilândia

Com os resultados da última rodada, o Gato Preto enfrentará o Formosa. O adversário empatou com o Brasiliense em 2 x 2. Promessa de jogo complicado. Seria complicado contra qualquer adversário. O Ceilândia precisa estar preparado para as próximas batalhas.

Classificação atual do Candangão 2018

PosClubeJVEDGPGCSPts
117103425121333
21710342416833
31593325111430
41373323131024
5154921713421
6135352019118
7135351417-318
8133551218-614
911317816-810
10112271322-98
1111137719-126
1211128719-125

 

Cauê teve muito trabalho com Nunes, que contou com a complacência da arbitragem

Ceilândia assume a liderança do Candangão 2018

O Capitão voltou! Didão foi mais uma vez importante
O Capitão voltou! Didão foi mais uma vez importante que outra assistência

O Ceilândia conseguiu importante vitória sobre o Brasiliense na tarde deste domingo e assumiu a liderança da fase de classificação do Candangão 2018, restando uma rodada para o término desta etapa.

Kabrine e Dudu tiveram muito trabalho: Desafio de se manterem constantes
Kabrine e Dudu tiveram muito trabalho: Desafio de se manterem constantes

Muito da vitória se deve à consistência defensiva mostrada pela equipe durante todo o jogo e, tão importante quanto, se deve ao fato de que o Gato Preto sempre indicou ao seu adversário que .

As duas torcidas fizeram uma grande festa, mas a Camisa 13 cantou o jogo inteiro
As duas torcidas fizeram uma grande festa, mas a Camisa 13 cantou o jogo inteiro

O jogo começou com o Brasiliense buscando a iniciativa das ações. O Ceilândia bem postado, conteve o seu adversário a partir da intermediária de defesa alvinegra. Dali o Brasiliense não passava. Como resultado, o Brasiliense apelava para as bolas longas dando muito trabalho à defensiva alvinegra, mas sem incomodar Wendel.

Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0
Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0

O Ceilândia foi aos poucos equilibrando-se no jogo e também aos poucos foi se acercando da área adversária. De modo diverso que o Brasiliense, o Ceilândia tinha espaço. O Ceilândia primeiro esteve próximo de marcar em jogada de Ronan. Emerson Martins passou por Badhuga, mas perdeu o controle da jogada.

O pequenino Ronan foi um gigante na tarde de hoje. Gol ainda não veio
O pequenino Ronan foi um gigante na tarde de hoje. Gol ainda não veio

14 minutos depois, aos 32, Didão fez grande assistência e Gago saiu cara a cara com Edmar e, dessa vez, não perdoou. Ceilândia 1 x 0. Um forte estímulo para um jogador do qual o Ceilândia depende e que, superando problemas particulares, decidiu o jogo de hoje.

Kasado vem subindo de produção. Hoje, atuação correta.
Kasado vem subindo de produção. Hoje, atuação correta.

O gol não mudou o panorama da partida. O Ceilândia não deu campo para o Brasiliense além daquele que permitia: até a sua intermediária de defesa. Manteve o adversário longe de sua área, impedindo que progredisse com jogadas organizadas de ataque. Sobrava  ao Brasiliense apelar para as bolas aéreas e, nisso, Cauê e Cocada levavam vantagem sobre o valente Nunes.

Cauê teve muito trabalho com Nunes, que contou com a complacência da arbitragem
Cauê teve muito trabalho com Nunes, que contou com a complacência da arbitragem

Veio o segundo tempo e o jogo foi mais equilibrado. O Ceilândia manteve uma consistência defensiva que sempre se desejou: impediu o adversário de sentir-se cômodo no ataque. Enquanto isso, o Gato Preto foi tendo seguidas oportunidades nos contra-ataques. Não aproveitou, mas soube manter-se à frente no marcador.

Na próxima quarta-feira, o Ceilândia enfrenta o Samambaia. Precisa vencer para terminar a fase de classificação em primeiro lugar. Cada jogo é um jogo. Que venha o próximo jogo!

 

Ceilândia x Brasiliense: jogos normalmente truncados e tensos

Ceilândia e Brasiliense voltam a disputar a liderança

Ceilândia e Brasiliense já teve bons públicos no Regional
Ceilândia e Brasiliense já teve bons públicos no Regional

Ceilândia e Brasiliense voltam a disputar a  liderança do Candangão ponto a ponto. Tal como em 2017,  os dois times chegam se credenciam a terminar a fase de classificação na liderança e chegar com moral na fase de mata-mata.

Jogos normalmente equilibrados: em 2009, Ceilândia fez péssima campanha, mas 1x1
Jogos normalmente equilibrados: em 2009, Ceilândia fez péssima campanha, mas 1×1

No momento, o líder da competição é o Gama com 20 pontos. Ceilândia e Brasiliense encontram-se em terceiro e segundo respectivamente, com 19 pontos. Qualquer que seja o resultado traz para a competição um novo líder, uma rodada antes da rodada decisiva.

Didão sofre falta: no último confronto no Regional, jogo truncado e por vezes violento
Didão retorna ao time: em 2013, novo empate em 1×1 no Abadião

O Gato Preto terá seu capitão Didão de volta. O zagueiro Cocada, que ao lado de Cauê tem feito uma boa competição, também retorna. O Ceilândia sofreu nos últimos dias com as lesões de jogadores importantes para o seu time, casos de Vavá, Alcione e Allan Dellon. Com elenco enxuto, o Gato Preto tem compensado com a superação de seus atletas e comissão técnica.

Ceilândia x Brasiliense: jogos normalmente truncados e tensos
Ceilândia x Brasiliense: jogos normalmente truncados e tensos

Nos últimos dois anos há equilíbrio nos confrontos. São duas vitórias do Ceilândia, dois empates e duas derrotas. Rodrigo Raposo apitará o jogo.  O árbitro apitou o último confronto entre Ceilândia e Brasiliense no regional, em 2017. O jogo terminou em 0x0.

Emerson Martins procura: cadê o time?

Derrota na hora possível: levantar a cabeça e seguir adiante

Thiago Silva estreou contra Santa Maria
Thiago Silva estreou contra Santa Maria

Não existe hora boa para ser derrotado, mas o Ceilândia admite que a derrota deste meio de semana não trouxe graves prejuízos. Qualquer que fora o resultado, o Gato Preto decidiria o primeiro lugar da fase de classificação no confronto direto deste domingo contra o Brasiliense. Sob essa perspectiva, o argumento é correto.

Não faltou vontade, faltou um pouco mais de futebol ao Ceilândia contra Santa Maria
Não faltou vontade, faltou um pouco mais de futebol ao Ceilândia contra Santa Maria

O íncômodo pela derrota vai ficando no passado e as preocupações se voltam para o jogo deste domingo. O retorno de Didão é bem recebido. O capitão dá rítmo ao meio de campo, mas talvez não resolvesse a enorme distância entre as defensiva e ofensiva ou a ausência do enganche no esquema adotato contra o Santa Maria.

Emerson Martins procura: cadê o time?
Emerson Martins procura: cadê o time?

Adelson ainda não deve contar com Vavá e isso limita suas opções de ataque. O esquema de jogo utilizado no começo da competição já começa a dar sinais de desgaste, com os adversários bloqueando as ações ofensivas.  Não se pode negar que contra o Santa Maria, a má tarde do Ceilândia contribuiu muito.

Cauê vai ao ataque: zagueiro quase empatou
Cauê vai ao ataque: zagueiro quase empatou

Na defesa, espera-se o retorno de Cocada. Fagner fez a sua estreia contra o Santa Maria. Fez uma boa partida. O miolo da defesa não teve culpa no gol sofrido. Conquanto as maiores críticas tenham sido dirigidas à ligação defesa ataque, o gol ocorreu num lance em que a bola foi mal rebatida na cabeça de área. A enorme distância entre as linhas alvinegras cooperou com o resto.

O jogo do meio de semana também foi o de estreia de Thiago Silva. O jovem jogador esforçou-se, mas o time do Ceilândia não estava num bom dia.

Elivelton comandou o meio de campo: premiado com um gol

Perfeito no primeiro tempo, Gato Preto goleia Paracatu

O Ceilândia fez um primeiro tempo quase perfeito: 3 x 0
O Ceilândia fez um primeiro tempo quase perfeito: 3 x 0

O Ceilândia firmou-se como um forte concorrente a uma vaga no G4 da fase de classificação do Candangão 2018 e, mais que isso, credenciou-se como um forte concorrente ao primeiro lugar da classificação-geral depois de derrotar o Paracatu na tarde deste domingo por 3 x 0.

Ronan não decepcionou: boa atuação
Ronan não decepcionou: boa atuação

O Gato Preto entrou em campo muito desfalcado. Os jogadores que entraram não decepcionaram e fizeram um primeiro tempo que beirou à perfeição.

Julio Ferrari: entrosamento com Formiga tem sido importante para o Ceilândia
Julio Ferrari: entrosamento com Formiga tem sido importante para o Ceilândia

O Paracatu começou tomando a iniciativa do jogo, mas sem ultrapassar a intermediária do campo de defesa do Ceilândia. O Gato Preto foi aos poucos assumindo o controle da partida. Aos 30, Didão enxergou Ronan em profundidade e fez um lançamento perfeito. Ronan deixou a bola escapar, mas Formiga se antecipou e fez Ceilândia 1 x 0.

Bela triangulação: Didão, Ronan e Formiga fez Ceilândia 1 x 0
Bela triangulação: Didão, Ronan e Formiga fez Ceilândia 1 x 0

Com a desvantagem, o Paracatu foi todo à frente. O Ceilândia é mortal nos contra-ataques, mas foi na disposição de Elivelton que o alvinegro fez o segundo gol. Deslocado para a meia, Elivelton desarmou o defensor, invadiu a área, passou pelo goleiro e fez Ceilândia 2  x 0 aos 36. O mais belo gol de Elivelton com a camisa do Gato Preto.

Elivelton comandou o meio de campo: premiado com um gol
Elivelton comandou o meio de campo: premiado com um gol

Nâo demorou e bela jogada pela direita com Formiga. O atacante foi ao fundo e passou sob medida para Emerson Martins fazer 3 x 0.

Cauê teve muito trabalho, mas seu parceiro de defesa preocupa

O Ceilândia ainda poderia ter aumentado o placar no primeiro tempo e desperdiçou ao menos mais uma boa chance.
Veio o segundo tempo e o Ceilândia cedeu campo para o Paracatu até os 25. A postura alvinegra chegou a impacientar parte da torcida, mas o Gato Preto recuperou o controle da partida até o final.

Capitão jogou e fez o time jogar
Capitão jogou e fez o time jogar

Com o resultado, o Ceilândia chega a 19 pontos, um a menos que o Brasiliense.  No meio de semana o Gato Preto tem um jogo  importante contra o Santa Maria. Se vencer o Santa Maria, o Ceilândia decide no sábado, contra o Brasiliense, a primeira colocação-geral da fase de classificação.

Classificação Candangão 2018

PosClubeJVEDGPGCSPts
117103425121333
21710342416833
31593325111430
41373323131024
5154921713421
6135352019118
7135351417-318
8133551218-614
911317816-810
10112271322-98
1111137719-126
1211128719-125
Adelson tem feito bons trabalhos e mais uma fez terá a tarefa de fazer o time evoluir se quiser repetir feitos anteriores

Hora de evoluir

Ceilândia foi surpreendido pelo Gama quando achava ter a partida sob controle
Ceilândia foi surpreendido pelo Gama quando achava ter a partida sob controle

Não foi o dinheiro que transformou o Ceilândia numa das grandes forças do futebol local, foi o trabalho desenvolvido dentro e fora de campo.

Ari de Almeida, presidente do Ceilândia: noites insones
Ari de Almeida, presidente do Ceilândia: noites insones

Sem as mesmas condições financeiras de seus adversários, o Gato Preto diferenciou-se ao compreender que, sem condições de contratar reforços, precisa evoluir coletivamente e, do ponto de vista individual, física e tecnicamente. É natural que alguns jogadores caiam de rendimento. Evoluir vai ser necessário.

Adelson tem feito bons trabalhos e mais uma fez terá a tarefa de fazer o time evoluir se quiser repetir feitos anteriores
Adelson tem feito bons trabalhos e mais uma fez terá a tarefa de fazer o time evoluir se quiser repetir feitos anteriores

O Ceilândia não fez uma má partida diante do Gama. O Gato Preto tomou o gol quando imaginava estar controlando seu adversário. Na linguagem do futebol, um acidente. Um acidente que pode ser fatal na fase decisiva… E os jogos decisivos estão chegando.

Proximos Jogos Paracatu

DataJogo

Proximos Jogos Sobradinho

DataJogo

Neste final de semana será jogada a penúltima rodada da fase de classificação. O Paracatu, tal qual o Ceilândia, ainda luta para conseguir uma posição no G4.

Proximos Jogos Luziânia

DataJogo

Próximos Jogos: Real

DataJogo

Para a partida contra o Paracatu, o Ceilândia tem os desfalques certos de Vavá, Alcione e Allan Dellon. O elenco mostrou que tem qualidades e terá que dar mostras de superação a partir deste final de semana, até o final do campeonato. Com elenco enxuto, Adelson terá que se reinventar mais uma vez.

Formiga ajudou a equilibrar o lado direito do Ceilândia

Formiga preocupa. Wallace Jesus e Ronan são opções

Formiga começou o tratamento tão logo saiu do jogo
Formiga começou o tratamento tão logo saiu do jogo

O Ceilândia tem uma preocupação para a sequência de jogos do campeonato. Formiga sentiu uma fisgada na coxa esquerda no jogo do meio de semana e é dúvida para os próximos jogos.

Formiga ajudou a equilibrar o lado direito do Ceilândia
Formiga ajudou a equilibrar o lado direito do Ceilândia

O atacante tem sido importante no time de Adelson. Nas arquibancadas  há sempre quem questione a escalação de Formiga, mas ele tem sido importante tanto ofensiva quanto defensivamente.

Adelson terá que trabalhar as caracterísitcas dos jogadores que tem a disposição, se quiser manter a maneira de jogar atual. Wallace Jesus e Ronan estão entre as opções. Ambos entraram no meio de semana e ainda carecem de rítmo de jogo.