Tag: Candanguinho

Ceilândia Campeão do Candanguinho 2018 – Sub-17

Ceilândia entra em campo para a decisão: agora, Taça BH

O Ceilândia termina o ano em alto estilo. Jogando na manhã deste sábado no Serra do Lago, em Luziânia, o Gato Preto venceu a UD Guaraense  e sagrou-se Campeão do Distrito Federal 2018 na categoria juvenil.

Ceilândia permitiu que Guaraense fosse melhor no início, mas Gabriel Blesson estava atento.

O Gato Preto vinha de eliminar o  Legião, atual campeão, e buscava retomar a hegemonia da categoria no Distrito Federa, o que lhe permite aspirar a disputa da Taça BH Sub-17, velho sonho de consumo dos responsáveis pelas categorias de base e também do presidente Ari de Almeida.

Aos poucos o Ceilândia equilibrou as ações

O Gato Preto começou meio fora de sintonia e permitiu que a Guaraense assumisse o controle da partida nos dez primeiros minutos. Aos poucos, contudo, o Ceilândia do técnico Gleyton Arianni foi se encontrando no jogo e passou a ditar as ações.

A grande vantagem do Ceilândia no jogo inteiro foi o último passe. Guaraense dependia de ligação direta

O primeiro gol da partida surgiu aos 29. Conquanto estivesse melhor, o Ceilândia não criara grandes oportunidades até que Guilherme sofreu falta na intermediária de ataque. Na cobrança, Jardel foi mais esperto e cabeceou firme para vencer a meta adversária e fazer Ceilândia 1 x 0.

Jardel fez Ceilândia 1 x 0

Após o gol o Ceilândia continuou melhor e perdeu ao menos uma grande oportunidade para fazer 2 x 0. Na melhor delas, Ryan, que fez gol em todos os jogos decisivos, mantou sobre a trave.

Ryan poderia ter feito 2 x 0 ainda no primeiro tempo. Ceilândia foi displicente em alguns momentos

Veio o segundo tempo e o Ceilândia passou por momentos de instabilidade. A Guaraense passou a rondar a área alvinegra, mas a defesa alvinegra controlou as melhores ações do adversário. O goleiro Gabriel Blesson, que tanto trabalhara contra o Legião, pouco era exigido a não ser em chutes de longa distância.

… mas Ryan foi decisivo em todos os jogos e fez o gol do título

O Ceilândia, como fizera na primeira etapa, conteve o ânimo do adversário e aos poucos equilibrou a partida. No geral, as melhores chances do segundo tempo sempre estiveram com o Ceilândia.

Caio dita o ritmo: Com 2 x 0, Ceilãndia esperou o apito final

O tempo foi passando e a tensão foi aumentando, principalmente porque o Ceilândia era incapaz de matar o jogo. Dois erros na saída de bola tornaram o clima ainda mais tenso, mas a Guaraense não conseguiu aproveitar porque a defesa alvinegra continuava firme e poupava Gabriel Blesson do mais difícil.

Jogadores brindam o treinador Gleyton Arianni com um banho de água gelada

Aos 21 veio o segundo gol alvinegro. O Ceilândia tocou a bola no campo defensivo até que Jardel recebeu na intermediária e lançou Ryan que ganhou a disputa com o zagueiro, tirou o goleiro e tocou para o fundo da meta: Ceilândia 2 x 0 Guaraense.

Muita festa ao levantar mais uma taça

Depois do segundo gol, o Ceilândia controlou a partida até ao final sem passar maiores sustos.  Com o apito final, festa dos meninos do Ceilândia e da Comissão Técnica.

Ceilândia comemora mais um título

Parabéns a todos os envolvidos e principalmente para  Gabriel Blesson, Guilherme, Vitor Sales, Maike, Ian Santos, Levi, Victor Hugo, João Victor, Jardel, Caio Paz, Ryan, Lucas Gabriel, Maykon, Harius, Filipe Silva e  Luan Uchoa,

Gleyton Arianni e equipe comemoram mais um título.

 

Agora o foco de Gleyton Arianni e equipe se volta para a Copa São Paulo que começa na próxima quinta. Gato Preto vai enfrentar o Ceará.

Gabriel foi o goleiro menos vazado.