Tag: Railton

Reação interrompida: 2 x 2

Ceilândia marcou forte, mas o Dom Pedro teve a iniciativa
Ceilândia marcou forte, mas o Dom Pedro teve a iniciativa

O Ceilândia saiu na frente do marcador por duas oportunidades e, nas duas, permitiu ao Dom Pedro que igualasse o marcador. O resultado não agradou na medida em que deixou o Gato estacionado na quinta colocação do Candangão 2010. No próximo sábado, o Ceilândia enfrentará o Atlético, lider do campeonato, no Abadião a partir das 16h00.

Não foi um jogo fácil. Vários fatores conspiraram. Talvez o principal deles tenha sido o estado do campo. Outro fator também foi importante: há muito que não se via uma arbitragem tão confusa. O principal fator, contudo, estava no lado adversário. Durante a maior parte do tempo o Dom Pedro assumiu as rédeas da partida, enquanto que o Ceilândia mantinha-se fiel a sua forte marcação. O que se viu

Luiz Carlos comemora o segundo gol do CEC
Luiz Carlos comemora o segundo gol do CEC

era que o Dom Pedro tinha a posse de bola, mas jamais oferecia perigo à meta defendida por Edinho. Além disto o Ceilândia tem Dimba. Logo aos 8 minutos, no primeiro ataque do Ceilândia, o goleador abriu o placar. O lance mesmo foi confuso. William cobrou a falta, a zaga tentou rebater e a bola sobrou para Dimba, livre, abrir o marcador.

O gol não alterou o ritmo do jogo. O Dom Pedro continuava com o domínio territorial, mas não chegava ao gol do Ceilândia. Quando chegava, Edinho mostrava que estava atento.

O jogo só mudou a partir dos 35 minutos do primeiro tempo. Foi a partir daí que o CEC equilibrou as ações. Pareceu castigo, mas o lance do gol surgiu de no momento em que o CEC tinha a posse de bola. Fabinho tentou sair no contra-ataque, errou o passe e na sequencia Vieira fez falta. Djavor bateu com perfeição e empatou.

O CEC manteve o ritmo e a partida equilibrada. Aos 45 William cobrou escanteio e Fernando defendeu. No rebote William levantou na área e Luiz Carlos botou o CEC de novo em vantagem.

Veio a segunda etapa e o CEC manteve a partida equilibrada. Quando se diz equilibrada pretende-se dizer que o jogo ficou de intermediária a intermediária, algo distinto dos primeiros 35 minutos do primeiro tempo, período em que o jogo transcorreu no campo de defesa do CEC. Com forte marcação o CEC caminhava para a vitória, mas Mailson acertou um belo e potente chute da intermediária e empatou a partida em 2 x 2.

Cafu mereceu marcação especial
Cafu mereceu marcação especial

O CEC saiu para o jogo somente nos minutos finais, com as entradas de Tezelli, Cassius e Railton. Foram justamente esses três os reponsáveis pela duas únicas jogadas de ataque verdadeiramente organizadas. Na primeira, Cassius e Railton tabelaram dentro da área do Dom Pedro e Cassius concluiu de cabeça para a defesa de Fernando. Na segunda. Cassius tocou de cabeça para Bruno que entrou na diagonal e serviu Tezelli. Tezelli bateu cruzado para a defesa de Fernando.

No final das contas o resultado foi ruim. Ficou a impressão que o Ceilândia parece ter encontrado a sua vocação: é um time que se defende forte, muito forte, mas ainda precisa encontrar o equilíbrio ofensivo.

Related Images: