Tag: Luziânia

Lucas Portela comemora o gol do título

Ceilândia bate Legião e é Campeão Candango de Juniores 2018

Juan fez o primeiro gol do Ceilândia cobrando pênalti.
Juan fez o primeiro gol do Ceilândia cobrando pênalti.

O Ceilândia sagrou-se Campeão Candango de Juniores do Distrito Federal em 2018. Jogando na tarde deste sábado, no Bezerrão, o Gato Preto precisou de cento e vinte minutos para vencer o Legião e voltar a ser campeão de juniores.

Christian nada pode fazer no gol de empate do Legião
Christian nada pode fazer no gol de empate do Legião

A decisão opunha os times de melhores campanhas na competição. O Ceilândia teve a iniciativa do jogo na maior parte do tempo, mas não conseguiu traduzir esse domínio em situações claras de gol. O mesmo se diga do Legião nos momentos em que tomou a iniciativa do jogo.

O Ceilândia esteve melhor na maior parte do tempo
O Ceilândia esteve melhor na maior parte do tempo

Assim, os gols vieram em bolas paradas.  O Gato Preto saiu na frente logo aos 13 minutos. Warley foi derrubado dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. Juan bateu firme, à direita do gol adversário e abriu o marcador.

Técnico Leo Roquete mexeu muito no time no segundo tempo
Técnico Leo Roquete mexeu muito no time no segundo tempo

Não deu tempo sequer para comemorar.  Três minutos depois o Ceilândia errou na saída de bola. Na sequência, o árbitrou assinalou falta que foi cobrada com perfeição: Ceilândia 1 x 1 Legião.

Torcida levou faixas para apoiar jogadores
Torcida levou faixas para apoiar jogadores

O Ceilândia sofreu o impacto emocional do gol, mas logo se recompôs. O primeiro tempo terminou em 1 x 1.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia continuou melhor, mas mostrava as mesmas dificuldades no último passe que no primeiro tempo. Na segunda metade do segundo tempo o panorama do jogo mudou. O Legião assumiu o controle da partida.

Lucas Portela comemora o gol do título
Lucas Portela comemora o gol do título

Tal qual o Ceilândia, o Legião também tinha dificuldade para criar situações claras de gol e o tempo regulamentar terminou em 1 x 1 .

Comissão Técnica espera ansiosa pelo término da partida

Veio a prorrogação e o Ceilândia voltou a tomar a iniciativa do jogo. Já havia espaços entre as linhas defensivas de ambas as equipes, mas ninguém criou situação clara de gol.

Festa alvinegra: Ceilândia campeão

Veio o segundo tempo da prorrogação e a cobrança de penalidades parecia algo real. Não foi isso que aconteceu. Abdio invadiu a área do Legião e foi derrubado. Penalti! Lucas Portela cobrou e fez Ceilândia 2 x 1 aos 5 minutos.

Só não foi possível fotografar a entrega do troféu: mas está valendo
Só não foi possível fotografar a entrega do troféu: mas está valendo

Depois disso, o Ceilândia cuidou em segurar o jogo. O Legião não tinha forças e o Gato Preto controlou a partida até o apito final. Depois de 31 anos, mesmo tendo sido campeão em todas as categorias de base do Distrito Federal, inclusive sub 20, enfim  o Ceilândia volta a ser Campeão Candango de juniores.

Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida

Prova de fogo em Sobradinho

Adriano jogou contra o Formosa: obediente taticamente, mas discreto na maior parte do jogo
Adriano jogou contra o Formosa: obediente taticamente, mas discreto na maior parte do jogo

O Ceilândia volta a campo amanhã, 11h00, para enfrentar o Sobradinho, jogo válido pelas semifinais do Candangão 2018. O Gato Preto tem a missão de fazer valer nos dois confrontos a  melhor campanha da competição. Em contrapartida, o adversário eliminou o Real e se qualificou como desafiante do Ceilândia no mata-mata.

Contra o Formosa, Ronan esteve abaixo de suas atuações, mas é sempre perigoso
Contra o Formosa, Ronan esteve abaixo de suas atuações, mas é sempre perigoso

O Ceilândia terá diante do Sobradinho um desafio importante para o seu jogo estruturado. Diante do Formosa, o Gato Negro administrou a vantagem conquistada no primeiro jogo.

Emerson Martins é o motor do Ceilândia
Emerson Martins é o motor do Ceilândia

De acordo com jogadores e Comissão Técnica, a cada fase de mata-mata os jogos tendem a ser mais equilibrados e difíceis. O detalhe sempre fará a diferença, seja ele técnico, físico ou mental.

Matheus entrou contra o Formosa: ganhando ritmo aos poucos
Matheus entrou contra o Formosa: ganhando ritmo aos poucos

Didão continua sendo dúvida para o confronto de amanhã. O Ceilãndia perde muito sem o seu capitão. Diante do Formosa, Adelson testou Adriano. Contra o Santa Maria testou Elivelto. Alcione, se estiver em forma, é também uma opção.

Alcione está voltando e com ela a esperança das grandes atuações do ano passado.
Alcione está voltando e com ela a esperança das grandes atuações do ano passado.

O cobertor é curto, mas o time tem sabido superar as dificuldades.  Em qualquer situação, Adelson conta com a regularidade de Emerson Martins e com a subida de produção de Kasado, que ainda oscila um pouco.

Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida
Didão lesionou-se contra o Formosa e é dúvida

Adelson sempre reserva uma surpresa. Esperar e ver.

No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu.

Hoje saem dois semifinalistas

 

No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu.
No primeiro jogo do dia, o atual campeão enfrenta o Paracatu. Imagens de KadaEsportes.com.br

Sem muito tempo para treinar, o Ceilândia aproveitou o dia a mais de folga para se preparar para a partida decisiva desta quinta-feira, 15h30, no Abadião, diante do Formosa.  Enquanto jogadores e comissão técnica preocupam-se apenas com o Formosa, a torcida tem tempo para se fixar nos outros confrontos das quartas-de-final.

No segundo jogo do dia, Gama pega o Luziânia
No segundo jogo do dia, Gama pega o Luziânia. Imagens de KadaEsportes.com.br

Nos jogos de meio de semana, oito times entram em campo, mas apenas quatro prosseguem na competição. Os jogos de hoje decidem dois semifinalistas.

Às 20h30, no Bezerrão, enfrentam-se os campeões candangos de 2015 e 2016, Gama e Luziânia.  No outro confronto, às 15h30, no Abadião, o atual campeão  Brasiliense enfrenta o Paracatu. Gama e Brasiliense tem a vantagem oferecida pelo regulamento, mas futebol é sempre complicado.

 

Rogerio Juidecce, Adelson e Cassius: muito trabalho antes da sequencia de jogos

Ceilândia: 8 jogos em menos de um mês. Domingo: Bolamense

Rogerio Juidecce, Adelson e Cassius: muito trabalho antes da sequencia de jogos
Rogerio Juidecce, Adelson e Cassius: muito trabalho antes da sequencia de jogos

O Ceilândia sofreu com a sequência de jogos no mês de janeiro e início de fevereiro. O desgaste era visível de alguns atletas, principalmente no segundo tempo.  O efeito dos jogos sobre Formiga surgiram em forma de contusão. Gago também sentia a sequência de jogos.

Adelson deve estar agradecendo a semana de folga para recuperar os atletas desgastados. Rogerio Giudecce terá tempo para realizar o polimento no preparo físico dos atletas para uma sequência inimaginável de jogos, trabalho que não teve tempo de realizar com a sequência de jogos disputados.

O Ceilândia deve realizar 8 jogos em aproximadamente um mês. Depois, a se classificar para o mata-mata, o Ceilândia enfrentará outra maratona de jogos, agora decisivos.

Para o jogo deste final de semana, Adelson não deverá contar com Formiga. É difícil apontar um jogador no elenco que possa desempenhar a função tática que Formiga tem desempenhado. Nenhuma mudança é tão simples. Ronan e Wallace Jesus seriam as opções mais óbvias, mas isso implica mudar a maneira de jogar. Esperar e ver.

 

Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro

Ceilândia passa pelo Formosa: 3 x 0

Adelson optou por Jefferson e deixou Cauê no banco.
Adelson optou por Jefferson e deixou Cauê no banco.

O Ceilândia conquistou a sua primeira vitória no Candangão 2018. Jogando na tarde desta quarta no Abadião, o Gato Preto precisou usar da paciência para furar a retranca adversária.

Didão foi discreto na maior parte do tempo e abriu o caminho para a vitória
Didão foi discreto na maior parte do tempo e abriu o caminho para a vitória

O primeiro tempo foi disputado em banho-maria. O Ceilândia teve a quase totalidade da posse de bola, mas se resumia a trocar passes no próprio campo de defesa. O Formosa não queria atacar, o Ceilândia não conseguia.

Vavá deu muito trabalho para a defesa do Formosa. Esta parou no travessão
Vavá deu muito trabalho para a defesa do Formosa. Esta parou no travessão

Apesar das dificuldades encontradas no primeiro tempo, o Ceilândia ainda consguiu criar duas boas situações de gol. Na primeira, bela jogada pela esquerda de ataque e o passe sob medida para Emerson Martins bater forte da entrada da área para boa defesa de Pedro. 

Formiga foi muito importante. Primeiro taticamente e depois quando fez o segundo gol do Ceilândia
Formiga foi muito importante. Primeiro taticamente e depois quando fez o segundo gol do Ceilândia

Na segunda oportunidade, Vavá, que deu muito trabalho para a defesa goiana, cabeceou no travessão.

O time voltou para o segundo tempo com Adriano no lugar de Kasado. Adelson recuou Emerson Martins e com isso tentava resolver o problema da transição. 

Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro
Adriano deu passe para o segundo gol e poderia ter feito o terceiro

Não demorou  e o Ceilândia fez 1 x 0. Escanteio cobrado por Kabrine e Didão desviou para o fundo do gol logo aos 6. Com a vantagem, o Ceilândia passou a dar espaços para o Formosa. O time goiano aproveitou-se da falha na marcação e passou a rondar a área alvinegra. Adelson, por sua vez, insistia para que o time subisse a marcação. 

oportunidade do Formosa, o penalti parou na trave
Na melhor oportunidade do Formosa, o penalti parou na trave

O segundo gol do Ceilândia veio quando o Formosa tentava sair para o jogo. Com isso, também deixou espaços. Adriano fez belo lançamento para Formiga que ganhou a dividida com Pedro e tocou para o fundo do gol.

Elivelto deu força ao ataque pela esquerda
Elivelto deu força ao ataque pela esquerda

Após o segundo gol o Ceilândia assumiu o controle do jogo por completo. As oportunidades de gol foram se sucedendo até que Gustavo Gago, aos 40 fez o terceiro. Antes contudo, sobrou emoção.

Gago estufa a rede: Ceilândia 3 x 0
Gago estufa a rede: Ceilândia 3 x 0

O Formosa teve a chance de diminuir na cobrança de penalti. A bola explodiu no poste direito de Wendell e, no contra-ataque, o Ceilândia matou o jogo.

No próximo domingo o Ceilândia vai a Luziânia enfrentar o Real.

Allan Dellon: uma temporada descente

Allan Dellon e Wallace Jesus regularizados

Allan Dellon: uma temporada descente
Allan Dellon retorna ao Ceilândia

O Ceilândia enfrenta o Formosa na tarde desta quarta, com ingressos a 10 reais, no Abadião, em sua segunda partida do Candangão 2018.

Wallace Jesus em ação pelo Brasíília no ano passado
Wallace Jesus em ação pelo Brasíília no ano passado

Em meio aos preparativos para o jogo, duas novidades: os registros de Allan Dellon e de Wallace Jesus. Allan Dellon é velho conhecido da torcida alvinegra. Já Wallace Jesus tem 21 anos e disputou o Candangão 2017 pelo Brasília. 

Para o jogo desta tarde, o Ceilândia terá o provável retorno de Alcione.

 

Dúvida durou pouco tempo: Alcione comemora gol da vitória

Ceilândia encara Formosa nesta quarta no Abadião

Meio é ineficiente na marcação e no ataque
Allan Dellon ainda não está em condições de jogar contra o Formosa

Depois de ser mais consistente que o Luziânia durante todo o tempo na partida de domingo e ter que se contentar com o empate, o Ceilândia volta a campo nesta quarta, 16h, no Abadião, diante do Formosa.

O Gato Preto vem de uma sequencia de duas boas atuações. Nos jogos contra Corumbaense e Luziânia, apesar de sempre melhor que seus adversários, o Ceilândia criou poucas oportunidades de gol.

Outro ponto positivo no processo tem sido a defesa. O Ceilândia não sofreu gol nesses jogos e Wendell, nas poucas vezes que foi exigido, mostrou a segurança exigida.

A direção ainda não divulgou os preços dos ingressos para esta quarta. A princípio os ingressos custarão dez reais a meia entrada.

Ceilândia tropeça em Luziânia: 0x0

O Ceilândia empatou com o Luziânia sem gols na estreia do Candangão 2018. 

O Gato Preto começou melhor e assumiu o controle da partida. Apesar do domínio territorial, o Ceilândia não criou grandes oportunidades.

A melhor oportunidade de gol do Ceilândia veio em um erro do Luziânia, mas Formiga desperdiçou.

No segundo tempo, o Luziânia equilibrou as ações, mas o jogo era disputado de intermediária a intermediária. A melhor oportunidade do segundo tempo foi do Luziânia: Anjinho obrigou Wendell a importante intervenção.

Agora o Ceilândia enfrenta o Formosa, quarta-feira, 16h, no Abadião.

Defesa do Ceilândia completamente mudada enfrenta o Luziania

Foco no Candangão: Luziânia no domingo

Adelson: Luziânia é o desafio na estreia
Adelson: Luziânia é o desafio na estreia

O Ceilândia estreia no Candangão 2018 domingo, 17h, no Serra do Lago, contra o Luziânia. Terminada a participação na Copa Verde, o Gato Preto volta seus olhos para a competição local, tida por todos na Cidade do Gato como a mais importante do primeiro semestre.

Defesa do Ceilândia completamente mudada enfrenta o Luziania
Defesa do Ceilândia completamente mudada enfrenta o Luziania

O técnico Adelson de Almeida a princípio não tem problemas para a partida deste domingo. Há expectativa por novas alterações na equipe com o possível retorno de Alcione, mas isso implicaria mudança na forma de jogar do Ceilândia. É esperar para ver.

Na Cidade do Gato o jogo deste domingo é encarado com preocupação. A primeira rodada do Candangão reservou algumas surpresas, como as derrotas do Brasiliense para o Real e a derrota do Gama para o estreante Bolamense. Para a Comissão Técnica isso seria prova de um campeonato complicado pela frente.

Wendel, Cocada, Julio e Cauê: os novos homens da defesa do Ceilândia

Cauê e Cocada: o desafio da nova defesa do Ceilândia

Wendel, Cocada, Julio e Cauê: os novos homens da defesa do Ceilândia
Wendel, Cocada, Julio e Cauê: os novos homens da defesa do Ceilândia

Na vitória de ontem, diante do Corumbaense, o  Ceilândia estreou uma defesa completamente diferente dos anos anteriores: Wendel, Julio, Cauê,  Cocada e Kabrine. E a defesa não decepcionou. A se tirar pela atuação de ontem, a torcida do Gato Preto pode ficar tranquila.

Cocada e Cauê tiveram atuações seguras, coadjuvados por Júlio e Kabrine. Wendell pouco trabalhou. É verdade que o time  como um todo controlou o Corumbaense e isso ajudou. 

O ponto alto foi a atuação do miolo de zaga com Cauê e Cocada. A dupla tem a missão difícil de fazer esquecer Badhuga.  Cauê e Cocada tiveram muito trabalho com Geraldo, bom atacante do time pantaneiro. Os dois zagueiros mostraram que podem levar o Gato Preto longe em 2018.

Agora, olhos voltados apenas para o Candangão: Domingo, contra o Luziânia.

 

Elivelto é peça importante no time do Ceilândia

Começou!!!

Elivelto é peça importante no time do Ceilândia
Elivelto é peça importante no time do Ceilândia

O Ceilândia joga no próximo domingo em Corumbá-MS, 17h (18 horas em Brasília), contra o Corumbaense, jogo válido pela Copa Verde 2018.

Será a primeira partida oficial do Gato Preto na temporada, mas para os adversários do Ceilândia 2018 já começou. 

Ontem, o Corumbaense estreou no Campeonato Pantaneiro vencendo o Operário de Dourados por 3 x 0 com boa presença de público.

Já o Avaí, adversário do Ceilândia na Copa do Brasil, estreou no estadual perdendo para o Internacional de Lages. 

O outro próximo adversário do Ceilândia é o Luziânia que estréia no Candangão 2018 no sábado, diante do Santa Maria.

A última do dia: o Presidente Ari de Almeida confirmou que o Ceilândia jogará de verde no próximo domingo. A se tirar pelas manifestações na fanpage do CeilandiaEC a novidade não foi bem recebida.

 

Romarinho fez o seu 18º gol da temporada

Ceilândia vence Sinop e encaminha classificação

Liel fez a sua melhor partida em anos: querendo, pode levar o Ceilândia a Série C
Liel fez a sua melhor partida nos últimos tempos: querendo, pode levar o Ceilândia a Série C

O Ceilândia é um time experiente em Série D e sabe que nessa competição não há espaço para apatia. A derrota diante do Comercial-MS deixou lições e o Gato Preto parece que as aprendeu.

Jogando na tarde deste sábado, o Ceilândia venceu o Sinop por 3 x 0, resultado que o coloca em boas condições por uma vaga na fase de mata-mata da competição nacional. 

Wanderson Costa deu dinamismo ao meio de campo do Ceilândia. Cansou rápido e foi substituído.

O Ceilândia veio muito modificado para essa partida. Adelson trouxe Léo, Dudu, Pedrão, Wanderson Costa e Dim como novidades. Quase meio time… e funcionou. 

O Ceilândia foi muito melhor que o Sinop no primeiro tempo. Apesar da iniciativa do jogo e da posse de bola, o Gato Preto pouco criou. Teve chances com Carlos Henrique e com Wanderson Costa, mas não soube aproveitá-las. 

Emerson fez um gol e obrigou Naldo a diversas defesas em chutes de meia distância
Emerson fez um gol e obrigou Naldo a diversas defesas em chutes de meia distância

O jogo se encaminhava para um injusto zero a zero no primeiro tempo quando Emerson Martins acertou um belo chute de fora da área. A bola desviou na defesa e enganou o bom goleiro Naldo: Ceilândia 1 x 0. 

Futebol não tem a ver com justiça, tem a ver com bola na rede. O Ceilândia sabe o que é isso nesta série D. Dois minutos depois, Cabralzinho arriscou da intermediária e a bola explodiu no travessão alvinegro. 

Pedrão pareceu ainda sem ritmo: substituiu Humberto e não comprometeu
Pedrão pareceu ainda sem ritmo: substituiu Humberto e não comprometeu

Veio o segundo tempo e o Ceilândia experimentou 15 minutos de instabilidade. O Sinop poderia ter empatado logo no começo da segunda etapa, mas a estrela do melhor jogador alvinegro de 2016 voltou a brilhar. Léo salvou cara a cara com o atacante e na sobra o Sinop errou um gol feito.

Dim mostrou que tem talento e que pode contribuir muito com o Ceilândia
Dim mostrou que tem talento e que pode contribuir muito com o Ceilândia

O Sinop continuou melhor até os 15 minutos. O Ceilândia era um time afobado nos contra-ataques, confundia velocidade com pressa. Aos 21, tudo mudou.

Dim teve a oportunidade do contra-ataque pela direita. Viu que bateria contra a parede alvianil. Pisou na bola e reiniciou a jogada até que a bola chegasse a Elivelto. O lateral foi até a linha de fundo e serviu Romarinho que ajeitou para Carlos Henrique fazer Ceilândia 2 x 0: futebol tem a ver com a justiça da bola na rede.

Elivelto foi mal contra o Comercial: recuperou-se com boa atuação diante do Sinop
Elivelto foi exigido e voltou a ter boa atuação

Depois do segundo gol alvinegro, o Sinop foi todo à frente. Com enormes espaços para progredir, o Ceilândia perdeu seguidas oportunidades de ampliar. Não porque chegasse frente a frente com a meta defendida por Naldo, mas simplesmente porque não era objetivo o suficiente para tirar proveito dessas jogadas.

Carlos Henrique comemora o seu gol: partida correta
Carlos Henrique comemora o seu gol: partida correta, participação importante.

Aos 36 veio a pá de cal. Romarinho recebeu em velocidade nas costas da defensiva do Sinop. Avançou até a área e, com categoria, marcou o terceiro gol do Ceilândia, o seu 18º gol na temporada. Um belo presente de aniversário.

Depois do terceiro gol, tanto Ceilândia quanto Sinop queriam o fim do jogo. Quem não queria era o árbitro, mas o jogo encaminhou-se sem novidades.

Romarinho fez o seu 18º gol da temporada
Romarinho fez o seu 18º gol da temporada

O resultado deixa o Ceilândia com 10 pontos. Na Série D avança apenas o  primeiro colocado e os pontos são cumulativos por força do regulamento. Classificado o Ceilândia já está, resta saber se aprendeu as lições passadas: Na Série D é preciso evoluir a cada jogo. A acomodação, por menor que seja, exige preços altíssimos.

Adelson terá todos os jogadores à sua disposição

Ceilândia prossegue rotina de trabalho para a decisão

Ceilândia segue em sua rotina de treinos para a decisão
Ceilândia segue em sua rotina de treinos para a decisão

O Ceilândia continua na sua rotina de treinamentos com vistas ao primeiro jogo da final do Candangão 2017. Nessa quarta os jogadores fizeram um treino técnico-tático.

 O técnico Adelson de Almeida  terá todo o seu elenco à disposição para o primeiro jogo da final. Alguns jogadores reclamam de algumas dores, mas nada que efetivamente preocupe.

Adelson terá todos os jogadores à sua disposição
Adelson terá todos os jogadores à sua disposição

O clima na Cidade do Gato é de tranquilidade possível em dias que antecede jogos decisivos. Nada que não tenha sido vivido pela maior parte do elenco, mas um ingrediente que não pode ser ignorado para o bem ou para o mal.

 

 

 

Romarinho foi caçado em campo.

Ceilândia está nas semifinais do Candangão 2017

Willian Carioca foi titular no lugar de Felipe Cirne e fez boa partida
Willian Carioca foi titular no lugar de Felipe Cirne e fez boa partida

O Ceilândia está nas semifinais do Candangão 2017. O Gato Preto voltou a vencer o Luziânia, desta vez por 1 x 0 e sacramentou a sua classificação.

Gilmar Erê foi a outra surpresa: previsível, foi completamente anulado pela defesa do Luziânia
Gilmar Erê foi a outra surpresa: líder em assistências do Gato em 2017,  esteve previsível e foi  anulado pela defesa do Luziânia

Precisando do resultado, o Luziânia tentou pressionar o Ceilândia desde o princípio, mas não conseguiu. Com velocidade pelos lados, o Ceilândia respondeu  levando perigo à meta do adversário.

Wallinson pegou o rebote e fez o gol da vitória alvinegra
Wallinson pegou o rebote e fez o gol da vitória alvinegra

Aos 7, a bola sobrou para Romarinho dentro da grande área, pela direita de ataque. O atacante ajeitou para Willian Carioca que bateu em direção ao gol, a bola desviou na zaga e sobrou para Wallinson. O zagueiro alvinegro não titubeou e fez Ceilândia 1 x 0.

O Ceilândia reclamou de penalti neste lance
O Ceilândia reclamou de penalti neste lance

O Ceilândia se acomodou ainda mais com a vantagem, mas seguiu sendo melhor. O jogo ficou nervoso, o árbitro se perdeu um pouco na partida e, na tentativa de recobra-la passou a distribuir cartões. Com mais a perder, o Ceilândia diminuiu o rítmo.

Romarinho foi caçado em campo.
Romarinho foi caçado em campo.

Aos 29, o Luziânia levou perigo  em bola parada e o travessão salvou o Ceilândia. Foi o melhor lance do adversário ao longo da partida. O Ceilândia continuou melhor. Romarinho era caçado pela defesa do Luziânia. Aos 42 ele sofreu penalti. Antes, o Ceilândia já reclamara igual punição, mas o árbitro não assinalara.

Elivelto perdeu um penalti, mas foi um leão do lado esquerdo
Elivelto perdeu um penalti, mas foi um leão do lado esquerdo. Junto com Felipe Cirne e Formiga, Elivelto é peça chave no time de Adelson

Elivelton cobrou a meia altura e o goleiro do Luziânia defendeu. 

Didão sentiu e foi substituído
Didão sentiu e foi substituído

Veio o segundo tempo e o Ceilândia amarrou ainda mais o jogo. O Luziânia tinha quase que a totalidade do controle da posse de bola. O Ceilândia era um time desinteressado. Para piorar, Didão saiu machucado. 

Artur não foi exigido e nas vezes que o foi esteve seguro
Artur não foi exigido e nas vezes que o foi esteve seguro

Adelson colocou David, Felipe Cirne e Formiga, mas nada adiantou. O Luziânia continuou melhor, mas lhe faltava o último passe. O Ceilândia levou o jogo em banho maria até o final. Com a vitória, o Gato Preto dá mais um passo. 

Alcione não tem sido o jogador brilhante que pode ser: Se ele e Emerson Martins não jogam o Ceilândia não joga
Alcione não tem sido o jogador brilhante que pode ser: Se ele e Emerson Martins não jogam o Ceilândia não joga

Agora, o Ceilândia espera o resultado de Gama x Paracatu no próximo sábado. O vencedor do confronto será o adversário do Ceilândia nas semifinais do Candangão 2017.

Felipe Cirne comemora o gol contra o Luziania em 2015: empate favoreceu o adversário

Hoje Ceilândia decide vaga para as quartas

Em 2015, Ceilândia teve Dedé expulso logo no começo do jogo: empate em 1 x 1
Em 2015, Ceilândia teve Dedé expulso logo no começo do jogo: empate em 1 x 1

O Ceilândia volta a enfrentar o Luziânia na tarde desta quinta-feira, 15h30, no Estádio Regional.  O regulamento do campeonato despreza a pontuação da primeira fase.  Ceilândia, Brasiliense, Paracatu e Santa Maria estão empatados nesse momento com três pontos. 

Felipe Cirne comemora o gol contra o Luziania em 2015: empate favoreceu o adversário
Felipe Cirne comemora o gol contra o Luziania em 2015: empate favoreceu o adversário

Com a pressão do regulamento, o Gato Preto precisa fazer o que não consegue desde 3 de março 2002: vencer o Luziânia jogando no Abadião. A última vitória do Luziânia no Regional foi em 2012 e também já são 5 anos. 

Ano passado, novo empate: 15 anos sem vencer o adversário no Regional
Ano passado, novo empate: 15 anos sem vencer o adversário no Regional

A última vitória do Ceilândia no Regional faz 15 anos: Os 3 x 1 para o Ceilândia foram construídos com  gols de Ricardinho, Cassius e Maninho. Giovani descontou para o Luziânia.

Uma das esperanças alvinegras é que a escrita, que começou com um gol de Maninho aos 45 do segundo tempo em 2002, tenha terminado exatamente com um gol de Maninho aos 45 do segundo tempo em 2016, no empate em 2×2. Nesses 15 anos, 7 empates e 3 vitórias do Luziânia.

Escrita começou com um gol de Maninho aos 45 do segundo tempo. Ano passado, Maninho fez aos 45 do segundo tempo. Sinal de novos tempos?
Escrita começou com um gol de Maninho aos 45 do segundo tempo. Ano passado, Maninho fez aos 45 do segundo tempo. Sinal de novos tempos?

As escritas foram feitas para serem quebradas. É com isso em mente que o Ceilândia vai a campo precisando da vitória no jogo de hoje. Adelson a princípio não tem problemas físicos em sua equipe. As opções serão de ordem tática.

Adelson sabe que o Luziânia virá modificado: Rodrigo Santos e Alex Junior não jogarão. A saída de Rodrigo Santos modifica bastante o modo do Luziânia atuar. Formiga, que começou no jogo de ida, pode permanecer.