Tag: Formiga

Em 2017 foram três confrontos: jogos decididos no detalhe

Desfalques colocam elenco do Gato Preto à prova

Emerson Martins está garantido: jogador mais utilizado
Emerson Martins está garantido: jogador mais utilizado

O Ceilândia colocará o elenco à prova na tarde deste domingo. Quatrojogadores saíram lesionados da partida diante do Gama: Vava, Allan Dellon, Alcione e Wallace Jesus.  Adelson já não contava com Adriano e Batata (que já não mais faz parte do elenco).

Em 2017 foram três confrontos: jogos decididos no detalhe
Em 2017 foram três confrontos: jogos decididos no detalhe

O jogo deste domingo é importante para as pretensões alvinegras e do adversário.  Adelson  não terá nenhum de seus meias armadores e nenhum de seus atacantes titulares.  Uma engenharia complexa que vai exigir enorme superação dos atletas.

Adelson usou 22 atletas até o momento. Emerson Martins, Gustavo Gago e Cocada foram os atletas que mais vezes entraram em campo.

 

Formiga ajudou a equilibrar o lado direito do Ceilândia

Formiga preocupa. Wallace Jesus e Ronan são opções

Formiga começou o tratamento tão logo saiu do jogo
Formiga começou o tratamento tão logo saiu do jogo

O Ceilândia tem uma preocupação para a sequência de jogos do campeonato. Formiga sentiu uma fisgada na coxa esquerda no jogo do meio de semana e é dúvida para os próximos jogos.

Formiga ajudou a equilibrar o lado direito do Ceilândia
Formiga ajudou a equilibrar o lado direito do Ceilândia

O atacante tem sido importante no time de Adelson. Nas arquibancadas  há sempre quem questione a escalação de Formiga, mas ele tem sido importante tanto ofensiva quanto defensivamente.

Adelson terá que trabalhar as caracterísitcas dos jogadores que tem a disposição, se quiser manter a maneira de jogar atual. Wallace Jesus e Ronan estão entre as opções. Ambos entraram no meio de semana e ainda carecem de rítmo de jogo.

 

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria

No jogo mais importante do ano, Ceilândia testa maturidade contra o Avaí

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Em 2017, Ceilândia não conseguiu passar pelo paredão do ABC

O Ceilândia estreia na Copa do Brasil com o desafio de reverter a vantagem do empate concedida pelo regulamento ao Avaí. Não será uma tarefa fácil.

Até o momento foram disputados 20 jogos pela Copa do Brasil 2018. Em 16 ocasiões, o time que jogava com o empate se classificou e em quase metade das situações (7 jogos) a vantagem foi utilizada.

Ceilândia x Avaí terá o mesmo árbitro de Ceilandia x ABC em 2017
Ceilândia x Avaí terá o mesmo árbitro de Ceilandia x ABC em 2017: Francisco Nascimento de Alagoas

O Ceilândia sabe o que é isso. No ano passado, foi eliminado pelo ABC após empatar em casa por 1 x 1. O Gato Preto precisa evitar a repetição do ocorrido por várias razões, principalmente a financeira. Passar de fase daria alguma tranquilidade para enfrentar os desafios de 2018.

Elivelto voltou a marcar pelo Ceilândia diante do Real. Ceilândia vai precisar fazer gol(s) diante do Avaí
Elivelto voltou a marcar pelo Ceilândia diante do Real. Ceilândia vai precisar fazer gol(s) diante do Avaí

Para essa partida o técnico Adelson de Almeida tem todo o seu time à disposição.  Para os lados da Cidade do Gato sabe-se pouco sobre o Avaí.

Muito questionado, Formiga tem sido importante para o Ceilândia
Muito questionado, Formiga tem sido importante para o Ceilândia

Os ingressos serão vendidos apenas no dia do jogo, nas bilheterias do Abadião, a partir das 15h. Os ingressos custarão a partir de R$ 15,00 (quinze reais) a meia entrada.

Formiga fez uma partida impecável: premiado com o gol da vitória

Ceilândia vence Real de olho no G4

Adriano é derrubado pelo goleiro do Real: penalti claro e Ceilândia 1 x 0
Adriano é derrubado pelo goleiro do Real: penalti claro e Ceilândia 1 x 0

Jogando no Serra do Lago para um público diminuto, o  Ceilândia venceu o Real neste domingo por  2 x  1. Com o resultado, o Gato Preto sobe para a segunda colocação da fase de classificação do Candangão 2018.

Jogo contou com jogadas ríspidas: marcas na panturrilha de Gago
Jogo contou com jogadas ríspidas: marcas na panturrilha de Gago que reclamou muito da falta não marcada

O Ceilândia sofreu mais do que deveria. No primeiro tempo, o Gato Preto foi quase sempre superior ao seu adversário. A superioridade, contudo, foi visualizada principalmente nos 15 minutos iniciais e até que o Ceilândia abriu o marcador em penalti cobrado por Elivelto. Adriano sofreu a penalidade.

Formiga fez uma partida impecável: premiado com o gol da vitória
Formiga fez uma partida impecável: premiado com o gol da vitória

 Depois disso, o Real foi aos poucos assumindo controle da partida. Tal qual o Ceilândia, o Real esteve melhor até conseguir o gol de empate em penalti cobrado por Baiano.

Wendell esteve seguro na meta alvinegra
Wendell esteve seguro na meta alvinegra

Depois do gol do empate, o Ceilândia voltou a ter a iniciativa do jogo. Aos 45, Gustavo Gago aproveitou a falha de marcação da defesa do Real e serviu para que Formiga colocasse o Ceilândia à frente do marcador.

Ceilândia sofreu mais que deveriaCeilândia sofreu mais que deveria
Ceilândia sofreu mais que deveria

O segundo tempo contou quase que integralmente com a iniciativa do Real. O Ceilândia pouco criou em termos de oportunidade de gol no segundo tempo. Apesar disso, a verdade é que o Real sobreviveu de bolas alçadas na área. Também não criou situações claras de gol.

Cauê retornou à defesa do Ceilândia
Cauê retornou à defesa do Ceilândia

O resultado demonstra que o Ceilândia é um time diferente quando o adversário procura o jogo. Nessas condições, o Gato Preto conseguiu trabalhar bem os espaços deixados pelo adversário. O modo como o Ceilândia jogou o segundo tempo, contudo, deixa a torcida alvoroçada.

Com o resultado de hoje, o Ceilândia volta seus olhos para o meio de semana em partida muito difícil contra o Avaí pela Copa do Brasil.

Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro

Ceilândia passa pelo Formosa: 3 x 0

Adelson optou por Jefferson e deixou Cauê no banco.
Adelson optou por Jefferson e deixou Cauê no banco.

O Ceilândia conquistou a sua primeira vitória no Candangão 2018. Jogando na tarde desta quarta no Abadião, o Gato Preto precisou usar da paciência para furar a retranca adversária.

Didão foi discreto na maior parte do tempo e abriu o caminho para a vitória
Didão foi discreto na maior parte do tempo e abriu o caminho para a vitória

O primeiro tempo foi disputado em banho-maria. O Ceilândia teve a quase totalidade da posse de bola, mas se resumia a trocar passes no próprio campo de defesa. O Formosa não queria atacar, o Ceilândia não conseguia.

Vavá deu muito trabalho para a defesa do Formosa. Esta parou no travessão
Vavá deu muito trabalho para a defesa do Formosa. Esta parou no travessão

Apesar das dificuldades encontradas no primeiro tempo, o Ceilândia ainda consguiu criar duas boas situações de gol. Na primeira, bela jogada pela esquerda de ataque e o passe sob medida para Emerson Martins bater forte da entrada da área para boa defesa de Pedro. 

Formiga foi muito importante. Primeiro taticamente e depois quando fez o segundo gol do Ceilândia
Formiga foi muito importante. Primeiro taticamente e depois quando fez o segundo gol do Ceilândia

Na segunda oportunidade, Vavá, que deu muito trabalho para a defesa goiana, cabeceou no travessão.

O time voltou para o segundo tempo com Adriano no lugar de Kasado. Adelson recuou Emerson Martins e com isso tentava resolver o problema da transição. 

Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro
Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro

Não demorou  e o Ceilândia fez 1 x 0. Escanteio cobrado por Kabrine e Didão desviou para o fundo do gol logo aos 6. Com a vantagem, o Ceilândia passou a dar espaços para o Formosa. O time goiano aproveitou-se da falha na marcação e passou a rondar a área alvinegra. Adelson, por sua vez, insistia para que o time subisse a marcação. 

oportunidade do Formosa, o penalti parou na trave
Na melhor oportunidade do Formosa, o penalti parou na trave

O segundo gol do Ceilândia veio quando o Formosa tentava sair para o jogo. Com isso, também deixou espaços. Adriano fez belo lançamento para Formiga que ganhou a dividida com Pedro e tocou para o fundo do gol.

Elivelto deu força ao ataque pela esquerda
Elivelto deu força ao ataque pela esquerda

Após o segundo gol o Ceilândia assumiu o controle do jogo por completo. As oportunidades de gol foram se sucedendo até que Gustavo Gago, aos 40 fez o terceiro. Antes contudo, sobrou emoção.

Gago estufa a rede: Ceilândia 3 x 0
Gago estufa a rede: Ceilândia 3 x 0

O Formosa teve a chance de diminuir na cobrança de penalti. A bola explodiu no poste direito de Wendell e, no contra-ataque, o Ceilândia matou o jogo.

No próximo domingo o Ceilândia vai a Luziânia enfrentar o Real.

Related Images:

Com jogo-treino, Ceilândia começa fase final da preparação

Emerson participou ativamente do primeiro tempo
Emerson Martins participou ativamente do primeiro tempo

O Ceilândia foi até Corumbá de Goiás neste sábado enfrentar o Montreal, time amador local.  

Kasado começou jogando: caras novas no time alvinegro

Como era natural, a iniciativa sempre foi do Ceilândia. O que não era esperada foi a dificuldade do time  em oferecer perigo à meta adversária ou em organizar jogadas de ataques.  Obviamente tudo mudou com o gol de Emerson Martins, já no terço final da primeira etapa. Logo em seguida Ronan ampliou o marcador.

 

Formiga entrou no segundo tempo

No segundo tempo, Adelson mudou quase que integralmente sua equipe. Diferente do tempo anterior, os gols foram saindo rapidamente, mas o adversário já não tinha  a mesma força (Formiga, Adriano, Gago e Batata, 2 cada).

 

Adriano também fez gols

No final da partida Adelson conversou com o CeilandiaEC. O treinador disse que o treino foi proveitoso. Adelson admitiu a dificuldade inicial como algo natural, decorrente da ansiedade. 

Na quarta, o Ceilândia enfrenta a Anapolina em Anápolis.

 

Related Images:

O melhor, o MVP, a revelação, o artilheiro: retrospectiva 2017

Romarinho, Emerson Martins, Elivelto e Formiga: Destaques nos números de 2017

Em 2017, o Ceilândia disputou quatro competições. O vice-campeonato candango garantiu ao alvinegro a oportunidade ter um calendário mínimo e o direito de disputar a Copa do Brasil, a Série D e a Copa Verde. 

Foram 31 jogos, com 15 vitórias, 8 empates e 8 derrotas. A campanha em 2017 mantém o Gato Preto no Top100 dos clubes emergentes do futebol brasileiro. É um trabalho lento, penoso da diretoria,  comissão técnica do Ceilândia e do núcleo-base de jogadores do Ceilândia.

Dentre os mais de 50 atletas que passaram pelo Ceilândia em 2017, 40 entraram em campo ao menos uma vez .

Escolher o melhor jogador do Ceilândia em 2017 não foi difícil. A campanha de Romarinho foi fantástica. O atacante fez 18 gols em 23 jogos. Fez gols em quase todos os jogos importantes. Lamentavelmente, o atacante não atuou nos jogos decisivos da Série D onde poderia ter levado o Ceilândia mais adiante.

Nome
Romarinho
Posição
Atacante
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017
Nascimento
16 de junho de 1990
Idade
29

REVELAÇÃO

O conceito de jogador revelação em 2017 foi um pouco ampliado para indicar Emerson Martins, 27 anos, como o jogador revelação do Gato Preto neste ano. Emerson Martins era desconhecido no futebol candango e se mostrou um jogador importante no time de Adelson de Almeida.

Emerson Martins foi o jogador que mais vezes começou como titular, 29 vezes. Ninguém foi tão titular quanto Emerson Martins que se entendeu muito bem com Alcione. Emerson foi um dos jogadores que mais sentiu a falta de Alcione e caiu de produção técnica e fisicamente.

Nome
Emerson Martins
Posição
Meio-Campo
Altura
1,80m
Peso
82kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2017, 2018
Nascimento
5 de outubro de 1990
Idade
28

O MVP

Alguns outros números: Badhuga, 28, Elivelto, 24 jogos, Dudu, 24 jogos e Romarinho, 23 jogos completam os cinco que mais entraram como titular. Destaque especial para Elivelto. De todos os jogadores do elenco, Elivelto foi o mais utilizado e deixou de participar de apenas um jogo em 2017. No total, com seis jogos em que entrou a partir do banco somou 30 apresentações pelo Ceilândia em 2017. Elivelto é o MVP do Ceilândia em 2017.

Nome
Elivelto
Posição
Meio-Campo
Altura
1,73m
Peso
68kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018
Nascimento
25 de julho de 1991
Idade
28

12º JOGADOR

O suplente que mais jogou vindo do banco foi Formiga: 19 vezes. Formiga começou jogando outras 6, perfazendo 25 jogos.

Nome
Formiga
Posição
Atacante
Altura
1.75m
Peso
73kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018, 2019
Nascimento
28 de janeiro de 1992
Idade
27

OUTROS NÚMEROS

Didão recebeu 12 cartões amarelos em 2017. Isso representa o dobro de cartões que recebeu em 2012, sua pior marca anterior.

Nome
Didão
Posição
Meio-Campo
Altura
1,87 m
Peso
78 kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018
Nascimento
20 de setembro de 1981
Idade
37

O Ceilândia recebeu dois cartões vermelhos em 2017: Jefferson e China no campeonato candango.

Nome
Jefferson
Posição
Defesa
Ligas
Campeonato Candango, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018, 2019
Nascimento
5 de junho de 1996
Idade
23

Se, noutra medida, existisse a possibilidade de indicar a perda mais sentida em 2017, essa posição poderia ser de Alcione (Romarinho não conta). O Ceilândia criou uma grande dependência do meia e quando ele se machucou o time caiu vertiginosamente de produção. Esperam-se  dias melhores em 2018.

No primeiro tempo, o Ceilândia encontrou a defesa do Sinop sempre bem fechada

Ceilândia empata em Sinop: 1 x 1

Edinho estreou pelo Ceilândia: muito trabalho pelo lado direito
Edinho estreou pelo Ceilândia: muito trabalho pelo lado direito

O Ceilândia teve que remar muito na noite deste domingo para empatar com o Sinop em 1 x 1 em um jogo no qual foi melhor quase o tempo inteiro.

O primeiro tempo foi todo do Ceilândia. O Gato Preto tinha a posse de bola e empurrou o Sinop contra o seu próprio campo. O Sinop, a seu turno, mostrava dificuldade na transição da defesa para o ataque e buscava  a ligação direta, O contra-ataque pelo lado direito da defesa do Ceilândia também preocupava.

O Sinop resumiu-se, na maior parte do jogo, a jogadas de bolas aéreas
O Sinop resumiu-se, na maior parte do jogo, a jogadas de bolas aéreas

O Gato Preto, com Edinho, Carlos Henrique e Gilmar Herê nos lugares de Dudu, Alcione e Romarinho, tinha a posse de bola, mas faltava o último passe. O jogo em sua essência era um jogo de intermediária a intermediária.

O primeiro tempo se encaminhava para o empate sem gols, mas na única jogada que oferecia algum perigo, Marinho fez de cabeça e abriu o marcador para o Sinop aos 47.

No primeiro tempo, o Ceilândia encontrou a defesa do Sinop sempre bem fechada
No primeiro tempo, o Ceilândia encontrou a defesa do Sinop sempre bem fechada

O segundo tempo começou com o Sinop empurrando o Ceilândia contra o seu campo de defesa. O time matogrossense oferecia perigo na bola aérea e fez o torcedor temer pelo pior. O tempo passou e Adelson viu-se na obrigação de mexer. Tirou Herê, cansado, e colocou Formiga.  

Aqueles dez primeiros minutos do segundo tempo parecia uma eternidade. O Sinop incomodava com a bola aérea. Aos 12, Felipe Cirne fez boa jogada pela direita e bateu de esquerda levando perigo. O Ceilândia estava voltando ao jogo.

Artur foi importante ao salvar gol feito de Cabralzinho. O empate viria em seguida
Artur foi importante ao salvar gol feito de Cabralzinho. O empate viria em seguida

Adelson não se contentou e mexeu no esquema tático do time. Colocou Jefferson e Gordo. O Ceilândia retomou por completo a iniciativa do jogo. As chances foram aparecendo. Primeiro com Leandro Love que chegou atrasado. Depois com Formiga. 

Formiga deu muito trabalho para a defesa do Sinop e foi premiado com o gol do empate
Formiga deu muito trabalho para a defesa do Sinop e foi premiado com o gol do empate

Aos 34 tudo mudou. No contra-ataque o Sinop perdeu gol feito com Cabralzinho. Como quem não faz leva, aos 36, não teve jeito. Formiga lutou com a defesa e bateu, a bola desviou na defesa e enganou o goleiro: gol do Ceilândia.

Após o gol de empate o Sinop tentou retomar o controle do jogo. Faltava inspiração ao time matogrossense que se limitava a jogadas de ligação direta.  O Ceilândia controlou o jogo e leva um ponto importante. Domingo que vem tem mais.

Formiga comemora seu primeiro gol com Allanzinho

Elenco mostra força e Ceilândia vence bem o Brasília

Ceilândia sabe que, para 2017, vai precisar de elenco forte mais que um time forte
Ceilândia sabe que, para 2017, vai precisar de elenco forte mais que um time forte

O Ceilândia vem de uma maratona intensa de jogos. Para isso, é preciso ter elenco. Cada jogador precisa estar preparado a qualquer tempo para mostrar o seu valor e aqueles que entraram em campo na tarde desta quarta-feira mostraram que estão à altura dos desafios que estão por vir.

Wanderson foi uma grata surpresa. David é uma das opções recorrentes de Adelson
Wanderson foi uma grata surpresa. David é uma das opções recorrentes de Adelson

O Ceilândia entrou em campo para enfrentar o Brasília precisando da vitória para encurtar a distância para os líderes da competição. O problema é que no próximo sábado, 16h, no Regional, o Gato Preto vai enfrentar a Luverdense, pelas oitavas de final da Copa Verde 2017. 

Adelson e os suplentes de hoje: certeza de que o elenco corresponderá
Adelson e os suplentes de hoje: certeza de que o elenco corresponderá

Adelson de Almeida confia no seu elenco. Por isso, dos onze jogadores que entraram como titulares nesta quarta, apenas Almeida e Filipe Cirne começaram o último jogo.  Artur, Wanderson, Willian, Wallinson, China; Almeida, David, Filipe Cirne, Allanzinho, Michel e Formiga começaram o jogo de hoje.

O Ceilândia tomou o controle das ações desde o primeiro minuto. A boa movimentação de Filipe Cirne ajudava no trabalho de armação e foi dos pés de Filipe Cirne que saiu o primeiro gol alvinegro. O meia cruzou com perfeição, Michel desviou e a bola sobrou para Formiga fazer o seu primero gol com a camisa alvinegra.

Willian estreou: ainda fora de ritmo, mostrou que pode ser útil
Willian estreou: ainda fora de ritmo, mostrou que pode ser útil

O jogo continuou com o Ceilândia comandando as ações até os 30 minutos.  Nesse período, o Gato Preto poderia ter ampliado o marcador com Formiga e Wallinson, mas em ambas oportunidades a defesa do Brasília salvou sob a linha do gol.

Depois do trigésimo minuto, o Ceilândia perdeu um pouco do ímpeto, principalmente no aspecto defensivo. O time já não marcava com a mesma disposição a partir de sua posição de ataque. O resultado é que o Brasília foi ganhando campo e gostando do jogo. 

Formiga comemora seu primeiro gol com Allanzinho
Formiga comemora seu primeiro gol com Allanzinho

Apesar do domínio territorial do Brasília nos minutos finais, Artur foi incomodado apenas em jogadas de bola parada. Nas poucas vezes que foi exigido, Artur mostrou que não relaxou com a perda da posição e está em condições de ajudar o Gato na sua temporada 2017.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia parecia cômodo com a vantagem conquistada. O time marcava mal e nem a entrada de Alcione no lugar do contundido Filipe Cirne pareceu ajudar. O Brasília passou a rondar a área alvinegra e Artur foi obrigado a fazer ao menos uma boa defesa.

Zagueiro salva o gol certo de Wallinson: Ceilândia apresentou momentos de instabilidades, mas foi melhor o jogo inteiro
Zagueiro salva o gol certo de Wallinson: Ceilândia apresentou momentos de instabilidades, mas foi melhor o jogo inteiro

Passados os minutos iniciais, Alcione acertou o seu posicionamento e o meia passou a conduzir as ações do Ceilândia mesmo jogando aberto pela esquerda, fora de sua posição originária. O Ceilândia voltou a se acertar e aos poucos empurrou o Brasília para o seu campo de defesa.

Embora fosse visível que Formiga, Almeida e David estivessem cansados, pesou, do lado alvinegro, a melhor condição atlética.  Adelson se aproveitou e colocou Romarinho aos 31 no lugar do cansado e feliz Formiga. Aos 33, o artilheiro alvinegro fez Ceilândia 2 x 0.

Artur foi pouco exigido e, nas vezes que o foi, mostrou que Adelson pode contar com eleArtur foi pouco exigido e, nas vezes que o foi, mostrou que Adelson pode contar com ele
Artur foi pouco exigido e, nas vezes que o foi, mostrou que Adelson pode contar com ele

O Brasília sentiu o golpe. Wallinson, por duas  vezes, quase amplia para o Ceilândia.  Aos 39, Michel Platini não perdoou e completou para as redes o escanteio cobrado por Elivelto. Ceilândia 3 x 0, placar final.

Algumas atuações chamaram a atenção. Wanderson não é lateral de ofício, mas mostrou que tem algo muito importante para alguém da posição: explosão. Errou aqui ou acolá fazendo faltas desnecessárias, mas foi uma nota positiva. Willian estreou. Ainda meio fora de ritmo de jogo, fez uma partida discreta. 

Formiga vem de duas boas apresentações
Formiga vem de duas boas apresentações

O assunto mais discutido, contudo, foi a atuação de Formiga. O atacante já fizera bons minutos diante do Taguatinga. Hoje, novamente, fez uma boa partida, embora tenha cansado no segundo tempo. Formiga está se levando a sério e falta muito pouco para que todos o levem a sério. 

Michel fez dois gols nos últimos dois jogos e se credencia como boa opção ofensiva alvinegra
Michel fez dois gols nos últimos dois jogos e se credencia como boa opção ofensiva alvinegra

O resultado deixa o Ceilândia a um ponto do líder da competição. O Gato Preto, contudo, não pode se importar com isso porque no próximo sábado tem jogo importante, e difícil, diante da Luverdense.

Com Artur à frente, goleiros suam a camisa

Dia 2: Um olho no físico, outro no técnico

Na parte da tarde: mais treino físico, dessa vez com bola
Na parte da tarde: mais treino físico, dessa vez com bola

O Ceilândia realizou no dia de hoje o segundo dia de trabalho na preparação para a temporada 2017. Início de trabalho é sempre complicado.

Para além da preocupação com a parte física, ou da parte técnica, há a preocupação em preparar o atleta mentalmente para as quatro competições. O ano será longo: os atletas precisarão estar aptos mentalmente para as dificuldades da temporada.

Treinos enfocam aspectos físicos e técnicos. Fora de campo, Adelson de Almeida cuida em conhecer como está o seu grupo
Treinos enfocam aspectos físicos e técnicos. Fora de campo, Adelson de Almeida cuida em conhecer como está o seu grupo

Os novos estão se ambientando, ainda sem conhecer como o clube funciona. Trabalhar o aspecto mental é algo importante na preparação desde o primeiro momento. Jogador gosta de competir, mas também gosta de sentir-se seguro.

Nesse momento, a comissão técnica tenta se esmerar em todos os aspectos. Ciente disso, o técnico Adelson de Almeida vem conversando, ora com um, ora com outro atleta. O que for construído agora será importante no futuro, para o bem ou para o mal.

Com Artur à frente, goleiros suam a camisa
Com Artur à frente, goleiros suam a camisa

Na tarde desta quarta os jogadores fizeram trabalho físico. Os goleiros.  em separado, apurando a parte técnica e também a parte física.

Os jogadores de linha foram entregues ao preparador físico Odair: Treino leve, sem bola. Depois, treino físico com bola. A moderna metodologia permite que a preparação conjuge aspectos físicos com técnicos. 

A preparação desta quinta dividirá a equipe em dois grupos. Na parte da manhã, um grupo realizará trabalhos na academia enquanto outro grupo realizará treinos físicos no gramado do campo 1 da Cidade do Gato. Na parte da tarde, os grupos inverterão os locais de atividade.

 

Related Images:

CEC consciente e preparado para as dificuldades

Dudu treinou na lateral-direita
Dudu treinou na lateral-direita

A rodada deste final de semana coloca os times do Distrito Federal jogando por si e pelo outro. O Sobradinho pega o CENE precisando da vitória e torcendo pelo Gato. O Gato pega o CRAC precisando da vitória e torcendo pelo Leão.

Adelson não esconde o time que vai iniciar contra o CRAC neste final de semana. Segundo o técnico, não há o que esconder. O time teve uma boa semana de trabalho,  está evoluindo, as virtudes e carências são conhecidas.

Para o confronto de invictos deste final de semana, a principal dúvida está no ataque entre a força de Cassius e a velocidade de Zé Carlos.

Com Cassius o time ganha em força  e até mesmo em coesão e posse de bola. Com Zé Carlos a bola fica viva, mas o time ganha em movimentação. Adelson treinou um pouco com cada um

Dimba treinou bem e mostrou o faro de gol de sempre
Dimba treinou bem e mostrou o faro de gol de sempre

Em campo muitas surpresas: Dudu, Guilherme e Formiga recém contratados a clubes locais treinaram.

Didão e Alcione trabalharam em separado. Adelson também fez testes na lateral, com Dudu ocupando o lugar de Thompson.  No mais, o time deve ser o mesmo.

O jogo contra o CRAC será dirigido por DANIEL MARTINS DOS SANTOS – MT.

Related Images: