Tag: Filipe Cirne

Filipe Cirne comemora o gol de Badhuga e a boa atuação

Atuação para dar moral, mas não garante vaga

Filipe Cirne comemora o gol de Badhuga e a boa atuação
Filipe Cirne comemora o gol de Badhuga e a boa atuação

O Ceilândia teve uma atuação consistente em Campo Grande na vitória contra o Comercial. O time mostrou-se equilibrado e, conquanto não tenha sido brilhante, dominou o seu adversário o jogo quase inteiro. Oportunidades de gol, contudo, foram poucas. Dessa vez, contudo, o time equilibrou as situações de gol em jogadas com a bola rolando com as jogadas de bola parada. O time não dependeu tanto das jogadas de bola parada.

Nessa jogada Elivelto mandou no poste.
Nessa jogada Elivelto mandou no poste: sem depender das jogadas de bola parada

No primeiro tempo o Ceilândia chegou ao menos duas vezes com a bola rolando. Na primeira, Emerson obrigou o goleiro do Comercial a fazer a defesa. Na segunda, Wanderson Costa bateu cruzado e obrigou Guilherme a fazer uma defesa um pouco mais difícil. Filipe Cirne chegou atrasado.

Em jogada de bola parada e já no final do primeiro tempo, Badhuga obrigou  Guilherme a fazer outra bela defesa.

Dim apareceu frente a frente com Guilherme, mas o goleiro defendeu
Dim apareceu frente a frente com Guilherme, mas o goleiro defendeu

Veio o segundo e mais uma vez o Ceilândia manteve o adversário sobre controle, agora permitindo uma ou outra jogada de contra-ataque. As oportunidade de gol também surgiram com a bola rolando e em jogadas de bola parada. Na primeira, Dim obrigou Guilherme a boa defesa. Na segunda, Elivelto mandou no poste esquerdo. Na terceira, com a bola parada, Badhuga fez 1 x 0.

Wanderson Costa bate para difícil defesa de Guilherme: Ceilândia mostrou evolução
Wanderson Costa bate para difícil defesa de Guilherme: Ceilândia mostrou evolução

Defensivamente o Ceilândia ainda passou alguns sustos. O principal problema pareceu pelo lado esquerdo de defesa alvinegra. Liel sofreu para ajudar Elivelto e Filipe Cirne (Carlos Henrique). Mesmo assim, as melhor chance do Comercial veio em jogada de bola parada. No mais, o adversário tentou de muito longe. Quando foi exigido em lances decisivos, Artur não falhou.

A vitória faz bem, dá moral, mas não garante a vaga. O Ceilândia volta ao campo neste sábado, 15h30, precisando vencer para se classificar e esperar o vencedor do confronto entre América-RN e Aparecidense.  Uma coisa de cada vez…

Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita

Ceilândia vs Comercial-MS: luta pelo primeiro lugar

Filipe sequer foi relacionado para o jogo de ida. Dudu volta
Filipe sequer foi relacionado para o jogo de ida. Dudu volta

Hoje, às 15h30, o Ceilândia enfrenta o Comercial-MS, neste momento o seu direto competidor pela vaga assegurada ao vencedor do grupo A10 da Série D. 

Carlos Henrique mostrou evolução contra o Comercial-MS: briga com Dim e Filipe Cirne por uma vaga
Carlos Henrique mostrou evolução contra o Comercial-MS: briga com Dim e Filipe Cirne por uma vaga

O confronto desta tarde promete ser complicado como todo jogo da Série D.  Os mandantes não tem tido vida fácil no grupo A10: em 6 jogos disputados até agora, os mandantes venceram apenas dois. Além disso, tanto Ceilândia quanto Comercial devem mudar os seus times.

O Ceilândia depende de Alcione: se ele vai mal, o time também vai
O Ceilândia era dependente de Alcione que volta depois de dois jogos fora

Do lado da Cidade do Gato há  preocupação com a necessidade de evolução da equipe para o jogo de hoje e, de quebra, para a continuidade da competição. O Comercial deve mudar a postura.  O Ceilândia, embora consciente da sua boa estrutura de jogo, preocupa-se em não ser surpreendido pelo adversário.

Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita
Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita

Filipe Cirne, Dudu e Alcione foram titulares em quase toda a temporada. Adelson contará com os retornos dos dois últimos, Filipe Cirne pode ser uma opção interessante.  Outra opção é o meia Dim e Adelson provavelmente contará com Pedrão ao menos no banco de reservas.

Formiga formou dupla de ataque com Romarinho no primeiro jogo
Formiga formou dupla de ataque com Romarinho no primeiro jogo

No ataque Formiga tem sido uma opção constante. Adelson, contudo, costuma armar suas equipes de acordo com o adversário. É de se esperar que o time de hoje seja diferente daquele que enfrentou o Comercial-MS domingo passado. 

Em resumo: Adelson esconde bem as suas equipes e a forma de atuar. Saberemos apenas hoje à tarde.

Filipe Cirne pelo Ceilândia, China pelo Sobradinho: ambos no Ceilândia em 2017

Tensão crescente

Betinho deu muito trabalho em 2016 na sofrida vitória do Gato Preto
Betinho deu muito trabalho em 2016. Vitória sofrida do Gato Preto por 2 x 1

O campeonato avizinha-se de sua fase decisiva. Nesta quarta, o Ceilândia volta a campo, 15h30, no Estádio Nacional, para enfrentar o Sobradinho. O Gato Preto precisa vencer os dois jogos que lhe restam para garantir a primeira colocação da fase de classificação.

Embora os últimos resultados do Ceilândia não tenham sido dos melhores,  derrota para o Luverdense e empate contra o Gama, há o consenso de que as atuações do time nesses jogos foram boas, mas ainda há muito que evoluir.

O Ceilândia venceu em 2016 num jogo em que o destaque negativo foi uma péssima arbitragem
O Ceilândia venceu em 2016 num jogo em que o destaque negativo foi uma péssima arbitragem

Contra o Gama o time demonstrou uma preocupante falta de intensidade no primeiro tempo e poderia ter voltado para o segundo tempo com uma desvantagem maior. No segundo,  o Ceilândia compensou com alma e, claro, o time melhorou.

Há consenso  que o nível de exigência nesses jogos decivisos vai aumentar. O jogo desta quarta será o primeiro numa escalada de tensão própria de jogos eliminatórios. Adelson sabe que o time precisa atingir o auge no momento certo. Esse momento está chegando.

Filipe Cirne pelo Ceilândia, China pelo Sobradinho: ambos no Ceilândia em 2017
Filipe Cirne pelo Ceilândia, China pelo Sobradinho: ambos no Ceilândia em 2017

Adelson deve contar com os retornos de Didão e Kabrine para os jogos desta semana. O volante já figurou no banco contra o Gama. Kabrine volta a treinar com bola, depois de recuperado de lesão na panturrilha.

Já classsificado, o  surpreendente Sobradinho encara o jogo como um teste de maturidade para o seu elenco na busca por um lugar no G4. O alvinegro serrano sofreu apenas uma derrota e tem  o melhor ataque da fase de classificação. 

 

Glauber comemora o único gol da partida

Ceilândia não se acerta e começa mal 2017

Helivelto esteve mal no um contra um no primeiro tempo: talvez o problema não fosse ele, apenas estourasse nele
Elivelto esteve mal no um contra um no primeiro tempo: talvez o problema não fosse ele, apenas estourasse nele

Futebol é um negócio complicado: fazendo tudo certo ainda pode dar errado. Os menor dos problemas pode desviar a atenção e, no final, a derrota não é propriedade do treinador, do jogador, torcedor, da direção… é de todos. Todos perdem… e o Ceilândia perdeu na estreia do Candangão 2017, mas 2017 está apenas começando.  É preciso colocar os pés nos chão nesse momento, só isso… claro, sem perder de vista que há muito que melhorar.

Allanzinho parece ser o jogador mais solidário em um time pouco solidário
Allanzinho parece ser o jogador mais solidário em um time pouco solidário

O Ceilândia fez a sua estreia no Candangão 2017 e foi derrotado pelo Real por 1 x 0 na tarde deste sábado .Não foi a derrota em si que incomodou. Foi a forma como o time atuou. Claro que muito disso se deve ao gol marcado por Glauber, logo aos 2 minutos de jogo aproveitando um rebote debote dentro da área.

Muita da culpa deverá recair sobre Filipe Cirne, mas ele não pode ser o único responsável
Muita da responsabilidade deverá recair sobre Filipe Cirne, mas ele não pode ser o único responsável pela má atuação. O time todo jogou mal

Muito modificado e cheio de improvisações, o Ceilândia foi completamente dominado pelo Real no primeiro tempo. O Real, principalmente pelo seu lado direito de ataque, com Dedê, Caio e Leo Santos simplesmente passeou em campo e deu muito trabalho à última linha defensiva do Ceilândia.

Gilmar Erê brigou o tempo todo de costas para a defesa adversária
Gilmar Erê brigou o tempo todo de costas para a defesa adversária

É verdade que Pedro não foi muito exigido, mas o fato é que havia a certeza de que se alguém fosse marcar um outro gol na partida esse alguém seria o Real.

O Ceilândia era valente. Apenas valentia não garante vitórias. É preciso jogar. O Ceilândia não conseguia. 

Torcida fez a sua parte, mas o time não ajudou
Torcida fez a sua parte, mas o time não ajudou

Veio o segundo tempo e o Real controlou o jogo e o Ceilândia. É verdade que o Gato Preto melhorou com as mudanças de Adelson quando retornou Alcione e Helivelto para o meio, mas o Ceilândia era um time sem inspiração. O máximo que conseguia era alçar bolas na área, mas não havia quem as disputasse. O Ceilândia fazia força para jogar, o Real contentava-se em segurar o jogo.

Adelson mexeu muito na estrutura do time: David jogou na cabeça de área, Didão na defesa, Alcione na lateral...
Adelson mexeu muito na estrutura do time: David jogou na cabeça de área, Didão na defesa, Alcione na lateral… Se o Ceilândia vencesse teria todo o mérito; perdendo, terá dores de cabeça.

Com isso, o Real controlou as ofensivas alvinegras e, se alguém esteve próximo de marcar foi o ex-Dom Pedro.

No final, o resultado traz uma nuvem de inquietação para os lados da Cidade do Gato. Todos sabem que as derrotas são muito mal digeridas por aquelas cercanias. 

Glauber comemora o único gol da partida
Glauber comemora o único gol da partida

Obviamente que o Ceilândia não pode repetir atuações como as dos últimos jogos. Também não pode perder de perspectiva o fato de que a maior parte do elenco é qualificada e, de modo geral,  não faltou luta.  Noutra medida, não se pode esquecer que em três partidas o time foi incapaz de criar uma mísera situação clara de gol que resultasse do produto de um jogo estruturado. 

Antes do jogo o técnico Adelson mostrava essa preocupação. Achava que o time precisaria de uns quatro jogos para ganhar corpo. O treinador tem razão em todos os aspectos: O Ceilândia ainda é um time em formação e isso ficou muito nítido na tarde deste sábado.

O problema é que, diferente do Candangão, os dois próximos jogos serão eliminatórios.

 

 

Related Images:

David é opção para o meio

Gato Preto retira lições de Anápolis para estreia

Ceilândia e Anápolis tiveram muita dificulade para fazer fluir o jogo no amistoso desse sábado
Ceilândia e Anápolis tiveram muita dificulade para fazer fluir o jogo no amistoso desse sábado

O Ceilândia retoma os trabalhos nesta segunda com vistas ao jogo deste domingo em Dourados-MS  diante do Sete de Setembro, jogo válido pela primeira fase da Copa Verde (com transmissão da Esportes Brasília). O jogo de volta teve data e horário modificados pela CBF.

Formiga é uma aposta, mas parece precisar de muito mais ritmo
Formiga é uma aposta, mas parece precisar de muito mais ritmo

Depois do jogo-treino deste sábado em Anápolis, quando foi derrotado por 1 x 0, o Ceilândia retoma os trabalhos nesta segunda. Os jogadores deverão passar por uma avaliação física e iniciar o trabalho de recuperação.

Filipe Cirne fez o jogo fluir: precisa de constância
Filipe Cirne fez o jogo fluir: precisa de constância

O técnico Adelson de Almeida parece ter considerado resultado e atuação do time normais. De fato, embora o Ceilândia não tenha apresentado volume de jogo e muita dificuldade na transição da defesa para o ataque, as circunstâncias da partida parecem dar razão ao treinador.

O time do Anápolis parece ser um time forte defensivamente e carecer de uma melhor transição da defesa para o ataque. O Ceilândia idem. No fundo, os dois times se parecem muito, com a diferença de que o Ceilândia parece apostar um pouco menos na força física.

David é opção para o meio
David é opção para o meio. Romarinho começou bem o ano.

As dificuldades de início de temporada dificultam um pouco as análises.  O treinador pareceu incomodado muito mais com as falhas individuais que as coletivas e evitou nominar jogadores. 

No domingo, o Ceí enfrentará o Sete de Setembro. O regulamento da Copa Verde prevê duas partidas. O jogo de volta, antes previsto para o dia 18, foi antecipado para o dia 11, no Estádio Regional. Com isso, a data da partida do Ceilândia contra o Formosa terá que ser alterada.

Related Images:

Filipe foi para o sacrifício nas quartas-de-final, mas não jogou as finais contra o Luziânia

Filipe Cirne: esperança de um 2017 melhor

Edicarlos (caído) e Filipe Cirne: ex-Sobradinho jogarão pelo Ceilândia em 2015
Filipe Cirne quando atuava pelo Sobradinho. Panda,  zagueiro bicampeão pelo Ceilândia, observa

Um jogador chamou a atenção da torcida e da imprensa nos últimos anos: Filipe Cirne. Filipe chegou ao Ceilândia em 2015, vindo do Sobradinho. Em sua primeira temporada disputou 12 partidas pelo Ceilândia e ganhou destaque como uma das revelações do Campeonato Candango. 

Filipe Cirne é opção para enfrentar a Aparecidense
Filipe Cirne ficou afastado bom tempo em razão de lesão nos meniscos. Voltou contra Comercial-MS

Em 2016, Filipe Cirne começou o Candangão fulminante marcando quatro gols nas primeiras rodadas. Uma lesão no menisco, contudo, limitou as suas atuações futuras. Filipe Cirne passou a se movimentar menos e com isso não dava fluidez ao jogo do Ceilândia. Mesmo machucado, Filipe Cirne esperou terminar o campeonato candango para realizar a intervenção cirúrgica nos meniscos. 

 

Filipe foi para o sacrifício nas quartas-de-final, mas não jogou as finais contra o Luziânia
Filipe foi para o sacrifício nas quartas-de-final do Candangão, mas não jogou as finais contra o Luziânia

Em razão da operação, Filipe Cirne perdeu quase toda a primeira fase da Série D. Voltou na última rodada, diante do Comercial. Sem rítmo de jogo, Filipe estava longe daquele jogador que sabia alternar os momentos de prender e de soltar a bola. Mesmo assim, Filipe foi mais uma vez para o sacrifício em razão das lesões que desfiguraram o Ceilândia na reta final da Série D 2017, particularmente as lesões de Matheuzinho e Mario Henrique.

Para 2017, Filipe Cirne se reapresentou sabendo que terá que remar para reconquistar o status de uma das mais importantes promessas do futebol do Distrito Federal nos últimos tempos.

Nome
Filipe Cirne
Posição
Meio-Campo
Altura
1,70m
Peso
74kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2015, 2016, 2017
Nascimento
28 de julho de 1992
Idade
27
Temporada Titular Entrou Saiu Gols Amarelos Vermelhos
2015 10 2 6 3 1 0
2016 15 2 8 4 6 0
2017 0 0 0 0 0 0
Total (29 jogos) 25 4 14 7 7 0
 

 

 

Elivelto, 3, fez boa partida no lugar de Mario Henrique

Ceilândia retoma trabalhos: Fluminense de Feira é o adversário

Artur foi pouco exigido contra a Aparecidense, mas nas oportunidades que o foi, esteve bem
Artur foi pouco exigido contra a Aparecidense, mas nas oportunidades que o foi, esteve bem

O Ceilândia voltou aos treinamentos com vistas aos jogos decisivos contra o Fluminense de Feira de Santana, Bahia. Os jogos entre Ceilândia e Fluminense de Feira equivalem a uma semi-final. O time que passar, irá para a fase nacional decidir uma vaga.

O Ceilândia deve perder  a segunda melhor colocação geral da série D, com 19 pontos totais, para o Atletico Acreano. O regulamento da competição privilegia o somatório de pontos.

Elivelto, 3, fez boa partida no lugar de Mario Henrique
Elivelto, 3, fez boa partida no lugar de Mario Henrique

Após os confrontos entre Ceilândia e Fluminense restarão apenas 8 times, cada um será campeão de uma região. Os campeões de cada região (norte, meio-norte, nordeste, centro-nordeste, centro-sudeste,  sudeste, sudeste-sul, sul), serão distribuídos conforme o somatório total de pontos.  O importante é estar entre esses 8, porque daí sairão os quatro classificados para a Série C 2017.

O técnico Adelson de Almeida perdeu todo o lado esquerdo de sua formação. Adelson não tem jogador com as mesmas características de Matheuzinho, de buscar a bola no ponto futuro. Elivelto foi bem contra a Aparecidense e não deixou sentir saudades de Mario Henrique.

O adversário do Ceilândia, o Flumimense de Feira,  mostrou contra o Sete que é um bom time.  Venceu as duas partidas da segunda-fase e chegou aos 15 pontos totais.

Filipe Cirne é opção para enfrentar a Aparecidense

O retorno de Filipe Cirne

Betinho, Filipe, Elivelto e Vitor: banco pode resolver
Betinho, Filipe, Elivelto e Vitor: banco pode resolver

Um dos destaques do Ceilândia nos últimos dois anos em gols e assistências, Filipe Cirne enfim voltou aos gramados. O meia entrou na metade do jogo contra o Comercial-MS depois de longo período recuperando de cirurgia no joelho.

Filipe Cirne movimentou-se e pareceu compreender bem a nova forma de jogar da equipe, na qual o meia oscila entre dar dinâmica e aparecer como opção no ataque.

Filipe Cirne é opção para enfrentar a Aparecidense
Filipe Cirne é opção para enfrentar a Aparecidense

O retorno de Filipe Cirne  ao time titular, contudo, é pouco provável, ao menos por enquanto: Willian é um dos artilheiros do Gato Preto com cinco gols, ao lado de Gilvan.

De qualquer sorte, Adelson ganhou uma boa opção para o banco.

Didão deve ser opção contra o Comercial

Dúvidas contra um Comercial inteiro

Comercial volta a enfrentar o Ceilândia: agora como mandante
Comercial volta a enfrentar o Ceilândia: agora como mandante

O técnico Adelson de Almeida ainda não definiu o substituto de Willian para a importante partida deste domingo contra o Comercial de Mato Grosso do Sul.
Adelson de Almeida sabe que terá um jogo perigoso pela frente. O Comercial, sem a pressão do resultado, já demonstrou diante da Aparecidense (nos dois jogos) e na vitória sobre o Araguaia que pouco lembra aquele time do começo da competição.

Didão deve ser opção contra o Comercial
Didão deve ser opção contra o Comercial

A idéia é não mudar a forma de jogar. Adelson não tem suplente com as mesmas características de Willian. Filipe Cirne, um dos destaques do Ceilândia nos últimos dois anos é o que mais se aproxima, mas vem de longo tempo de inatividade.
Kabrine tem um estilo de jogo diferente e tem entrado frequentemente.
O Ceilândia tem o problema de administrar cartões. A idéia é não correr riscos desnecessários para os confrontos de mata-mata.
A notícia boa é que Didão, recuperado de lesão, deve estar à disposição de Adelson.

Related Images:

Quebra-Cabeças

20160709cec3x0aparecidense_089

A semana será curta para o Ceilândia. O jogo  contra o Comercial-MS, que seria disputado em Campo Grande-MS, foi transferido para Dourados, quase na fronteira com o Paraguai.

Serão 230 quilômetros a mais. Toda a logística terá que ser readequada.

Na bagagem, o Ceilândia levará diversas incertezas. A principal está em relação a seu adversário da segunda fase. É praticamente impossível fazer-se um prognóstico. Os times que jogaram fora na última rodada decidirão em casa. Então, a tabela de classificação deve mudar completamente. O Ceilândia precisa vencer e esperar para ver.

No elenco, o Ceilândia tem um desfalque certo: o artilheiro Willian recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do jogo contra o Comercial-MS. Adelson não tem jogador com as mesmas características.

As opções são Kabrine e Filipe Cirne. Willian tem o que é de melhor de cada um. A opção mais lógica seria Filipe Cirne, que se apresenta mais a frente para fazer o gol. O problema é que, com Kabrine, o Ceilândia sobe mais compacto, ao passo em que Filipe Cirne acelera o jogo.

Em compensação, Filipe Cirne se apresenta mais ao ataque do que Kabrine. Kabrine compõe melhor, mas Filipe Cirne tem ofensivo melhor (assistência e gols). Em outras palavras: Adelson terá problemas para definir.

 

 

Defesa vai ter que funcionar: Taguatinga fez gol em 7 dos 8 jogos

Atlético Taguatinga: um adversário que cresce contra os grandes

Allan Dellon e Filipe Cirne: a criação do CEC passa pelos dois.
Allan Dellon e Filipe Cirne: a criação do CEC passa pelos dois.

Em seu caminho pelo topo da liderança, o Ceilândia terá pela frente um adversário difícil neste domingo, 15h30, no Augustinho Lima: o Atlético Taguatinga.

Para além dos problemas enfrentados por Adelson, que perde jogadores importantes nesse momento em que todos precisam adquirir ritmo para o mata-mata, o Atlético Taguatinga é um adversário interessante.

O Atlético Taguatinga ocupa a 5a colocação, mas é um time extremamente regular. Não faz muitos gols, mas também não os sofre em demasia. É um time equilibrado defensivamente e aproveita bem os erros do adversário.

Defesa vai ter que funcionar: Taguatinga fez gol em 7 dos 8 jogos
Defesa vai ter que funcionar: Taguatinga fez gol em 6 dos 8 jogos

É óbvio que o Ceilândia possui um time mais qualificado, mas não pode bobear. Contra Brasília, Luziânia e Brasiliense, o Taguatinga fez jogos duros e não será diferente contra o Gato Preto.

Embor não divulgue o seu time, Adelson deve contar com o retorno de ao menos dois dos lesionados: Cassius, Clécio ou  Didão. Chefe é baixa certa. Outro problema é Kabrine, que sequer entrou contra o Sobradinho, mas que pode ser aproveitado contra o Taguatinga.

Será a primeira vez que Ceilândia e Atlético Taguatinga se enfrentarão na história.

Sobradinho

DataJogoResultadosLigaTemporadaEstádioArtigo
Brasiliense vs Santa MariaCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Cruzeiro-DF vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Walmir Campelo
Brasiliense vs CA TaguatingaCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Brasiliense vs Ceilândia ECCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Brasília vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Brasiliense vs GamaCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Sobradinho vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Augustinho Lima
Brasiliense vs FormosaCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Luziânia vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Serra do Lago
SE Planaltina-GO vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Augustinho Lima
Brasiliense vs Paracatu FCCampeonato Candango2016
Diogo Francisco Gomes
Paracatu FC vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Frei Norberto
Brasiliense vs Paracatu FCCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Ceilândia EC vs BrasilienseCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia
Brasiliense vs Ceilândia ECCampeonato Candango2016
Regional de Ceilândia

Related Images:

CEC define hoje o time para amanhã

Ceilândia pressionou o Sobradinho, mas não conseguiu furar a retranca adversária em 2015
Ceilândia teve boas chances contra o Sobradinho em 2015

A sequência de jogos sem vitória diante do Sobradinho incomoda, mas nem tanto.  Incomoda mais  o fato de o Ceilândia não engatar uma sequencia de vitórias no DF2016, capaz de tira-lo do bolo.

É com esse espírito que o Ceilândia voltou aos trabalhos para o jogo desta quarta-feira, 16h, no Estádio Regional, contra o Sobradinho.

 

Apesar das boas chances, nos últimos dois jogos o Gato não conseguiu vencer a retranca do Sobradinho... gols, só no Augustinho Lima
Apesar das boas chances, nos últimos dois jogos o Gato não conseguiu vencer a retranca do Sobradinho… gols, só no Augustinho Lima

O técnico Adelson de Almeida terá o retorno de Allan Dellon, mas não há garantia que o meia comece jogando. Clécio e Didão ainda não estão cem por cento. Didão está há muito tempo sem jogar, Clécio há mais de uma semana.  Alguns jogadores sentiram o jogo no campo encharcado de Paracatu.

Com isso, o cenário do Ceilândia ainda é de indefinição. Adelson normalmente esconde a escalação. As definições devem ocorrer apenas hoje à tarde.

O foco no jogo não retira uma constatação: a rodada será muito importante porque deve começar a definir os dois blocos, o do G4

Related Images:

Bruno, Vitor, Caio, Arthur... do time titular de 2015, apenas Léo deve começar contra o Brasília

Ceilândia x Brasilia: As aparências enganam

Adelson vai ter que improvisar novos passos diante do Brasília
Adelson vai ter que improvisar novos passos diante do Brasília

O Ceilândia volta a campo neste domingo, 16h, no Estádio Nacional Mané Garrincha, para enfrentar o atual vice-campeão candango, o Brasília.

O time comandado por Adelson de Almeida deve contar com o retorno de Allan Dellon, mas não contará com o seu artilheiro, Filipe Cirne.

Filipe Cirne enfrentou o Brasília em 2015: empate por 1 x 1 no Estádio Regional
Filipe Cirne enfrentou o Brasília em 2015: empate por 1 x 1 no Estádio Regional

O técnico Adelson de Almeida ainda não definiu quem substituirá Filipe Cirne.

Kabrine, que voltou contra o Gama, é opção, mas Romarinho corre por fora. Adelson ainda pode surpreender com Didão. O fato é que, do time titular contra o Brasília, apenas Léo deve começar neste domingo.

O duelo colocará frente a frente dois dos candidatos ao título.  Ceilândia é, atualmente, o terceiro colocado da competição. O Brasília está a três pontos em quinto.

Bruno, Vitor, Caio, Arthur... do time titular de 2015, apenas Léo deve começar contra o Brasília
Bruno, Vitor, Caio, Arthur… do time titular de 2015, apenas Léo deve começar contra o Brasília

A diferença de pontos entre os times é enganosa, fruto da derrota do Brasília diante do Gama e da vitória do Ceilândia diante do Brasiliense. No mais, as campanhas dos times se assemelham. Um tropeço do Gato Preto e a classificação ficará embolada.

O Ceilândia sabe da importância do jogo. Tanto o discurso quanto o momento exigem que o time mostre maturidade diante de uma adversário direto.

O Campeonato está chegando na sua reta final. Daqui para frente qualquer tropeço cobrará o seu preço, mas o Ceilândia parece estar preparado.

 

Related Images:

Semana puxada para o Gato Preto

Ceilândia tem pouco mais de 15 dias para entrar em forma: tempo muito pequeno
Ceilândia tem pouco mais de 15 dias para entrar em forma: tempo muito pequeno

Os jogadores do Ceilândia vão ter uma semana pesada pela frente. Nesta segunda, estão programadas duas sessões de treino físico. Na terça, trabalho na academia e, no período da tarde, mais treino físico.

Na quarta os jogadores terão um pouco de refresco: folgarão na parte da manhã, mas, à tarde terão o primeiro contato com bola: treino físico-técnico.

Ceilândia corre: algumas diferenças físicas são visíveis a olho nu
Ceilândia corre: algumas diferenças físicas são visíveis a olho nu

Na quinta-feira, mais um treino de reforço muscular na academia. Na tarde de quinta, os jogadores terão o primeiro treino realmente com bola, num treino técnico.

A sexta-feira será dedicada a treinos técnicos, tanto pela manhã quanto pela tarde.

Ufa! Para terminar, no sábado, o time folgará pela manhã. À tarde, contudo, os jogadores voltarão  ao CT para um jogo-treino. Será  a oportunidade de relaxar um pouco, mas também de colocar em prática alguns dos trabalhos da primeira semana.

 

 

Related Images:

Kabrine e Vinicius: um novo CEC

Ari: CEC é o maior vencedor dos últimos 5 anos

Rostos antigos: Kabrine, Liel e Cassius
Rostos antigos: Kabrine, Liel e Cassius

O elenco do Ceilândia 2016 se apresentou para a o Candangão 2016 na tarde deste sábado, 02/01, na Cidade do Gato. No elenco, muitas caras conhecidas e diversas novidades. Os mais antigos jogadores são Cassius, no Gato Preto desde 2007,  e Didão,  veterano da campanha de 2004.

As boas vindas foram dadas por Beni Monteiro e Ari de Almeida. Beni, agora conselheiro, repetiu a sua convicção de que não é possível fazer futebol no Distrito Federal nos dias de hoje. Reforçou que o futebol do Distrito Federal, na sua visão, é mal dirigido e que, a isso somando-se as posturas políticas, o mais correto seria fechar o departamento de futebol do Ceilândia Esporte Clube. Terminou afirmando: “o futebol do DF não merece o esforço da diretoria do Ceilândia, nem o de seus jogadores”.

“o futebol do DF não merece o esforço da diretoria do Ceilândia, nem o de seus jogadores”.

Jogadores checam a programação dos próximos dias
Jogadores checam a programação dos próximos dias

Ari de Almeida, atual presidente do alvinegro, fez coro com Beni Monteiro. O seu discurso dá a dimensão da responsabilidade de jogadores e comissão técnica.

Ari de Almeida reforçou o discurso de Beni Monteiro e afirmou que  tanto a administração do Distrito Federal e quanto a  da Federação não consegue dar ao futebol a importância social que esse esporte possui. Ari pontuou que o Ceilândia é, nos últimos cinco anos, o maior campeão do Distrito Federal e que fará todo o esforço para que o Ceilândia mantenha-se essa hegemonia.

 

Após a apresentação, hora de iniciar os trabalhos porque o tempo urge
Após a apresentação, hora de iniciar os trabalhos porque o tempo urge.

Nas bancadas, diversos rostos novos: Romarinho, ex-Formosa, Oliveira e Wallace dentre outros. Entre os jogadores, a certeza de que ao menos no papel o Ceilândia tem uma boa equipe e se credencia a lutar pelo título. O retrospecto recente, contudo, tem demonstrado que os times fortes no papel tem naufragado, casos de Sobradinho e Brasiliense.

Kabrine e Vinicius: um novo CEC
Kabrine e Vinicius: um novo CEC

Após a apresentação, os jogadores foram a campo comandados por John Kleber. A missão era óbvia: dar o primeiro passo numa preparação para produzir resultados daqui a 120 dias. E ainda faltam 119… falta esperar para ver o que todos estarão falando daqui 119 dias. O resultado do trabalho se constrói dia após dia e não com o discurso de hoje ou de amanhã. Falta muito tempo, mas sempre é tempo de desejar, boa sorte Ceilândia!

Related Images: