Tag: Da Silva

Nada de tranquilidade, nada de desespero

20090215brasilia2x2cecdiegomartinsTerminado o primeiro turno e conhecendo todos os adversários já é possível dizer que os resultados do Ceilândia, em campo, não correspondem nem à qualidade do elenco, nem ao futebol apresentado. Isso tanto pode ser motivo de alegria quanto preocupação.

De maneira geral não se pode dizer que um elenco seja muito superior aos dos demais. Talvez a exceção seja o Brasiliense que, de fato, possui um time mais estruturado que os dos demais. O futebol, contudo, se faz dentro de campo. O Dom Pedro provou isto.

Dentro de campo, o Ceilândia mostrou que nada fica a dever a nenhum dos seus adversários. O time passou por alguma instabilidade, mas, justiça seja feita, com exceção dos jogos contra Legião e Brasiliense, em que foi dominado a maior parte do tempo, nas demais partidas soube conduzir o jogo. O problema é que o time possui deficiências e, embora tenha melhorado, ainda não as superou.

As afirmações acima conduzem a uma verdade: não há motivo para desespero. Noutra medida, também não permitem trabalhar com tranquilidade. A direção, sabendo disto, se mexeu. Ainda é muito cedo para dizer se as contratações darão certo, mas é adequado dizer que as mudanças vieram tarde. O problema maior veio com a preparação inadequada e que começou apenas em dezembro.

20090215brasilia2x2cecglauber
Glauber se soltou e melhorou a produção ofensiva

Nesta semana o CEC já poderá contar com o zagueiro Adriano e com o lateral-esquerdo Fernando Baiano. Fábio Lima, que ainda procura a melhor forma, ainda não foi regularizado.

O técnico Jean Cláudio tem o trabalho questionado pela torcida. Ã? verdade que em ao menos dois momentos Jean Cláudio se deixou levar pelo clima de nervosismo dentro de campo. A primeira vez foi no jogo contra o Luziânia. Naquele jogo, após o primeiro gol do Luziânia, o Ceilândia partiu para um jogo suicida: O Luziânia vinha numa velocidade, o CEC contra-atacava numa velocidade ainda maior, o Luziania retomava, aumentava ainda a velocidade e assim por diante. Faltou a calma necessária para ver que mais cedo ou mais tarde aquele jogo não interessava ao CEC. No último domingo, Jean Cláudio chamou Thiago Ferreira e o deixou ao seu lado, aquecendo ou apenas assistindo, por quase vinte minutos do segundo tempo. No geral, contudo, Jean Cláudio tem acumulado mais acertos que erros. A esperança é que sábado, a sorte lhe sorria após 15 jogos sem vitórias.

Related Images:

Ceilândia de cara nova

20090211cecPassado o susto e a tristeza pelo resultado do final de semana, o Ceilândia respira novos ares. Nada menos do que sete jogadores chegaram nos últimos dias. Diego, Douglas e Dime já estrearam.

Everson, Da Silva, Fábio Lima e Bruno podem estrear nesse final de semana. A maior dúvida é Adriano, cuja documentação ainda depende de passar por todo o trãmite burocrático internacional. Se alguns jogadores chegam, outros saíram. Desses a saída mais sentida foi a do atacante uruguaio Molina, autor do primeiro gol do Gato na temporada (o único na derrota por 2 x 1 diante do CRAC em Catalão).

O torcedor do Gato pode conferir o elenco no link Elenco 2009.

Na manhã desta terça-feira o técnico Jean Cláudio fez trabalhos leves com a equipe. A parte pesada esteve a cargo da preparação física. Cassius e Agnaldo fizeram trabalho à parte. Cassius apenas foi polpado da carga de trabalho do dia, mas não é problema para domingo. Agnaldo, autor do primeiro gol no domingo, 20090208cec2x2luzianiapublicoé dúvida.

Passados três dias do jogo contra o Luziânia a equipe ainda lamenta. Para alguns faltou experiência, para outros malandragem. De maneira geral os jogadores concordam que o time está subindo de produção e isso dá tranquilidade para o difícil jogo do domingo.

Outro aspecto notado foi a presença da torcida diante do Luziânia. Os jogadores acreditam que com um tabela mais favorável no segundo turno a torcida deverá lotar o Abadião. Para isto ser verdade só depende dos resultados.

Related Images: