Tag: Fredson

O Ceilândia não desencanta

Edinho voltou
Edinho voltou

O Ceilândia empatou em 1 x 1 com o Brasiliense em jogo disputado na tarde desta quarta-feira no Abadião. No início da partida a temperatura era de 32 graus para uma humidade do ar de 25 por cento. Nessas condições, os times dosaram as energias e o que se viu foi um jogo essencialmente tático.

No conjunto da partida o Brasiliense manteve mais a posse de bola e foi melhor.  O Ceilândia estava muito modificado, a partir do gol. Edinho foi o titular, enquanto que Magrão passou a compor o meio de campo. Isso reflete as poucas opções que Adelson de Almeida possui. No primeiro tempo o Ceilândia jogou muito mal. Na maior parte do primeiro tempo  o time confundia calma com lerdeza e não conseguia trocar três passes em direção ao ataque. O Brasiliense, ao contrário, parecia saber exatamente como que o Ceilândia jogava e, comandados por Ruy, impedia que o alvinegro articulasse a menor das jogadas.

A partida ganhou alguma movimentação no segundo tempo.  O gol do Ceilândia saiu logo aos 7 minutos quando Dimba, um dos mais lúcidos em campo,  aproveitou o rebote do goleiro adversário e tocou para o fundo das redes. O Ceilândia, tal como diante do Botafogo-DF, não teve tempo para comemorar. Novamente em uma bola parada, a defesa falhou na marcação e Bebeto apareceu livre para cabecear.

Depois do gol os times até que ensaiaram algumas boas jogadas. O Brasiliense manteve o seu estilo e vinha em

Edimar fez a segunda partida, Panda saiu pela segunda vez lesionado
Edimar fez a segunda partida, Panda saiu pela segunda vez lesionado

jogadas rápidas ou se aproveitava das falhas do meio de campo. Fredson não repetiu a atuação de diante do Botafogo-DF e mais uma vez colocou o time em risco ao perder o domínio da bola.

No final da partida os dois times se acomodaram, mas ainda houve tempo para duas bolas na trave. Primeiro o Ceilândia, com Paulo Roberto, e já no final da partida o Brasiliense carimbou o travessão defendido por Edinho.

O resultado leva o Ceilândia a 9 pontos.  No conjunto da classificação não foi um bom resultado. Calcula-se que serão necessários 22 pontos. O Ceilândia está deixando 13 pontos para os 8 jogos restantes. Isso é perigoso.

Related Images:

Andrezinho bate: CEC x Botafogo-DF

Show de problemas: Gato muito desfalcado para hoje

Ze Ricarte: Desfalque certo
Ze Ricarte: Desfalque certo

Zé Ricarte e Panda não jogam, um por contusão e outro por suspensão. Dimba ainda se recupera de uma chata inflamação no tendão. O cérebro do time saiu logo aos 10 minutos da partida contra o Botafogo, com um desconforto muscular. Adelson tem uma série de problemas.

O Ceilândia tem um elenco enxuto e isso é um problema. Para a partida de hoje a tarde no Abadião, a falta de quatro jogadores provocará uma enorme alteração na equipe, mas não na forma de jogar. A defesa deve ser a mesma da última partida. A única possibilidade diferente é a de Adelson avançar Melo para a cabeça de área, devolvendo o time ao 4-4-2. Isso é pouco provável. Leys  foi titular contra o Botafogo-DF. Deve ser mantido. O companheiro de Leys deve ser Augusto ou Fredson. Tanto Augusto quanto Fredson não têm realizado boas apresentações. Fredson até que melhorou contra o

Luiz Carlos Badhuga, num momento de intimidade: Presença garantida.
Luiz Carlos Badhuga, num momento de intimidade: Presença garantida.

Botafogo-DF, mas ainda é uma incognita.

O grande problema está na posição de Allan Dellon.  O meia tem sido o grande nome do campeonato até agora, mas a lesão preocupa. A primeira avaliação indica que se trata de uma lesão de primeiro grau. Pode ser precipitado optar por colocá-lo em campo.

No ataque Dimba reclama das persistentes dores no tendão de aquiles. Esse tipo de lesão não se resolve facilmente, mas pode ser administrada. O problema é perder o jogador na fase decisiva da competição.

Adelson tem problemas, muitos problemas.

Related Images:

Muito prazer, Fredson!

Fredson, enfim uma apresentação aceitável
Fredson, enfim uma apresentação aceitável

Fredson chegou ao Ceilândia com um curriculum invejável para o nível do futebol local: passagens por São Paulo e mais de cem jogos pelo Espanyol,  tradicional clube da cidade de Barcelona. Depois de quatro partidas Fredson simplesmente não havia convencido. Mal fisicamente, incapaz de ganhar uma primeira bola, incapaz de dar sequencia a jogadas, sem ritimo de jogo  e, pior, desarmado diversas vezes, expondo o time ao contra-ataque, o começo não foi nada animador.

No último sábado Fredson enfim mostrou a que veio. Ele não foi brilhante, mas pela primeira vez parece ter encontrado o seu lugar em campo. Fredson correu, destruiu, ganhou bolas pelo alto, não errou passes bobos e até arriscou passes de longa distância.  Fredson foi também humilde ao reconhecer os seus erros ainda em campo erguendo a mão espalmada e pedindo desculpas aos companheiros por ter errado um lançamento.

O Ceilândia parece estar ganhando um jogador.

Related Images:

Ceilândia busca primeira vitória fora de casa

Panda: desfalque certo
Panda: desfalque certo

Até agora na competição foram dois jogos com um empate e uma derrota. Refeitos do contratempo da derrota diante do CFZ os jogadores têm agora um só discurso: vencer fora de casa e retomar o caminho da classificação.

O técnico Adelson de Almeida irá fazer algumas alterações na equipe. Algumas dessas alterações serão de ordem técnica e  outras físicas. Não se sabe ao certo o time que mandará a campo, mas é certo que Adelson já percebeu que algumas peças não se encaixaram no esquema de jogo. Por essa razão, é muito provável que Adelson mude a função exercida por Fredson, que não mostrou a explosão necessária para atuar à frente da defesa.

Outras mudanças também ocorrerão na defesa com a entrada de Edmar no lugar de Panda e no ataque, com o retorno de Dimba. O Ceilândia será diferente para a difícil partida contra o Botafogo.

Related Images:

Cassius se prepara para fazer o gol

Hora de fazer acontecer

Cassius - de volta ao banco
Cassius - de volta ao banco

O Ceilândia iniciou os trabalhos antes de todas as equipes. Mérito para os jogadores e comissão que sacrificaram alguns dias de folga e de convívio com a família em prol de um objetivo: ser campeão do Distrito Federal.

Como esperado, a partir da quarta rodada o nível de preparação das equipes tende a se igualar.  Então, é chegada a hora de mostrar que a primeira colocação não é apenas fruto da organização, mas também que o Gato é de fato candidato ao título, vencendo as desconfianças dos adversários.

Para a partida de hoje a tarde diante do CFZ, o técnico Adelson de Almeida não deve fazer muitas mudanças. A mais provável é o retorno de Dimba ao comando do ataque, retornando Cassius ao banco de reservas. Outro que pode retornar é Fredson. O volante, uma das esperanças da torcida do Ceilândia, recuperou-se de contusão.

Hora de fazer acontecer
Hora de fazer acontecer

A espectativa é a de um jogo difícil, com o CFZ jogando suas esperanças no campeonato. O adversário ainda não marcou ponto no campeonato e precisa desesperadamente de um resultado positivo.

Isso torna o jogo mais difícil que o normal. Para o Ceilândia o jogo também é decisivo. Na sequencia o CEC enfrentará os três principais postulantes ao título, Botafogo, Brasiliense e Gama.  Não dá para relaxar.

Related Images:

O pulo do Gato! CEC 1 x 0

Allan Dellon: O pulo do Gato
Allan Dellon: O pulo do Gato

O torcedor do Ceilândia já se acostumou a sofrer. A parte boa da história é que o Gato pulou para a liderança ao vencer a Ceilandense por 1 x 0. Neste domingo, mais uma vez, o Ceilândia viu o adversário ter maior posse de bola. Esse tem sido o grande mérito do Ceilândia: controlar o ímpeto adversário e proteger eficientemente a meta defendida por Donizete.

Na tarde quente desse domingo, o Ceilândia fez tudo novamente. Recebeu com naturalidade o domínio adversário e foi mortal nos contra-ataques.

No primeiro o Gato até que correu mais riscos. A Ceilandense aproveitou-se do enorme vazio deixado entre a defesa do Ceilândia e o meio de campo  e deu muito trabalho. Aos poucoso o CEC equilibrou e teve duas oportunidades para sair na frente. Em contrapartida, a Ceilândense não teve oportunidade clara de gol. Nas

Cassius fuzila: maior artilheiro do CEC
Cassius fuzila: maior artilheiro do CEC

oportunidades que teve, a defesa chegou a tempo e impediu.

Na segunda etapa o panorama da partida mudou. Adelson mudou o posicionamento do meio de campo e logo aos 11 minutos, Diogo avançou  e passou para  Cassius abrir  o marcador. Até então o panorama da partida demonstrava que o CEC conseguira neutralizar as investidas da Ceilandense. Depois do gol, a Ceilandense manteve a iniciativa do jogo, mas sem a força demonstrada no primeiro tempo.

O resultado é que mais uma vez o Ceilândia venceu. Venceu com base na força do conjunto.  Por enquanto não importa o jogo bonito. O mais importante é vencer. O campeonato está apenas começando.

Related Images:

Fredson, André e o argentino Marcos Aguirre: novidades no Gato

Fredson, a direita, curriculum de responsabilidade
Fredson, a direita, curriculum e responsabilidade

O Ceilândia está completando a sua primeira semana de preparação. Por enquanto apenas trabalho de condicionamento físico. O técnico Adelson de Almeida tem a sua disposição boa parte do elenco que foi campeão do Distrito Federal em 2010. Destaque para Dimba, artilheiro da equipe neste ano.

As novidades não são poucas. O maior destaque, por enquanto é Fredson. O volante foi revelado pelo Paraná e depois jogou no São Paulo e em clubes da Espanha, como o Espanyol de Barcelona, onde realizou mais de cem partidas. Ao retornar ao Brasil, o atleta de 29 anos jogou pelo Goiás e Avaí. Tem a ingrata missão de fazer esquecer a brilhante temporada de Vieira.

O Ceilândia traz ainda outras novidades. Uma dessas novidades é o lateral-esquerdo André Lima que atuou no Flamengo do Rio de Janeiro de 2005 a 2007. Nessa passagem pelo rubronegro o atleta teve relativo sucesso até a chegada de Juan, atual ocupante da posição.

Por fim, o Ceilândia traz um Argentino. Depois da experiência com o uruguaio Molina em 2008, o Gato contará com o armador portenho Marcos Aguirre em sua caminhada rumo ao bi-campeonato.

Related Images: