Tag: Luziânia

Top5-DF permanece inalterado: Paracatu e Formosa sobem

Cinco times comandaram os anos 10

As dificuldades financeiras do Ceilândia em 2019 deixaram um rastro de preocupações. Na verdade o time já vinha com dificuldades desde 2018. O Presidente Ari de Almeida por diversas vezes manifestou essa preocupação e disse que uma prioridade em 2019 seria colocar as contas em dia. Ainda não conseguiu.

O Top 8 de 2018 no somatório dos pontos de 14, 15, 16, 17 e 18.

O cenário do futebol local mostra que Brasiliense, Gama, Ceilândia, Luziânia, Sobradinho, Paracatu e Formosa vem consistentemente integrando o G8 do futebol local.  Um olhar atento revela que Ceilândia, Luziânia e Sobradinho caíram em 2019 com  Paracatu, Formosa e Real subindo. É preciso estar atento aos sinais.

Municípios goianos e mineiros da RIDE. Paracatu cavando o seu lugar.

Na pontuação dos últimos 5 anos, o Brasiliense viu o Gama encostar. A campanha alviverde em 2019 foi algo fantástica. Fez 33 pontos a mais que o Ceilândia! Analisando-se em termos de tendências, percebe-se um crescimento lento e consistente dos times do entorno, particularmente de Paracatu e Formosa. O Luziânia já é uma realidade. 

Somatório dos pontos de 15, 16, 17, 18 e 19. Ceilândia, Luziânia e Sobradinho despencam, mas continuam no Top5

O apoio das comunidades locais tem sido importante para esses times da RIDE (Paracatu não faz parte da RIDE, mas está em processo de integração). 

Wallace Jesus fez dois gols e deu muito trabalho à defesa do Paranoá

Wallace Jesus pega gancho de 6 meses

Wallace Jesus fez dois gols e deu muito trabalho à defesa do Paranoá
Wallace Jesus pegou seis meses de suspensão

O ano não foi bom para o Ceilândia. Em meio a diversas dificuldades, o Gato Preto fez a sua pior campanha em décadas e amargou a nona colocação do Candangão 2019.

Para Wallace Jesus há um motivo a mais para esquecer. Expulso na derrota diante do Luziânia, o atacante acabou perdendo a cabeça e tentou chutar o árbitro Almir Camargo. Almir Camargo revidou com outro chute. 

O fato é que Wallace foi julgado pelo TJD-DF e pegou seis meses de suspensão. Poderia ser pior. Para Wallace Jesus futebol somente em 2020.

Dói… dói no Coração: Luziânia 3 x 1 Ceilândia

Com a derrota para o Luziânia, Gato Preto está virtualmente eliminado

Vida que segue! Os jogadores tem o respeito pelo que fizeram em circunstâncias adversas, mas ainda o sofrimento ainda não acabou. Resta um jogo. Não vale nada em termos de classificação, mas o nome da gente sempre está à prova.

Fazer imagens sob chuva forte, péssima iluminação e distante do foco quase impossível

O jogo desta quarta mal começou e o Ceilândia fez 1 x 0 com David. A vantagem fez mal ao alvinegro. O que se viu em seguida foi um time inseguro. O Gato Preto marcava mal. Dava muito campo ao Luziânia e marcava nos últimos 30 metros de campo.

Kabrine é um dos poucos que se salvam em 2019

Por volta dos 22 minutos o Ceilândia deu a impressão que poderia se encontrar no jogo. Não foi isso que aconteceu. No contra-ataque, Dan empatou aos 27.

Jefferson atuou ao lado de Marcelino: Cocada estava fora

A chuva desabou no Serra do Lago. O jogo até ficou equilibrado até o final do primeiro tempo, mas o Ceilândia jamais foi capaz de chegar ao ataque de maneira estruturada. Sobrava vontade, faltava futebol e organização.

No abafa: Ceilândia perdeu e está eliminado

Veio o segundo tempo. O Ceilândia voltou mais disposto. Disposição  nunca faltou e disso a torcida não cobra. Faltava um plano de jogo e um pouco mais de futebol. Apesar disso, o jogo era parelho, amarrado e ninguém criava.

Aos 10, em escanteio, o Ceilândia mais um dos muitos gols de cabeça em bola parada neste ano. Perivaldo fez 2 x 1. Após o gol, o Ceilãndia assumiu o controle da partida. Mais porque o Luziânia recuou excessivamente.

Jairo mudou o time do jogo contra o Sobradinho: Mandi começou no banco

Apesar da iniciativa, o Ceilândia jamais foi capaz de criar situações claras de gol. Poderia ter empatado aqui e ali, é verdade, mas jamais teve situação clara de gol. Ao revés: a única chance clara de gol criada foi do Luziânia para belíssima defesa de Victor.

O jogo no geral foi ruim: dois times esforçados apenas, mas o Luziânia mais organizado

O jogo encaminhava-se para o seu final quando Wallace sofreu falta. Não reclamaremos da arbitragem. Não vale a pena. O Ceilândia em 2019 perdeu força dentro e fora de campo. Reclamou do árbitro (não diremos o nome). Discutiu com o árbitro!!! Foi expulso… Tentou chutar o árbitro!!! O árbitro em seguida tentou chutar Wallace!!! A turma do deixa disso interveio.

David fez o gol do Ceilândia

Mesmo com um a menos o Ceilândia continuou tendo a iniciativa do jogo. Importante dizer que pela primeira vez o Ceilândia deixou de ser um time “zen” e parecia um time de verdade, com sangue nos olhos, disposto a tudo pela vitória.

O fecho viria aos 49. O Ceilândia naquele momento já não tinha mais pernas… Renatinho bateu de longe e fez um belo gol: Luziânia 3 x 1. 

Todo sofrimento acaba… o de 2019 está chegando ao seu fim. 

Cocada não joga. Jairo procura soluções

Em 2018: Ceilândia e Luziânia não saíram do zero.

Cocada fará falta! Expulso no primeiro minuto de jogo do segundo tempo contra o Sobradinho, não jogará nesta quarta em Luziânia.

Cocada foi expulso contra o Sobradinho: fará falta

O Ceilândia chega na penúltima rodada na nona colocação. Precisa vencer para se manter vivo. O Luziânia está virtualmente classificado e briga por uma vaga no G4, onde tem um confronto direto no domingo contra o Real.

Candangão 2019

PosClubeJVEDGPGCSPts
11714303492545
217113331112036
3156451512322
4155731810822
5135532012820
6135351720-318
7134451215-316
8133641513215
9113351110112
1011146511-67
1111038627-213
12110110438-341

O Ceilândia enfim mostrou um jogo bem estruturado. Ainda há dúvidas sobre o quanto da fragilidade do Sobradinho contribuiu. O fato é que o Ceilândia jogou diferente, resta saber se manterá o padrão contra o Luziânia.

Michel foi deslocado para a defesa. Abriria um buraco no meio

Jairo tem problema para montar o time de amanhã. O elenco de zagueiros é enxuto. Se tiver que improvisar, trará problemas no meio que está se ajustando. Problema enorme. 

Willian chegou e tem estado melhor a cada partida: Ceilândia vai precisar de todos

Semana decisiva: vencer ou ser eliminado

Depois do empate em Sobradinho, Ceilândia vai a Luziânia. Agora só a vitória interessa.

O Campeonato chegou na sua fase decisiva. O Ceilândia começa esta semana na nona colocação, um ponto atrás do Formosa, a quatro pontos do Capital e cinco de Sobradinho e Paracatu. 

Para piorar, o Formosa enfrenta o Bolamense no meio de semana, enquanto o Gato Preto enfrentará o já  Luziânia.

Gama, Brasiliense e Real já estão matematicamente classificados. O Luziânia, beneficiado pelos confrontos diretos entre do Capital, contra Paracatu e Formosa mais um bom saldo de gols, também.

As contas do Ceilândia são simples. Primeiro,  vencer Luziânia.  Qualquer outro resultado torna as possibilidades meramente matemáticas.

Se o Ceilândia vencer o Luziânia terá condições de se aproveitar dos confrontos diretos do Capital. Se o Capital vencer o Paracatu ou empatar, o Gato Preto decide a vaga diretamente contra o time mineiro.

Willian chegou e tem estado melhor a cada partida: Ceilândia vai precisar de todos
Ceilândia terá a obrigação de vencer os dois jogos restantes: Luziânia é o primeiro

Caso o Paracatu vença o Capital, já estará classificado. Nesse caso, o Ceilândia volta seus olhos para Formosa e Capital. Presume-se que o Formosa vença o Bolamense. Nesse caso, na última rodada, Formosa teria 13 e o Capital 13 ou 14 pontos. Um time vai e outro fica. Somente com outra vitória, agora sobre o Paracatu, o Ceilândia se classificaria para o mata-mata.

O Sobradinho, na última rodada enfrenta o Santa Maria.  A princípio, contudo, o Sobradinho vence e vai a 17 pontos. O Santa Maria tem um confronto direto no meio de semana na luta contra o rebaixamento. Se vencer, entra com algo por qual lutar. Futebol tem das suas.

Foi 0x0, pode ser tarde, mas há sinais de que a sorte pode ter mudado

Mandi fez sua melhor partida pelo Gato Preto, mas time ainda precisa entendê-lo. Questão de timing.

A torcida sempre cobrou que o Ceilândia apresentasse um jogo estruturado, que o time chegasse ao ataque como fruto de uma transição trabalhada e não pela força de vontade de nossos jogadores. Esse jogo veio na antepenúltima rodada do Candangão 2019. Pode ter vindo tarde demais. Que bom que veio. Temos dois jogos e tudo é possível!

Cleiton: inteligente, tranquilo, lutador. Pena que chegou tarde…

Há alguns sinais que a sorte pode estar mudando. O primeiro sinal foi que o Ceillândia sempre mostrou um jogo mais estruturado que seu adversário de hoje. O Ceilândia concluiu a gol dez (!) vezes, talvez mais que em toda a competição. 

Helinho, Mandi e Cleiton: um Ceilândia equilibrado. Helinho, o motor do time.

Outro sinal de que a sorte está mudando é que o Ceilândia não sofreu gol nas poucas vezes em que o adversário, mesmo sendo dominado,  teve a oportunidade de concluir.

Murilo salva! Sinal de que a sorte pode estar mudando

Quer outra prova clara de que a sorte pode estar mudando? Cocada foi expulso no primeiro minuto do segundo tempo. Não demorou, o Sobradinho, que já havia realizado as três substituições, viu-se na contingência de também jogar com 10 jogadores.

Murilo foi um gigante: salvou a única chance de gol do Sobradinho

O fato é que, na manhã deste sábado, o Ceilândia foi a Sobradinho e, desde o primeiro minuto, tomou as rédeas da partida. Diferente dos jogos passados, em que o Gato Preto fazia da vontade a sua única arma, no jogo de hoje o time jogou um futebol capaz de envolver o seu adversário.

Gabriel e Cleiton: os dois se entenderam bem

As entradas de Gabriel, Cleiton Junior e David deram enorme equilíbrio ao Ceilândia e permitiram que o melhor de Michel e Helinho pudesse surgir. Resultado: a transição foi boa, como não se viu este ano.

Gabriel fez muita falta nos últimos jogos. Livre de problemas particulares, pode render mais

A defesa tinha Cocada e Jeffferson, seguros como nunca. Murilo pela direita e Kabrine pela esquerda jogavam na mesma intensidade. O Ceilândia foi sempre um time penso, hoje foi um time equilibrado.

David e Gabriel: Ceilândia pediu pênalti sobre David

As melhoras, contudo, não foram suficientes para assegurar uma vitória do Gato Preto. O time chegou diversas vezes em condições de marcar, chutou a gol diversas vezes, mas a rigor teve apenas duas claras situaçõs de gol. Nas duas, a bola teimou em não entrar.

Cocada assiste Vitor fazer a defesa. Zagueiro foi expulso, goleiro teve pouco trabalho

É possível teorizar sobre as razões da melhora do Ceilândia. Uma parece óbvia: a inteligência de Cleiton Júnior. Outra, o fato de que David e Gabriel entraram muito bem e aliviaram a carga sobre Michel e Helinho.

Sami entrou no segundo tempo. Kabrine foi para o meio. Opção interessante para Jairo

Acima de tudo há o fato de que o Ceilândia, pela primeira vez na competição, jogou como um time. Jairo deve estar orgulhoso de enfim ter conseguido esse intento. Pena que pode ter sido muito tarde.

Jefferson fez excelente dupla com Cocada. Pena que o comandante foi expulso

O Ceilândia dorme na oitava colocação. Na melhor das hipóteses termina a fase de classificação em sétimo. Classificar seria um luxo! Precisa vencer os dois jogos restantes. O Ceilândia tem jogado bem quando joga fora de casa.

David entrou muito bem contra o Sobradinho.

O problema caso o Ceilândia se classifique é que o Gato Preto é um bicho enjoado em mata-mata.

Lucas Portela comemora o gol do título

Ceilândia bate Legião e é Campeão Candango de Juniores 2018

Juan fez o primeiro gol do Ceilândia cobrando pênalti.
Juan fez o primeiro gol do Ceilândia cobrando pênalti.

O Ceilândia sagrou-se Campeão Candango de Juniores do Distrito Federal em 2018. Jogando na tarde deste sábado, no Bezerrão, o Gato Preto precisou de cento e vinte minutos para vencer o Legião e voltar a ser campeão de juniores.

Christian nada pode fazer no gol de empate do Legião
Christian nada pode fazer no gol de empate do Legião

A decisão opunha os times de melhores campanhas na competição. O Ceilândia teve a iniciativa do jogo na maior parte do tempo, mas não conseguiu traduzir esse domínio em situações claras de gol. O mesmo se diga do Legião nos momentos em que tomou a iniciativa do jogo.

O Ceilândia esteve melhor na maior parte do tempo
O Ceilândia esteve melhor na maior parte do tempo

Assim, os gols vieram em bolas paradas.  O Gato Preto saiu na frente logo aos 13 minutos. Warley foi derrubado dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. Juan bateu firme, à direita do gol adversário e abriu o marcador.

Técnico Leo Roquete mexeu muito no time no segundo tempo
Técnico Leo Roquete mexeu muito no time no segundo tempo

Não deu tempo sequer para comemorar.  Três minutos depois o Ceilândia errou na saída de bola. Na sequência, o árbitrou assinalou falta que foi cobrada com perfeição: Ceilândia 1 x 1 Legião.

Torcida levou faixas para apoiar jogadores
Torcida levou faixas para apoiar jogadores

O Ceilândia sofreu o impacto emocional do gol, mas logo se recompôs. O primeiro tempo terminou em 1 x 1.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia continuou melhor, mas mostrava as mesmas dificuldades no último passe que no primeiro tempo. Na segunda metade do segundo tempo o panorama do jogo mudou. O Legião assumiu o controle da partida.

Lucas Portela comemora o gol do título
Lucas Portela comemora o gol do título

Tal qual o Ceilândia, o Legião também tinha dificuldade para criar situações claras de gol e o tempo regulamentar terminou em 1 x 1 .

Comissão Técnica espera ansiosa pelo término da partida

Veio a prorrogação e o Ceilândia voltou a tomar a iniciativa do jogo. Já havia espaços entre as linhas defensivas de ambas as equipes, mas ninguém criou situação clara de gol.

Festa alvinegra: Ceilândia campeão

Veio o segundo tempo da prorrogação e a cobrança de penalidades parecia algo real. Não foi isso que aconteceu. Abdio invadiu a área do Legião e foi derrubado. Penalti! Lucas Portela cobrou e fez Ceilândia 2 x 1 aos 5 minutos.

Só não foi possível fotografar a entrega do troféu: mas está valendo
Só não foi possível fotografar a entrega do troféu: mas está valendo

Depois disso, o Ceilândia cuidou em segurar o jogo. O Legião não tinha forças e o Gato Preto controlou a partida até o apito final. Depois de 31 anos, mesmo tendo sido campeão em todas as categorias de base do Distrito Federal, inclusive sub 20, enfim  o Ceilândia volta a ser Campeão Candango de juniores.

Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida

Prova de fogo em Sobradinho

Adriano jogou contra o Formosa: obediente taticamente, mas discreto na maior parte do jogo
Adriano jogou contra o Formosa: obediente taticamente, mas discreto na maior parte do jogo

O Ceilândia volta a campo amanhã, 11h00, para enfrentar o Sobradinho, jogo válido pelas semifinais do Candangão 2018. O Gato Preto tem a missão de fazer valer nos dois confrontos a  melhor campanha da competição. Em contrapartida, o adversário eliminou o Real e se qualificou como desafiante do Ceilândia no mata-mata.

Contra o Formosa, Ronan esteve abaixo de suas atuações, mas é sempre perigoso
Contra o Formosa, Ronan esteve abaixo de suas atuações, mas é sempre perigoso

O Ceilândia terá diante do Sobradinho um desafio importante para o seu jogo estruturado. Diante do Formosa, o Gato Negro administrou a vantagem conquistada no primeiro jogo.

Emerson Martins é o motor do Ceilândia
Emerson Martins é o motor do Ceilândia

De acordo com jogadores e Comissão Técnica, a cada fase de mata-mata os jogos tendem a ser mais equilibrados e difíceis. O detalhe sempre fará a diferença, seja ele técnico, físico ou mental.

Matheus entrou contra o Formosa: ganhando ritmo aos poucos
Matheus entrou contra o Formosa: ganhando ritmo aos poucos

Didão continua sendo dúvida para o confronto de amanhã. O Ceilãndia perde muito sem o seu capitão. Diante do Formosa, Adelson testou Adriano. Contra o Santa Maria testou Elivelto. Alcione, se estiver em forma, é também uma opção.

Alcione está voltando e com ela a esperança das grandes atuações do ano passado.
Alcione está voltando e com ela a esperança das grandes atuações do ano passado.

O cobertor é curto, mas o time tem sabido superar as dificuldades.  Em qualquer situação, Adelson conta com a regularidade de Emerson Martins e com a subida de produção de Kasado, que ainda oscila um pouco.

Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida
Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida

Adelson sempre reserva uma surpresa. Esperar e ver.

No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu.

Hoje saem dois semifinalistas

 

No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu.
No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu. Imagens de KadaEsportes.com.br

Sem muito tempo para treinar, o Ceilândia aproveitou o dia a mais de folga para se preparar para a partida decisiva desta quinta-feira, 15h30, no Abadião, diante do Formosa.  Enquanto jogadores e comissão técnica preocupam-se apenas com o Formosa, a torcida tem tempo para se fixar nos outros confrontos das quartas-de-final.

No segundo jogo do dia, Gama pega o Luziânia
No segundo jogo do dia, Gama pega o Luziânia. Imagens de KadaEsportes.com.br

Nos jogos de meio de semana, oito times entram em campo, mas apenas quatro prosseguem na competição. Os jogos de hoje decidem dois semifinalistas.

Às 20h30, no Bezerrão, enfrentam-se os campeões candangos de 2015 e 2016, Gama e Luziânia.  No outro confronto, às 15h30, no Abadião, o atual campeão  Brasiliense enfrenta o Paracatu. Gama e Brasiliense tem a vantagem oferecida pelo regulamento, mas futebol é sempre complicado.

 

Rogerio Juidecce, Adelson e Cassius: muito trabalho antes da sequencia de jogos

Ceilândia: 8 jogos em menos de um mês. Domingo: Bolamense

Rogerio Juidecce, Adelson e Cassius: muito trabalho antes da sequencia de jogos
Rogerio Juidecce, Adelson e Cassius: muito trabalho antes da sequencia de jogos

O Ceilândia sofreu com a sequência de jogos no mês de janeiro e início de fevereiro. O desgaste era visível de alguns atletas, principalmente no segundo tempo.  O efeito dos jogos sobre Formiga surgiram em forma de contusão. Gago também sentia a sequência de jogos.

Adelson deve estar agradecendo a semana de folga para recuperar os atletas desgastados. Rogerio Giudecce terá tempo para realizar o polimento no preparo físico dos atletas para uma sequência inimaginável de jogos, trabalho que não teve tempo de realizar com a sequência de jogos disputados.

O Ceilândia deve realizar 8 jogos em aproximadamente um mês. Depois, a se classificar para o mata-mata, o Ceilândia enfrentará outra maratona de jogos, agora decisivos.

Para o jogo deste final de semana, Adelson não deverá contar com Formiga. É difícil apontar um jogador no elenco que possa desempenhar a função tática que Formiga tem desempenhado. Nenhuma mudança é tão simples. Ronan e Wallace Jesus seriam as opções mais óbvias, mas isso implica mudar a maneira de jogar. Esperar e ver.

 

Related Images:

Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro

Ceilândia passa pelo Formosa: 3 x 0

Adelson optou por Jefferson e deixou Cauê no banco.
Adelson optou por Jefferson e deixou Cauê no banco.

O Ceilândia conquistou a sua primeira vitória no Candangão 2018. Jogando na tarde desta quarta no Abadião, o Gato Preto precisou usar da paciência para furar a retranca adversária.

Didão foi discreto na maior parte do tempo e abriu o caminho para a vitória
Didão foi discreto na maior parte do tempo e abriu o caminho para a vitória

O primeiro tempo foi disputado em banho-maria. O Ceilândia teve a quase totalidade da posse de bola, mas se resumia a trocar passes no próprio campo de defesa. O Formosa não queria atacar, o Ceilândia não conseguia.

Vavá deu muito trabalho para a defesa do Formosa. Esta parou no travessão
Vavá deu muito trabalho para a defesa do Formosa. Esta parou no travessão

Apesar das dificuldades encontradas no primeiro tempo, o Ceilândia ainda consguiu criar duas boas situações de gol. Na primeira, bela jogada pela esquerda de ataque e o passe sob medida para Emerson Martins bater forte da entrada da área para boa defesa de Pedro. 

Formiga foi muito importante. Primeiro taticamente e depois quando fez o segundo gol do Ceilândia
Formiga foi muito importante. Primeiro taticamente e depois quando fez o segundo gol do Ceilândia

Na segunda oportunidade, Vavá, que deu muito trabalho para a defesa goiana, cabeceou no travessão.

O time voltou para o segundo tempo com Adriano no lugar de Kasado. Adelson recuou Emerson Martins e com isso tentava resolver o problema da transição. 

Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro
Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro

Não demorou  e o Ceilândia fez 1 x 0. Escanteio cobrado por Kabrine e Didão desviou para o fundo do gol logo aos 6. Com a vantagem, o Ceilândia passou a dar espaços para o Formosa. O time goiano aproveitou-se da falha na marcação e passou a rondar a área alvinegra. Adelson, por sua vez, insistia para que o time subisse a marcação. 

oportunidade do Formosa, o penalti parou na trave
Na melhor oportunidade do Formosa, o penalti parou na trave

O segundo gol do Ceilândia veio quando o Formosa tentava sair para o jogo. Com isso, também deixou espaços. Adriano fez belo lançamento para Formiga que ganhou a dividida com Pedro e tocou para o fundo do gol.

Elivelto deu força ao ataque pela esquerda
Elivelto deu força ao ataque pela esquerda

Após o segundo gol o Ceilândia assumiu o controle do jogo por completo. As oportunidades de gol foram se sucedendo até que Gustavo Gago, aos 40 fez o terceiro. Antes contudo, sobrou emoção.

Gago estufa a rede: Ceilândia 3 x 0
Gago estufa a rede: Ceilândia 3 x 0

O Formosa teve a chance de diminuir na cobrança de penalti. A bola explodiu no poste direito de Wendell e, no contra-ataque, o Ceilândia matou o jogo.

No próximo domingo o Ceilândia vai a Luziânia enfrentar o Real.

Related Images:

Allan Dellon: uma temporada descente

Allan Dellon e Wallace Jesus regularizados

Allan Dellon: uma temporada descente
Allan Dellon retorna ao Ceilândia

O Ceilândia enfrenta o Formosa na tarde desta quarta, com ingressos a 10 reais, no Abadião, em sua segunda partida do Candangão 2018.

Wallace Jesus em ação pelo Brasíília no ano passado
Wallace Jesus em ação pelo Brasíília no ano passado

Em meio aos preparativos para o jogo, duas novidades: os registros de Allan Dellon e de Wallace Jesus. Allan Dellon é velho conhecido da torcida alvinegra. Já Wallace Jesus tem 21 anos e disputou o Candangão 2017 pelo Brasília. 

Para o jogo desta tarde, o Ceilândia terá o provável retorno de Alcione.

 

Related Images:

Dúvida durou pouco tempo: Alcione comemora gol da vitória

Ceilândia encara Formosa nesta quarta no Abadião

Meio é ineficiente na marcação e no ataque
Allan Dellon ainda não está em condições de jogar contra o Formosa

Depois de ser mais consistente que o Luziânia durante todo o tempo na partida de domingo e ter que se contentar com o empate, o Ceilândia volta a campo nesta quarta, 16h, no Abadião, diante do Formosa.

O Gato Preto vem de uma sequencia de duas boas atuações. Nos jogos contra Corumbaense e Luziânia, apesar de sempre melhor que seus adversários, o Ceilândia criou poucas oportunidades de gol.

Outro ponto positivo no processo tem sido a defesa. O Ceilândia não sofreu gol nesses jogos e Wendell, nas poucas vezes que foi exigido, mostrou a segurança exigida.

A direção ainda não divulgou os preços dos ingressos para esta quarta. A princípio os ingressos custarão dez reais a meia entrada.

Ceilândia tropeça em Luziânia: 0x0

Imagem: Benilton
Ceilândia fez seu primeiro ponto no campeonato: pouco

O Ceilândia empatou com o Luziânia sem gols na estreia do Candangão 2018. 

O Gato Preto começou melhor e assumiu o controle da partida. Apesar do domínio territorial, o Ceilândia não criou grandes oportunidades.

A melhor oportunidade de gol do Ceilândia veio em um erro do Luziânia, mas Formiga desperdiçou.

No segundo tempo, o Luziânia equilibrou as ações, mas o jogo era disputado de intermediária a intermediária. A melhor oportunidade do segundo tempo foi do Luziânia: Anjinho obrigou Wendell a importante intervenção.

Agora o Ceilândia enfrenta o Formosa, quarta-feira, 16h, no Abadião.

Defesa do Ceilândia completamente mudada enfrenta o Luziania

Foco no Candangão: Luziânia no domingo

Adelson: Luziânia é o desafio na estreia
Adelson: Luziânia é o desafio na estreia

O Ceilândia estreia no Candangão 2018 domingo, 17h, no Serra do Lago, contra o Luziânia. Terminada a participação na Copa Verde, o Gato Preto volta seus olhos para a competição local, tida por todos na Cidade do Gato como a mais importante do primeiro semestre.

Defesa do Ceilândia completamente mudada enfrenta o Luziania
Defesa do Ceilândia completamente mudada enfrenta o Luziania

O técnico Adelson de Almeida a princípio não tem problemas para a partida deste domingo. Há expectativa por novas alterações na equipe com o possível retorno de Alcione, mas isso implicaria mudança na forma de jogar do Ceilândia. É esperar para ver.

Na Cidade do Gato o jogo deste domingo é encarado com preocupação. A primeira rodada do Candangão reservou algumas surpresas, como as derrotas do Brasiliense para o Real e a derrota do Gama para o estreante Bolamense. Para a Comissão Técnica isso seria prova de um campeonato complicado pela frente.