Tag: Darci

Ceilândia em busca da primeira vitória em 2014

 

Allan Dellon comemora um dos gols alvinegros na vitória de 2012: Time joga pressionado
Allan Dellon comemora um dos gols alvinegros na vitória de 2012: Time joga pressionado

O Ceilândia volta à Serra do Lago na tarde deste sábado, 16h, para enfrentar o Formosa. A última vez que o alvinegro esteve na Serra do Lago, venceu o Luziânia por 1×0, gol de Dimba, resultado que praticamente selou o título alvinegro em 2012.

O momento atual é outro: o CEC ainda não venceu no campeonato. Contra o Santa Maria o Gato Preto cansou de perder gols e, no final das contas, acumulou a quarta derrota em quatro jogos.

Isso é muito para um time que antes era apontado como um dos favoritos ao título.

Em 2012, CEC tinha a segurança de Liel na defesa
Em 2012, CEC tinha a segurança de Liel na defesa

O técnico Adelson de Almeida tem à sua disposição o melhor de sua equipe. Depois de haver sofrido com contusões na fase de preparação, Adelson enfim pode contar com a base que planejou.  Mesmo assim, Adelson não deve fazer alterações na equipe, a não ser a decorrente da saída de Goeber. O substituto é a única dúvida.

O Ceilândia precisa vencer por várias razões. A principal razão é quebrar a sequencia de maus resultados para recoloca-lo nos trilhos da classificação. A previsão é a de um jogo complicado: o adversário também não vem bem na competição.

Na última vez que Ceilândia e Formosa se enfrentaram foi em 2012: o Gato Preto venceu, em Formosa, por 3×2.

Related Images:

CEC confirma terceiro reforço para as finais

André Tavares faz gol na decisão da Taça Governador
André Tavares faz gol na decisão da Taça Governador – Crédito: ADConfiança.com

O clima no Ceilândia mudou para melhor depois das saídas de Darci, Zé Carlos e André Oliveira. Meses de convivência foram fazendo com que o grupo fosse relaxando um pouco o lado profissional. O Ceilândia precisava de uma sacudida.

Para os lugares dos jogadores dispensados vieram Flávio, volante, Rodrigo Alba, lateral e, agora, o atacante André Tavares.

André estava no Confiança onde foi campeão da Taça Governador com boa participação. Fez dois gols na primeira partida decisiva e participou dos gols na partida final. André vem para ocupar a vaga que era de Zé Carlos.

Related Images:

Ceilândia x CENE volta para o domingo

Darci é presença garantida em Dourados: aos poucos recuperando a confiança
Darci é presença garantida em Dourados: aos poucos recuperando a confiança

O Ceilândia está aproveitando esta semana de folga para dar os últimos retoques na preparação para a reta de chegada da Série D Nacional.

Após esse último período de folga, o time entrará na reta decisiva da competição. É preciso estar concentrado para uma sequência de seis partidas decisivas.

As duas primeiras partidas definirão a classificação para a fase de semi-final da região central do brasil (sudeste e centro-oeste). O vencedor deste grupo já se classifica para a Série C Nacional 2013. Esse sempre foi o planejamento do CEC para este ano de 2012.

JOGO MUDA DE DATA

A partida entre Ceilândia e CENE mudou novamente de data. O jogo que antes estava marcado para domingo, passou para o sábado a pedido do CENE e, agora, voltou para o domingo, 16h, em Dourados-MS. É sempre um problema para quem se programou com antecedência.

 

 

Related Images:

Ceilândia vence Sobradinho e mantém liderança da D Nacional

Cassius faz o primeiro: estrela do jogo
Cassius faz o primeiro: estrela do jogo

Ceilândia foi a Sobradinho e venceu o seu adversário por 3 x 2. O resultado mantém o Gato na liderança do grupo A5 da Série D Nacional.

Foi uma partida complicada. Mal a partida começou e o controvertido árbitro Wales Martins enxergou penalti em disputa de bola na área alvinegra. Felipe cobrou e abriu o marcador para o Sobradinho. O time do Ceilândia reclamou muito da marcação.

O Sobradinho recuou depois do gol e o Ceilândia tomou a iniciativa do jogo. Apesar do dominio territorial, o Ceilândia era incapaz de criar situações de gol.

Talvez sentido com o pênalti assinalado logo no início da partida, a verdade é que Wales Martins viu penalti em disputa de bola na área do Sobradinho. Cassius cobrou e empatou a partida.

Veio o segundo tempo e o Sobradinho enfim jogou e obrigou o Ceilândia a se defender. Esse ímpeto demorou 15 minutos.  Quando o Ceilândia já havia equilibrado a partida, Wales Martins viu um novo penalti em disputa de bola dentro da área do Ceilândia. Rodrigo Menezes cobrou e botou o Sobradinho novamente na frente.

Depois do segundo gol do Sobradinho, Adelson colocou Nelisson e Luiz Fernando, deixando o time totalmente ofensivo. O CEC assumiu as redeas da partida e até empatou o jogo logo em seguida.  O árbitro anulou.

Quando tudo parecia encaminhar para a vitória do Sobradinho, veio a surpresa. Cassius empatou aos 44. O Sobradinho foi para o tudo ou nada e Cassius, num contra-ataque, aos 48, deu números finais ao jogo.

Com o resultado, o CEC deu um grande passo a classificação, tudo vai depender dos próximos resultados.

Related Images:

Didão fez sua última partida contra o CENE

Tranquilidade na Cidade do Gato

Dudu teve o seu batismo de fogo em Catalão
Dudu teve o seu batismo de fogo em Catalão

Adelson começou o trabalho da semana tentando resolver o seu maior problema: qual será o substituto de Dimba. Além desse problema, Adelson tem outro: Thompson jogou bem em Catalão, mas a vaga no meio de campo é de Didão. O time sentiu muito a falta de Didão na partida de ida diante do Sobradinho.

O Sobradinho foi até agora a única equipe que efetivamente dominou o Ceilândia durante um jogo. Obviamente que a falta de preparação adequada cobrou um preço do time de Sobradinho, que vive às voltas com lesões de jogadores importantes.

A classificação na tabela não reflete a qualidade do time de Sobradinho, apenas reflete a preparação inadequada. De qualquer sorte, o Sobradinho joga a sua vida na competição contra o Ceilândia. A situação do alvinegro serrano é muito complicada. Precisa vencer todos os seus jogos e enfrentará CRAC e CENE fora de casa!

Didão fez sua última partida contra o CENE
Didão fez sua última partida contra o CENE

O mais provável é que Adelson teste algumas formações durante a semana. Nelisson e Cassius possuem características distintas.  A grande questão para Adelson está em saber que tipo de jogo ele pretende jogar.

Com Nelisson o Ceilândia marcaria mais à frente e ganharia velocidade nos contra-ataques, com Cassius tende a cadenciar e manter o time mais junto, sem perder força no contra-ataque. Na segunda, diante dos juniores do Gama, Cassius fez 3 gols na goleada enquanto Nelisson e Tallys (2) completaram o marcador.

Didão deve voltar. A tranquilidade esconde um certo ar de tensão, mas reflete um time consciente das dificuldades e da própria força.

Related Images:

Decisão entre amigos

Thompson fez a sua melhor partida com a camisa do CEC. Deve sair se Didão voltar
Thompson fez a sua melhor partida com a camisa do CEC. Deve sair se Didão voltar

O Sobradinho está numa situação complicada na Série D Nacional. Depois de haver começado a competição sem ter tido o tempo necessário para se preparar, o alvinegro serrano está em situação crítica na competição.

Os cálculos iniciais demonstram que seriam necessários 15 pontos para se classificar. O Sobradinho só pode chegar a 14 pontos. Somente uma improvável combinação de resultados pode permitir a classificação do time de Sobradinho.

De qualquer sorte, o Sobradinho ainda tem chances matemáticas de classificação.  E será contra um adversário desesperado que o Ceilândia jogará no próximo sábado. Qualquer outro resultado que não a vitória, elimina o Sobradinho.

Kabrine: de seus pés saíram os gols do Ceilândia
Kabrine: de seus pés saíram os gols do Ceilândia

O Ceilândia também tem os seus problemas. Apesar do bom resultado em Catalão, o CEC está apenas há dois pontos do terceiro colocado, o CRAC. Um mal resultado em Sobradinho pode colocar ainda mais pressão no  Ceilândia.

Adelson de Almeida tem um problema a mais para essa partida: o artilheiro Dimba foi expulso em Catalão e não vai jogar. O time perde muito com a saída de Dimba. O artilheiro do time na temporada jogou muito em Catalão e nenhum jogador tem as suas características.

Notícias ruins por um lado, boas em outra medida: é possível que Didão, lesionado na panturrilha,  volte. O mesmo pode acontecer com Alcione, vítima de uma dor persistente no joelho.

Related Images:

Um jogão!

Ceilândia comemora gol de Molina em Catalão: poucas alegrias
Ceilândia comemora gol de Molina em Catalão: poucas alegrias

Ceilândia e CRAC se enfrentam hoje à tarde em Catalão. O Alvinegro tem a melhor campanha do grupo, embora tenha perdido a liderança depois da vitória do CENE sobre o Sobradinho por 3 x 0, na tarde de ontem, sábado.

O CRAC, assim como o Ceilândia, está invicto na competição. Venceu a única partida que fez em casa por 3 x 0 e depois conseguiu dois empates jogando fora de casa. A única dúvida que o técnico Zé Roberto tinha está desfeita: Nino Guerreiro começa no ataque.

Em Catalão, o CRAC não perde para times do Distrito Federal há 10 anos.

De outro lado o Ceilândia, campeão do Distrito Federal e que venceu todos os seus últimos compromissos oficiais fora de casa. O Ceilândia tem uma boa campanha jogando no Abadião, mas essa campanha é ainda melhor fora de casa.

Rildo e Bobby em 2009: 4 jogos, 4 derrotas
Rildo e Bobby em 2009: 4 jogos, 4 derrotas

De mais a mais, o CEC tem em Dimba, Allan Dellon, Cassius ou Zé Carlos um trio experimentadíssimo e cuja experiência tem desequilibrado em favor do alvinegro.

O técnico Adelson de Almeida ainda terá os desfalques de Alcione e Didão e provavelmente não contará com Thompson na lateral-direita.

A partida de hoje encerra a primeira fase do grupo. Tem um valor simbólico importante terminar entre os dois primeiros colocados.

O jogo começará as 16h, com ingresso a 15 reais. Os portões em Catalão abrem as 14h (um pouco diferente do que acontece no Abadião, não é verdade?).

Related Images:

Ceilândia e o desafio de vencer em Catalão

Em 2011: CRAC venceu por 1 x 0, mas o CEC foi melhor
Em 2011: CRAC venceu por 1 x 0, mas o CEC foi melhor

O Ceilândia fará uma importante partida neste final de semana em Catalão contra o CRAC. O jogo coloca lado a lado os dois líderes do grupo A5 da D Nacional.

O Ceilândia lidera o grupo com 7 pontos. Uma derrota combinada com uma vitória do CENE tira o Ceilândia do topo da classificação e o lança para o terceiro lugar do grupo.

Não há vida mole na D Nacional. Todos os jogos são equilibrados. O CRAC até aqui mostrou que sabe jogar fora de casa. Com dificuldades na armação e no último passe, o time de Catalão mostrou um sólido esquema defensivo e forte jogos pelas laterais.

No histórico dos confrontos, CEC e CRAC já se enfrentaram quatro vezes em partidas oficiais. Foram uma vitória, um empate e duas derrotas. Se forem computados os amistosos, aí a vantagem do CRAC aumenta pois venceu o Ceilândia outras duas vezes. Em Catalão, foram quatro jogos e quatro vitórias do CRAC.

A última partida foi exatamente no dia 22 de julho de 2007. Há exatos cinco anos e o Ceilândia venceu, no Abadião, por 3 x 2.

Boa parte do time atual jogou na derrota de 2011
Boa parte do time atual jogou na derrota de 2011

Adelson inicia a semana com um time mais leve emocionalmente. O time aos poucos se convence que as facilidades encontradas no campeonato local de há muito ficaram para trás. Cada jogo da D Nacional é um jogo essencialmente disputado e difícil.

A diferença, até aqui, tem sido na qualidade técnica dos times que disputam a competição. Os adversários mostram que possuem alguns bons valores, mas parece evidente que o Ceilândia é um time com um elenco mais equilibrado.

De mais a mais, o Ceilândia possui um ótimo retrospecto jogando fora de casa. Se vencer o CRAC no domingo, o Ceilândia chegará a um recorde em sua história: sete vitórias consecutivas jogando fora de casa!

Related Images:

CEC empata com Sobradinho e vê liderança correr risco

No primeiro tempo, o CEC somente levou perigo em bolas paradas
No primeiro tempo, o CEC somente levou perigo em bolas paradas

O Ceilândia tropeçou em casa, neste sábado, diante do Sobradinho.

O empate em 1 x 1 mantém o CEC na primeira colocação do grupo, mas agora está ao alcance de seus adversários.

O primeiro tempo do Ceilândia foi de matar. O time não se encontrou em campo e foi incapaz de trocar três passes em profundidade. Além disto, viu o Sobradinho fazer 15 primeiros minutos iniciais primorosos.

Tallys entrou ainda no primeiro tempo e mudou o rumo do jogo
Tallys entrou ainda no primeiro tempo e mudou o rumo do jogo

Muito disso se deveu ao gol de falta marcado por Felipe logo aos 5 minutos de jogo. O Ceilândia sabia que teria de procurar o empate, mas não sabia como.

A partir do vigésimo minuto, o CEC até que passou a ter mais posse da bola, mas quem tinha o controle da partida era o Sobradinho. Ancorado em contra-ataques rápidos e inversões entre os seus meias e volantes, o alvinegro serrano rondou a área alvinegra com mais qualidade que o Ceilândia.

Veio o segundo tempo e o que se assistiu foi a um verdadeiro massacre do Ceilândia. O CEC encurralou o adversário contra o seu campo de defesa e  esteve várias vezes por empatar. A verdade é que, tal como o Sobradinho em seu melhor momento, o Ceilândia era incapaz de criar situações claras de gol.

Allan Dellon não tem sido brilhante, mas não tem faltado luta
Allan Dellon não tem sido brilhante, mas não tem faltado luta

Pode-se dizer que Tallys, Dimba e Cassius estiveram a ponto de marcar, mas foram situações sem muita clareza de gol.

Diante de tamanho domínio, Adelson simplesmente encheu o time de atacantes. Sacou Thompson e Perivaldo e colocou ninguém menos que Luiz Fernando e Nelisson. No primeiro tempo já sacara André Oliveira para colocar Tallys.

Ceilândia comemora o gol de Dimba: massacre no segundo tempo
Ceilândia comemora o gol de Dimba: massacre no segundo tempo

A verdade é que tanto o Ceilândia foi ao gol do Sobradinho que aos 38, Dimba, sempre ele, num lance de verdadeiro oportunismo empatou a partida.

Nos minutos finais o CEC até que manteve a iniciativa, mas não conseguiu o gol da vitória.

O resultado em si é ruim. O Ceilândia agora está ao alcance de seus concorrentes. Para piorar, nas próximas quatro rodadas fará três jogos como visitante. Em outras palavras: a classificação será decidida fora de casa!

O CEC formou com Darci, Thompson (Luiz Fernando), Panda, Badhuga, Perivaldo (Nelisson)  e Kabrine; Liel, Andre Oliveira (Tallys), Allan Dellon, Dimba e Cassius.

Related Images:

Bem vindo à Série D: experiência posta à prova!

Dimba: muda a maneira do CEC jogar, facilitando a vida para Allan Dellon
Dimba: muda a maneira do CEC jogar, facilitando a vida para Allan Dellon

O Ceilândia é líder do seu grupo: dois jogos, duas vitórias. Mesmo assim convive com as críticas. Há três razões para isso: O time ainda não atingiu o equilíbrio necessário, estamos num campeonato nacional reconhecidamente difícil e o Ceilândia é campeão do Distrito Federal.

Comissão técnica e elenco têm que estar atentos a tudo isso. O Campeoanto Nacional da Série D é um campeonato difícil. O time do CEC é um time experiente e a maior parte do elenco já disputou jogos das divisões principais do campeonato brasileiro e sabe que não pode vacilar. Em 2010, o Ceilândia liderou o seu grupo da primeira a penúltima rodada, perdeu na última e rodou na competição.

Allan Dellon: experiência importante na D Nacional
Allan Dellon: experiência importante na D Nacional

A crítica foi impiedosa com o Ceilândia no último domingo. Todos os meios criticaram a atuação do time, mas o importante é que a vitória veio. Mais importante ainda foi perceber que o time demonstrou um volume de jogo que não mostrara nas partidas preparatórias. A prova disso está nas inúmeras situações em que Allan Dellon apareceu para o jogo.

Dimba e Cassius entraram, mas estavam visivelmente sem ritmo de jogo. Credite-se a melhoria do CEC à entrada de Dimba. O artilheiro alvinegro muda a maneira do time jogar e facilita a vida de Allan Dellon. O meia cresceu de produção.

O time começou a semana lamentando o fato de não jogar no domingo. Os jogos seguidos, a pressão pelos resultados estavam fazendo o time entrar no embalo da competição. A parada, contudo, pode ser vantajosa na medida em que permite a Adelson baixar tirar um pouco a tampa da panela de pressão… mas não muito!

Related Images:

Adelson: a técnica tem que fazer a diferença!

Time deve sofrer pequenas alterações para hoje
Time deve sofrer pequenas alterações para hoje

O Ceilândia entra em campo neste domingo, 16h, no Abadião, para enfrentar o CENE de Mato Grosso do Sul, em jogo válido pela segunda rodada da D Nacional 2012. Faz tempo que o CEC não vence em território do Distrito Federal. A última vitória foi contra o Sobradinho, na decisão do segundo turno do campeonato local. De lá para cá foram disputados seis jogos com três vitórias fora do Distrito Federal e três derrotas.

Ceilândia e CENE já se enfrentaram duas vezes. O Ceilândia venceu no Mato Grosso do Sul por 2 x 1 e empatou no Elmo Serejo. A combinação de resultados levou o Ceilândia às oitavas de final do campeonato brasileiro da Série C de 2005.

Liel esteve sobrecarregado em Goiânia
Liel esteve sobrecarregado em Goiânia

Para essa partida, o técnico Adelson de Almeida tem apenas uma preocupação: que a equipe jogue equilibrada. A previsão é a de um jogo truncado, com o CENE fechando todos os espaços. Falando ao SiteCEC, Adelson disse que em jogos como o de hoje a capacidade técnica dos jogadores tem que fazer a diferença. Dentro de campo, as equipes se nivelam física e taticamente.

Com os problemas físicos, Adelson deve manter a mesma equipe que jogou contra a Aparecidense. Talvez a única alteração seja o retorno de Darci ao gol alvinegro.

 

Related Images:

Um clima de tensão no ar

Luiz Fernando: saiu do banco para dar vitória em Goiânia
Luiz Fernando: saiu do banco para dar vitória em Goiânia
Foto: CeilandiaEC

A D Nacional começou com asteríscos, menos mal que começou. Calcula-se que a disputa entre as equipes seja muito equilibrada e que a classificação seja alcançada com no mínimo dezesseis pontos. Isso significa que não se pode deixar para a última hora.

O técnico Adelson de Almeida faz hoje o coletivo apronto para a partida deste final de semana. O Ceilândia pouco sabe sobre o time adversário. Sabe-se que vem de aplicar duas goleadas sobre o Coxim e o Douradina, por 5 x 0 e 7 x 0 respectivamente. A expectativa é a de um confronto interessante, colocando a técnica do Ceilândia de um lado e a força do adversário do outro. Um jogo equilibrado.

Dimba, Alcione, Darci e Casssius podem surpreender e figurar na escalação do CEC. Dimba é dúvida enquanto que Cassius pode ou não jogar conforme Adelson decida pela melhor formação tática da equipe.

Em 2005: vitória do CEC em Campo Grande por 2 x 1
Em 2005: vitória do CEC em Campo Grande por 2 x 1. O SiteCEC estava lá
Foto: CeilândiaEC

Ceilândia e CENE já se enfrentaram duas vezes. Os jogos valeram pela primeira fase do mata-mata da C Nacional de 2005 e o CEC levou a melhor. Venceu o CENE em Campo Grande por 2 x 1, com gols de Fabinho e Humberto, enquanto que o CENE descontou com Dubinha de penalti.

No jogo de volta, no Serejão, o CEC sofreu para garantir a classificação. O CENE cozinhou a partida o quanto pode, mas num lance de desatenção da zaga alvinegra, o adversário saiu na frente. Tensão no Elmo Serejo  diminuiu aos 41 do segundo tempo, quando Abimael empatou para o Gato. Jogo sofrido até o final, mas o CEC passou para as oitavas da C Nacional 2005.

O CEC terminou a C Nacional de 2005 na decisão da vaga para a B Nacional. Foi derrotado pelo Ipatinga em casa (1×2) e empatou fora (0x0) e viu o seu adversário subir para a Série B.

Related Images:

Adelson procura soluções

Defesa tem se mantido estável, mas deve mudar
Defesa tem se mantido estável, mas deve mudar

O Ceilândia mudou muito em relação aos jogos decisivos do campeonato metropolitano. Depois disso foram quatro jogos, com duas vitórias e duas derrotas. O comandante não está nada satisfeito.

A torcida, diria, está desconfiada. O time não tem sido brilhante, mas não tem jogado mal. Apenas não recuperou o bom futebol das partidas da fase final da competição,quando envolvida o adversário e mesmo assim não sofria sustos. Agora, não sofre sustos, mas também não chega ao gol adversário.

Marquinhos: se esforçou, mas ainda muito tímido no ataque
Marquinhos: se esforçou, mas ainda muito tímido no ataque

Esperava-se que a volta de Dimba, Cassius e Alcione pudesse mudar essa perspectiva. Adelson teve uma má notícia na tarde de ontem. Dimba sentiu dores no joelho e não treinou.

A possibilidade de contar com Cassius e Zé Carlos no ataque é pequena. Algumas variações vão ser treinadas nesta quinta, aguardando a definição no último treino, amanhã no Abadião.

 

Related Images:

De volta ao Abadião

Capitão volta no final de semana
Capitão volta no final de semana

Começo de competição é sempre muito complicado. É pensando nisso que o Ceilândia volta a campo no próximo domingo para enfrentar o CENE, no Abadião, às 16h00.

O Ceilândia deve contar, nessa partida, com os retornos de Alcione, Dimba, Cassius e Darci. O mais provável é que o técnico Adelson de Almeida faz alterações pontuais. Com esses quatro jogadores, o Ceilândia recupera a espinha dorsal do time que se sagrou campeão do Distrito Federal.

O meia Tallys, vindo do Brasiliense e que já se encontra regularizado, trabalha intensamente visando recuperar a melhor condição atlética. É o último reforço contratado pelo alvinegro.

Em meio ao retorno dos jogadores, há a preocupação com um bom resultado dentro de casa. A direção sabe que em competições curtas, como é o caso da D Nacional, é absolutamente importante fazer o resultado dentro de casa.

Related Images:

Allan retorna contra o Luziânia

Allan retorna, mas precisa entender que há regras a serem cumpridas
Allan retorna, mas precisa entender que há regras a serem cumpridas

Allan Dellon sabe que o Ceilândia é a sua casa. Em família eventualmente um ou outro se perde e a família se alegra em poder ajudar a um de seus membros. Allan Dellon voltou e foi reintegrado ao grupo.

Pesou a experiência do grupo. Com jogadores rodados no elenco, a decisão de algum modo já estava tomada e o evento é página virada.

Allan Dellon vive um bom momento e, como já aconteceu com outros craques, não soube lidar com a pressão que ele mesmo se impôs.

Nesses momentos é necessário ter muita força mental e não se deixar procurar soluções fáceis. A vida é difícil, mas tem regras.

Panda está quase recuperado e pode voltar contra o Luziânia
Panda está quase recuperado e pode voltar contra o Luziânia

Adelson teve outra boa notícia na tarde de ontem: Panda está quase recuperado e deve voltar contra o Luziânia na partida final. O treinador teve tempo para tecer elogios para a atuação de André Oliveira na partida de ida.

Alguns jogadores se queixaram de dores musculares, como foram os casos de Alcione e Cassius, mas aparentemente estarão em condições de disputar a final.

 

Related Images: