Tag: DF2020

DF2020: Ceilândia faz primeiro coletivo

O time de colete azul era o titular. Aos poucos conheceremos os jogadores

O Ceilândia realizou na tarde desta sexta-feira o primeiro treino coletivo na sua preparação para a estreia no Candangão 2020.

Treino muito disputado

De maneira geral a análise é positiva. Os jogadores ainda estão com as pernas pesadas e isso é muito natural. O risco de lesões é elevado. Ao menos dois jogadores queixaram-se de incômodos na musculatura.

O treino agradou quem viu, mas obviamente o time ainda está longe do ideal

De todas as coisas vistas o que mais agradou foi a intensidade do treinamento. Algo positivamente muito diferente dos treinamentos de 2019. O técnico Marcelo Conte exigiu bastante de seus comandados e os atletas corresponderam.

O time reserva deu trabalho para o time principal.

As análises técnicas são as mais importantes. Alguns jogadores  vieram bem recomendados, casos do atacante Maycon e do meia Lucas, mas foi possível ver que o time tecnicamente é bom. Falta muita coisa ainda, claro, nos aspectos físico e tático. O time tem menos de uma semana de treinamento. 

Lucas foi muito elogiado na armação do time titular.

Apesar do pouco tempo de treinamento o que mais impressionou foi a disposição dos atletas. Com a disposição demonstrada e a qualidade técnica que foi possível antever é possível acreditar em boa campanha no Candangão 2020. Foi possível até mesmo ver alguma estrutura de jogo, pouco, é verdade, mas o suficiente para ter uma ideia dos planos de Marcelo Conte.

Maycon, de azul no centro: 25 anos e muito elogiado. Treinou pouco e saiu lesionado

Amanhã, domingo, pela manhã, o Ceilândia volta novamente a treinar com bola. O time deve continuar mesclando a preparação física com as preparações técnico-tática durante a semana até a estreia contra o Unaí.

 

CEILÂNDIA SEGUE SE FORTALECENDO PARA O CANDANGÃO

Ceilândia reforça contatos fora de campo

Enquanto os jogadores realizam trabalhos físicos voltados para a estreia no Candangão 2020, o novo parceiro do Ceilândia se move fora de campo. 

Na última terça feira, o Ceilândia Esporte Clube recebeu a visita do empresário Thiago Sena, uns dos maiores empresários e conceito no ramo automotivo do litoral paulista, Thiago foi recepcionado pelo presidente Ari de Almeida e Henrique Barbosa presidente do Grêmio Barueri e atual gestor do Gato Preto.

Após firmar parceria com o clube paulista, o Gato vem se fortalecendo nos bastidores para fazer bonito no Candangão 2020.

Fonte: Assessoria de Imprensa/CEC
Foto: Divulgação

Unai vs Ceilândia EC (Previsto)

Urbano Adjuto
Campeonato Candango

 

Olimar Tesser vai ajudar na preparação psicológica do time do Ceilândia

Em busca de conquistar o título do Candango, Ceilândia contrata hipnólogo

Marcelo Conte observa o trabalho dos jogadores. Terá o apoio de um hipnólogo

Com passagens por outros clubes. Olimar Tesser foi o escolhido para ajudar o Gato Preto a ser campeão. O hipnólogo, ao contrário do que muita gente ainda acredita, não trabalha com nenhuma técnica sobrenatural ou mística (hipnose não é coisa de outro mundo). O profissional utiliza recursos comprovados cientificamente para trabalhar com os estados fisiológicos do cérebro do paciente.

O Ceilândia EC iniciou sua preparação para o Candango, após firmar parceria com o time paulista do Grêmio Barueri, apresentou a comissão técnica e parte do seu elenco, e o novo gestor Henrique Barbosa faz um aposta ousada para fortalecer o time: contratou um hipnólogo.

Olimar Tesser vai ajudar na preparação psicológica do time do Ceilândia

Olimar Tesser, ex jogador profissional e com passagens por outros clubes do futebol brasileiro na função, foi o escolhido. Ele já se apresentou no CT do Gato e começar a trabalhar na tarde desta quinta feira,16, com a intenção de deixar os jogadores mais concretados e motivados. A chegada do profissional foi aprovada pela comissão técnica.

Olimar tem métodos diferentes para ajudar os grupos com os quais trabalha. Entre eles fazer os jogadores pisarem em cacos de vidro em cacos de vidro, como no Atibaia. Paulista de Jundiaí e Portuguesa foram outros clubes que recorreram ao trabalho dele.

Nesta quinta feira as 16h, no CT do Gato, Olimar irá palestrar ao elenco e iniciará os trabalhos com o grupo.

Fonte: Assessoria/CEC
Foto: Divulgação

Federação muda datas e horários de jogos do Ceilândia

Marcelo Conte tem pouco tempo de trabalho até a estreia

Enquanto o Ceilândia corre contra o tempo na sua preparação para o Candangão 2020, a Federação de Futebol do Distrito Federal fez alteração nos jogos de 3a e 4a rodadas.

O jogo contra o Brasiliense, válido pela terceira rodada, foi alterado para o dia 12 de fevereiro, 15:30, no Serejão. Com isso o Gato Preto ganha uma semana de trabalho entre o jogo contra o Real, válido pela segunda rodada e contra o Gama, válido pela quarta rodada. 

Pouco tempo para aprimorar a parte física e preparar tecnicamente

Essa semana de trabalho é muito bem vinda para o técnico Marcelo Conte e seus comandados. Já o jogo contra o Gama, inicialmente previsto para o domingo, dia 9, foi antecipado para o sábado, 8 de fevereiro, 15h30 no Abadião.

Enquanto isso o Ceilândia continua trabalhando forte na sua preparação. O elenco já está praticamente completo, faltando a chegada de um ou outro jogador. 

Ceilândia confirma participação no Candangão 2020

As duas torcidas fizeram uma grande festa, mas a Camisa 13 cantou o jogo inteiro
Torcida recebe a notícia com misto de alegria e preocupação.

Veja a nota oficial do Ceilandia Esporte Clube:

O Ceilândia Esporte Clube vêm a público comunicar que :

1- O Ceilândia Esporte Clube lamenta a falta de compromisso de parte da imprensa com o nosso futebol.

2 – Neste momento de indefinição, não só do Ceilândia Esporte Clube mas também de outras equipes, a Federação de Futebol do Distrito Federal, entidade de representação dos clubes do DF, em momento algum se preocupou com o seu filiado.

3- Durante esse momento de indefinição sobre o futuro do Ceilândia Esporte Clube, vários especuladores nos procuraram, aventureiros, sem o menor compromisso com o futebol. Ressalva-se que algumas pessoas sérias também o fizeram, mas que os projetos apresentados não se adequavam às demandas necessárias para formação de uma equipe profissional.

4 – Admite-se que os acontecimentos deixam claro e evidente que o caminho que o Ceilândia Esporte Clube traçou é equivocado, devendo ser urgentemente revisto. Com o inflacionamento do campeonato por parte de algumas equipes, ficou inviável para a maioria montar equipe competitiva. Incumbe a essas equipes a formação como forma de se manter e não de disputar.

5 – Por fim, em respeito primeiramente a história do Ceilândia Esporte Clube, uma das equipes mais tradicionais do FUTEBOL local, àqueles que fizeram essa história e aos torcedores de verdade do nosso alvinenegro, o time do gato, e esperando que não tenhamos novos acontecimentos que nos obrigue a ter que recuar, informamos que a apresentação do Ceilândia Esporte Clube para disputa do certame ocorrerá até o dia 13/01/20, com portões fechados, sem acesso da imprensa e especuladores

Ceilândia, 08/01/2020

Ari de Almeida
Ceilândia Esporte Clube

Ceilândia não terá apoio de seu torcedor contra o forto Luverdense

Candangão 2020: Definição fica para 20 de janeiro

Ceilândia não terá apoio de seu torcedor contra o forto Luverdense
Torcida aguarda solução para o impasse. Havendo preto e branco em campo, estará lá.

Tem sido um longo caminho, cheio de idas e vindas, mas a definição se o Ceilândia vai ou não disputar o Candangão 2020, segundo informado pela presidência do alvinegro, deve ficar para o dia 20 de janeiro.

Nos contatos mantidos com o CeilandiaEC Torcedor a direção afirmou estar levando tudo com muito cuidado.  A data fica a uma semana antes da estreia e aparentemente foi fixada para dar tempo ao parceiro para que se organize dentro e fora de campo.

A direção do Ceilândia estava firme no propósito de não participar do Candangão 2020 como meio de arrumar as finanças do clube. Sabia que não disputar poderia ser um caminho sem volta. Muitas propostas de parceria foram surgindo e logo descartadas.

O Presidente Ari de Almeida informou estava aberto a parcerias, mas que a ideia era fechar as portas para eventuais problemas. Sabia que toda proposta trazia e traz consigo um risco inerente. Não existe parceria livre de risco. A ideia é minimizar os riscos.

Ari disse ao CeilandiaEC Torcedor que ao longo do tempo o caminho mostrou-se mais difícil que o imaginado. O certo é que aparentemente o Ceilândia encontrou  uma parceria que em tese lhe garante o menor número de problemas possíveis: jogadores contratados e mantidos pelo próprio parceiro. Com isso o time se blinda contra problemas trabalhistas, mas ainda assim não estaria blindado de eventuais problemas.

Até o último instante em que manteve contato com o CeilandiaEC Torcedor o presidente do Ceilândia encontrava-se inseguro. Havia razões para isso.  As parcerias às vezes não dão certo e em vez de resolver um problema você arranja outro. 

O risco de não disputar o Candangão 2020 ainda existe. A dúvida agora é se os parceiros são suficientemente confiáveis para levar a parceria a bom termo. Por ora, resta aguardar a solução.

Nota do Ceilândia: Suspense sobre Candangão 2020 continua

Vilson, Ari e Almir: Dias difíceis… 

No mundo real, todos sabem que uma nota oficial tratando de uma negociação em andamento é feita para dizer tudo, menos o que realmente está ocorrendo. Uma negociação envolve interesses antagônicos: cada parte procura fazer o negócio que melhor atenda aos seus interesses. O segredo é a alma do negócio, dizem.
A nota divulgada pela direção do Ceilândia reforça, contudo, algumas certezas. A mais importante  é que o Ceilândia não tem condições de, por si só, disputar o Candangão 2020. A direção sonhava com um crédito a receber. Esse crédito não veio. O clube não conseguiu quitar a folha de pagamentos de 2019 e o time passa por uma enxurrada de ações judiciais. 

Em janeiro, Beni assistiu o jogo contra a Anapolina ao lado de Vilson (Gama) e Almir de Almeida
Em janeiro de 2016 Beni já previa enormes dificuldades em 2019. 

O CeilandiaEC Torcedor acompanha de longe. O Ceilândia é uma sociedade empresarial limitada. Em outras palavras, é uma sociedade privada e escolhe quando e como prestar contas do uso do nome da cidade.
Há poucas informações. Não se sabe quem seria o parceiro carioca, nem termos de um eventual acordo. Não se sabe a data limite para eventual acordo. Sabe-se que se o Ceilândia desistir, voltaria a jogar somente em 2021, na segunda divisão local. Um triste fim, para uma história recente tão bonita.
O CeilandiaEC Torcedor faz o que faz há 20 anos nesta página de internet. Muito antes das modernas mídias sociais. O CeilandiaEC torce para que os milagres continuem acontecendo num futebol que não se sustenta.
Nisso, o que pensamos ou deixamos de pensar tem pouca ou nenhuma utilidade. Abaixo, a nota divulgada.

A DIREÇÃO DO CEILÂNDIA ESPORTE CLUBE VEM A PÚBLICO ATRAVES DESTE INFORMAR :
1) Em assembleia decidiu – se facultar a diretoria executiva decisão de cumprir ou não as atividades programadas pelo departamento de FUTEBOL em 2020, qualquer decisão será aceita pela assembleia.
2- A possibilidade de não disputar as atividades de futebol profissional no ano de 2020 é existente .
3 – o Ceilândia esporte clube concentra- se suas energias em colocar em ordem as finanças do clube, quitando suas dívidas com funcionários, fornecedores e impostos.
4- No momento vem ocorrendo algumas conversas muito tímidas em fomentar uma parceria visando o calendário futebolístico, em todas as suas categorias para 2020, porém não é a prioridade.
5 – O Ceilândia esporte clube não assinou o contrato com a TV Brasília, mesmo sem haver feito uma discussão mais profunda, o modelo apresentado não ajuda em absolutamente nada o futebol do DF.
6- Sem o devido debate sobre o desenvolvimento do FUTEBOL do Distrito Federal, suas políticas e relações institucionais, fica muito difícil avançarmos. Um debate com esses tema se faz necessários.

7- Qualquer outra informação é mera especulação.

Brasília- DF, 28/11/2019

 

Profissional: Muitos boatos, mas a verdade começa aparecer amanhã

Muitos boatos envolvendo a parceria Ceilândia x Legião.

O CeilandiaEC Torcedor recebeu diversos contatos procurando saber o que será do Ceilandia Esporte Clube em 2020. Pacientemente explicamos que o CeilandiaEC Torcedor é torcedor, apenas isto. Nada sabemos.

De qualquer forma procuramos saber da direção algo de concreto para 2020. A resposta é a de que não há nada que possa ser publicado por agora. Faz algum sentido e esperamos.

A falta de informações faz girar a máquina da boataria. Em programa esportivo de rádio chegou-se a mencionar que o Ceilândia se licenciaria. É pouco provável. Ouvimos essa versão no Bezerrão também. 

Ceilândia é um time seguro de suas qualidades: no futebol cada jogo é diferente
Ceilândia ainda indefinido para 2020

Também no Bezerrão ouvimos que o Ceilândia viria com um time de meninos e que Adelson seria o treinador. Essa não deixa de ser uma boa notícia, até porque sabemos que Adelson de Almeida transformaria esses meninos em um time competitivo.

A última e mais insistente versão é a de que o Ceilândia firmaria uma parceria com o Legião.  O leão se vestiria de gato.

Como dito, nenhuma informação é oficial. Meras especulações. Amanhã já começaremos a ter uma visão mais clara dos planos para 2020.

Presidente Ari de Almeida: time forte e muitos sonhos

Candangão 2020: Arbitral dará pistas sobre o Ceilândia

Presidente Ari de Almeida: time forte e muitos sonhos
Presidente Ari de Almeida:  Nada se sabe sobre o Ceilândia

Pouco ou nada  se sabe sobre como o Ceilândia se prepara para o Candangão 2020.  As notícias que se tem são  que o Gato Preto passa por uma crise financeira que lembra muito os anos 94 do século XX. O mesmo ocorreria com o Sobradinho.

Dos times tradicionais do DF, apenas o Gama tem melhores perspectivas para 2020,  mas também passaria por dificuldades financeiras.  Fora disso, o futebol do DF se resumirá a times de empresários (Brasiliense, Real e Capital), times do entorno e que contam com suporte das prefeituras (Unaí, Formosa e Luziânia) e novatos como Paranoá e Taguatinga. O último time é o Ceilandense que tem sua história ligada a tudo que ocorreu em 1993 e 1994.

Algumas informações tem chegado ao CeilandiaEC Torcedor, mas são contraditórias. Por essas razões é melhor esperar pelos movimentos da assembléia do dia 20.

Até lá, apenas expectativa.