Tag: Diego Batata

Vacilos 2 x 0 Virtudes

Dimba voltou: com ele o CEC é mais forte
Dimba voltou: com ele o CEC é mais forte

Por mais cruel que possa parecer, a verdade é que o resultado de hoje realçou mais as deficiências que as virtudes.  Jogando na tarde deste sábado no Abadião contra o Capital, o Ceilândia foi derrotado por 2 x 0. O placar em si mesmo não importa; o que importa é o futebol apresentado. A se tirar pelo que o time jogou no primeiro tempo, a torcida tem porque se preocupar. A se tirar pelo tempo que falta para iniciar a competição, a torcida pode ficar tranquila: há tempo para o time reagir e o resultado agora não é importante.

O primeiro tempo foi sofrível. Na verdade se havia uma equipe que sabia exatamente o que fazer em campo no primeiro tempo, essa equipe era o Capital.

Batata marca, Daniel faz a cobertura: CEC não consegue fazer adversário errar
Batata marca, Daniel faz a cobertura: CEC não consegue fazer adversário errar

Postado pra receber o Ceilândia em seu campo de defesa, o Capital controlou a partida nessa etapa. O Ceilândia era incapaz  de demonstrar a mínima consistência ofensiva. O Capital neutralizava as ações do Ceilândia com facilidade e contra-atacava com velocidade pelo meio de campo.

Para piorar, a inconsistência defensiva demonstrada diante da Anapolina voltou a aparecer. O Capital, dentro da sua limitação, jogava coletivamente e  sequer tinha o trabalho de armar seus contra-ataques pelas laterais e o fazia pelo meio de campo. Havia algo de errado no posicionamento de China e Rogerinho que repercutia diretamente sobre os volantes. Como no futebol nada é tão simples, é possível que o posicionamento dos próprios volantes e dos laterais tenham a ver com o corredor existente no meio de campo do gato.

No primeiro tempo o Ceilândia foi incapaz de apresentar uma jogada que tenha sido fruto de uma construção coletiva. O resultado é que aos 21, com Igor, e aos 25, com Janiel, o Capital fez os gols da partida. Logo depois Cassius saiu machucado para a entrada de Gil Bala. Gil Bala deu outra movimentação à equipe, mas o time parecia estar em outra rotação.

Gil Bala arranca em velocidade: time ainda está preso
Gil Bala arranca em velocidade: time ainda está preso

Veio o segundo tempo e os times ficaram muito mexidos. O Ceilândia voltou com Dimba. A lucidez do atacante mudou alguma coisa. O Ceilândia foi melhor no segundo tempo e obrigou o goleiro adversário a trabalhar. Na jogada mais marcante, Dimba acertou o travessão de fora da área.

No final, o Capital venceu por 2 x 0. O Ceilândia ainda precisa evoluir bastante, mas parece ter humildade e capacidade para tanto.

Related Images:

Ceilândia enfrenta Capital. Iranildo pode voltar.


Em 2006 o CEC goleou o Guará por 8x2 com Didão, Humberto, Luiz Fernando, Paulinho e Branco (em pé); Miron, Cassius, Wagner, Thiago, Reinaldo e Ewerton
Em 2006 o CEC goleou o Guará por 8x2 com Didão, Humberto, Luiz Fernando, Paulinho e Branco (em pé); Miron, Cassius, Wagner, Thiago, Reinaldo e Ewerton, mas não enfrentou o Capital.

No próximo sábado, 16h00, no Abadião, o CEC fará o seu terceiro amistoso de preparação para o campeonato. O adversário será o Capital, time que retorna a primeira divisão do futebol do Distrito Federal depois de seis anos. A partida será realizada com portões abertos.

Detalhe interessante é que CEC e Capital jamais realizaram qualquer partida oficial. Em 2006 o campeonato foi disputado por 10 equipes divididas em duas chaves. O Capital estava no Grupo A (juntamente com Brasiliense, Unaí, Gama e CFZ) e o Ceilândia no Grupo B (com Guará, Dom Pedro e Luziânia), mas as equipes jogavam em turno e returno apenas contra times do seu próprio grupo.

IRANILDO VOLTA

Iranildo deve voltar aos trabalhos nesta quarta-feira. Depois de se queixar de incômodos na musculatura, fruto do esforço inicial de preparação física, o atleta de 35 anos deve ser reavaliado nesta quarta-feira pelo departamento médico. O prognóstico é que  Iranildo possa retomar o trabalho de preparação nessa reta final.

O trabalho de preparação, a cargo do preparador físico Ferreira tem sido meticuloso e se percebe isso no dia-a-dia dos jogadores. No último final de semana, enquanto o time jogava contra o Brazlândia, os demais jogadores, dentre eles Dimba, corria à beira do gramado. O Ceilândia pensa grande e por isso os jogadores compraram a idéia e se entregam aos treinamentos. O discurso geral é o de que a recompensa virá depois.

Os jogadores com maior rodagem sofrem um pouco. Dimba parece ser uma exceção. No alto dos seus 38 anos parece querer com o seu exemplo puxar a gurizada ou ao menos é isso que se vê nos treinos.

Diego Batata nem chegou e já estreou: carência nas laterais
Diego Batata nem chegou e já estreou. Adriano também teve a sua chance: carência nas laterais

REFORÇOS

Depois de liberar três dos quatro laterais de uma única vez, a direção corre contra o relógio para recompor o elenco. Não tem sido fácil. Com apenas Wallison e Diego Batata no elenco, Marquinhos Bahia não pode realizar experiências. Adelson de Almeida promete resolver o problema nos próximos dias. Espera-se que ainda hoje, quarta-feira, o CEC anuncie a contratação de um lateral esquerdo.

Related Images:

CEC começa a ganhar um rosto

Alcione: boa movimentação contra o Brazlândia
Alcione: boa movimentação contra o Brazlândia

Faltam pouco menos que três semanas para o início do campeonato para o Ceilândia. Depois de duas semanas de intenso trabalho físico e dois amistosos começa a hora da verdade. Os jogadores já começaram a ser apresentados ao estilo de jogo desejado pelo técnico Marquinhos Bahia. O técnico foi apresentado ao estilo de jogo de seus comandados.

Até agora Marquinhos perdeu quatro jogadores (Bruno, Diego Morais, Edu Bayer e Guilherme) e recebeu apenas um Diego Batata, lateral-direito. A saída dos atletas criou uma lacuna no elenco, particularmente nas laterais e na defesa. A diretoria corre para suprir as necessidades do técnico.

Pedro, Darci e Junior: Goleiros bem preparados.
Pedro, Darci e Junior: Goleiros bem preparados.

Na medida em que o tempo passa algumas coisas se tornam visíveis. Marquinhos está armando o time no 4-4-2, com poucas variações, ao menos nesse momento. Darci tem evoluído bastante mas ainda  precisa se sentir confortável com a defesa à sua frente. Esse deve ser um dos trabalhos do preparador de goleiros Júnior.

O meio de campo do CEC parece muito ansioso. O time oscila muito na marcação e precisa correr muito atrás do adversário. Os treinos coletivos e os jogos preparatórios são o ambiente indicado para resolver esses problemas. Contra times de melhor qualidade técnica o Ceilândia pode sofrer.

É verdade que Iranildo e Dimba ainda não estrearam. A presença dos dois altera a maneira do CEC jogar. Até agora o ataque foi formado por Tety e Cassius. Tety cai pelos lados e tem boa leitura de jogo. Com certeza Tety é um bom problema para Marquinhos Bahia. Marquinhos vai ter que saber o que fazer com Iranildo.

Marquinhos Bahia tem um problema grave por resolver: a dificuldade do meio de campo em se encontrar pode estar repercutindo na atuação dos laterais. Batata e Wallison não tiveram tempo para se entrosar. O Ceilândia ainda precisa de muito treino.  Na avaliação geral, a Comissão Técnica entende que o time é bom e mostrou isso contra o Brazlândia. Faltam pouco menos que três semanas. O problema é saber se na estréia o time estará ao menos 75% pronto.

Related Images:

Amistoso com portões abertos e quatro dispensas

Bayer no ataque: deixou o Ceilândia
Edu Bayer no ataque: deixou o Ceilândia

O Ceilândia terminou a segunda semana de treinamentos com quatro dispensas: Os laterais direito Edu Bayer e Bruno Limão, o lateral esquerdo Guilherme e o defensor Diego Morais. Uma novidade foi apresentada: Diego Batata vindo do futebol paranaense.

Na avaliação da Comissão Técnica as dispensas são normais em início de trabalho, período propício a avaliações.

Enquanto isso o técnico Marquinhos Bahia vai montando a sua equipe. Com Dimba e Iranildo ainda longe de atingir a forma física ideal, o técnico lançou o time no coletivo da quinta-feira com Darci, Diego Batata, Panda, Eciene, Wallison. Edimar, Heleno, Rogerinho e China. Cassius e Tetty. Esse deve ser, provavelmente, o time que começará o amistoso deste sábado contra o Brazlândia no Abadião.

O amistoso contra o Brazlândia começará as 16h00 e será realizado com portões abertos.

Related Images: