Tag: Gabriel

Começou! A bola já está rolando pelo Brasil

Ceilândia tem muitas caras novas, como Gabriel

A temporada do futebol brasileiro em 2019 começou neste final de semana com diversos estaduais. No Distrito Federal o campeonato começa neste sábado. No domingo, o Ceilândia faz a sua estreia diante do Real.  Ótima oportunidade para sabermos de fato se o time está à altura das espectativas.

DataJogoLigaTemporadaEstádio

Abadião ainda precisa de laudos

Abadião está sendo preparado para o jogo de estreia

Estamos há seis dias da estreia, mas o Abadião ainda não tem os laudos necessários para que o jogo seja realizado com público. De acordo com as informações colhidas tudo está na dependência de procedimentos burocráticos da Administração Regional de Ceilândia.

Regulamento igual ao de 2018

Cauê retornou à defesa do Ceilândia
Cocada participou do último confronto contra o Real: promessa de jogo difícil

O regulamento do Candangão 2019 é similar ao de 2018. 12 times participam e jogam entre si em turno único ou onze rodadas. Os 8 primeiros avançam ao mata-mata em cruzamento olímpico. Os dois últimos são rebaixados.

As equipes classificadas de 1o a 4o tem vantagem nas quartas. Na terceira fase o vencedor de 1o/8o enfrenta o vencedor de 4o/5o e assim por diante. Em caso de empate, as equipes de melhor classificação na primeira fase tem a vantagem. Os vencedores vão para a final onde não há vantagem.

O adversário da estréia

Ceilândia perdeu boas oportunidades no primeiro tempo
Ceilândia perdeu muitas oportunidades e acabou eliminado pelo Sobradinho em 2018.

O Ceilândia joga no domingo, às 10h30, contra o Real. O jogo será disputado no Abadião que nesta segunda ainda não possui os laudos para que o jogo seja disputado com público.

O Gato Preto é um time remontado em relação a 2018. O técnico Jairo Araujo fez bom trabalho com o Luziânia no ano passado.

O elenco possui jogadores experientes e terminou a pre-temporada invicto Apesar do retrospecto positivo, a avaliação geral é a de que o Gato Preto vai precisar se superar para sair do Abadião com um resultado positivo e evitar entrar pressionado logo no começo da competição.

Klécio comemora: Ceilândia traz a decisão para casa

Ceilândia vence Fluminense-BA e espera o jogo da volta

Ceilândia foi melhor no primeiro tempo: Gilvan poderia ter aberto o marcador
Ceilândia foi melhor no primeiro tempo: Gilvan poderia ter aberto o marcador

O Ceilândia não foi brilhante, foi pragmático, mas conquistou um resultado importante na tarde deste domingo, em Feira de Santana, diante do Fluminese-BA.

Um time experiente sabe que decisão existe para ser vencida. Ponto.Foi com essa mentalidade que o Gato Preto jogou neste domingo. Com o estádio lotado, o alvinegro fez um bom primeiro tempo e calou a torcida do Fluminense.

Nesta oportunidade, Didão chegou atrasado
Nesta oportunidade, Didão chegou atrasado

Os 15 primeiros minutos foram do Fluminense, mas sem levar perigo à meta alvinegra. O Ceilândia aos poucos equilibrou a partida e passou a tomar conta das ações. A rigor, as melhores chances do primeiro tempo foram do Ceilândia.

Na primeira oportunidade, Willian deu um passe sob medida para Gilvan perder grande oportunidade. Na segunda, Didão chegou atrasado. Na terceira, aos 41, bela jogada pela esquerda e Willian colocou na cabeça de Klécio que fez Ceilândia 1 x 0.

Na jogada de Willian, Klécio cabeceia para fazer o gol da vitória
Na jogada de Willian, Klécio cabeceia para fazer o gol da vitória

Veio o segundo tempo e o Ceilândia atraiu demasiadamente o Fluminense para o seu campo de defesa. A sorte do alvinegro é que faltava inspiração ao adversário que rodou, rodou e rodou a área do Gato Preto, mas não conseguiu criar situações claras de gol.

Ceilândia trocou de uniforme e foi dominado no segundo tempo
Ceilândia trocou de uniforme e foi dominado no segundo tempo

As poucas oportunidades de gol do Fluminense vieram em erros defensivos do Ceilândia. No primeiro, Gabriel errou feio e o atacante adversário errou cara a cara com Artur.

A segunda  veio em uma falha de Elivelto. O lateral tentou dar o bote, não conseguiu cortar a bola, veio o cruzamento e o cabeceio rente ao travessão alvinegro.

Na falta do último passe, Fluminense abusou da jogada aérea
Na falta do último passe, Fluminense abusou da jogada aérea

No mais, o Ceilândia limitou-se a defender diante de um Fluminense valente, mas que sentiu a falta de seu artilheiro. É verdade que uma ou outra vez o Ceilândia foi ao ataque. Foi pouco para o potencial da equipe, mas o suficiente para garantir o resultado.

Klécio comemora: Ceilândia traz a decisão para casa
Klécio comemora: Ceilândia traz a decisão para casa

No final, o mais importante foi ter conseguido o resultado porque, embora a decisão permaneça em aberto, o Gato Preto terá a oportunidade de decidir em casa. O Sete-MS não teve a mesma sorte.

Na próxima partida, o Fluminense terá de volta três titulares. O Ceilândia terá Baiano de volta. Será um novo jogo e uma nova história. De qualquer sorte, o Ceilândia não pode negar que conseguiu um bom resultado, mas nada está definido.

Related Images:

Ceilândia volta ao Regional com a missão de vencer e seguir adiante

Um time a altura dos desafios: vencer ou sofrer

Gabriel em ação: Ceilândia venceu o Comercial na estreia.
Gabriel em ação: Ceilândia venceu o Comercial na estreia.

O Ceilândia entra em campo daqui a pouco para enfrentar a Aparecidense. O jogo vale uma vaga para a terceira fase da Série D 2016. Não é um jogo comum.

Todos sabem que a Aparecidense tem um conjunto forte, mas também sabem que, time por time,  o Ceilândia é superior ao seu adversário. Leva, pois, uma pequena vantagem que precisa se materializar no marcador.

Em sua segunda partida, o Gato Preto foi derrotado pela Aparecidense fora de casa: 3 x 2
Em sua segunda partida, o Gato Preto foi derrotado pela Aparecidense fora de casa: 3 x 2

Há expectativa de um bom público na tarde de hoje. O Estádio Regional de Ceilândia tem capacidade para 3000 torcedores. Foram colocados à venda 2000 ingressos. Ontem à noite restavam apenas 500, que começam a ser vendidos a partir das 13h de hoje.

Matheusinho desmonta a defesa do Araguaia na terceira partida: Ceilândia 4 x 2
Matheusinho desmonta a defesa do Araguaia na terceira partida: Ceilândia 4 x 2

Ceilândia e torcida parecem estar reatando o namoro. O Gato Preto nunca ficou tão distante de sua apaixonada torcida. O Regional sempre esteve lotado para ver o Ceilândia, mesmo nas épocas difíceis. Nos últimos anos não tem sido assim, mesmo com o time se transformando em uma das forças do futebol local.

Os jogadores entram em campo cientes das dificuldades e da responsabilidade, às quais se somam mais essa: o dever de chamar a torcida de volta.

Baiano desmontou o Araguaia na partida de volta: Ceilândia 3 x 1
Baiano desmontou o Araguaia na partida de volta: Ceilândia 3 x 1

O Ceilândia perdeu dois jogadores de sua equipe-base: Matheusinho lesionou-se gravemente no jogo diante do Comercial-MS. No jogo do último sábado, contra a Aparecidense, Mário Henrique também se lesionou. O lado esquerdo do Ceilândia está completamente mudado.

Artur foi importante na partida de volta contra a Aparecidense
Artur foi importante na partida de volta contra a Aparecidense

Adelson de Almeida tem poucas opções para o lado esquerdo. Weverton seria a escolha natural, mas Adelson pode optar por Kabrine ou Elivelto.  Sandro, que poderia ampliar o leque de opções (com três zagueiros) foi liberado para negociar com o futebol português.

Ceilândia fechou a fase de classificação em Dourados-MS, contra o Comercial
Ceilândia fechou a fase de classificação em Dourados-MS, contra o Comercial

No lugar de Matheusinho, o escolhido deve ser Filipe Cirne. No jogo passado, Filipe retornou ao time titular. Fez uma atuação apenas regular: interagiu pouco com Willian e deu pouca dinâmica de jogo ao Ceilândia. Foi engolido pela forte marcação da Aparecidense. Natural para quem ficou tanto tempo sem jogar.

Na primeira partida de mata-mata: Gato Preto sofreu para empatar em Aparecida de Goiânia
Na primeira partida de mata-mata: Gato Preto sofreu para empatar em Aparecida de Goiânia

A defesa do Ceilândia tem se portado bem. Se o Gato não tomar gol, já será meio caminho andado.

Ceilândia volta ao Regional com a missão de vencer e seguir adiante
Ceilândia volta ao Regional com a missão de vencer e seguir adiante

O jogo dessa tarde promete. Uma vitória e o Ceilândia sairá maior que entrou. Qualquer outro resultado… bem não se pode pensar em outro resultado…

Willian volta e com ele o Ceilândia joga diferente

Ceilândia vs Aparecidense: começa fase decisiva da D2016

Matheusinho comemora seu gol diante da Aparecidense: desfalque certo
Matheusinho comemora seu gol diante da Aparecidense: desfalque certo

O Ceilândia viaja nesta sexta-feira para Goiânia. Para a Comissão Técnica a ausência eventual de um ou outro jogador já estava no planejamento: “o plantel montado é de qualidade”.

Ceilândia volta ao Annibal Batista de Toledo
Ceilândia volta ao Annibal Batista de Toledo

Do meio para a frente, o  Ceilândia conta no elenco com jogadores como Elivelto, Filipe Cirne, Betinho, Formiga e Kabrine, jogadores com qualidades comprovadas. E isso, na visão da Comissão Técnica, garante que o time não sentirá a falta de Matheusinho.

Adelson pode optar pela entrada de um meio campista no lugar de Matheusinho (que poderia ser Elivelto ou Filipe Cirne). Isso pouco mudaria no esquema de jogo, mas talvez chamasse o bom time da Aparecidense demasiadamente para o seu campo de defesa.

Didão pode voltar, mas Sandro foi bem defensivamente nos últimos jogos
Didão pode voltar, mas Sandro foi bem defensivamente nos últimos jogos

Adelson treinou diversas opções, mas não revela como mandará o time a campo. O treinador sabe que de nada adiantará a grande campanha do Ceilândia até agora, segundo no geral em pontos e segundo melhor ataque, se o time não passar pela Aparecidense.

Para essa partida, o  Ceilândia terá os retornos importantes de Gabriel e do artilheiro Willian. Adelson não garantiu o retorno de Didão e talvez mantenha Sandro. É uma escolha difícil.

Willian volta e com ele o Ceilândia joga diferente
Willian volta e com ele o Ceilândia joga diferente

Com Didão, Clécio funciona melhor e o time joga com mais fluidez. Com Sandro, o time joga um futebol muito parecido com o do Candangão: é mais forte na defesa.  No ataque, o Ceilândia tem outro vice-artilheiro da competição: Gilvan. O companheiro de Gilvan pode ser Formiga.

A Aparecidense mudou um pouco a forma de jogar com Jose Carlos Leal. O treinador deve contar com o retorno de Washington e Giovani para a partida contra o Ceilândia.

 

Related Images:

Bola parada do Brasília preocupa: adversário é um time muito competitivo

Semana 15: Contra o Brasília, equilíbrio é a palavra da moda

Allan Dellon foi discreto até aqui, mas sempre apareceu nos grandes jogos
Allan Dellon foi discreto até aqui, mas sempre apareceu nos grandes jogos

O Ceilândia volta aos treinamentos hoje com vistas ao jogo decisivo desta quarta, 15h30, no Estádio Regional, contra o Brasília. Os jogadores passarão por revisão média. A princípio, ninguém preocupa.

Apesar do time haver melhorado a consistência ofensiva com as entradas de Bruno Morais e Claudecir, a melhora não foi suficiente para vencer o Brasília. Lembrando: nessa fase não há vantagem. Havendo empate nos dois jogos, os times irão para os pênaltis.

CEC foi um time mais compacto na transição defesa para o ataque: isso implica retomar a bola ainda no campo adversario
CEC foi um time mais compacto na transição defesa para o ataque: isso implica retomar a bola ainda no campo adversário

Na partida do sábado, o Gato Preto apresentou um futebol tecnicamente melhor, mas o Brasília compensou com bastante luta. O Ceilândia terá que identificar o equilíbrio necessário para anular a competitividade do Brasília e fazer prevalecer a sua melhor técnica.

Bola parada do Brasília preocupa: adversário é um time muito competitivo
Bola parada do Brasília preocupa: adversário é um time muito competitivo

Os outros resultados da rodada trouxeram apenas uma surpresa. O Ceilândia precisa aprender com essa surpresa. O Luziânia era tecnicamente muito superior ao Sobradinho, mas o Sobradinho compensou essa deficiência, principalmente no segundo tempo, com muita competitividade.

A programação da semana é complicada e Adelson procura o equilíbrio entre as necessidades. Por agora, pênalti está fora de cogitação. O objetivo é fazer prevalecer a força do conjunto do Ceilândia e vencer no tempo normal. Para isso, equilíbrio é a palavra da moda.

Related Images:

Mario esteve abaixo das últimas apresentações: o Ceilândia também

Em ritmo de treino: Ceilândia empata com Formosa e pega Brasília

 

Jogo atrasou quase 15 minutos. CEC entrou em campo, mas o Formosa sequer havia terminado o aquecimento
Jogo atrasou quase 15 minutos. Na hora de começar,  Formosa sequer havia terminado o aquecimento

O Ceilândia tinha tudo para fazer uma boa partida no dia de hoje e entrar com moral na fase de mata-mata. Ao contrário, não fez. O Ceilândia foi um time burocrático e limitou-se a defender-se diante de um Formosa que termina a competição na 1oª colocação.

O técnico Adelson de Almeida surpreendeu e mandou a campo o que tinha de melhor. A única exceção era Badhuga, que não pode jogar por problemas de saúde. Em seu lugar jogou Cristiano.

Liel voltou. CEC não sofreu, mas também não fez
Liel voltou. CEC não sofreu, mas também não fez

Adelson promoveu a entrada de Gabriel no lugar de Dudu, na lateral direita. No lugar do suspenso Sandro, Adelson promoveu o retorno de Liel. Wisman também voltava de suspensão.

Apesar de jogar com o seu time principal, o Ceilândia se viu na defensiva desde os primeiros minutos. O Formosa tinha a iniciativa do jogo. O Ceilândia até equilibrou um pouco a partida, mas jamais teve o domínio das ações.

Cristiano entrou no lugar de Badhuga:não comprometeu
Cristiano entrou no lugar de Badhuga:não comprometeu

O Ceilândia repetiu, também, as mesmas dificuldades que enfrentou contra o Luziânia. O Gato Preto somente conseguia retomar a bola na entrada de sua grande área.

Durante o primeiro tempo retomou a bola no campo adversário apenas uma vez e duas no primeiro terço do campo defensivo. Pouco para um time que se pretende seja finalista.

Wallace trabalhou muito. Deu um susto, mas esteve seguro na maior parte do tempo
Wallace trabalhou muito. Deu um susto, mas esteve seguro na maior parte do tempo

Apesar do Formosa ter a iniciativa, Léo pouco trabalhou. A defesa conseguiu conter o adversário. Além disso, ainda que em jogadas de bolas aéreas, o Ceilândia chegou a incomodar a meta do Formosa. Com a bola rolando, incomodou apenas em um belo chute de Gabriel.

Veio o segundo tempo e o Formosa manteve o Ceilândia na defensiva. Há algo mais grave: o Ceilândia passou a apelar para a ligação direta buscando Chefe, que lutava contra dois zagueiros. Wisman e Filipe não conseguiam render. O time como um todo, tinha dificuldade em jogar.

Gabriel substituiu Dudu: fez uma partida correta
Gabriel substituiu Dudu: fez uma partida correta

O jogo mantinha-se mais ou menos como no primeiro tempo até os 32 minutos. Foi a partir desse momento que o Formosa começou a aproximar-se mais e mais da meta alvinegra.

Naquele momento, Adelson já fizera todas as alterações possíveis. Sorte do CEC que faltava o último passe para o Formosa, graças, obviamente, ao trabalho defensivo dos volantes alvinegros.

Mario esteve abaixo das últimas apresentações: o Ceilândia também
Mario esteve abaixo das últimas apresentações: o Ceilândia também

O Ceilândia foi um time dominado pelo Formosa, mas defender-se também é uma arte. O CEC defendia-se bem e contou com alguma sorte. A sorte poderia ter sido maior se Wisman conseguisse fazer o gol na chance mais clara do Gato durante o jogo.

A partida já se encaminhava para o seu final, quando Wisman teve a oportunidade. O gol seria injusto com o Formosa que, com o empate, terminou desclassificado.

O Ceilândia? Bem, o Ceilândia vai enfrentar o Brasília na disputa por uma vaga nas semifinais.

Related Images:

Bom público conta o Cruzeiro: esperança de dias melhores no Regional

Semana 5: CEC já pensa no Santa Maria

hugo goiano
Hugo Goiano passou mal antes do jogo contra o Cruzeiro  e foi atendido ainda no vestiário

 

Superado o desafio da estreia, o Ceilândia tem agora o desafio de dar à vitória o tamanho que ela merece: importante porque toda vitória é importante, mas pouco significativa se considerarmos as circunstâncias do jogo.

Defesa foi pouco exigida contra o Cruzeiro: dificuldades crescentes no campeonato
Defesa foi pouco exigida contra o Cruzeiro: dificuldades crescentes no campeonato

O Ceilândia tem pela frente o desafio de encontrar o ritmo ideal o quanto antes. Contra o Cruzeiro, na avaliação da comissão técnica, o diferença no estágio da preparação selou a sorte do Cruzeiro.

Bom público conta o Cruzeiro: esperança de dias melhores no Regional
Considerando o apelo do adversário: Bom público conta o Cruzeiro no Estádio Regional

Pensando no campeonato, a Comissão Técnica avalia que o Ceilândia tem que saber utilizar a diferença técnica entre as equipes no início da competição.  A partir  da quarta rodada, o Ceilândia enfrentará os candidatos e é interessante que esteja pronto quando essa rodada chegar.

Nesta segunda-feira, os jogadores serão reavaliados. A princípio, Adelson não tem qualquer problema. Hugo Goiano, que passou mal com uma indisposição estomacal, foi tratado ainda no vestiário.

 

Related Images:

Ceilândia aposta no treino funcional

Jogadores com bola no início da preparação: novas técnicas
Jogadores com bola no início da preparação: novas técnicas

Há poucos anos, a fase de preparação de um time de futebol era bem definida. No primeiro momento, corrida, musculação, mais corrida e musculação. Somente depois de dez dias o jogador tinha contato com a bola.

Muita coisa mudou em pouco tempo. Adepto do treinamento funcional, o preparador John Kleber desde o primeiro momento optou por atividades com movimentos específicos do futebol. Aqui uma dificuldade: criar atividades que lembrem as fases mais intensas e decisivas de um jogo.

Gabriel e Chefe no alongamento: preparação prevê dois amistosos
Gabriel e Chefe no alongamento: preparação prevê dois amistosos

Além desses movimentos, o trabalho de preparação procura minimizar as chances de dores e lesões ao buscar maior equilíbrio entre das cadeias musculares. Daí que os atletas são submetidos a ações musculares intensas e curtas seguidas de pausas para novas ações.

No treino desta quarta-feira, por exemplo, os atletas passaram por diversos circuitos em que realizaram movimentos de um jogo. Enquanto isso, num pequeno espaço, três equipes se revezavam num treino de dois toques.

Ceilândia fará jogo-treino contra um combinado amador no sábado
Ceilândia fará jogo-treino contra um combinado amador no sábado

O Ceilândia volta a campo nesta quinta para dois treinos físico-técnicos. No sábado, 16h, o time deve realizar um jogo-treino contra um combinado amador de Santo Antônio do Descoberto.

Segundo a comissão técnica, o  objetivo desse jogo-treino é o de mesclar o relaxamento necessário, depois de uma semana de trabalho, com a necessidade de gradativamente dar ritmo aos jogadores.

 

Related Images: