Tag: Romarinho

O melhor, o MVP, a revelação, o artilheiro: retrospectiva 2017

Romarinho, Emerson Martins, Elivelto e Formiga: Destaques nos números de 2017

Em 2017, o Ceilândia disputou quatro competições. O vice-campeonato candango garantiu ao alvinegro a oportunidade ter um calendário mínimo e o direito de disputar a Copa do Brasil, a Série D e a Copa Verde. 

Foram 31 jogos, com 15 vitórias, 8 empates e 8 derrotas. A campanha em 2017 mantém o Gato Preto no Top100 dos clubes emergentes do futebol brasileiro. É um trabalho lento, penoso da diretoria,  comissão técnica do Ceilândia e do núcleo-base de jogadores do Ceilândia.

Dentre os mais de 50 atletas que passaram pelo Ceilândia em 2017, 40 entraram em campo ao menos uma vez .

Escolher o melhor jogador do Ceilândia em 2017 não foi difícil. A campanha de Romarinho foi fantástica. O atacante fez 18 gols em 23 jogos. Fez gols em quase todos os jogos importantes. Lamentavelmente, o atacante não atuou nos jogos decisivos da Série D onde poderia ter levado o Ceilândia mais adiante.

Nome
Romarinho
Posição
Atacante
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017
Nascimento
16 de junho de 1990
Idade
29

REVELAÇÃO

O conceito de jogador revelação em 2017 foi um pouco ampliado para indicar Emerson Martins, 27 anos, como o jogador revelação do Gato Preto neste ano. Emerson Martins era desconhecido no futebol candango e se mostrou um jogador importante no time de Adelson de Almeida.

Emerson Martins foi o jogador que mais vezes começou como titular, 29 vezes. Ninguém foi tão titular quanto Emerson Martins que se entendeu muito bem com Alcione. Emerson foi um dos jogadores que mais sentiu a falta de Alcione e caiu de produção técnica e fisicamente.

Nome
Emerson Martins
Posição
Meio-Campo
Altura
1,80m
Peso
82kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2017, 2018
Nascimento
5 de outubro de 1990
Idade
28

O MVP

Alguns outros números: Badhuga, 28, Elivelto, 24 jogos, Dudu, 24 jogos e Romarinho, 23 jogos completam os cinco que mais entraram como titular. Destaque especial para Elivelto. De todos os jogadores do elenco, Elivelto foi o mais utilizado e deixou de participar de apenas um jogo em 2017. No total, com seis jogos em que entrou a partir do banco somou 30 apresentações pelo Ceilândia em 2017. Elivelto é o MVP do Ceilândia em 2017.

Nome
Elivelto
Posição
Meio-Campo
Altura
1,73m
Peso
68kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018
Nascimento
25 de julho de 1991
Idade
28

12º JOGADOR

O suplente que mais jogou vindo do banco foi Formiga: 19 vezes. Formiga começou jogando outras 6, perfazendo 25 jogos.

Nome
Formiga
Posição
Atacante
Altura
1.75m
Peso
73kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018, 2019
Nascimento
28 de janeiro de 1992
Idade
27

OUTROS NÚMEROS

Didão recebeu 12 cartões amarelos em 2017. Isso representa o dobro de cartões que recebeu em 2012, sua pior marca anterior.

Nome
Didão
Posição
Meio-Campo
Altura
1,87 m
Peso
78 kg
Ligas
Campeonato Candango, Copa do Brasil, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018
Nascimento
20 de setembro de 1981
Idade
37

O Ceilândia recebeu dois cartões vermelhos em 2017: Jefferson e China no campeonato candango.

Nome
Jefferson
Posição
Defesa
Ligas
Campeonato Candango, Copa Verde, Serie D
Temporadas
2016, 2017, 2018, 2019
Nascimento
5 de junho de 1996
Idade
23

Se, noutra medida, existisse a possibilidade de indicar a perda mais sentida em 2017, essa posição poderia ser de Alcione (Romarinho não conta). O Ceilândia criou uma grande dependência do meia e quando ele se machucou o time caiu vertiginosamente de produção. Esperam-se  dias melhores em 2018.

Festa bonita em Feira de Santana: não importa que o Fluminense não tenha conseguido o acesso porque há razões para pensar grande

Série D 2017 suspensa: Bagunçou geral

CBF comunica adiamento: prejuízo para o torcedor

A primeira rodada do mata-mata da Série D 2017 foi suspensa. Com isso, prejuízo certo para torcedor que já havia reservado passagens aéreas, hotel e outras coisas mais. Nada que uma ação contra a CBF no juizado não resolva, mas esse tipo de problema não ocorre na várzea.

Estádio lotado em Feira de Santana: razão para pensar grande
Ceilândia voltaria à Bahia, agora para enfrentar Jacobina. Rodada suspensa.

O São Raimundo do Pará está sendo acusado de haver feito constar na súmula jogador em situação irregular. A situação poderia ser evitada: a súmula é eletrônica e obviamente dela já deveriam constar apenas os jogadores elegíveis. A CBF deveria atuar na prevenção. 

O fato é que o jogo entre Ceilândia e Jacobina-BA não ocorrerá neste final de semana. Se o São Francisco-PA perder três pontos ou mais, a Desportiva-ES deve se classificar. Com isso, o Ceilândia enfrentaria o Comercial-MS na primeira fase do mata-mata. No outro chaveamento, o América-RN enfrentaria a Aparecidense-GO.

Romarinho fez o seu 18º gol da temporada

Ceilândia vence Sinop e encaminha classificação

Liel fez a sua melhor partida em anos: querendo, pode levar o Ceilândia a Série C
Liel fez a sua melhor partida nos últimos tempos: querendo, pode levar o Ceilândia a Série C

O Ceilândia é um time experiente em Série D e sabe que nessa competição não há espaço para apatia. A derrota diante do Comercial-MS deixou lições e o Gato Preto parece que as aprendeu.

Jogando na tarde deste sábado, o Ceilândia venceu o Sinop por 3 x 0, resultado que o coloca em boas condições por uma vaga na fase de mata-mata da competição nacional. 

Wanderson Costa deu dinamismo ao meio de campo do Ceilândia. Cansou rápido e foi substituído.

O Ceilândia veio muito modificado para essa partida. Adelson trouxe Léo, Dudu, Pedrão, Wanderson Costa e Dim como novidades. Quase meio time… e funcionou. 

O Ceilândia foi muito melhor que o Sinop no primeiro tempo. Apesar da iniciativa do jogo e da posse de bola, o Gato Preto pouco criou. Teve chances com Carlos Henrique e com Wanderson Costa, mas não soube aproveitá-las. 

Emerson fez um gol e obrigou Naldo a diversas defesas em chutes de meia distância
Emerson fez um gol e obrigou Naldo a diversas defesas em chutes de meia distância

O jogo se encaminhava para um injusto zero a zero no primeiro tempo quando Emerson Martins acertou um belo chute de fora da área. A bola desviou na defesa e enganou o bom goleiro Naldo: Ceilândia 1 x 0. 

Futebol não tem a ver com justiça, tem a ver com bola na rede. O Ceilândia sabe o que é isso nesta série D. Dois minutos depois, Cabralzinho arriscou da intermediária e a bola explodiu no travessão alvinegro. 

Pedrão pareceu ainda sem ritmo: substituiu Humberto e não comprometeu
Pedrão pareceu ainda sem ritmo: substituiu Humberto e não comprometeu

Veio o segundo tempo e o Ceilândia experimentou 15 minutos de instabilidade. O Sinop poderia ter empatado logo no começo da segunda etapa, mas a estrela do melhor jogador alvinegro de 2016 voltou a brilhar. Léo salvou cara a cara com o atacante e na sobra o Sinop errou um gol feito.

Dim mostrou que tem talento e que pode contribuir muito com o Ceilândia
Dim mostrou que tem talento e que pode contribuir muito com o Ceilândia

O Sinop continuou melhor até os 15 minutos. O Ceilândia era um time afobado nos contra-ataques, confundia velocidade com pressa. Aos 21, tudo mudou.

Dim teve a oportunidade do contra-ataque pela direita. Viu que bateria contra a parede alvianil. Pisou na bola e reiniciou a jogada até que a bola chegasse a Elivelto. O lateral foi até a linha de fundo e serviu Romarinho que ajeitou para Carlos Henrique fazer Ceilândia 2 x 0: futebol tem a ver com a justiça da bola na rede.

Elivelto foi mal contra o Comercial: recuperou-se com boa atuação diante do Sinop
Elivelto foi exigido e voltou a ter boa atuação

Depois do segundo gol alvinegro, o Sinop foi todo à frente. Com enormes espaços para progredir, o Ceilândia perdeu seguidas oportunidades de ampliar. Não porque chegasse frente a frente com a meta defendida por Naldo, mas simplesmente porque não era objetivo o suficiente para tirar proveito dessas jogadas.

Carlos Henrique comemora o seu gol: partida correta
Carlos Henrique comemora o seu gol: partida correta, participação importante.

Aos 36 veio a pá de cal. Romarinho recebeu em velocidade nas costas da defensiva do Sinop. Avançou até a área e, com categoria, marcou o terceiro gol do Ceilândia, o seu 18º gol na temporada. Um belo presente de aniversário.

Depois do terceiro gol, tanto Ceilândia quanto Sinop queriam o fim do jogo. Quem não queria era o árbitro, mas o jogo encaminhou-se sem novidades.

Romarinho fez o seu 18º gol da temporada
Romarinho fez o seu 18º gol da temporada

O resultado deixa o Ceilândia com 10 pontos. Na Série D avança apenas o  primeiro colocado e os pontos são cumulativos por força do regulamento. Classificado o Ceilândia já está, resta saber se aprendeu as lições passadas: Na Série D é preciso evoluir a cada jogo. A acomodação, por menor que seja, exige preços altíssimos.

A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura

O preço da apatia: Ceilândia 0 x 1 Comercial-MS

Didão era um dos poucos lúcidos em um time apático. Foi substituído
Didão era um dos poucos lúcidos em um time apático. Foi substituído

Os dez primeiros minutos do Ceilândia na tarde deste sábado foram de esquecer. O Ceilândia parecia acreditar que era possível vencer sem fazer força. Do outro lado, o Comercial sabia que no mínimo era preciso forçar o erro adversário, que era preciso correr, ganhar a primeira, ganhar a segunda bola, construir o resultado.  O Ceilândia era um time acomodado e, quando se deu conta,  já perdia por 1 x 0.

Adelson colocou Filipe Cirne, mas nada mudou
Adelson colocou Filipe Cirne, mas nada mudou

O Comercial teve a iniciativa do começo de  jogo: marcação alta e pressão na saída de bola. O Ceilândia parecia fora de rotação. Passes displicentes, toquezinho lateral para cá e para lá, transição lenta.  A primeira bola era do Comercial, a segunda também. Pior, nos dez primeiros minutos contaram-se cinco erros de saída de bola do Ceilândia, alguns por pura displicência. 

Sem inspiração, Ceilândia abusou da bola aérea: sem resultado
Sem inspiração, Ceilândia abusou da bola aérea: sem resultado

Aos 12 veio o castigo: Felipe Pará avançou em direção à área do Ceilândia. Como antes, o time parecia esperar que Felipe Pará errasse. Como antes, o Ceilândia não forçou o erro do adversário. Dessa vez  Felipe não errou. Bateu cruzado, a bola tocou na trave direita e morreu no fundo da rede.

Apático no início, previsível no final: Ceilândia perde para o Comercial
Apático no início, previsível no final: Ceilândia perde para o Comercial

Esperava-se que o Ceilândia acordasse. Isso não ocorreu. O Comercial poderia ter aumentado em seguida. 

O Ceilândia poderia ter empatado, mas precisa jogar mais se quiser ir longe
O Ceilândia poderia ter empatado, mas precisa jogar mais se quiser ir longe

O ímpeto do Comercial arrefeceu e o colorado passou apenas a controlar as ações ofensivas do Ceilândia. Sem inspiração, o Gato Preto era incapaz de envolver a defesa do Comercial e se limitava a ligações diretas da defesa para o ataque e jogadas de bola parada. Pouco, muito pouco para o Gato Preto.

A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura
A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura

Veio o segundo tempo e o Comercial teve Mutuca expulso. O Ceilândia foi todo ao ataque, mas dependia exclusivamente das jogadas de bola parada. Se alguém esteve perto de fazer gol no segundo tempo, esse alguém foi o Comercial, mas Artur salvou.

O tempo foi passando. O Ceilândia era apenas vontade  e pouco futebol. O coração às vezes resolve, assim como as ligações diretas e jogadas de bola parada. Às vezes é preciso jogar futebol.  Não deu. O Ceilândia perdeu em casa e o gosto amargo da derrota diante do Fluminense de Feira em 2016 se fez sentir novamente. 

Grupo A-10

PosClubeJVEDGPGCSPts
110424119214
283231111011
362318629
422003126
56033511-63
Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?

Vitória importante na luta pela classificação

O Ceilândia aproveitou melhor as oportunidades, mas no confronto de volta tudo pode mudar
O Ceilândia aproveitou melhor as oportunidades, mas no confronto de volta tudo pode mudar

O Ceilândia venceu o Comercial-MS por 3 x 1 na tarde deste domingo. O resultado não é definitivo, na caminhada alvinegra rumo à classificação, mas é importante. 

Foi um jogo no qual o Ceilândia sempre teve a iniciativa. Em outras situações poder-se-ia dizer que o Ceilândia foi sempre melhor que seu adversário. No caso do Comercial-MS isso pode ser enganoso. O time pantaneiro claramente dava espaço para o Ceilândia para obter o contra-ataque.

Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?
Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?

O mérito do Ceilândia foi jamais se expor aos contra-ataques adversário. O Gato Preto rondava a grande área do Comercial, mas não criava situações claras de gol. Em um campo com o piso duro como é o do Morenão o acaso desempenha um papel importante. O Ceilândia tirou bom proveito das condições do jogo. 

Aos 22, Elivelto cobrou escanteio. A bola desviou em Xandão e Humberto desviou para fazer Ceilândia 1 x 0. O gol não mudou o ritmo da partida. O Ceilândia manteve a posse de bola e Romarinho apareceu para fazer Ceilândia 2 x 0 aos 39.

O terceiro gol foi de Humberto
O terceiro gol foi de Humberto

Veio o segundo tempo e se esperava que o Comercial-MS viesse para cima. O time sulmatogrossense até teve a iniciativa nos primeiros minutos, mas o Ceilândia logo recuperou o domínio. Aos 14, novo escanteio e Humberto fez Ceilândia 3 x 0. 

Com a larga vantagem, o Ceilândia manteve o ritmo e poderia ter aumentado. O time relaxou nas conclusões e em ao menos duas situações a ansiedade individual prevalesceu sobre o interesse coletivo. O castigo não demorou: Aos 20, Bruno Nunes diminuiu.

Romarinho fez o segundo gol do Ceilândia, o 17o do ano.
Romarinho fez o segundo gol do Ceilândia, o 17o do ano.

O Comercial ainda manteve o ímpeto por dez minutos, depois o Ceilândia recuperou o controle da partida até o final.

Com esse resultado o Ceilândia alcança a liderança momentânea do Grupo. O importante nesse momento é não relaxar, porque ainda falta todo o returno e tudo pode mudar.

Poucas chances de gol contra o Sinop, mas atuação foi boa

Confrontos contra Comercial-MS devem decidir vaga

Elivelto teve muito trabalho pela esquerda e pouco se aventurou ao ataque contra o Sinop. Ceilândia precisa de sua força pelo lado esquerdo

O Ceilândia retoma os treinamentos nesta terça-feira para a série de confrontos contra o Comercial-MS.  As dificuldades da série D colocam à prova todos os departamentos do clube.

O time se reapresenta nesta terça e já inicia o trabalho visando aos dois jogos decisivos contra o Comercial-MS. A princípio nenhum dos que atuaram domingo preocupa. 

Poucas chances de gol contra o Sinop, mas atuação foi boa
Poucas chances de gol contra o Sinop, mas atuação foi boa

Fora de campo há algumas certezas. Alcione ainda se recupera da pancada sofrida contra o Anapolis e não deve jogar contra o Comercial-MS. Romarinho e Dudu estão melhores e podem voltar.

Os jogadores que estrearam ganharam pontos com Adelson. Edson foi muito exigido pela lateral direita e foi bem. Carlos Henrique também fez uma atuação correta.  Gordo entrou no segundo tempo e também não comprometeu, pouco para avaliar.

O Ceilândia enfrenta o Comercial-MS no próximo domingo, 17h horário de Campo Grande-MS, 18h no horário de Brasília.

 

Romarinho recupera-se bem das fortes entradas sofridas diante do Anápolis

Serie D: Ceilândia deve ir completo a Sinop

Romarinho recupera-se bem das fortes entradas sofridas diante do Anápolis
Romarinho recupera-se bem das fortes entradas sofridas diante do Anápolis

Competição de tiro curto não permite tropeços. É desafio depois de desafio e, no desafio deste domingo, diante do Sinop, o Ceilândia  deverá ter o time completo.  Romarinho, Alcione e Dudu evoluíram bem e devem estar à disposição de Adelson de Almeida.

Pedrão e Gordo ainda não foram regularizados. È muito provável que estejam à disposição porque falta apenas a publicação dos registros no BID.

Do lado alvinegro há poucas informações sobre o Sinop. Sabe-se apenas que  atuou desfalcado diante do Comercial-MS.

Nos cálculos alvinegros, o time precisa conquistar 11 pontos nas cinco primeira rodadas se não quiser sofrer na última rodada. 

Algumas entradas obviamente não visavam a bola.

Ceilândia começa preparação para enfrentar o Sinop

Alcione e Romarinho tiveram que ser substituídos
Alcione e Romarinho saíram do campo para o vestiário de maca

O Ceilândia retornou aos trabalhos nesta segunda. Na bagagem diversos jogadores machucados como consequência da  omissão da arbitragem de Andre Rodrigo Rocha-TO na vitória por 1 x 0 sobre o Anápolis.

Dudu, Alcione e Romarinho sofreram com as, digamos, fortes entradas na partida diante do Anápolis. Romarinho e Alcione tiveram que sair de maca do campo para o vestiário.  A princípio, apenas dores, a avaliação médica dirá.

Algumas entradas obviamente não visavam a bola.
Algumas entradas obviamente não visavam a bola.

No próximo domingo, o Ceilândia vai a Sinop enfrentar o time local. Acostumado às competições nacionais, o Gato Preto sabe que terá um duro adversário pela frente.

O Sinop teve maior domínio de jogo diante do Comercial que mostrou ser fatal nos contra-ataques. Tanto o Ceilândia quanto seu adversário não podem se dar ao luxo de pensar em outro resultado que não a vitória.

Related Images:

Filipe Cirne quase ampliou

Ceilândia vence Anápolis. Agora, pé na estrada

Romarinho fez o gol da vitória alvinegra
Romarinho fez o gol da vitória alvinegra

O Ceilândia estreou com vitória na Série D 2017. Jogando na tarde deste domingo no Abadião, o Gato Preto venceu o Anápolis por 1 x 0,  resultado importante na caminhada do Ceilândia em busca da classificação para a segunda fase.

Leandro Love deu muito trabalho à defensiva do Anápolis, mas o gol não veio
Leandro Love deu muito trabalho à defensiva do Anápolis, mas o gol não veio

O Ceilândia foi melhor que seu adversário o jogo inteiro. Não obstante, criou poucas oportunidades do gol. No primeiro tempo, o Ceilândia teve amplo domínio das iniciativas, mas chegou com perigo apenas uma vez, em cobrança de falta de Elivelto.

Humberto foi outro estreante: boa estreia
Humberto foi outro estreante: boa estreia

Veio o segundo tempo e o Ceilândia fez o seu gol logo aos três minutos. Emerson Martins viu Romarinho livre e o atacante alvinegro fez o seu 16o gol da temporada: Ceilândia 1 x 0.

Emerson Martins deixou Romarinho na cara do gol
Emerson Martins deixou Romarinho na cara do gol

Depois do gol, o Anápolis tentou sair para o jogo. Bem posicionado, o Ceilândia controlou as ações do adversário e Artur não precisou trabalhar.  Passados poucos minutos de instabilidade, o Ceilândia retomou as ações e poderia ter ampliado com Filipe Cirne, mas a bola passou rente à trave.

Filipe Cirne quase ampliou
Filipe Cirne quase ampliou

Os minutos finais trouxeram muita emoção. O Anápolis jogou todas as suas fichas em bolas paradas. Numa dessas e já no apagar das luzes, o adversário perdeu gol a única chance do Anápolis no decorrer de toda a partida.

Carlos Henrique entrou no final: pouco tempo para mostrar alguma coisa
Carlos Henrique entrou no final: pouco tempo para mostrar alguma coisa

No próximo final de semana o Ceilândia vai até Sinop-MT enfrentar os donos da casa que hoje perderam para o Comercial-MS por 2 x 0.

O Anápolis perdeu essa chance. Vitória justa do Ceilândia
O Anápolis perdeu essa chance. Vitória justa do Ceilândia

As contas para a classificação exigem que os candidatos à vaga consigam pontos fora de casa, principalmente em um grupo que se avizinha muito complicado. 

Romarinho tem contrato renovado

Romarinho renova. Ceilândia está pronto para estreia

Romarinho tem contrato renovado
Romarinho tem contrato renovado

Tudo pronto para a estreia.  Depois de duas semanas de trabalho, o técnico Adelson de Almeida tem todos os jogadores à sua disposição para a estreia deste domingo, 16h, no Estádio Regional de Ceilândia, contra o Anápolis

Elivelto marcado por Carlos Henrique: velhas e novas caras alvinegras
Elivelto marcado por Carlos Henrique: velhas e novas caras alvinegras

Faltavam apenas o registro definitivo de alguns atletas.  Os jogadores recem contratados tiveram suas inscrições publicadas no BID: Wadinho,  Humberto,  Carlos Henrique, Leandro Love, Edinho, Pedrão e Léo,

Didão teve contrato renovado para a Série D
Didão teve contrato renovado para a Série D

Também foram publicadas as renovações dos contratos de Didão, Rafinha, Wanderson, Formiga, Artur e do artilheiro Romarinho. Adelson também possui novo registro.

Os ingressos para o jogo serão vendidos nas bilheterias do  Abadião por preços a partir de 10 reais a meia entrada.

O Ceilândia fez um primeiro tempo que beirou a perfeição.

O título não veio

O Ceilândia fez um primeiro tempo que beirou a perfeição.
O Ceilândia fez um primeiro tempo que beirou a perfeição.

Ceilândia e Brasiliense fizeram um jogo eletrizante na finalíssima do Campeonato de Futebol do Distrito Federal 2017. Ao final, o Ceilândia foi derrotado por 3 x 2 e viu o título escapar mais uma vez.

Alcione fez um primeiro tempo primoroso, mas sumiu no segundo tempo
Alcione fez um primeiro tempo primoroso, mas sumiu no segundo tempo

O Gato Preto fez uma excelente exibição no primeiro tempo e saiu com a vantagem mínima. Romarinho fez o gol alvinegro.

Romarinho foi bem marcado, mas ainda assim fez dois gols
Romarinho foi bem marcado, mas ainda assim fez dois gols. Ah! Essa falta era para cartão amarelo

O segundo tempo foi inteiramente do Brasiliense. Logo aos 2 minutos Reinaldo empatou. O Ceilândia não conseguia jogar. Aos 26 Nunes fez Brasiliense 2 x 1. 

Romarinho diminuiu a diferença, mas a sorte o impediu de fazer o gol do empate
Romarinho diminuiu a diferença, mas a sorte o impediu de fazer o gol do empate

Adelson mexeu no time, mas o Ceilândia não melhorou. Aos 35, Souza fez o Brasiliense 3 x 1. O Ceilândia foi para o abafa e diminuiu com Romarinho aos 44. 

O pequeno torcedor sofre com a derrota do Ceilândia
O pequeno torcedor sofre com a derrota do Ceilândia

Foi a melhor campanha da história do Ceilândia no campeonato distrital. O Brasiliense tem um bom time e  o título, por mais que doa no coração alvinegro,  foi merecido.

Romarinho fez três em um dia em que o Ceilândia foi mortal no contra-ataque

Ceilândia goleia Luziânia, mas Brasiliense segue no encalço do Gato Preto

Luziânia foi na base do entusiasmo: melhor e com mais pernas, Gato Preto se impôs
Luziânia foi na base do entusiasmo: melhor e com mais pernas, Gato Preto se impôs

O Ceilândia goleou o Luziânia por 5 x 1 na tarde deste domingo e, com esse resultado, encaminhou a sua classificação para a fase de semifinais do Candangão 2017.

No duelo particular dos treinadores, vantagem para Adelson: Formiga abriu o marcador
No duelo particular dos treinadores, vantagem para Adelson: Formiga abriu o marcador

O jogo começou complicado par ao Gato Preto. A primeira constatação foi a de que os dois técnicos estudaram bem o adversário. Enquanto o Luziânia apostava em uma mudança tática no seu sistema defensivo, Adelson apostava numa mudança ofensiva e colocou Formiga.

Romarinho mandou no travessão e Didão voltou a colocar o Gato na frente
Romarinho mandou no travessão e Didão voltou a colocar o Gato na frente

A ousadia de Adelson foi mais efetiva. Aos 21, o meio de campo do Luziânia confundiu-se com a movimentação de Alcione e deixou Emerson Martins livre de marcação. O meia avançou livre e serviu Formiga que fez Ceilândia 1 x 0.

Em desvantagem, o Luziânia foi ao ataque. Contra-ataques do Ceilândia estavam mortais
Em desvantagem, o Luziânia foi ao ataque. Contra-ataques do Ceilândia estavam mortais

Depois do gol, o Ceilândia se acomodou. O castigo veio aos 36, quando Dan cobrou penalti e empatou o jogo.

Emerson Martins fez uma bela exibição: o Ceilândia precisa que ele e Alcione ajudem Felipe Cirne
Emerson Martins fez uma bela exibição: o Ceilândia precisa que ele e Alcione ajudem Felipe Cirne

Veio o segundo tempo e o Ceilândia voltou melhor. O gol do desempate somente aconteceu aos 13, em jogada de escanteio. A bola bateu na trave  duas vezes  até que Didão cabeceou para fazer Ceilândia 2 x 1.

Aproveitando o desespero do Luziânia, Romarinho começou seu show particular
Aproveitando o desespero do Luziânia, Romarinho começou seu show particular

O Luziânia não teve tempo de se recuperar. Aos 16, jogada entre Alcione e Emerson Martins que chegou até os pés de Romarinho: Ceilândia 3 x 1. Não demorou muito e o artilheiro do campeonato fez mais dois e deu números finais ao jogo: Ceilândia 5 x 1.

Gilmar Erê fez a jogada do quinto gol do Ceilândia
Gilmar Erê fez a jogada do quinto gol do Ceilândia

O resultado dá alguma tranquilidade ao Ceilândia para o jogo de volta. Em termos de campeonato, contudo, não é bem assim.

Romarinho fez três em um dia em que o Ceilândia foi mortal no contra-ataque
Romarinho fez três em um dia em que o Ceilândia foi mortal na ligação direta defesa para o ataque

O Brasiliense venceu o Real por 3 x 0 e, com isso, os dois continuam disputando
ponto a ponto, gol a gol, o rótulo de melhor time da competição.

Ceilândia e Luziânia voltam a se enfrentr na próxima quinta-feira, no Estádio Regional de Ceilândia.

Em 2016, duas frustrações: o vice do Candangão...

Ceilândia volta a encontrar Luziânia em mata-mata

Ceilândia e Sete decidem neste sábado quem avança na Copa Verde
Ceilândia começou o ano com jogo de mata-mata: 1 x 1 contra o Sete em Dourados-MS

O Ceilândia estreia neste domingo, 15h30, nas quartas-de-final do Candangão 2017. O adversário será o Luziânia. O Gato Preto vem de boa campanha no campeonato local, mas em mata-mata eliminou um e foi eliminado por dois times neste ano.

O Ceilândia começou o ano em partida eliminatória diante do Sete de Dourados. Depois de empate fora e vitória por 3 x 0 em casa, o Gato Preto avançou para a fase principal da Copa Verde.

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Contra o ABC o Ceilândia fez boa partida, poderia ter vencido, mas o empate o eliminou da Copa do Brasil.

Em seguida, o Ceilândia recebeu o ABC pela Copa do Brasil. O empate em 1 x 1 representou a eliminação do Ceilândia na competição. 

Restava a Copa Verde e o adversário era o bom time da Luverdense. Foram dois jogos e duas derrotas – 0 x 1 e 1 x 3.

Neguete comemora o gol do Luverdesne
Neguete comemora o gol do Luverdense: Ceilândia perdeu as duas e foi eliminado.

Restava como resta ao Ceilândia o Campeonato Candango. O time comandado por Adelson fez a melhor campanha da primeira fase.  Nos jogos diretos contra seus principais adversários teve bons e maus momentos. Contra o Brasiliense, o Gato Preto não fez boa partida. Contra o Gama fez um jogo equilibrado.

Gol de Michel recolocou o Ceilândia na luta pelo primeiro lugar: não vale de nada, mas dá moral
Michel faz o gol do empate diante do Sobradinho: falha de Artur mudou história do jogo

O Ceilândia de 2017 tem uma proposta de jogo diferente do ano anterior. Dono da sua melhor campanha em anos recentes, o Ceilândia foi o líder da fase de classificação. Pelo regulamento, isso pouco representa a não ser a vantagem de mandar a segunda partida em casa.

Wallinson fez um partida quase perfeita, mas quase entregou um gol que mudaria a história do jogo
Wallinson forma a dupla de área com Badhuga

Adelson oscilou entre Pedro e Artur. Depois da grave falha diante do Sobradinho, Pedro tomou o lugar de Artur. Dudu tem feito uma temporada superior aos anos anteriores.  No miolo de área, Badhuga e Wallinson superaram as desconfianças iniciais e compoem a defesa menos vazada. Elivelto tem subido de produção e tem sido uma das referências do Ceilândia.

Emerson Martins comemora o gol alvinegro
Emerson Martins comemora o gol alvinegro: um dos principais nomes do início de temporada

Emerson Martins começou a temporada muito bem. Desgastado pela sequencia de jogos é, depois de uma semana de folga, uma das esperanças para o título alvinegro que não vem desde 2012. Didão, Alcione e Felipe Cirne compõem o meio de campo.

Adelson fez as mexidas possíveis: Willian Carioca entrou no lugar de Emerson Martins
Willian tem sido o décimo segundo jogador de Adelson

O ataque alvinegro tem alternado conforme o adversário. Ora Adelson tem se valido de Gilmar Ere, ora de Michel, mas Romarinho tem sido peça imprescindível.

Com esse time, o Ceilândia vai enfrentar um Luziânia que o derrotou em jogos de mata-mata em 2015 e 2016. Melhor time no papel, melhor time no campo, o Gato Preto terá que prova-lo na prática se quisier seguir adiante.

Romarinho comemora mais gol, dessa vez contra o Luziania

Artilheiro do DF em 2017: o nome dele é Romarinho

Em 2015, contra o Ceilândia, suas atuações chamaram atenção de Adelson
Em 2015, contra o Ceilândia, suas atuações chamaram atenção de Adelson

Romarinho é uma dessas provas de que o futebol dá voltas.  Atualmente com 26 anos, o atacante começou a sua vida profissional no futebol cearense, onde jogou pelo Uniclinic e Horizonte. Em 2012, resolveu tentar a sorte no futebol maranhense, de onde foi jogar no Gremio Maringá.

Romarinho e Cassius entraram: pouco produziram
Romarinho esteve na reserva na maior parte da temporada: entrou em 10 jogos e foi titular em 2

Em 2014, retornou ao futebol cearense para jogar no Crateús, quando recebeu a proposta para integrar o elenco do Formosa em 2015. Fez boa campanha  no Candangão daquele ano, despontando como uma das revelações. 

Romarinho faz Ceilândia 1 x 0 Sete
Romarinho faz Ceilândia 1 x 0 Sete: primeiro de muitos gols.

Justamente no seu melhor momento, Romarinho foi apresentado a um dos piores pesadelos de um jogador de futebol: lesão no joelho . O técnico Adelson de Almeida resolveu apostar no  atacante e o contratou em 2016.

Romarinho comemora mais gol, dessa vez contra o Luziania
Romarinho comemora mais gol, dessa vez contra o Luziania

 O retorno aos gramados naquele ano  foi difícil. Romarinho parecia claramente inseguro. Adelson bancou a aposta e o aproveitou, mesmo como suplente, na maior parte dos jogos do primeiro semestre.

Contra o Formosa, seu ex-time, mais um gol de Romarinho
Contra o Formosa, seu ex-time, mais um gol de Romarinho

2017 chegou para Romarinho com um cenário ruim. Embora tenha sido utilizado em 12 jogos de 2016, o atacante não fizera qualquer gol.

Contra Taguatinga e Brasília, Romarinho voltou a marcar: 4 jogos consecutivos fazendo gols
Contra Taguatinga e Brasília, Romarinho voltou a marcar: 4 jogos consecutivos fazendo gols

Sorte de uns azar de outros: Matheuzinho fizera uma brilhante temporada em 2016, mas também se lesionara gravemente no joelho. Romarinho teria uma nova oportunidade.

O gol de Romarinho de nada valeu
Contra o Luverdense, Romarinho fez o seu sétimo gol da temporada

 

O atacante não desperdiçou a nova oportunidade e desandou a fazer gols. Já foram 7 neste começo de temporada, 5 pelo Campeonato Candango e 2 pela Copa Verde. Artilheiro do time e uma de suas referências, Romarinho sabe que a sua vida vai ficar ainda mais difícil dentro de campo.

Contra o Gama, Romarinho não marcou: jogos mais difíceis virão
Contra o Gama, Romarinho não marcou: jogos mais difíceis virão

Os adversários sabem que com ele não podem brincar. Romarinho terá que se reinventar a cada jogo,  a cada dia, mas isso ele sabe de cor: os dias difíceis o tornaram mais forte.

Filipe Cirne comemora com David, Elivelto e Alcione.

Com cara de mata-mata: Ceilândia 1 x 1 Gama

O Gama começou melhor e perdeu boas oportunidades: nesta, Artur bem colocado fez a defesa
O Gama começou melhor e perdeu boas oportunidades: nesta, Artur bem colocado fez a defesa

Foi tenso como tinha de ser, foi difícil como tinha de ser. Ceilândia e Gama empataram na tarde deste sábado em 1×1, resultado que colocou o alviverde momentaneamente na primeira colocação do Campeonato Candango.

Essa foi a segunda oportunidade do Gama: Ceilândia pouco criava
Essa foi a segunda oportunidade do Gama: Ceilândia pouco criava

O Ceilândia pode tomar a ponta, mas para isso precisa vencer o Sobradinho na próxima quarta.

O jogo teve dois tempos distintos. Força de expressão ou não, o fato é que o Gama foi melhor no primeiro tempo. Não se pode dizer que o Gama dominou o Ceilândia no primeiro tempo, mas foi mais efetivo.

Romarinho poderia ter feito neste lance
Romarinho poderia ter feito neste lance

Logo no primeiro ataque, Artur foi obrigado a fazer boa defesa.  O Gama ainda teria uma boa oportunidade de abrir o marcador, mas a bola saiu mascada para defesa de Artur. 

Jogo equilibrado, times apostaram nas bolas paradas
Jogo equilibrado, times apostaram nas bolas paradas

O gol do Gama surgiu aos 42 do primeiro tempo. Potita aproveitou a indecisão da defesa alvinegra, contou com a sorte na dividida com Artur e fez 1 x 0.

Ceilândia também levou perigo nos cruzamentos
Ceilândia também levou perigo nos cruzamentos

O Ceilândia foi para o intervalo ciente que precisava mudar a atitude. O primeiro tempo mostrara equilíbrio entre as equipes. A diferença é que o Gama demonstrava ter atitude. O Ceilândia era um time passivo.

Elivelto mostrou muita disposição: obrigou goleiro a fazer grande defesa e sofreu a falta que originou o gol
Elivelto mostrou muita disposição: obrigou goleiro a fazer grande defesa e sofreu a falta que originou o gol

Veio o segundo tempo e o jogo seguia na mesma toada. Equilíbrio entre as equipes e o Gama mostrando um pouco mais de atitude. Nâo demorou muito e o Ceilândia começou a empurrar o adversário contra o seu campo de defesa. 

Dudu tem sido muito importante: hoje teve mais uma boa atuação
Dudu tem sido muito importante: hoje teve mais uma boa atuação

A posse de bola era quase que completamente do Ceilândia. O Gama deixara apenas dois jogadores avançados. Embora não criasse oportunidades claras de gol, parecia certo que o Ceilândia as criaria mais cedo ou mais tarde.

Badhuga vai ao ataque: Ceilândia pressionou e poderia ter vencido
Badhuga vai ao ataque: Ceilândia pressionou e poderia ter vencido

E não demorou. Aos 20, Alcione por pouco não empatou.  Logo em seguida, Elivelto obrigou o goleiro gamense a fazer grande defesa. Aos 31, o gol do empate. Elivelto avançou em direção à área do Gama e foi derrubado. Felipe Cirne cobrou no canto direito e empatou: Ceilândia 1 x 1 Gama.

Filipe Cirne comemora com David, Elivelto e Alcione.
Filipe Cirne comemora com David, Elivelto e Alcione.

A alegria alvinegra durou pouco. Logo em seguida o Gama teve a melhor oportunidade de gol do jogo, mas David salvou em cima da hora. 

Alcione avança contra o paredão gamense: jogo com cara de mata-mata
Alcione avança contra o paredão gamense: jogo com cara de mata-mata

Naquele momento o jogo era franco. O Ceilândia rondava a área gamense, mas também se expunha aos contra-ataques.  Aos 42 a última oportunidade: Formiga pegou a sobra e cara a cara com o gol bateu torto.

Final de jogo: empate em 1 x 1 e a certeza de que o campeonato está começando agora.

Related Images: