Tag: DIMBA

Ceilândia prossegue rotina de treinamentos para 2018

Ceilândia enfrenta Avaí pela Copa do Brasil 2018

Ceilândia prossegue rotina de treinamentos para 2018
Ceilândia prossegue rotina de treinamentos para 2018

O Ceilândia vai enfrentar o Avaí-SC na primeira fase da Copa do Brasil 2018.  A competição começa em 31 de janeiro, mas a CBF deve desmembrar a tabela, de modo que ainda não é possível dizer a data do jogo com precisão.

Comissão Técnica tem o desafio de fazer o Ceilândia passar de fase na Copa do Brasil
Comissão Técnica tem o desafio de fazer o Ceilândia passar de fase na Copa do Brasil

Será confronto de jogo único, como foi em 2017,  quando o Ceilândia empatou com o ABC em 1 x 1 e foi eliminado. O empate no tempo normal classifica o Avaí, de modo que o Gato Preto precisa vencer. Se passar, pega o vencedor de Juventude e Interporto-TO (chaveamento C e G).

O Ceilândia jamais enfrentou times catarinenses em competições nacionais. Do lado alvinegro havia a certeza que o chaveamento colocaria o Ceilândia contra um adversário forte: tendo subido no ranking da CBF, o Ceilândia sabe que quanto mais próximo do Top40 mais forte seria o adversário (chaveamento B e F).

Related Images:

2012: Adelson volta a ser campeão do DF

Adelson quebra mais uma marca: 200 jogos

Adelson em 2002
Adelson era pouco mais que um menino quando assumiu o Ceilândia: fazia de tudo

Adelson atinge nesta quarta, diante do Brasília, a marca de 200 jogos dirigindo o Ceilândia. Para os padrões do futebol local é uma marca difícil de ser alcançada.

Depois de um começo difícil, a primeira vitória veio sobre o invicto Brasiliense
Depois de um começo difícil, a primeira vitória veio sobre o invicto Brasiliense – Reprodução do Correio Braziliense

Adelson começou a sua vida de técnico profissional dirigindo o Ceilândia em 2001. De lá para cá é um dos responsáveis pela guinada que ocorreu na história do Ceilândia nos últimos 15 anos.

Depois da temporada 2003, Adelson retornou em 2010 para ser campeão
Depois da temporada 2003, Adelson retornou em 2010 para ser campeão

O começo não foi nada bom. Nos primeiros cinco jogos, Adelson conheceu quatro derrotas e um empate. O time era formado basicamente por meninos, campeões juvenis do DF de 1998. A primeira vitória dirigindo o Ceilândia veio diante do estrelado Brasiliense em março de 2001.

Adelson entra em campo na final de 2010: ao fundo, William Carioca que seria decisivo
Adelson entra em campo na final de 2010: ao fundo, William Carioca que seria decisivo

Adelson dirigiu o Ceilândia em parte de 2002 e 2003. Ficou seis anos afastado, quando levou os juniores do Brasiliense ao hexacampeonato da categoria. Em 2010, Adelson voltou ao Ceilândia… para ser campeão!!!

2012: Adelson volta a ser campeão do DF
2012: Adelson volta a ser campeão do DF

Dos 199 jogos em que dirigiu o Ceilândia, 175 foram partidas oficiais. O aproveitamento de Adelson na primeira passagem pelo Ceilândia, entre 2001 e 2003, registrou 44 jogos. Foram 15 vitórias, 14 empates e 15 derrotas, com 64 gols a favor e 63 contra.

Os melhores números de Adelson estão em 2016, mas o título não veio. Primeiro, o Candangão..

Já a segunda passagem registra 131 jogos, com 52 vitórias, 45 empates e 34 derrotas. 176 gols a favor e 138 contra.

Adelson sagrou-se campeão metropolitano duas vezes com o Ceilândia (2010 e 2012) e vice em 2016. Os números, todavia,  demonstram que é na Série D que Adelson tem o melhor aproveitamento.  No Campeonato Nacional, Adelson conquistou 58% dos pontos disputados quando dirigia o Ceilândia.

Depois, a frustração na Série D 2016

200 jogos dirigindo um time do Distrito Federal é uma marca de respeito. 

Recordes de Adelson
Maior Sequencia invicta da história do ceilândia, com 15 jogos sem derrota entre março de 2015 e abril de 2016.

Adelson não tinha zagueiros: agora ganhou mais dois
Adelson se transformou em um dos mais bem sucedidos técnicos do futebol do DF

Maior goleada sofrida: 0 x 5 Caxias, em 2011, pela Copa do Brasil

Maior goleada aplicada: 5×0 Comercial-MS (12.6.2016), 5×0 Brasilia(28.4.2002)

Maior sequencia de jogos sem sofrer gols: 5 jogos entre 8.2.2014 e 1.3.2014

Related Images:

Na estreia em 2010, o Gato Preto foi derrotado pelo Gama por 3 x 0. No returno, o Ceilandia devolveu a derrota vencendo por 2 x 0

A estreias do Ceilândia nos últimos 20 anos

Na estreia em 2006: Jonhes fez os dois gols da vitória do Ceilândia
Na estreia em 2006: Jonhes fez os dois gols da vitória do Ceilândia sobre o Dom Pedro II

Estreia é sempre complicada, mas não para o torcedor do Gato Preto. A diretoria do Ceilândia deve anunciar  promoção de ingressos e sorteio de camisas, mas ainda não divulgou os detalhes.

Dentro de campo, o Ceilândia tem feito boas estreias no Campeonato Candango, embora tenha sido campeão pela última vez em 2012.

Estreia em 2007: Giovani comemora o segundo gol do Ceilândia contra o Luziania
Estreia em 2007: Giovani comemora o segundo gol do Ceilândia contra o Luziania

Desde 2006,  o Gato Preto  venceu 7 de suas estreias, empatou 1, e foi derrotado em 2 oportunidades. 

Em 2006, a estreia foi contra o Dom Pedro II, clube que deu origem ao adversário deste sábado. Jogando no Estádio Regional, o Ceilândia venceu por 2 x 1, com dois gols de Jonhes.  O Ceilândia voltaria a enfrentar o Dom Pedro II nas estreia de 2008, quando empatou em 1 x 1.

Estreia em 2009 contra o Legião: times voltariam a se enfrentar 3 vezes em estreia
Estreia em 2009 contra o Legião vitória por 1 x 0: times voltariam a se enfrentar 3 vezes em estreia

Já em 2007, a estreia foi em Luziânia e o Gato Preto venceu por 2 x 1. Os gols do Ceilândia foram marcados por Gino e por Giovani, enquanto Serjão descontou para o Luziânia. Foi a única vez que os atuais representantes candangos na Série D se enfrentaram na estreia.

Na estreia em 2010, o Gato Preto foi derrotado pelo Gama por 3 x 0. No returno, o Ceilandia devolveu a derrota vencendo por 2 x 0
Na estreia em 2010, o Gato Preto foi derrotado pelo Gama por 3 x 0. No returno, o Ceilandia devolveu a derrota vencendo por 2 x 0

Em 2009, o Ceilândia estreou contra o Legião,  confronto que mais vezes se repetiu na  rodada inaugural do campeonato metropolitano. Naquele ano o Ceilândia venceu por 1 x 0, gol contra de Luan.  Ceilândia e Legião  voltariam a se enfrentar na estreia em 2012 (Ceilândia 2 x 0, gols de Dimba e Alcione), 2013 (2 x 1 para o Ceilândia, com Didão fazendo os dois gols alvinegros e Jocelmo descontando para o Legião)  e 2014 (2 x 1 para o Legião, com Cassius marcando para o Ceilândia e Diego e Bruninho para o Legião).

Em 2010, o Ceilândia sofreu o maior revés dos últimos tempos jogando em casa. A estreia foi contra o Gama e o time esmeraldino não tomou conhecimento do Ceilândia: 3 x 0 em pleno Estádio Regional de Ceilândia. Os gols do Gama foram marcados por Thiago Silva, Edicarlos e Kabrine.

Em 2011, empate sem gols com o Formosa
Em 2011, empate sem gols com o Formosa

Em 2011 a estreia do Gato Preto foi em Formosa. Estádio lotado, jogo truncado e empate sem gols. 

Em 2015 aconteceu a estreia mais inusitada de toda história do Ceilândia. O alvinegro candango enfrentou o Paracatu. O time mineiro vivia uma fase conturbada, depois de sair de Unaí (onde se chamava Unaí-Itapuã) e veio incompleto. O jogo teve um minuto de bola rolando e o Paracatu se viu reduzido a apenas seis jogadores. O tribunal deu a vitória ao Ceilândia por 3 x 0. Na prática, contudo, não houve jogo.

Em 2015, o Paracatu deixou o campo depois de 1 minuto de bola rolando e 4 de jogo
Em 2015, o Paracatu deixou o campo depois de 1 minuto de bola rolando e 4 de jogo

No ano passado, 2016, a estreia foi contra o Cruzeiro-DF.  Os times estavam em diferentes estágios de preparação.  O Gato Preto venceu por 3 x 0, com dois gols de Filipe Cirne e um de Chefe.

Ano passado, Filipe Cirne fez 2 e o Ceilândia 3 x 0 no Cruzeiro-Df.
Ano passado, Filipe Cirne fez 2 e o Ceilândia 3 x 0 no Cruzeiro-Df.

Abaixo, as estreias do Ceilândia nos últimos 20 anos.

27.04.1997 a(os) 16:00 2a Divisao DF / Fase de Classificacao Itapuã 3 – 2Ceilândia Esporte Clube 
02.08.1998 a(os) 16:00 2a Divisao DF / Fase de Classificacao Alexaniense  0 – 0Ceilândia Esporte Clube
13.03.1999 a(os) 16:00 Metropolitano / Fase de Classificacao Guará 1 – 0 Ceilândia Esporte Clube
13.02.2000 a(os) 11:00 Metropolitano / Fase de Classificacao Guará 3 – 1 Ceilândia Esporte Clube
11.02.2001 a(os) 19:00 Metropolitano / Fase de Classificacao Sobradinho  2 – 1Ceilândia Esporte Clube
17.02.2002 a(os) 16:00 Metropolitano / Fase de Classificacao ARUC  0 – 5Ceilândia Esporte Clube
19.01.2003 a(os) 15:30 Metropolitano / Fase de Classificacao Guará 1 – 0Ceilândia Esporte Clube 
25.01.2004 a(os) 15:30 Metropolitano / 1o Turno/Grupo B Brazlandia 1 – 4Ceilândia Esporte Clube 
16.01.2005 a(os) 10:00 Metropolitano / Fase de Classificação/Grupo A Ceilândia Esporte Clube  1 – 0Paranoá
15.01.2006 a(os) 17:00 Metropolitano Ceilândia Esporte Clube 2 – 1Dom Pedro II 
21.01.2007 a(os) 16:00 Metropolitano / Jogo de Ida Luziânia  1 – 2Ceilândia Esporte Clube
20.01.2008 a(os) 16:00 Metropolitano / Jogos de Ida Ceilândia Esporte Clube 1 – 1Dom Pedro II 
18.01.2009 a(os) 16:00 Metropolitano / 1a Rodada – turno Ceilândia Esporte Clube 1 – 0Legião 
16.01.2010 a(os) 16:00 Metropolitano / 1a Rodada – Jogos Ida Ceilândia Esporte Clube 0 – 3 Gama
16.01.2011 a(os) 16:00 Metropolitano / Turno – 1a Rodada Formosa  0 – 0Ceilândia Esporte Clube
15.02.2012 a(os) 16:00 Metropolitano / 1o Turno – Taça Jk Legião  0 – 2Ceilândia Esporte Clube
20.01.2013 a(os) 16:00 Metropolitano / Taça JK – 1a Rodada Legião  1 – 2Ceilândia Esporte Clube
18.01.2014 a(os) 16:00 Metropolitano / 1a Rodada Ceilândia Esporte Clube 1 – 2Legião 
25.01.2015 a(os) 16:00 Metropolitano / 1a Rodada Ceilândia Esporte Clube  3 – 0Paracatu FC
30.01.2016 a(os) 16:00 Metropolitano / 1a Rodada – Classificatória Ceilândia Esporte Clube  3 – 0Cruzeiro FC

Related Images:

Em 2012, Ceilândia chegou na semi-final da região centro-sudeste, mas foi eliminado por outro tricolor: Friburguense

CBF confirma as datas dos confrontos entre Ceilândia e Fluminense-BA

Em 2012,  Ceilândia chegou na semi-final da região centro-sudeste, mas foi eliminado por outro tricolor: Friburguense
Em 2012, Ceilândia chegou na semi-final da região centro-sudeste, mas foi eliminado por outro tricolor: Friburguense

A CBF divulgou, na noite de ontem, as datas e os horários dos confrontos entre Ceilândia e Fluminense-BA. O primeiro jogo será realizado em 14 de agosto de 2016, às 16h00, em Feira de Santana. O jogo de volta está marcado para o sábado, 20 de agosto, às 15h30 no Estádio Regional.

O confronto entre Ceilândia e Fluminense define qual o time da região centro-nordeste que irá disputar a decisão por uma vaga na Série C 2017. O jogo é como se fora uma semi-final.

Os demais confrontos também irão decidir quais os times irão representar suas respectivas regiões nas decisões por vagas:

Malucelli x São Bento (região sul-sudeste)

CSA x Altos (região nordeste)

Anápolis x Volta Redonda (centro-sudeste)

Campinense x Itabaiana (nordeste)

Internacional x Ituano (sul-sudeste)

Faltam ser definidos os representantes das regiões (meio-norte e norte).

Para esta quinta, a programação do Ceilândia prevê treinos físicos tanto na parte da manhã, quanto na parte da tarde.

 

Related Images:

Ceilândia perdeu muitos gols e foi apenado no final

Ceilândia pega Aparecidense: jogo complicado

20120826cec2x4aparecidense_104

O Ceilândia enfrenta neste sábado, fora de casa, a Aparecidense. O jogo vale pela segunda rodada do grupo A10 da Série D Nacional.

O Gato Preto  não tem problemas médicos para a partida de hoje. O técnico Adelson de Almeida considera importante pontuar na partida de hoje.

Dimba fez o seu contra a Aparecidense, mas a arbitragem consignou gol contra
Dimba fez o seu contra a Aparecidense, mas a arbitragem consignou gol contra

Ceilândia e Aparecidense são as equipes  mais tradicionais nas séries de acesso do Grupo A10. Não obstante, enfrentaram-se apenas em 2012, com uma vitória de cada lado. Muita coisa mudou de lá para cá: A Aparecidense é hoje, como instituição, um clube mais forte. Isso tem repercutido fora de campo.

Naquele ano, o Ceí venceu a Aparecidense na partida de ida por 1×0, jogo disputado na Serrinha em Goiânia. Luiz Fernando fez o gol. Na volta, o Ceilândia. já classifica

Ceilândia perdeu muitos gols e foi apenado no final
Ceilândia perdeu muitos gols e foi apenado no final

do,  não respeitou a já desclassificada Aparecidense.Quando abriu os olhos, perdia por 2 x 0. O Gato Preto teve que suar para empatar  aos 40 do segundo tempo (Dimba e Badhuga fizeram os gols do Ceí),  Relaxou e tomou dois gols nos minutos finais.

 

Para o jogo de hoje, Adelson sabe que o time não pode repetir os mesmos erros.

A previsão do tempo prevê uma queda brusca de temperatura entre as 17 e 19h de hoje, durante a partida. A temperatura do ar deve cair de 25 para 21 graus e isso vai exigir cuidados extras para manter os jogadores aquecidos, embora se admita que 21 graus não é nenhum fim do mundo.

Related Images:

Em 2012, CEC caiu na semifinal da região centro-sul diante da Friburguense

Série D: Possíveis adversários do Ceilândia

Em 2012, CEC caiu na semifinal da região centro-sul diante da Friburguense
Em 2012, CEC caiu na semifinal da região centro-sul diante da Friburguense nos últimos minutos

O Campeonato Brasileiro da Série D terá início no começo de junho, mas até agora a CBF não divulgou a composição dos grupos e a tabela.

Boa parte dos problemas se deve à indefinição dos participantes. Alguns clubes desistiram de participar da competição por problemas financeiros. O regulamento previa que as desistências deveriam ocorrer quarenta e cinco dias antes do início da competição, mas algumas vagas somente foram decididas recentemente.

O Ceilândia EC ficará em um grupo composto por representantes de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás.

Há dúvida quanto aos critérios da CBF na montagem dos grupos: se o ranking da CBF ou se a classificação nos Estaduais. Se esse for o critério, o Ceilândia deve enfrentar o campeão de um estado e vice do outro. Na primeira hipótese, o Ceilândia deve enfrentar Sinop (MT) e Comercial (Campo Grande-MS), mais um time de Goiás (Anápolis, Aparecidense ou Goianésia).

A segunda hipótese é enfrentar Sete de Dourados (MS) e Araguaia (de Barra do Garças-MT, mas que pode mandar seus jogos na Arena Pantanal em Cuiabá-MT) mais um time goiano (Anápolis, Aparecidense ou Goianésia. A princípio, é improvável que o grupo do Ceilândia seja composto por Sete de Dourados e Sinop, mais um time goiano.

Related Images:

Em 2014, jogando na Serra do Lago, o CEC fez uma de suas piores partidas nos últimos anos e perdeu para o Formosa

Elenco do Ceilândia terá teste de fogo contra o Formosa

Em 2011, com Allan Dellon e Dimba, CEC voltava a enfrentar o Formosa depois de uma década
Em 2011, com Allan Dellon e Dimba, CEC voltava a enfrentar o Formosa depois de uma década

A vida de Adelson de Almeida não está fácil. O treinador tem diversos problemas de ordem física para a montagem de sua equipe. A isso devem ser somados os problemas relacionados com o acúmulo de cartões.

O jogo deste final desse sábado, 15h30, no Regional, contra o desesperado Formosa, vale uma posição no G4 para o Gato e no mata-mata para o seu adversário. Para além de garantir a vantagem de jogar em casa no jogo de volta, é importante manter o ritmo de competição da equipe.

A questão é que, embora conte com os retornos importantes de Liel e Wisman, Adelson precisa reintegrar Clécio ao time, dando-lhe ritmo de jogo de modo a habilitá-lo ao menos como opção para o mata-mata.

Em 2014, jogando na Serra do Lago, o CEC fez uma de suas piores partidas nos últimos anos e perdeu para o Formosa
Em 2014, jogando na Serra do Lago, o CEC fez uma de suas piores partidas nos últimos anos e perdeu para o Formosa

Chefe sofreu uma pancada na cabeça no jogo passado e ainda não há definição quanto a intenção de utiliza-lo nesse sábado.

Adelson também tem problemas com cartões, mas dada a importância do jogo, não deve alterar os seus planos. Sandro, Mario Henrique, Didão e Dudu Lopes, até ordem em contrário, podem jogar. Além disso, o treinador anotou que alguns jogadores caíram de produção nas últimas partidas, justamente quando o time precisa que todos estejam no ápice de suas formas física e técnica.

Ceilândia e Formosa tem um histórico interessante que começa na segunda divisão do campeonato local, em 1997. De lá para cá, o time goiano passou por diversas denominações, até consolidar-se  com a união do Bosque e do Formosa. O Ceilândia jogou com o Formosa (1997/1998), com o Bosque (2000) e com o Bosque Formosa (2011 em diante).

O retrospecto recente é favorável ao Ceilândia, com apenas uma vitória do Formosa nos últimos 15 anos. No histórico de todos os confrontos a vantagem é do Formosa: 2 vitórias alvinegras,  5 empates e 4 vitórias do Formosa, com 12 gols do Ceilândia e 11 do Formosa.

 

Related Images:

Tribunal em campo: O que muda para o Ceilândia?

Em 2014, com direito a mando no Bezerrão, foram dois empates
Em 2014, com direito a mando no Bezerrão, foram dois empates

A Justiça Desportiva local enfim se reuniu para decidir alguns casos pendentes (e não são poucos).

Na seção desta última quinta-feira, o TJD resolveu marcar um novo jogo para o caso das chuteiras perdidas. Desse modo, Brasília e Formosa irão se enfrentar em campo.

Juninho combate Allan em 2012. Agora do mesmo lado
Juninho combate Allan em 2012. Agora do mesmo lado

Seguindo a mesma linha, o Tribunal manteve os pontos conquistados em campo pelo próprio Brasília em função da utilização do jogador Fernandinho.

Por fim, o Paracatu manteve os pontos da vitória sobre o Gama.

O que muda para o Ceilândia? Pouco. O Gato Preto sabe que tem que remar, utilizar os jogos faltantes para aproveitar a boa base e recuperar o prejuízo do início da competição.

Juninho combate Allan em 2012. Agora do mesmo lado
O jogo valia pela série D: vitória do CEC

Hoje, se as condições climáticas permitirem,  o time faz coletivo-apronto para o So-Cei de número 70.

A última vez que os dois times se enfrentaram no Augustinho Lima foi em julho de 2012.

Em jogo válido A5 da Série D Nacional, o Ceilândia venceu o Sobradinho por 3 x 2, num jogo que ficou marcado pela noite inspirada de Cassius e pelo dia  não muito inspirado do árbitro da partida.

 

.+ +

Related Images:

Carnaval? Que nada! Tem Ceilândia x Brasiliense

Didão sofre falta: no último confronto no Regional, jogo truncado e por vezes violento
Didão sofre falta: no último confronto no Regional, jogo truncado e por vezes violento

Ceilândia e Brasiliense se enfrentam pela 9a rodada do Candangão 2014 praticamente classificados.  De qualquer sorte, o jogo é importante na definição das posições para as quartas-de-final.

Para o jogo deste sábado, 16h, o Regional, o  Ceilândia deve lançar a sua força máxima, na esperança de garantir o quanto antes a melhor colocação possível. O técnico Adelson de Almeida já anunciou que deve fazer alterações no time.

Em 2013: Cleber desarma o adversário... disposição
Em 2013: Cleber desarma o adversário… disposição

Algumas forçadas, outras não. Quais? O treinador não revela.

A história do confronto entre Ceilândia e Brasiliense é francamente favorável ao time amarelo:  São 31 jogos com 5 vitórias alvinegras, 11 empates e 15 derrotas.

Dudu em 2013: meninos do Ceilândia não tiraram o pé
Dudu em 2013: meninos do Ceilândia não tiraram o pé

 

Para piorar, o Ceilândia não sabe o que é vencer o adversário desde 24 de abril de 2010, quando derrotou o Brasiliense por 3 x 1.

Depois disto, são oito jogos sem vencer o adversário ou quatro anos (cinco empates e três derrotas).

Badhuga é um dos poucos garantidos no jogo de amanhã.
Badhuga é um dos poucos garantidos no jogo de amanhã.

E tem mais: nos últimos 6 jogos, o Ceilândia fez gol no Brasiliense em apenas um jogo! Para piorar, o adversário não sofre gol há muito tempo.

Em 2013 os times se enfrentaram 3 vezes. No turno, empate sem gols no Serejão. Na decisão da Taça Mané Garrincha, empate em 1 x 1 no Regional e vitória do Brasiliense no jogo de volta.

Se quiser ser campeão, o alvinegro tem que quebrar essas pequenas escritas. Que comece amanhã…

Related Images:

Ceilândia x Gama: duelo de emergentes

Elvis marca Juninho: Parada dura...
Elvis marca Juninho, agora juntos no Ceilândia:  Deu Gama em 2013…

O Ceilândia terá uma semana extremamente complicada. Na quarta-feira, 16h, no Regional, enfrentará o Gama.

O jogo opõe quinto e sétimo colocados no campeonato. A posição na tabela, contudo, não revela o mais importante; o Gama não perde há cinco jogos e o Gato Preto está em franca ascensão.

Dudu correu muito contra o Luziânia. Ano passado, diante do Gama
Dudu correu muito contra o Luziânia. Ano passado, diante do Gama

Depois da vitória sobre o Luziânia e dos resultados do final de semana, o Ceilândia sabe que agora cortou pela metade o prejuízo do início da competição: a diferença para os times de seu porte é agora de três pontos.

O zagueiro Gilson estreou no último sábado e foi bem fazendo o gol da vitória. Ainda visivelmente fora de forma, Gilson fez valer a sua técnica.  O zagueiro atuou apenas um tempo.

Aparentemente o Ceilândia não terá problemas. Os jogadores retornam ao trabalho hoje para avaliação médica.

Related Images:

Para vencer a desconfiança

Cassius fez de falta o primeiro gol da vitória do Gato Preto em 2013: 2x0
Cassius fez de falta o primeiro gol da vitória do Gato Preto em 2013: 2×0

A rodada dos clássicos reservou o derby de Ceilândia para esta tarde de sábado, 16h, no Estádio Regional com ingressos a R$ 10,00.

Os dois times tentam vencer a desconfiança de seus torcedores. O Ceilândia entrou na competição como um dos favoritos e procura retomar a trilha de vitórias.

Já a Ceilandense veio com um time modesto, mas nesse exato momento os dois times estão com quatro pontos.

Badhuga  na vitória de 2013: o retrospecto recente é amplamente favorável ao Gato Preto
Badhuga na vitória de 2013: o retrospecto recente é amplamente favorável ao Gato Preto

Para a maioria trata-se de um jogo perigoso: se vencer, O Ceilândia nada mais fez que a obrigação, se perder, será um desastre.

Nas últimas partidas entre os dois times, jogos sempre complicados. Dificilmente um time vence o outro por diferença superior a um gol, mas o histórico recente é amplamente favorável ao Gato Preto.

Na história dos confrontos, vantagem do Ceilândia: em 11 jogos, 4 vitórias, 4 empates e 3 derrotas. O saldo de gols é desfavorável ao alvinegro: 16 a 18.

CEC x Dense é sempre um jogo complicado
CEC x Dense é sempre um jogo complicado

 

No Ceilândia, Adelson já tem basicamente a noção do  seu time-base. O time tem mudado conforme joga em casa ou fora.

Marcos Senna e Adelson se conhecem desde ainda muito jovens, como treinadores da base em Ceilândia. Mais um ponto de interesse na partida.

A rigor o Ceilândia não tem problemas. Allan Dellon recuperou-se de incômodo na parte posterior da coxa direita e volta.

Related Images:

Ceilândia tenta, contra o Brasília, sair do vermelho

CEC vai ter que ser solidário se quiser vencer o Brasília
CEC vai ter que ser solidário se quiser vencer o Brasília

Antes de começar o campeonato, o Ceilândia tinha o retrospecto altamente positivo contra os seus quatro primeiros adversários: havia vencido a todos eles no último confronto.

Hoje à noite, enfrenta o Brasília em situação extremamente constrangedora: é o último colocado da competição.

Sandro e Valdinei combatem Tavares na última segunda: hora de união
Sandro e Valdinei combatem Tavares na última segunda: hora de união

O técnico Adelson de Almeida parece ter esgotado o seu estoque de experiências nos três primeiros jogos. Restam alguns poucos  jogadores que não foram utilizados.

Por isso mesmo, o time trabalhou muito o aspecto psicológico desde o último sábado. Sabe que não adianta jogar quinze minutos: o jogo normalmente tem mais de noventa.  

Não se descarta algumas dispensas. O time deve viver um momento de depuração, natural em face do momento vivido: Na adversidade alguns tendem a crescer.

Ceilândia comemora em abril de 2013: 3 x 1. Agora o favoritismo é vermelho
Ceilândia comemora em abril de 2013:  Gato Preto 3 x 1. Agora o favoritismo é vermelho

O time não deve contar com os dois últimos reforços: Fábio Gaúcho ainda cumpre suspensão. Paulo Regis está com os pés cheios de bolhas.

Com isso, Adelson deve se valer das alternativas que o elenco lhe fornece.  O técnico guarda o time para o último instante… Que venha uma boa surpresa.

Related Images:

Incômodo goiano

 

Dimba em 2010 diante do Morrinhos
Dimba em 2010 diante do Morrinhos

Os últimos confrontos entre o Ceilândia e os times goianos não tem sido das melhores experiências para o alvinegro, ao menos quando o assunto é amistoso.

Desde 2010, o Ceilândia foi ao Estado vizinho por seis oportunidades e saiu derrotado em cinco, com apenas uma vitoria. Nesse periodo, contudo, o CEC recebeu a visita de goianos por tres vezes, mas conseguiu vencer apenas o Cristalina, entao na terceira divisao do futebol goiano.

Janeiro 2010 – Regional – Morrinhos – Ceilandia 0 x 1 Morrinhos – Ailton fez o gol do time visitante
junho 2010 – Jonas Duarte – Anapolis – Ceilandia 1 x 2 Anapolis – Chefe marcou par o Ceilandia. Ferrari e Thiaguinho marcaram para o Anapolis
julho 2010 – Regional –  Cristalina –  Ceilandia 3 x 1 Cristalina –  gols de Chefe, Dimba duas vezes para o CEC  e Chiquinho para o Cristalina
janeiro 2011 – Genervino da Fonseca – CRAC – Ceilandia 0 x 1 CRAC – Juliano para o CRAC
Janeiro 2012 – Jonas Duarte – Anapolina – Ceilandia 0 x 1 Anapolina – Duda para a Anapolina
junho 2012 – Jonas Duarte – Ceilandia 2 x 0 Gremio Anapolis – Nelisson e Perivaldo para o CEC
janeiro 2013 – Jonas Duarte – Ceilandia 0x1 Gremio Anapolis – Manoel Junior para o Gremio Anapolis

Nos jogos oficiais ha mais equilibrio: duas vitorias do Ceilandia (1×0 Aparecidense em Goiania, 1×0 CRAC no Regional, empate em 2×2 em Catalao contra o CRAC e derrota no Regional contra a Aparecidense, 1 x 0, tudo pela Serie D 2012.

O conjunto dos resultados pode mostrar bem a disparidade entre o futebol goiano e o futebol do Distrito Federal. Sob certa perspectiva, a diferença nao se explica: o investimento do Ceilandia nada deve ao investimento dos times que tem enfrentado.

Neste ano, o CEC ja enfrentou os goianos por duas vezes. Empate em casa diante do Anapolis e derrota em Corumbá de Goiás para a Anapolina.

Claro que uma vitoria diante da Anapolina seria bem vinda. O problema, nessas horas, e’ acreditar que se esta pronto antes da hora. Sao as armadilhas do futebol…

Related Images:

Elegância na derrota!

Adelson cumprimenta Márcio: elegância na derrota e um bom exemplo
Adelson cumprimenta Márcio: elegância na derrota e um bom exemplo

O jogo passava dos 43 minutos do segundo tempo. O Brasiliense vencia por 2 x 0. Faltam 5 minutos. Insuficientes para o CEC virar. Adelson deixou a sua área técnica e dirigiu-se à área técnica do Brasiliense….

No futebol, como na vida, normalmente não existem saídas mágicas. O que se consegue é sempre fruto de um trabalho. Simples assim.

 

Capitão Dimba em ação: Talvez não em 2014. Saudades desde agora
Capitão Dimba em ação: Talvez não em 2014. Saudades desde agora

O Ceilândia começou o ano com uma nova proposta de trabalho: uma nova equipe, um novo desafio. O resultado alcançado reflete o bom trabalho realizado, só isso.

O trabalho não estava maduro. Os resultados dos dois confrontos decisivos contra o Brasiliense mostraram um Ceilândia com um bom conjunto de jogadores, mas ainda sem formar um time.

Brasiliense abusou das faltas táticas e da eficiência
Brasiliense abusou das faltas táticas e da eficiência

O Brasiliense, ao contrário, era menos ambicioso em sua proposta, mas mais equipe que o Ceilândia. Foi uma pena que terminasse assim, mas o futebol fez justiça à melhor equipe. Ganhou o futebol, perdeu o Ceilândia.

O Gato começou melhor, porque, a rigor, possuía melhores jogadores. Foram quinze minutos de amplo domínio do cEC, mas o suficiente para ver que o sistema defensivo do Brasiliense era sólido o suficiente para impedir as investidas alvinegras.

Welder: abusadamente eficiente
Welder: abusadamente eficiente. Um dos grandes responsáveis pela classificação amarela

Entre o 16o e o 25o minutos do primeiro tempo operou-se a transição, momento em que nenhuma equipe possuía domínio sobre a outra, mas o Brasiliense já continha as investidas do Ceilândia e apenas lutava para impor o seu futebol de conjunto. Era o prenúncio do que viria.

Entre o 26o minuto e o 35o minuto o Brasiliense teve amplo domínio, mas como o Ceilândia, não criava situações claras de gol. No amargurado coração alvinegro havia a esperança que, tal como acontecera com o Ceilândia, sucederia que o Brasiliense também não fosse beneficiado com um erro.

Rodriguinho e Marcelo: quem sabe referências de um Gato campeão em 2014?
Rodriguinho e Marcelo: quem sabe referências de um Gato campeão em 2014?

Para a tristeza alvinegra o erro aconteceu. A defesa correu para o primeiro, Washington para o segundo pau. O suficiente para ficar livre e abrir o marcador.

Até o final do segundo tempo o cEC voltou a ter a posse de bola. Uma posse estéril, na medida em que o treinador do Brasiliense já havia congestionado o corredor esquerdo de sua defesa.

Um décimo do estádio preenchido: surpreendentemente, muitos torcedores orgulhosos do Gato
Um décimo do estádio preenchido: surpreendentemente, muitos torcedores orgulhosos do Gato

Veio os segundo tempo e o Ceilândia, valente como sempre, lutador como se esperava, tomou o controle das ações. O CEC rondava a intermediária amarela, mas era incapaz de criar situações claras de gol.

O jogo caminhava, caminhava e caminhava. Havia esperança, sempre houve. Havia desconfiança amarela, sempre houve. Baiano pôs fim ao sonho alvinegro e a desconfiança amarela.

Méritos do Brasiliense, méritos do Ceilândia. Dois jogos fantásticos, mas venceu aquele que como equipe estava mais maduro. Parabéns para os amarelo, parabéns para os alvinegros. Para estes, resta a sofrida espera por 2014.

Related Images:

É possível, vamos Ceilândia!

É difícil, mas prá eles também é: vamos Ceilândia
É difícil, mas prá eles também é: vamos Ceilândia

O Ceilândia entra em campo hoje, 17h, contra o Brasiliense precisando vencer para se sagrar campeão do 2o turno do campeonato do Distrito Federal.

Foi assim em 2012, contra o Sobradinho. O CEC chegou na final do returno contra o alvinegro serrano e fazendo uma partida impecável goleou o adversário pro 4 x 1 e sagrou-se campeão da Taça Mané Garrincha.

Na seqüência, o Ceilândia enfrentou o Luziânia e sagrou-se campeão do Distrito Federal pela segunda vez em três anos.

O time do Ceilândia está confiante. Sabe que o Brasiliense é um bom time, tem a melhor campanha, mas se é difícil para o CEC também é difícil para o adversário.

É difícil, mas já aconteceu antes
É difícil, mas já aconteceu antes

Pesados virtudes e defeitos de ambas as equipes, há muito equilíbrio. O jogo deve ser decidido nos detalhes.

Nesse aspecto, a experiência alvinegra é importante. Não importa sequer o fato de que o Brasiliense surpreendeu o Ceilândia nos minutos iniciais da última partida.

O Ceilândia ainda não poderá contar com Rodriguinho. Com isso, perde em aspectos ofensivos e ganha em defensivos com Marcelo Costa.

Dimba saiu na última partida com dores nas costas. Ainda não está recuperado, mas quem o conhece sabe que tentará ir para o jogo a qualquer custo.

O fato é que o Ceilândia tem chance de fazer história hoje. É possível, então pode acontecer.

Related Images: